Não posso acreditar!

sábado, 30 de Abril de 2011

Como é possível o voleibol não ser campeão depois da brilhante época que fez? Como é possível ter abanado desta forma nos momentos cruciais? Triste sina, esta. Esta derrota custa muito a encaixar.

Para quem, como eu, vibra bastante com o voleibol, assistir a este jogo pela televisão doeu bem mais do que os festejos do foculporto na Luz. Só quem é um apaixonado pelas modalidades é que percebe isto.

Um grande abraço para o Professor José Jardim.

Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus

Hipótese 1:

Eu tenho um excelente produto. Um produto cobiçado por outros. Espero pacientemente que os outros se dirijam a mim com propostas. Os outros são muito mais ricos mas têm que vir até mim. Comer na minha mão. O produto é meu, estou na minha casa. A vantagem negocial é minha. Encareço o produto.

Hipótese 2:

Eu tenho um excelente produto. Um produto cobiçado por outros. Desloco-me a casa dos outros para escutar as suas propostas. Os outros são muito mais ricos e eu vou até eles. Comer-lhes à mão. O produto é meu, mas não estou em casa. A vantagem negocial é deles. Empobreço o produto.


Não é preciso ter um curso superior em Economia/Gestão/Contabilidade ou outra coisa qualquer relacionada com dinheiro para perceber qual é a melhor hipótese. Isto e tão básico que faz parte do b-a-bá de qualquer negócio. Então será o presidente do Benfica burro e com pouco habilidade negocial? Não, longe disso, ninguém amealha uma fortuna pessoal tão grande com burrice e falta de jeito para os negócios.

A questão é que o Benfica não respira a saúde financeira que nos tentam impingir, o Benfica precisa desesperadamente de vender com regularidade para ter liquidez. Precisa de dinheiro a pronto, em caixa. A banca sabe disso e, de uma forma muito inteligente, faz com que os outros clubes também saibam. E assim é fácil perceber o porquê de as cláusulas não serem batidas, o porquê de jovens jogadores serem envolvidos nos negócios quando precisamos de alternativas para o imediato e não para o futuro, o porquê de sermos presa fácil de empresários sem escrúpulos (tipo Kia). O porquê de uma equipa campeã que maravilhou a Europa ir ser desmantelada em dois anos.

Porque, com a corda ao pescoço, somos sempre a parte mais fraca em qualquer negociação. No mundo dos que negoceiam com milhões e milhões de euros, o desespero cheira-se à distância. O rotundo falhanço na Champions e as bilheteiras fraquíssimas desta época vieram agudizar ainda mais a situação. Basta analisar os contornos da saída do David Luiz, a forma como foi vergonhosamente empurrado para fora do clube no Verão passado (espero que um dia ele conta a história toda), e como voltaram à carga em Dezembro e lá conseguiram os seus intentos. Basta dar uma vista de olhos nos relatórios e contas para perceber a dimensão do problema. Só não vê quem não percebe nada disto ou quem não quer. Os primeiros têm desculpa, os outros não.

Começar bem

Três primeiros períodos fantásticos, do tipo "sócio, estou concentradíssimo" e um quarto e último período de relaxamento, deram uma vitória incontestável ao Benfica. A jogar assim, principalmente a defender com esta qualidade, a Académica não tem equipa para nós.

O Chandler precisa de muito treino defensivo, às vezes é uma autêntica passadeira encarnada para o adversário. O Elvis esteve fortíssimo nas tabelas e o ressurgimento do Diogo Carreira é um trunfo importante neste final de época.

Heshimu, então, homem? Não há pontos, não há ressaltos... 'Tá a acordar, fazes falta!

Resumo do jogo aqui.

Segundo jogo da meia-final no domingo, 15h30m. Boa hora para se ir ao pavilhão apoiar a equipa, digo eu.

A época ainda não acabou

sexta-feira, 29 de Abril de 2011

É certo que os jogadores não estiveram inspirados o suficiente para uma meia-final, mas com uma pontinha de sorte o resultado poderia ter sido outro. Desinspiração e azar no mesmo jogo dá quase sempre derrota. Quando a esta combinação ainda adicionamos um adversário mestre na versão catenaccio do futsal...

Espero que não se comece com o irritante histerismo púbere de pedir a cabeça do treinador e colocar toda a época em causa, mas da maneira que as coisas andam isso não me espantaria. O Paulo Fernandes ainda tem uma Taça e um Campeonato para vencer.


P.S. Em que inóspito local decorrerá o evento no próximo ano? Nas Galápagos? Bem, pelo menos os pinguins devem ser mais efusivos do que o público cazaque.

Vermelho e Branco

Mais uma dor de cabeça

Ainda não tinha conseguido perceber a questão da acumulação de amarelos na Liga Europa. Há quem diga que limpam na passagem para as meia-finais e há quem diga que não limpam. Mas hoje li num jornal que o Moutinho tentou levar um amarelo ontem nos minutos finais e que como não conseguiu provavelmente não vai ser titular no jogo em Espanha para assegurar que não falha a final.

Ou seja, se o Benfica for à final, espero bem que o Maxi, o Javi e o Martins não levem amarelo no duelo durinho e bem quente que se prevê na pedreira. Aliada à praga de lesões, só mesmo uma praga de suspensões para piorar as coisas.

Dublin com passagem por Braga

Mais que nunca quero ir a Dublin.

Ter a oportunidade de lutar com o nosso adversário mais forte, em campo neutro, com árbitro isento e ver, numa batalha até à exaustão, quem efectivamente consegue ser melhor que o outro é tudo o que ambiciono para o resto da época.

Se os Benfiquistas estiverem com receio deste desfecho, um jogo com o Futebol Clube do Porto em Dublin (em Dublin será o FCP e não o foculporto...), então efectivamente uma parte da essência do benfiquismo que devia residir neles já morreu, o que é muito triste.

Eu sou daqueles que acredita que não temos nada a perder indo à final com o nosso maior rival. Aliás, alinho pela maioria que pensa inclusíve que eles têm "obrigação" de ganhar, pelo que estão a jogar. Por isso, vamos a ela. Invadamos Braga, invadamos Dublin e ajudemos a nossa equipa a conquistar este trofeu.

"Ai mas se perdermos seremos para sempre gozados, e tal...". Se perderemos será a confirmação de que este ano eles foram melhores, em tudo, mas também dentro de campo. Se ganharmos, ganhamos. É à Benfica - o nosso destino ainda é o de vencer...sempre.

Ou será admissível a quem se diz Benfiquista o pensamento de preferir perder a oportunidade de derrotar o FCP, assolados pelo medo de perder com eles mais uma vez?

Ai, vai sair... Ai, vai sair... Mas por que raio não pode ficar?

Tenho um futuro espectacular à minha frente. Tenho 5 anos de contrato com o Benfica, o que é que posso querer mais?

Mais um grande jogo (meteu Alan no bolso com uma pinta do caraças) e mais umas grandes declarações.

E apesar de quase toda a gente estar resignada com a sua saída no final da época, eu não consigo fazer o mesmo. Lamento. Não me resigno a ver um jogador fabuloso, seguramente um dos melhores defesas esquerdos de sempre da História do Benfica, e que adora estar no clube, sair de uma maneira tão pacífica.

De uma forma que ainda não consegui perceber muito bem, conseguiu-se transformar isto numa inevitabilidade, numa fatalidade, numa trapaça cruel de um destino que há muito está escrito e não pode ser alterado. Pode. O Coentrão é um menino de 23 anos que pode e deve ficar no Benfica mais tempo. A história dele no Benfica ainda só agora está a começar e já lhe estão a arranjar um final. Um final piroso, como daqueles filmes que parecem prometer muito mas que acabam de maneira completamente idiota. Eu não quero esse final. Quero outro. Um que faça sentido. Estou farto de coisas sem sentido no Benfica.

Afinal o Benfica é ou não é dos sócios? Só por brincadeira, experimente-se fazer um referendo para ver quantos sócios quererão que o Coentrão saia. Assim de repente, só me lembro de dois ou três, e estão todos na administração da SAD. O problema é o dinheiro? Vendam outros jogadores que andam no relvado a coçar a micose ou outros para quem tanto faz estar no Benfica como estar no Terek Grozny a encher os bolsos de rublos, parem de fazer contratações imbecis como Menezes e Patrics, reduzam a folha salarial das carradas de emprestados a ganhar balúrdios como Zoros e Jorges Ribeiros. Avancem com o naming do estádio. Apertem os tomates ao Oliveira. Arranjem um patrocinador pessoal para o Coentrão. Vendam rifas nas escolas. Vão pedir para a porta das igrejas. Vão à noite para o Intendente ou para o Parque Eduardo VII. Desemerdem-se.

Mas mantenham os bons e que querem cá ficar, porra! É para isso que aí estão. Vender craques qualquer um faz, até o senhor Anacleto da mercearia ali da esquina.

Gostava de ser europeu

Tivemos um árbitro de outro país e foi uma partida limpa. É diferente da liga portuguesa, diz Javi García.

De facto, não é todos os dias que um adversário do Benfica vê um cartão amarelo logo aos cinco minutos de jogo. Normalmente pode dar três ou quatro castanhadas antes de um árbitro português o ir avisar para ter calma. Se o jogador persistir na porrada, lá para a quinta ou sexta falta acaba por ver o amarelo.

Ah, como eu gostava que Portugal pertencesse à Europa...

E sem dentes?

Como quase sempre, cheguei a casa e vi a gravação do jogo.

O Nuno Luz é tipo uma coisa que... do género de... faz lembrar... hmm... um filho da puta?

E o mais incrível é que ainda tem a dentição completa!

Estoirados

quinta-feira, 28 de Abril de 2011

Não percebo nada de preparação física mas para mim é incompreensível que uma equipa que ultimamente anda a ser poupada nos jogos do campeonato esteja tão mal fisicamente.

O Saviola é o melhor exemplo disto. Sem velocidade, sem reacção, apático, até os domínios de bola mais simples consegue falhar. É confrangedor vê-lo em campo.

Onze Benficas



Mais do que os nomes ou a táctica, hoje o importante é ver Benfica em campo. É honrar a nossa História. É perceber o que significa representar este clube. É acreditar que até o mais inapto dos jogadores pode fazer maravilhas com aquela linda camisola vestida.

Que os onze homens que entrarem mais logo em campo sejam, cada um de igual modo, a encarnação do que é ser Benfica. Que haja onze Benficas humanos no relvado a lutar pelo Benfica incorpóreo.

Carrega!

Hoje não há Xistra e outros que tal

Árbitro escocês... Futebol britânico, duro mas leal. E quando não é leal os árbitros não perdoam.

Quero ver se hoje os jogadores da filial vão recorrer à violência animalesca e à simulação descarada, como fazem sempre que jogam contra o Benfica.

Par de meias




Eu estava lá, algures naquela imensidão de benfiquistas.

E hoje, quase 20 anos depois, há mais.

Virar a página

Impressiona-me a volatilidade com que a equipa de andebol do Benfica vai alternando as suas exibições. Ora fazem um jogo esplêndido, ora fazem um jogo horrível. Se jogassem sempre muito mal, o problema estaria decerto nos jogadores, que seriam demasiado fracos para representar o clube. Mas isso não acontece. De vez em quando os rapazes fazem grandes exibições. O problema será, então, outro.

Eu espero sinceramente que quem gere o andebol não fique refém da epopeia que foi assegurar a contratação do Professor José António Silva e que coloque os interesses do Benfica acima de tudo.

Grande boi!

quarta-feira, 27 de Abril de 2011


Este troglodita simiesco arrumou de vez com as hipóteses de o Benfica embolsar mais um milhão de euros.

Seria a tal "fina ironia"

Existe a sensação de que um duelo ibérico entre Benfica e Villarreal daria maior dimensão europeia [à final] e é certamente a preferência em termos de audiência televisiva.

Existe alguma preocupação no seio da organização perante a possibilidade de a final do dia 18 de Maio ser um assunto entre dois clubes do mesmo país.


Em 2009, a Uefa quis uma final Ronaldo vs Messi para encher os cofres e, como devem estar recordados, conseguiu-o graças ao senhor Tom Henning Øvrebø. A arbitragem do Chelsea-Barcelona é um autêntico manual de instruções do que é uma encomenda.

Este ano, parece que a Uefa não quer duas equipas do mesmo país na final da Liga Europa. O que é óbvio, se isso acontecer a final vai ser um fiasco em receitas televisivas. Será que o foculporto vai provar do seu próprio veneno?

Cheio, repleto, à pinha, a abarrotar

Depois das borlas contra Estugarda e PSV, o facto de eu ainda não ter recebido nenhum SMS do Benfica a oferecer bilhetes para o jogo de amanhã é um indicador que a venda de bilhetes deve estar a decorrer de forma normal para uma meia-final de uma competição europeia.

O estádio tem que estar completamente cheio, nem se pode colocar outra hipótese. A filial de Braga não é certamente a típica equipa de renome, recheada de craques, que se espera encontrar numa meia-final, mas nem que o adversário de amanhã fosse o Omonia Nicósia isso teria importância. O cerne desta questão é que é o Benfica que está na meia-final. O resto não interessa rigorosamente para nada.

Mesmo que amanhã o Benfica vença (sem golos sofridos, de preferência), como todos nós esperamos, bastará uma cadeira livre para o benfiquismo ter saído derrotado.

Perito em imbecilidade

O facto de residir nas ilhas britânicas confere-lhe um estatuto que sendo português seguramente não teria, ou quiçá porque é da terra dos homens de saia talvez isso o ajude...

O que dizer desta apreciação de Jorge Coroado ao árbitro escocês que vai estar amanhã na Luz?

Cada vez que me lembro que esta figurinha foi ouvida como perito em arbitragem no processo Apito Dourado, até me arrepio.

Alma à Benfica

Estive lá cinco anos, mas em dois andei a apanhar bonés. Não é como agora, que joga qualquer um. Tínhamos de ir subindo e mostrar alma à Benfica. Quem não a tivesse era posto de parte e quem não fosse convocado não podia amuar.

Entrevista interessante, do Nelinho.

Não posso deixar de pensar que se hoje em dia só jogasse quem tivesse "alma à Benfica", muito provavelmente não teríamos onze jogadores para apresentar no relvado. The wind of change...

É que é mesmo a altura indicada para isto...

terça-feira, 26 de Abril de 2011

Isto de se chegar a uma meia-final de uma competição europeia e as atenções de inúmeros benfiquistas estarem centradas no debate (alimentado de forma inteligente pela comunicação social, diga-se) em torno de qual dos três guarda-redes deverá ser o titular, quase de certeza que é um recorde do Guiness... de estupidez.

Continuam os tiros nos pés.

Desta vez o Hulk portou-se como um ser humano





Já o Sapunaru voltou a arranjar confusão com os stewards e o Fernando fez uso da sua célebre patada, que costuma utilizar durante os jogos e que, para os mais esquecidos, pudemos ver na época passada contra a manga do túnel da Luz, como se pode constatar aos 0:33 do seguinte vídeo:

Não chegar perto

Não podemos chegar perto do árbitro. O Aimar viu o cartão amarelo no jogo com a Naval, na Figueira da Foz, por se limitar a falar com o árbitro.

O Luisão menciona uma coisa muita importante, que os jogadores sentem como ninguém e que até acaba por ser um pouco secundarizada pelos adeptos face aos penáltis, foras-de-jogo, entradas duríssimas de rivais, faltinhas irritantes a meio-campo que matam o caudal de jogo, etc, etc, etc: o diálogo em campo com a equipa de arbitragem.

No caso particular do Benfica, geralmente este diálogo acaba por traduzir-se em qualquer coisa parecida com: aproximas-te do árbitro ou do fiscal de linha para dizer qualquer coisa e levas um amarelo que até saltas.
Dá ideia de que os jogadores do Benfica têm uma ordem judicial para não se aproximarem do árbitro e que quando infringem a lei são imediatamente punidos.

No caso de outras equipas, há corridas atrás do árbitro, cercos ao árbitro, insultos visíveis até pela televisão, peitadas, etc. Dá para tudo. Porque depois há envelopes e putedo para compensar.

O futebol português é realmente um mundo à parte

É comparar esta notícia com os habituais festejos de jogadores do foculporto sempre que vencem alguma coisa.

Pedidos de desculpa? Castigos da Federação? Pois sim...

Capitão

segunda-feira, 25 de Abril de 2011

Regressado de umas retemperadoras mini-férias, queria só dizer isto:

O Luisão é muito maior do que o 1,92m (ou 1,93m?) que tem no B.I..

Ganhámos!

domingo, 24 de Abril de 2011

Só uma nota rápida, mesmo fora de casa, para mais um título ganho, que é o que nos move.

Força Benfica!

Vamos por um lindo caminho, vamos

sexta-feira, 22 de Abril de 2011

O segundo golo, com a deslocação do Hulk, precipitou ainda mais a situação, marcando sobretudo a força anímica do Benfica. O FC Porto foi, sobretudo na segunda parte, sempre superior ao Benfica.

Não há dúvidas que houve demérito do Benfica de não se ter organizado como equipa colectiva. Eu bem sei que sofrer um golo abate a equipa, mas tem de estar preparada para estas situações.



Quem terá sido o abjecto benfiquista que proferiu tamanha alarvidade? Quem?! Que benfiquista ignóbil é que, apesar de mencionar o golo irregular, ousa reconhecer mérito ao foculporto? Como é possível tal coisa?! Quem é que é capaz de uma crueldade destas para com o nosso Benfica? Como se atreve?! Que desfaçatez! Expulsem-no de sócio! Ó da guarda! Ó da guarda!

Ah, foi o José Augusto, bicampeão europeu, três vezes vice-campeão europeu, oito vezes campeão nacional e três vezes vencedor da Taça de Portugal... Hmm... Se calhar... Não, ele nunca me enganou! Ele não é benfiquista. Ele criticou o Benfica. Não pode ser benfiquista. Um benfiquista não critica o Benfica. Um benfiquista não elogia o foculporto. Antes morrer! Expulsem o José Augusto de sócio!


Infelizmente, deve haver mesmo gente (e aqui o uso da palavra "gente" é francamente forçado) que pensa assim.

Desde há sensivelmente dez anos para cá, a realidade do Benfica tem vindo a ser dicotomizada a uma velocidade assustadora. Ou sim, ou sopas. Ou se ri, ou se chora. Ou se está dentro da manada, ou se é um alvo a abater. Isto preocupa-me. Isto não é Benfica. Um clube que tanto fez no combate à ditadura neste país, não merece, aliás, não pode caminhar placidamente nesta direcção. Apesar da minha insignificância, isto é algo que sempre combaterei com todas as minhas forças.


A propósito do José Augusto e da falta de tolerância e valores que vai grassando na massa adepta do Benfica, deixo aqui um pedaço de nojo imundo e repugnante datado de 2008. E não tenham dúvidas de que estes espécimes de escória humana têm crescido a olhos vistos no seio da família benfiquista. E isso, a mim, dói-me bem mais do que ver o foculporto festejar na nossa casa. Incomparavelmente mais.

Desculpa, José Luis, não é nada contra ti

quinta-feira, 21 de Abril de 2011


O rapaz da foto é o menor culpado no meio de tudo isto (quase nem sequer joga, coitado) mas decidi pegar nele para ilustrar o que foi o planeamento desta época do Benfica.

Estávamos em Janeiro, com o mercado aberto, sem alternativas válidas no plantel para as posições de Maxi, Gaitán e Salvio, e quem é que se comprou? O José Luis, que vale zero e nem sequer conta para o treinador.

E não me venham com tretas de que está a adaptar-se e mais não sei quê, porque na mesma altura na época passada chegaram o Airton, o Éder Luis e o Kardec e todos eles tiveram os seus momentos e, de alguma forma, reforçaram o plantel. Muito ou pouco, Jesus acreditava neles quando eles chegaram e foram tendo hipóteses de jogar. Já o José Luis...
E também não me venham com tretas de que ainda vou engolir as minhas palavras e que o José Luis vai demonstrar o seu valor e outros delírios desse género, porque a verdade é que este jogador não vale um caracol e muito provavelmente na próxima época já não mora cá. Só para dar um exemplo, o Portimonense, que vai em último no campeonato, tem um extremo esquerdo incomparavelmente melhor do que este rapaz. Há que acabar de uma vez por todas com este tipo de pagas de favores a empresários, como foi o caso do Andrés Díaz no negócio do Di María.

Continuando... Quando jogamos na máxima força temos um belo onze inicial (estou a contar com Salvio, claro), mas olha-se para o banco e vê-se Jara, Martins, Airton e... mais nada. Quando falha um titular a coisa complica, quando falham dois complica ainda mais. Quando, por um azar dos diabos, esses dois são os tais que já em Dezembro se sabia que não tinham concorrentes no plantel, acontece o que se viu ontem. Uma equipa confrangedoramente banal. E com a lesão do Maxi também já tínhamos visto que a solução de recurso do Jesus é colocar lá o Airton. Acho que isso diz tudo sobre a profundidade deste plantel.

Uma equipa que joga num esquema em que as alas são fundamentais e que para essas quatro posições tem apenas Maxi, Coentrão, Gaitán e Salvio num patamar de qualidade elevado, quer o quê? Milagres? Sejamos humildes e olhemos para o foculporto, que tem Hulk, Varela, Cebola e James para as asas do ataque. Quatro jogadores para duas vagas, como mandam os livros (e ainda o cepo do Mariano para alguma eventualidade). Custa assim tanto fazer isto?

E é óbvio que a lesão do Amorim foi um rude golpe porque ele podia jogar em qualquer posição à direita (ou até no miolo) mas, mais uma vez, em Dezembro já se sabia que a época tinha acabado para ele... Não se fez nada para tapar esse buraco. O único buraco que se tapou no mercado de Inverno (e que nem sequer deveria ter sido aberto) foi o do David Luiz e se o Nantes não tem forçado a barra o Carole ainda não estaria cá.

Planeiem a próxima época em condições, é já só o que peço. Há várias lacunas no plantel, muito jogador ali sem qualidade para jogar no Benfica e também há outros que, embora tenham qualidade, já não têm a cabeça por estes lados. Arrumem a casa. E deixem-se de negociatas obscuras do género da do José Luis!


P.S. A equipa já está debilitada e se, ainda por cima, se mete o Aimar no banco num jogo em que entramos a ganhar 2-0 e o sucesso passa por uma boa gestão da posse de bola... Aimar teria sido fundamental num jogo com estas características mas entrou precisamente quando o Benfica tinha que correr atrás do prejuízo. Esta não, Jesus.

P.S.2. Moutinho fez um jogo extraordinário e foi o grande motor do foculporto mas... andava sempre solto de marcação, livre como um passarinho. Assim é um bocado mais fácil, caraças! Julgo que toda a gente viu isto. Menos quem de direito. Inconcebível!

Arautos da desgraça

Deixem-se de merdas, insultos e insinuações, apoiem o clube até ao final da época.

Claro que estou farto de ver discursos e resultados à Sócrates no nosso Benfica deste ano, mas é este o Benfica que tenho de apoiar até ao fim.

Quando isto acabar em Maio, esperando que melhor do que começou, discutam positivamente como podemos melhorar este desempenho até à data mediocre, mas por amor da santa, façam acontecer.

Depois de um ano à Benfica não podemos ter mais uma década de desilusões e cabe-nos a todos nós encontrar os problemas e agir para termos de novo o clube no caminho certo, com estes ou outros dirigentes.

Não venham é para aqui escrever que querem que o Braga vos elimine, por favor, que isso dá no mínimo náuseas a quem é do Benfica.

Não é magia, é realidade

O Benfica joga bem e sente-se confortável a asfixiar o adversário.

O foculporto joga bem e sente-se confortável a circular a bola, a sair para o contra-ataque e a asfixiar o adversário.

Nós sabemos um truque, eles sabem três. Jesus tem que aprender mais truques porque o público mais atento e exigente já percebeu como se faz o único que ele apresenta.

Apesar de estar a falar em truques, estes resultados não aparecem por acaso nem mesmo por artes mágicas. Convencermo-nos disso e refugiarmo-nos única e exclusivamente nas arbitragens é um erro crasso.

Problemas

Estive a evitar vir aqui debitar mais "coisas", para não correr o risco de começar a disparatar. Mas não consegui.

Há certos problemas, a meu ver, que nos devem preocupar enquanto benfiquistas, a saber:

- falta de atitude e medo evidente nos jogos contra os azuis. Eles motivam-se quando jogam contra nós, usando tudo e mais alguma coisa para se entusiasmarem; os jogadores e equipa técnica do Benfica servem-se de qualquer merdinha para entrarem borrados. Resultado: derrotas e mais derrotas ao longo dos anos.

- conivência de LFV perante tudo o que de mal têm feito ao Benfica e, pior, apoio no início da época a quem todos olhámos de soslaio (Fernando Gomes na Liga).

- ainda com LFV, confusão entre interesses pessoais e interesses profissionais. Ele deve estar a marimbar-se, por exemplo, se, ao criticar o Braga, está a melindrar o presidente daquele clube.

- alguns dos responsáveis pelo mal que grassa no futebol português continuam a sentar-se nas cadeiras do Estádio da Luz. Inadmissível.

- descer ao nível dos azuis, num jogo de troca de comunicados. O Benfica não tem que ser metido no mesmo saco. O Benfica tem que os deixar falar até se cansarem.

- o papel do Rui Costa tem que ser muito bem esclarecido. LFV não é director desportivo, o que se pode comprovar pelo falhanço na substituição de Ramires, entre outros.

- há que parar com as contratações inexplicáveis. Haja critério. Se não há dinheiro para comprar um jogador bom por 15 milhões, não se pode depois desbaratar 20 milhões em 4 ou 5 jogadores duvidosos e desconhecidos.

- Jesus tem que parar para pensar. Não está no Braga, em que perder contra os azuis é normal e impõe-se. Jesus está no Benfica e, enquanto ele não perceber isso, será difícil manter o apoio da maioria. Perder 4 jogos contra os azuis num ano e sofrer mais de 10 golos deixa marcas e não pode ser olvidado.

- em época de crise, é com grande sacrifício que muitos adeptos vão ao estádio certamente. Retribuir-lhes com falta de empenho e de atitude é um convite a que estas pessoas se desprendam do apoio "in loco" e se alapem no sofá.

Gostava muito de estar enganado, mas parece-me que a época acabou aqui. Venha a próxima, se possível, com cabeça.

Vergonha

quarta-feira, 20 de Abril de 2011

Apenas direi que ou mudamos a atitude dentro de campo quando jogamos contra aqueles merdas, ou seremos sempre segundos.

Jogar para segurar o resultado? Que é isso?? Dar a iniciativa no nosso estádio? Desculpem, mas não.

Se este era o jogo do ano, a atitude foi muito fraca.

O rapazinho pode ser o moço dos powerpoints, mas esta época chegou e sobrou para o mestre da táctica.

E enfiar a bandeira nas nalgas?


Muito sinceramente, estou mais preocupado com este indivíduo do que com o Xistra. Já são lances a mais, principalmente foras-de-jogo, a errar sempre para o mesmo lado ao longo dos anos, sendo o apogeu o golo do Petit ao Baía.

Sim, aquilo foi golo. Aliás, um golão!

Sem Alas, com dúvidas

Sem os nossos 2 extremos, como abordar o jogo de logo?

Um pivot defensivo, para conseguir equilibrar a luta do meio-campo, com Martins e Peixoto como interiores?

Duplo pivot defensivo, juntando Airton a Javi?

Jogar como habitualmente temos jogado na Luz ou jogar em função das forças deste rival?

Quero, mais que nunca esta época, que Jesus acerte na preparação deste jogo... Carrega Benfica!

Queixas de barriga cheia

... apesar de ambos os clubes terem queixas do juiz (o Benfica pela expulsão polémica de Javi García com o Braga que ditou praticamente o adeus ao título; e o FC Porto pela expulsão de Villas-Boas no empate em Guimarães).

É assim que o pasquim O Nojo avalia as queixas de Benfica e foculporto em relação a Carlos Xistra. De facto, o foculporto tem imensas razões de queixa de um jogo em que só não perdeu porque o árbitro não assinalou um penálti escabroso a favor do Guimarães.

Faltará talvez acrescentar que o foculporto tem razões de queixa de Elmano Santos no jogo contra o Setúbal, onde o árbitro ousou assinalar um penálti contra o foculporto. Claro que não interessa nada que o tenha mandado repetir e que o golo da vitória do foculporto resulte de um penálti sobre o Falcao, onde este se deixa cair na área sem que ninguém lhe toque.

A palavra é uma arma




Quando isto vale um simples cartão amarelo e as palavras do Rui Costa valem um mês de castigo, não há muito que se possa dizer. Qualquer dia o Rui Costa é preso por matar alguém com palavras.

Burrice multiplicada por 20 milhões

terça-feira, 19 de Abril de 2011

A vida está difícil e parece que não é só em Portugal. A julgar pelo nosso bem conhecido Binya (e por mim não gostava nada de o conhecer bem), na Suíça o panorama também não deve ser nada famoso.

No entanto, há formas mais rápidas (e honestas) de enriquecer do que a que ele tentou... Sugiro, por exemplo, estar atento ao próximo jogo da Liga Europa transmitido pela SIC, onde João Rosado irá revelar os números do Euromilhões, tal como prometeu a José Augusto Marques, numa interessantíssima conversa que ambos mantiveram durante a recente transmissão do PSV-Benfica.

Mas se o Binya já é estupidamente burro a jogar futebol, também não se pode esperar muito mais vindo dali.

Mais do que um jogo

Amanhã será provavelmente o jogo do ano. Não dá nenhum título, mas é para mim o jogo do ano. E a ideia que não me sai da cabeça é de que não é só preciso passar a eliminatória, é fundamental ganhar o jogo.

A vitória ambicionada face a este opositor será fundamental para embalar o SLB para as 2 conquistas internas, mas sobretudo, para criar o "yes, we can" necessário para o eventual confronto que se pode avizinhar em Dublin.

O lançamento / envolvimento dos benfiquistas com o jogo de amanhã não me parece todavia muito activo, ao contrário do que acabou por acontecer com o PSV (onde a forma encontrada de levar as pessoas ao estádio foi errada, mas o resultado da estratégia foi positivo). É necessário ter novamente 60.000 a ajudar o SLB a carregar amanhã, disso não tenhamos dúvidas, para ultrapassar um foculporto motivado.

Precisamos portanto de um apoio activo, positivo, envolvente e motivador para a equipa, pelo que fica o nosso apelo. Apoio para os Robertos, Peixotos, Maxis e Aimares do nosso clube, apoio irredutível, confiante e sem receios.

A vitória no jogo de amanhã permitirá termos um Benfica motivado e preparado para ganhar a eventual batalha de Dublin. Uma derrota e afastamento da final da Taça deitará tudo certamente a perder, pelo que todos seremos poucos amanhã.

Já compraste o bilhete? É fundamental marcares presença porque, mais do que nunca esta época, o Benfica precisa de ti.

O coveiro passa sempre duas vezes



O indivíduo que, em Braga, enterrou definitivamente as aspirações do Benfica na luta pelo título, regressa para tentar o mesmo na Taça de Portugal. Pelo menos há coerência entre a Liga e a FPF.

Há um quarto para preparar

Não se saber ainda quem será o árbitro para a Luz é peculiar, diz André Villas Boas.

Peculiar e incómodo, porque toda a gente sabe que o foculporto gosta de saber isto com bastante antecedência para preparar o quarto do hotel. É que os árbitros não gostam todos do mesmo... Uns preferem café com leite, outros só café, outros leite simples, enfim, toda uma panóplia de possibilidades que o foculporto não gosta de deixar ao acaso.

Continua um brincalhão, este Serpa

Centenas de emails, nem um com conteúdo ofensivo, nem um com provocações aos adversários, assim começa uma notícia do jornal do Serpa, que delira com o fair play dos adeptos de Benfica e foculporto em relação ao pedido para enviarem fotos alusivas à sua paixão pelo respectivo clube. Como o Serpa me habituou a duvidar do que escreve, resolvi ir espreitar as tais fotos...

Foram publicadas 74 fotos de adeptos do Benfica com zero referências ou alusões ao foculporto. Por outro lado, foram publicadas 27 fotos de adeptos do foculporto, uma delas a mostrar uma t-shirt do "5-0", outra com um poster do Cebola a dizer que assinou em cinco minutos, e ainda uma outra em que três débeis mentais colocam uma camisola do foculporto na estátua do Eusébio na Luz. Face a isto, não é difícil imaginar por que motivo não foram publicadas mais fotos de adeptos do foculporto...

Mesquinhez

Anda tudo muito incomodado por o Soares Dias ter trocado umas palavrinhas com o médico do foculporto no intervalo do último jogo, e por o Couceiro ter sido afastado do local onde decorria a conversa, quando se tentava aproximar para ouvir melhor.

Será que ainda ninguém colocou a hipótese de o Soares Dias ter aproveitado a ocasião para falar com o seu médico sobre um problema de obstipação intestinal? E o que é que o Couceiro queria? Não sabe que os assuntos entre médico e paciente são confidenciais?

É só gente mesquinha, que vê maldade em tudo. É como aquela historieta de o Augusto Duarte ter ido à casa da Madalena receber dinheiro. Já foi mais que explicado que o senhor foi lá para receber conselhos matrimoniais mas insistem com a treta da corrupção.

Velhacos!

Duas libras é caro

segunda-feira, 18 de Abril de 2011


Eu não pagava nem um cêntimo pela Fernanda. Gosto de pontas-de-lança feios, porcos e maus e não de meninos de passerelle.

Mas se no eBay der para trocar pelo Felipe Menezes fecha-se já o negócio.

Mal a bola entrou vi logo o filme todo

Nos cerca de 15 minutos que esteve em campo, Yartey marcou um golão. Pegar nisto para entrar no típico histerismo benfiquista de ver no rapaz o próximo salvador da pátria e um injustiçado pelo mauzão do Jesus é profundamente parvo.

Compreendo que se peça que, por exemplo, o David Simão e o Nélson Oliveira tenham uma hipótese de participar no estágio da pré-época. Mas o Yartey... Porquê? Porque marcou um grande golo?

Eu preferia que primeiro ele se conseguisse impor numa equipa mais modesta do que viesse já para o Benfica, onde seria queimado depois de três passes falhados e dois cruzamentos para trás da baliza, como é habitual no típico histerismo benfiquista atrás mencionado. É que nem a memória do golo de ontem o salvaria dos assobios e insultos da praxe. E o estúpido do treinador também não escaparia decerto a uns lencinhos brancos. Apostar num jovem sem experiência, onde é que já se viu isto? E a direcção, como é que permitia uma coisa destas? E com um bocado de sorte o Eusébio e o Coluna também levavam por tabela.

É proibido querer ganhar ao foculporto

É, pelo menos, a segunda vez esta época que o treinador dos azúis se insurge contra um treinador da equipa adversária por este afirmar querer vencer a sua equipa.

Exigiu respeito pelos seus jogadores, pelos "feitos que estão a realizar".

Mas o rapaz quer uma passadeira vermelha em todos os jogos? Foram poucos os jogos assim este ano foram...

Estou ansioso por ver este senhor num campeonato a sério.


Dar a mão a quem precisa

Esta época já vi Rolando fazer quase tudo a uma bola de futebol com as mãos. A vontade está lá, é certo, mas a técnica ainda deixa muito a desejar.

Vamos ajudá-lo a melhorar:

Este rapaz não tem meio-termo

O jogo de hoje explica na perfeição por que é que um moço que na época passada jogava no modesto Estoril chegou há três meses ao Benfica e já é titular. Não foi por acaso, com certeza, nem o Jesus é tontinho da cabeça.

A falta de consistência exibicional do Sidnei é atroz. Quando o David Luiz saiu, o Sidnei assumiu o lugar ao lado do Luisão e fez uns belíssimos jogos. Mas, de repente, sem que se perceba porquê, passou a transformar a defesa do Benfica num imenso buraco negro. Já na época do Quique aconteceu uma súbita mudança de forma semelhante à deste ano e hoje foi mais do mesmo: desconcentrações inacreditáveis, leituras erradas dos lances do adversário, más abordagens aos lances, passes suicidas, displicência na posse da bola... Até a merda do golo, que era só encostar, ia conseguindo falhar.

Já vi vários excelentes avançados que sofrem deste problema mental (porque isto que o Sidnei tem só pode ser mental), algo que normalmente se resolve com uns joguitos no banco e depois regressam novamente em grande. Mas na defesa não se pode estar sempre a mexer. Um quarteto defensivo sólido e consistente é a base de qualquer grande equipa. Quem não tem estofo para isso...

E já são demasiados jogos em que a atitude do Sidnei deixa muito a desejar. Falhas técnicas e tácticas ainda se vão desculpando, mas aquele arrastar molengão pelo relvado é uma falta de respeito para com o público. Ao menos que finja que quer estar em campo.

Revivalismo

domingo, 17 de Abril de 2011

Uma perspectiva interessante em relação a estes últimos jogos em que Jesus tem dado descanso aos titulares, é que, salvo uma ou duas honrosas excepções, os titulares das equipas do Benfica da segunda metade dos anos 90 eram bastante inferiores a estes suplentes de hoje em dia.

Tempos deprimentes, que espero não voltar a presenciar.

Aperitivo


Parabéns, Professor!

Foi um aperitivo para o título de campeão, que tenho a certeza que será nosso.

Adeus ou até já?

sábado, 16 de Abril de 2011



Infelizmente confirmou-se o pior cenário possível. Esta época acabou para ele.

E será que na próxima vai andar por cá? Essa novela vai fazer correr muita tinta...

Incha, porco!

sexta-feira, 15 de Abril de 2011

Uma das figurinhas mais execráveis do desporto português. Arremessa objectos, provoca, insulta, pontapeia, cospe... O verdadeiro one man show de tudo o que não se quer num atleta.

Critérios

O sorteio tinha ditado que o Benfica jogasse a primeira mão em Braga mas, pelo que percebi, a Uefa decidiu intervir por causa da proximidade entre Porto e Braga (falo da proximidade geográfica, obviamente, a dos métodos dos clubes não interessa à Uefa mas devia, não tarda a moda do golfe alastra ainda mais...), alegando razões de segurança. Isto para mim é estúpido.

E além de ser estúpido, gostava de saber por que motivo não foi o outro jogo alterado. Atiraram moeda ao ar na sede da Uefa? Não me parece. Qual foi o critério?

Ah e tal, o Benfica tem jogado sempre a primeira mão em casa e tem passado sempre as eliminatórias, não lhe deve causar transtorno. Espero que tenha sido isto, ao menos... Embora preferisse festejar a ida a Dublin no meu estádio.

Nem precisa que o chamem, ele aparece

Não sei como é que o Luisão faz isso, mas nos momentos verdadeiramente importantes o homem molha sempre o bico.

O golo mais célebre será certamente o que nos colocou a um ponto do título e afastou o zbordin da corrida, em 2005; na época seguinte, novo golo importantíssimo, desta vez ao Liverpool nos oitavos da Champions, que nos permitiu ir para Inglaterra com uma vitória; a época passada marcou contra a filial de Braga na Luz, e se calhar sem esse golo não tínhamos sido campeões; ainda na época passada, marcou no Dragão mas infelizmente não deu para festejar o título nesse jogo. E ontem marcou numa altura crucial, já que ir para o balneário a perder 2-0 e a um golo de ficar fora da competição é bem diferente do que com um 2-1 e a eliminatória novamente a nosso favor.

Se formos a Dublin, podemos ganhar até com um golo do Pietra ou do Rui Costa, mas o que eu gostava mesmo é que fosse o Luisão a marcá-lo.

E de repente lembrei-me do Diamante


Porra, que a lesão do Salvio traz memórias bem duras de 88... Espero desta vez não andar o resto da vida a dizer: com o Salvio tínhamos ganho aquilo.

Desta vez quero andar o resto da vida a dizer: nem foi preciso o Salvio para ganharmos aquilo.

As melhoras, puto! Espero não ter visto ontem o teu último jogo pelo Benfica. Esta época será difícil voltares, portanto já estou a pensar nas próximas...


P.S. Que saudade tão grande do Diamantino... Que jogador fabuloso... Uma lenda do Benfica.

Fundamental


E depois do elogio a Luisão, não poderia deixar de mencionar a importância de César Peixoto no jogo de hoje. Nestes jogos de grau de dificuldade incomparavelmente superior à norma do campeonato português, e onde o adversário não está 90 minutos acantonado na retaguarda e procura o golo, é essencial ter jogadores em campo que saibam congelar a bola e pensar o jogo quando é necessário. E no actual plantel do Benfica só dois jogadores conseguem fazer isso com um mínimo de qualidade: Peixoto e Aimar.

E temos o jogo da Taça de Portugal aí à espreita... Espero que Jesus repita a ideia.

Grande!

quinta-feira, 14 de Abril de 2011



No meio do marasmo da primeira parte, só mesmo a presença de espírito do capitão para irmos para o balneário mais sossegados.

Grande Luisão! Um autêntico líder.

Joguem com cabeça!

O resultado da primeira mão permite abordar o jogo de hoje com um pouco mais de conforto, portanto espero que os jogadores que estejam em risco de exclusão pensem duas vezes antes de entrar a matar sobre o adversário, discutir com o árbitro, puxar uma camisola ou outro lance do género que os faça levar um amarelo. Principalmente o Maxi, que não tem substituto.

E é preciso não esquecer que quem está em risco e escapa hoje ao cartão, fica com a folha disciplinar limpa para as meias-finais. Portanto, um incentivo extra para hoje terem juízo.

Devem ter prazer nestas coisas, só pode

A RTP lembrou-se de mostrar agora as imagens do penálti do Veloso. Por momentos regressei à infância e vi-me sozinho no meu quarto a chorar até adormecer.

Se fossem p'ró &@#%&#%!!!

Uma boa dica para as companhias aéreas



CARREGA, BENFICA!!!

Ralé


Como é possível tamanho pedaço de excremento já ter vestido a camisola do Benfica, ainda que apenas por uma época?

Eu nem tenho palavras para as atitudes deste Neanderthal no jogo de ontem contra a Oliveirense. Inacreditável.

Em vez do "Tó" ponham-lhe um "Abominável Homem das" antes do apelido.

Sexta à noite, pára tudo

quarta-feira, 13 de Abril de 2011



Não gosto nada do programa em questão, mas esta sexta-feira perspectiva-se algo de mítico.

Não posso também deixar de salientar o fair play com que o Futre tem encarado todo este rebuliço gerado pelas suas já épicas declarações. O português gosta imenso de uma boa piada mas não gosta nada quando a piada é sobre ele próprio. Futre é uma saudável excepção a esta regra. Futre é aquilo que tipicamente se chama um gajo porreiro.

Eu e todos os meus sócios da net, que são milhares... E eu sou sócio do Futre com todo o gosto.

Ó p'rá pinta de chulo dos meninos




Estas duas criaturas começam a saturar. É triste que o Benfica seja obrigado a relacionar-se com este tipo de escumalha.

Podia ser pior

Xistra ou Benquerença para a segunda mão da meia-final da Taça.

Não está mal. Pelo que se tem ouvido ultimamente, pensei que poderia ser o Antero Henrique.

Reciclagem de comunicados

Dado que o foculporto tirou recentemente uma pós-graduação em comunicados no Burundi, resolvi pegar no último e adaptá-lo ligeiramente (é um pouco isto que faz o Sousa Tavares com os livros, mas eu pelo menos admito e indico a fonte).


Descer mais de nível é impossível

O desporto em geral e o futebol em particular suscitam paixões que muitas vezes são difíceis de controlar, mas tudo tem que ter um limite e o foculporto desceu ao nível mais baixo de sempre, através do seu presidente, chamado da Costa, a desejar a morte do Benfica e de milhares de lisboetas.

O Benfica só hoje tomou conhecimento que da Costa, desde há muito presidente da referida agremiação, proferiu as seguintes frases aos microfones da imprensa: “Estava a caminho das urgências, quando passei pela morgue e vi que lá estava grande parte do Benfica. Aí, melhorei e vim embora” e "Nós só queremos Lisboa a arder".

Todos sabem que há milhões e milhões de benfiquistas espalhados pelo mundo e que na cidade de Lisboa vivem mais de 500 mil pessoas. Da Costa, em público, revelou um inaceitável e indesculpável mau gosto, ao não ter respeito pelos mortos (referência à morgue) e ao desejar a morte de outros seres humanos (Lisboa a arder).

São estes valores, ou a falta deles, a que a direcção do foculporto dá antena. Já todos sabíamos que da Costa destila ódio ao Benfica e aos seus adeptos, o que não imaginávamos é que a Direcção de um clube centenário desse cobertura a desmandos deste tipo.

O Benfica está seguro de que a maioria dos adeptos do foculporto não se revê nestes comportamentos, mas responsabiliza a sua Direcção. Uma coisa é a Direcção do foculporto fingir que não teve nada a ver com aliciamentos a árbitros, espancamentos encomendados e até a uma tentativa de linchamento ao senhor Jorge de Brito no antigo estádio das Antas, outra coisa será fazer de conta que também não tem nada a ver com da Costa. Que se saiba, o foculporto não está em auto-gestão.

O Benfica questiona as autoridades, a Entidade Reguladora para a Comunicação Social, o Ministério Público e o Governo da República se é para o incitamento ao ódio que se atribui tempo de antena na televisão?

O Benfica aguarda um pedido de desculpas formal por parte da Direcção do foculporto.

Mate



Com a entrevista de Aimar fiquei a saber uma curiosidade engraçada: os argentinos (e não só) do Benfica têm o hábito de beber mate no balneário, nos estágios, etc. Como tive um colega argentino na faculdade, sei bem da importância do mate na cultura da Argentina e de outros países sul-americanos. Muito mais do que uma simples bebida, o mate é um ritual de convívio que reforça os laços de união entre quem o bebe. E é muito bom saber que isso se passa dentro do balneário do Benfica.


P.S. Outro pormenor: segundo Aimar, o homem encarregue do mate no Benfica é Maxi Pereira. Mais um motivo, a juntar a tantos outros, para renovarem com ele.

A diferença entre jogar PES e ler García Márquez e Zafón

terça-feira, 12 de Abril de 2011

Acabei agora de ver a entrevista a Pablo Aimar. Algo que, seguramente, daqui a uns dias repetirei com prazer.

Não vou entrar em pormenores ou citar algo que o Aimar tenha dito, porque a entrevista vale mesmo pelo seu todo. No seu discurso nota-se uma humildade tremenda e uma noção bem clara da realidade. Além disso, Aimar tem uma clarividência e uma eloquência totalmente distintas do que é habitual ver-se num jogador de futebol, o que em parte se explica com o facto de ser um amante da leitura e não passar o tempo a jogar Playstation, como a maior parte dos seus colegas de profissão, que depois abrem a boca e sai um rol infindável de banalidades e frases feitas. Obviamente ressalvando as respectivas e inevitáveis diferenças, ouvi-lo falar é um deleite igual a vê-lo jogar.

Gostava imenso que acabasse a carreira no Benfica e que depois disso permanecesse dentro da estrutura do futebol com outras funções; Aimar seria uma mais-valia fantástica para o Benfica. Mas compreendo perfeitamente se decidir pendurar as botas no seu clube de menino e ficar por lá. Um homem deste calibre pode fazer o que quiser, só temos mesmo que respeitar.


Para quem não viu:












"Condicionar" é uma marca registrada

Não quero ser acusado de condicionar qualquer jogo. Para a semana há um jogo importante entre os dois clubes e até lá não nos queremos pronunciar sobre isso.

Esqueceu-se de acrescentar uma coisa, presidente. Esse condicionamento já está a ser cozinhado algures, entre uma dança de varão e um quarto de hotel, sempre acompanhado por um flute de champanhe.

Os génios também erram



Perdoa-me, Pablo, mas desta vez erraste.




Podes ficar o tempo que quiseres. Assim é que está correcto.

A formiga pigarreou qualquer coisa

Isto tem que entrar directamente para a lista de imbecilidades desta época. Mas quem é este senhor para opinar sobre os critérios do treinador do Benfica? Era mesmo só o que nos faltava!

Se ainda fosse jogar contra o Benfica nas jornadas que faltam, de certeza que ficava caladinho que nem um rato. Mas como está a ver a segunda divisão a aproximar-se, resolveu vitimizar-se e ainda aproveitou para deixar um elogio ao foculporto. Que é como quem diz: amigos, vejam lá, dêem uma ajudinha a quem sempre vos prestou vassalagem.

Por mim, o Setúbal pode bem descer e ir fazer companhia aos lacaios de Belém.


P.S. É curioso que no Sul não haja equipas independentes do papado (Setúbal, Belenenses, zbordin, Olhanense, Portimonense ou até o defunto Estrela). Os responsáveis do Benfica têm que reflectir sobre este fenómeno e tentar encontrar uma solução que equilibre os pratos da balança. Eu sei que do outro lado há um argumento de peso que nós não podemos oferecer: os árbitros. Mas tem que haver uma forma de equilibrar isto.

Ainda não é isso

segunda-feira, 11 de Abril de 2011


Julgo que a PT ainda não percebeu muito bem o que se pretende, ou se percebeu faz-se de parva... Compreendo que para eles deva ser giro fazer experiências e brincar às Barbies com o equipamento do Benfica, mas não são as letras brancas no meio que incomodam. É o horroroso rectângulo azul metido à pressão em cima do nosso belíssimo encarnado. Estar lá um "TMN" ou apenas um "t", para mim é igual. Tirem é o azul, por favor.

Pela enésima vez, é isto que queremos na próxima época:


Sem azul. Sem verde. Sem amarelo. Sem cyan. Sem lilás. Sem carmim. Sem magenta.

Só encarnado (muito) e branco (pouco). E umas pinguinhas de dourado, vá.

A qualidade mede-se pela cor que se vestiu

O Mozer mostrou, e bem, como se deve lidar com a escumalha que grassa na SportTv: nem sequer foi à conferência de imprensa. Se fosse um treinador do sistema, não faltariam elogios para uma vitória sobre o Benfica, mas como o Mozer não papa grupos, é enxovalhado e diminuído.

Já o Paulo Bento, como nunca vestiu de azul, também era constantemente diminuído e gozado por não ter o curso completo, apesar de fazer épocas bem razoáveis com os plantéis ridículos do zbordin.
Pelo contrário, quando o Domingos e o Jorge Costa, por exemplo, se iniciaram na carreira de treinador, no entender da SportTv já estavam ali novos Mourinhos. E a época ainda nem tinha começado...

E por falar em novo Mourinho, parece que quem é bom, mas mesmo bom, é o João Pinto, que aqui há uns tempos foi despachado do Sporting da Covilhã, do qual alguns jogadores até deixaram escapar que o homem não sabia articular uma ideia. Mas não tarda está aí numa equipa da primeira divisão.

Um bocadinho humilhante em demasia

Acredito piamente que a vergonha de ter actualmente mais derrotas e apenas menos um golo sofrido do que uma equipa que compõe a sua defesa com jogadores como Abel, João Pereira, Carriço, Polga, Nuno Coelho, Torsinhinhi, Evaldo e Grimi, será amplamente compensado com a conquista de três Taças no final da época.

Caso tal não suceda, Jesus deverá ser castigado com a leitura de todas as obras de Edite Estrela publicadas até ao momento.

X-Files

domingo, 10 de Abril de 2011


Nem um único segundo contra Portimonense e Naval... E até o Felipe "Nulidade" Menezes continua a somar minutos neste jogos que não contam para nada.

Há aqui qualquer coisa de profundamente estranho e está-se mesmo a ver que na próxima época vai embora sem que se perceba o porquê de ter vindo.

Duas conclusões

Ver os últimos quinze minutos do jogo do Benfica contra a Naval permitiu tirar duas conclusões muito rápidas, a saber:

1.ª Quem contratou o Luis Filipe devia estar maluco;

2.ª Quem o mantém no Benfica não lhe fica atrás.

A sua falta de qualidade para estar no Benfica é de uma evidência que chega a chocar. Não acredito que um júnior não fosse capaz de fazer melhor...

27 milhões não é assim tanto como parece



Os últimos dados apontam para a existência de cerca de 27 milhões de jogadores de futebol na CONMEBOL e eu sonho com o dia em que todo e qualquer um desses indivíduos seja apontado como possível reforço do Benfica.

E conto com a imprensa desportiva portuguesa nesta demanda. Noto que se têm esforçado bastante para atingir tal meta, mas ainda falta um longo caminho. Não desistam. Yes, you can!

É que nem a brincar se diz uma coisa dessas, Sr. Pereira!

imaginaram uma final da Liga Europa, entre Benfica e foculporto, apitada por Pedro Proença? E por Carlos Xistra? E por Jorge Sousa? E por Soares Dias? E por...

Ok, chega. Vou tomar um calmante.

Paz e amizade só no papel

sábado, 9 de Abril de 2011

O Benfica garantiu esta tarde o primeiro lugar na fase regular de futsal, com uma grande vitória na casa do zbordin. Quer dizer, aquilo não é a casa do zbordin porque eles nem dinheiro para um pavilhão têm (se quiserem posso alugar a minha garagem para treinos, mas o Cardinal fica à porta porque o prédio não permite animais naquela zona).

E por falar em Cardinal, fez-me confusão vê-lo com a camisola do zbordin uns dias depois de o ver na Luz vestido de azul e com um chapéu ridículo na cabeça. Como ainda devia estar cansado dos festejos e da bebedeira, não jogou ponta de corno e ainda conseguiu ser expulso no fim. Mas o zbordin não se importa, claro. É um dos grandes ídolos da claque e isso explica muito sobre aquela agremiação.

Seria importante que explicassem aos jogadores do zbordin que faz pouco sentido dar tanta porrada num pavilhão chamado "Paz e Amizade"...

Ficam os golos:

Quem fez isto não pode ficar impune




Espero que a direcção do Benfica preste apoio jurídico total e gratuito a este rapaz, que, a avaliar pelas suas palavras, esteve detido mais de oito horas com o olho naquele estado.

Será que se o tivessem levado ao hospital mal o incidente se deu, o olho teria sido salvo? Também era bom apurar isso.

A Luz tem uma nova inquilina

A escolha óbvia (pelo menos para mim é óbvia)

Se for verdade que o que está a atrapalhar a renovação do Maxi são os três milhões de euros pedidos pelo empresário pela sua parte do passe do jogador, o Benfica tem que se alhear por momentos do facto de o homenzinho ser um escroque sem escrúpulos e fazer um raciocínio muito simples:

Preferem que o Maxi saia na próxima época a custo zero e depois ter que gastar entre 5 e 10 milhões por um novo lateral direito que, ainda por cima, passará pelo famoso "período de adaptação", ou preferem gastar agora três milhões e manter um jogador nuclear no clube?

Basicamente é isto.

Cinco minutos à Benfica

Verdadeiramente inacreditável o último comunicado do foculporto, onde se atira com unhas e dentes à arbitragem do jogo de domingo, do qual destaco este pedaço de nojo: Os erros de arbitragem existirão sempre e têm de se aceitar com desportivismo. O que não se aceita é os erros terem quase sempre o mesmo destinatário, como aconteceu no jogo em causa.

Como é possível que, depois de tudo o que temos visto neste campeonato, alguém tenha a coragem de afirmar uma coisa destas?

E já começam a preparar a próxima época: O FC Porto apela à Federação Portuguesa de Futebol e à Liga Portuguesa de Futebol para tomar medidas urgentes quanto ao desempenho imparcial das equipas de arbitragem, bem como para a designação de observadores competentes.

Ou seja, o observador do jogo em questão não deve pertencer ao grupinho dos controlados, portanto há que correr com ele.

E para terminar em beleza: Para onde caminha o futebol português em que o despudor atinge níveis inaceitáveis.

Por favor, tranquem-me cinco minutos num sítio qualquer com o Rui Cerqueira. Só peço cinco minutos.

Aguardo o sábio parecer do CJ

sexta-feira, 8 de Abril de 2011

Espero que antes do cumprimento dos 11 dias da suspensão de Jesus (pode ser no no 7º ou 8º dia) os senhores do CJ da Federação venham apelidar esta decisão da Comissão Disciplinar da Liga de "manifestamente exagerada" e a anulem, tal como aconteceu a época passada com os castigos dos dois jogadores do foculporto que resolveram jogar Street Fighter no túnel da Luz.

Mas como aqui está em causa um funcionário do Benfica, se calhar a pena até é aumentada....

É amor



Melhor do que um golo é ver Pablo Aimar beijar o símbolo na camisola. Esta imagem não tem preço.

E este não é daquele tipo de jogador que passadas duas semanas de estar num clube já anda com promessas loucas de amor eterno e aos beijos ao símbolo. Pelo contrário, o Aimar só diz e faz o que realmente sente. E ele já ama o Benfica. É um de nós.

Não acham os modelos de renovação de contrato?


Como é possível?

Ponham um contrato com espaço em branco para os valores à frente do homem e ele que diga quanto pensa ser justo receber, mas fechem esta renovação o mais rápido que puderem. Ontem a nossa única opção para o lado direito da defesa fez mais um jogo brilhante, à Benfica.

É altura de fechar de vez este dossier.

Mudanças no eixo?

É certo que são contextos diferentes, jogos diferentes, adversários diferentes. Mas entre o Jardel de ontem e o Sidnei de domingo é como da noite para o dia. Ontem não houve passadeiras no centro da defesa e o Jardel nem sequer é tão rápido como o Sidnei, o que não abona nada em favor deste último.

Além de que eu olho para o Jardel e dá ideia de que ele quer comer vivo quem lhe aparece à frente. Já o Sidnei tem aquele jeito meio gingão de quem parece querer convidar o adversário para uma churrascada lá em casa.

Aguardemos o parecer do mister para perceber se esta alteração é ou não para manter.


P.S. Não devia ter utilizado o termo "eixo" no título do post. Ainda vem aí alguém do foculporto acusar-me de incitar ao nazismo.

Cheio tem mais encanto


Vimos todos como eles jogaram, não vimos? Ouvimo-los falar na importância do apoio dos adeptos, não ouvimos? Então vamos lá encher o estádio outra vez na meia-final contra a filial ou o Dínamo.

E faço uma recomendação à direcção: se insistirem em colocar os preços dos bilhetes em valores proibitivos, é certinho que a dois dias do jogo terão que enviar mensagens aos sócios com Redpass a dizer que há bilhetes para dar, porque apenas meia casa estará vendida. Por favor, sejam razoáveis, baixem um pouco os preços e vejam o estádio encher sem borlas.


P.S. Jogámos com muito medo. Os jogadores ficaram impressionados com o estádio e com o ambiente. Não consigo perceber, disse o treinador deles...

Mais perto

quinta-feira, 7 de Abril de 2011

Cada vez acredito mais.

CARREGA!!!

BENFICA 4-1 PSV

Moldura humana fantástica, depois de uma semana dura. A equipa percebeu que tinha que agarrar os adeptos e fê-lo bem. O resultado é muito bom e talvez inesperado, dando boas perspectivas para a presença nas meias-finais.

Roberto - mais um erro, mais um golo. Se não consegues agarrar, mete para canto porra!

Maxi Pereira - que jogão. Esteve com a corda toda. Ao cair do pano arranjou força para arrancar e servir o golo de bandeja a Saviola.

Luisão - grande jogo. Acerto em todo o jogo. Cortes decisivos.

Jardel - grande exibição. Muito bem no jogo aéreo.

Coentrão - as palavras já são poucas para caracterizar as suas exibições. Joga, faz jogar, defende, enfim... Uma máquina. E no fim ainda tem a lucidez de dizer, no flash interview, que metade da força que tem deve-a aos adeptos. Bonito!

Javi Garcia - jogo bem conseguido, ao nível que nos habituou. Podia ter marcado por duas vezes.

Aimar - classe! Jogo enorme, coroado com um golo de recarga, bem merecido. Mereceu o aplauso de pé.

Gaitán - um pouco apagado, apesar de algumas arrancadas impressionantes. Podia ter marcado na primeira parte.

Salvio - dois golos, um deles espectacular. Agarrem-no por favor.

Cardozo - mais um jogo sem marcar, desta vez também por culpa de um voo fabuloso do guarda-redes do PSV.

Saviola - grande exibição. Boas combinações, uma bola no poste e outra lá dentro, ambas em remates à meia-volta. Grande!

Jara - a entrega ao jogo é fantástica. Pode perder a bola, mas pressiona o adversário para a recuperar. Jogou pouco tempo.

Peixoto - encostou à esquerda. Tocou duas vezes na bola.

Felipe Menezes - poucos minutos em campo.

Manter a tradição


Se depois de uma longa paragem na actividade este homem não tiver perdido o jeito, e se o tal Léo assinar mesmo pelo Benfica, esta contratação tem tudo para dar certo.

Quem viu jogar centrais do calibre de Aldair, Mozer e Ricardo Gomes, não esquece. Todos eles trazidos por este senhor.

Então Heil p'ra vocês, pá! Saudinha!

O foculporto é cada vez mais uma organização sui generis. Aqui há uns dias falou em claques neo-nazis, num claro revivalismo dos símbolos dos Super Dragões no início dos anos 90. Como se não bastasse, ontem emitiu um comunicado que aborda a problemática da propaganda nazi e, não contente com isso, lançou também uma campanha de promoção ao duelo com o Spartak, que consiste numa bonita animação que começa com as palavras "Moscovo - o cerco continua", seguidas de uma imagem de uma mira de um sniper a passear-se alegremente sobre a Catedral de São Basílio, sendo este quadro, já de si bem pitoresco, ainda mais embelezado por uma trincheira de sacos de areia.

Se eu ainda percebo alguma coisa de História, quem esteve mais próximo de chegar a Moscovo, numa altura em que os snipers estavam bastante na moda para aqueles lados, foi aquela malta porreira do tio Adolfo, um homenzito de bigode ridículo, não sei se estão a ver de quem falo. Há por aí rumores que dizem que ele era nazi. Gente mal intencionada, certamente. O tio Adolfo sempre foi um injustiçado pela História. Ele e o foculporto. Se fosse vivo, tenho a certeza de que seria esse o clube por quem sofreria. Com lugar na tribuna presidencial e tudo. E putas também, que mesmo com 121 anos e só um testículo, o homem não ia querer ficar atrás do presidente do clube, dos juízes, dos políticos e de toda aquela respeitável gente que iria ter por companhia. Iam dar-se bem. Foi pena ter falecido tão novo, tadito.


P.S. Fica aqui o link para a tal animação do foculporto, porque recuso-me a ter aquela merda escarrapachada na página do blog.

P.S.2 Se o foculporto passar esta eliminatória, quase de certeza que vai apanhar o Villarreal. Vou enviar um mail ao foculporto com uma proposta de publicidade baseada no bombardeamento alemão a Guernica. Hã, quem é amigo? Quem é?

A um

Depois das derrotas dos últimos tempos em futebol, basquetebol e hóquei, o andebol do Benfica deu um ar da sua graça e derrotou o foculporto. Sinceramente nem esperava muito este resultado, face ao desgaste dos dois jogos europeus e ao castigo do Rui Silva. Além de que o foculporto tem uma excelente equipa. E agora só estamos a um pontinho de foculporto e ABC...

Inacreditável o momento em que um jogador do foculporto é expulso, decide ir para a bancada provocar descaradamente os adeptos do Benfica e só vai embora quando um responsável do Benfica o manda sair dali. Agora imaginem este cenário no pavilhão deles. Pois...

Resumo do jogo aqui.

No que dão as borlas?

quarta-feira, 6 de Abril de 2011

As borlas dão nisto, nisto e nisto. E nem sequer me dei ao trabalho de pesquisar em mais sites de compras e vendas online. O Benfica tem que encontrar outras formas de motivar os sócios e adeptos a irem ao estádio sem que isso propicie a venda de bilhetes no mercado negro, como se está a ver. Porque apesar de oficialmente os bilhetes estarem esgotados, amanhã vai haver muita cadeira livre no estádio, resultante dos bilhetes que os candongueiros não conseguiram vender.

Além disso, o Benfica também não pode encher os bolsos dos funcionários do clube, desde o gajo que arruma a roupa na loja do Benfica ao tratador da relva, de bilhetes para a bancada Coca-Cola. Dar um ou dois ainda vá... Agora cinco, seis, sete, oito, nove, dez (!!!), como alguns casos que me chegaram aos ouvidos? Mas o que é isto? Mas afinal o clube é só dos administradores e funcionários do Benfica? E como ficam agora as pessoas que, independentemente da promoção, só estavam a pensar comprar o seu bilhete hoje ou amanhã? Vão pedir aos funcionários do Benfica que têm os bolsos cheios de bilhetes ou aos candongueiros? É assim que vai o nosso Benfica?

E por falar em candongueiros, parece-me evidente que os indivíduos que já estão a vender bilhetes na internet ou são sócios do Benfica que foram levantar a sua promoção hoje de manhã ou então são os tais funcionários do clube. Seja qual for o caso, é grave. Porque o que estão a fazer é crime e é uma falta de respeito para com o Benfica.

E como eu hoje acordei particularmente maldisposto, e depois ainda me enervei mais com o adepto que ficou sem um olho e com as declarações do débil mental do brasileiro que o Benfica contratou, posso dizer ao luismigueljorge, cujo contacto é o 962615823, e ao Aluizio Xavier, cujo contacto é o 914201379 (como se pode ver nos links da candonga ali em cima), que espero bem que não tenham sido estúpidos o suficiente para revelarem a sua verdadeira identidade.

Jogador em trânsito


Enquanto cá estiver pode marcar 20 golos e fazer 30 assistências por época, que a partir de hoje vou passar a referir-me a este indivíduo como "jogador em trânsito".

Foi por algo muito semelhante a isto que nunca fui com a cara do Di María. Grande craque, sim senhor (só na última época), mas as primeiras afirmações ficaram-me atravessadas. Já são jogadores recém-contratados a mais a debitar alarvidades de cada vez que abrem a boca e a minha paciência esgotou-se. Lá está por que é que eu nunca poderia ocupar um cargo importante dentro do Benfica: este tipo comigo não punha cá mais os pés, nem que tivesse custado 20 milhões, e hoje mesmo já estava à procura de um clube que o quisesse.

Então mas eu vejo uma criança de 17 anos a dizer que na próxima época quer ganhar a Champions pelo foculporto e este caramelo vem falar em pontes aéreas e outros clubes?! O foculporto tem poucas coisas boas, copiem-nas. Eles também copiaram muita coisa nossa, não há que ter vergonha.

Quando é de borla... somos Benfica!

Passei pelo estádio da Luz para ir buscar os 2 bilhetes adicionais para o PSV, para oferecer.



Filmei isto. Fila de 45 minutos a 1 hora.

Pode ser que a casa se componha, mas esta (boa) medida da Direcção Comercial e de Marketing tem laivos de desespero...

Força Benfica! Rumo a Dublin!

O Rui Pereira que meta trela e açaime nos animais


Lembram-se deste rapaz, que seguramente já todos vimos em imagens na televisão ou no Youtube relativas à carga policial de domingo passado na Luz?

Vasco Cabral, 28 anos, perdeu o olho esquerdo, na sequência dos disparos de balas de borracha efectuados pela PSP, durante os confrontos que antecederam o clássico de domingo, relata o Correio da Manhã.

Balas essas "disparadas apenas para o ar de modo a fazer dispersar a multidão", como assegurou na altura o intendente, ou comandante, ou o raio que o parta da PSP. Quando um disparo para o ar atinge em cheio um olho de alguém, julgo que nem sequer são necessários comentários...

Aguardo a reacção oficial da direcção do Benfica em relação um adepto do clube ter ficado sem uma vista dentro do perímetro do Estádio da Luz, devido à brutalidade das forças de segurança. E além de aguardar espero que seja uma reacção duríssima. E não me interessa se o ministro da Administração Interna costuma sentar-se na mesa presidencial nas Galas do Benfica a enfardar rissóis de camarão.

E é bom relembrar o senhor ministro que, graças a isto, dia 20 os ânimos vão estar ainda mais incendiados e mais anti-PSP. Ele que controle bem a matilha se não corremos sério risco que haja uma desgraça maior.


Ficar sem um olho por ir ver bola? Foda-se, pá... Isto não se faz. Não é justo. É difícil um gajo conformar-se com uma coisa destas. É difícil não pensar "podia ter sido eu".

Crise

Muito mal está isto quando dois dias antes de uns quartos-de-final de uma competição europeia o meu clube me manda uma mensagem a dizer que tenho dois bilhetes extra para levantar, mesmo já tendo eu comprado o meu. Nem quero imaginar o número ridículo de bilhetes que já foi vendido.

Quem também recebeu a mensagem e me estiver a ler, por favor convença mais duas pessoas a ir. Reparem como eu já escrevo "convença"... Aqui há uns anos era uma dádiva ter um bilhete para um jogo do Benfica nas mãos (ainda por cima nas competições europeias) e enchia-se um estádio com 120 mil almas. Hoje em dia parece ser quase um frete e se lá estiverem 50 mil até há quem fique satisfeito.

É a crise, é a crise! Pois é, mas não é só monetária. É de benfiquismo militante.

Água e luz ou muito mais do que isso

terça-feira, 5 de Abril de 2011

A treta da água e da luz não beliscou em nada o meu benfiquismo, nem fiquei envergonhado, nem me senti ofendido, nem estou revoltado com o gesto. Do mesmo modo que não me sentiria envergonhado por ir à tromba a um pedófilo, mesmo sem que ele me tivesse feito alguma coisa. Um acto não deve ser analisado apenas pelo acto em si, mas também em relação a quem se dirige.

No entanto, respeito os benfiquistas que se sentem envergonhados com o assunto e não os acho mansos, ingénuos, virgens ofendidas, cobardes e outros carinhosos epítetos que vou lendo por aí. Entristece-me que no seio da família benfiquista se assista cada vez mais a uma total intolerância para com ideias e maneiras de estar opostas. É um fenómeno vergonhoso que vem crescendo exponencialmente nos últimos anos e, passo a passo, esta intolerância interna faz-nos aproximar perigosamente da forma de ser ditatorial do clube e das gentes que eu mais abomino.

"Não pensas como eu, és um benfiquista de merda" é o mote de muita gente hoje em dia. Nojo. Quem pensa assim não tem a menor noção do que o Benfica representa nem da História deste clube. E não adianta estrebuchar nem insultar porque é mesmo assim, não têm a menor noção. São patéticos.

Mas voltando à água e à luz, o que me surpreende nesta estória é que haja gente que não percebeu que se os dirigentes do foculporto, numa qualquer cambalhota cósmica do destino, pudessem mandar no Estádio da Luz naquela noite, teriam feito precisamente o que aconteceu ou até algo ainda mais grave, como porem os stewards a invadirem o relvado para malharem nos seus próprios jogadores, ou outra coisa do género. E porquê? Porque eles, mais do que qualquer outro clube, se alimentam destas coisas, são estas picardias com o Benfica que os fazem viver e lhes provocam orgasmos. Os títulos são secundários.

Posto por outra perspectiva: se o Benfica na época passada se tivesse sagrado campeão no Dragão, dar-me-ia ainda mais gozo que eles tivessem apagado a luz e ligado a água. E daria decerto mais gozo aos jogadores do Benfica, porque perceberiam que tinham acertado em cheio no adversário. Agora é recordar o último jogo e multiplicar o gozo deles por mil.

É que foi precisamente isto que aconteceu no passado sábado, deram muito mais prazer ao foculporto no momento da vitória. E isso, para mim, é intolerável.

Resultados do naming

Eis as respostas à pergunta "Concordas com um possível naming do Estádio?":


- Sim, independentemente do nome, para mim será sempre o Estádio da Luz (34%)

- Depende do nome a ser dado e do prestígio do parceiro (32%)

- Nunca, isso seria perder identidade (13%)

- Nunca por menos de 10 milhões/ano (13%)

- Quero lá saber do nome do estádio, o que interessa é dinheiro a entrar (5%)

- Nunca por menos de 5 milhões/ano (3%)


Parece que a maior parte das pessoas concorda. Uns sem qualquer reserva, outros com alguns entraves. Por exemplo, eu detestava que o Estádio da Luz se chamasse Estádio Agência Cosmos...


Adenda: "o Estádio da Luz será denominado, na próxima época, por Sonangol Estadium. O acordo será por 10 anos, recebendo o SLB 8 milhões/ano", comentário deixado a este post. Mais alguém sabe alguma coisa sobre isto?

Destino cruel


Esta lesão que seguramente lhe vai tirar a hipótese de atingir a bonita soma de 400 jogos de águia ao peito é uma tremenda crueldade do destino.

Não há muito mais a dizer sobre isto, a não ser desejar que, mesmo não estando apto, possa estar em Dublin para festejar com os companheiros.

Para desanuviar um bocado

Estive a ver a gravação do Twente vs PSV do passado sábado, curiosamente também um jogo em que o segundo classificado recebia o primeiro e que poderia passar para a frente do campeonato caso vencesse, o que veio a suceder (força, Preud´Homme!).

Daquilo que vi, o PSV parece-me ter um belo guarda-redes mas à sua frente joga uma defesa que faz lembrar a do zbordin, algo débil no posicionamento e extremamente complicativa na hora de despachar a bola da retaguarda. Os dois médios que jogam à frente da defesa metem respeito pela envergadura (um tem perto de 1,90m e outro perto de 2m), mas não tanto com a bola no pé, principalmente Engelaar (o homem é tão gigantesco que o Aimar vai conseguir passar entre as pernas dele).

À frente destes dois calmeirões joga um tridente que tem nas alas os rapidíssimos Dzsudzsak e Lens, dois verdadeiros perigos públicos, quer em cruzamentos para a área quer a flectirem para o meio para chutar ou tabelar com o ponta-de-lança. O jogador que jogou no meio não é o habitual titular e achei-o banal, portanto espero que o Toivonen não recupere. O ponta-de-lança fez-me lembrar o Kardec, o que é óptimo, e por curiosidade fui espreitar as estatísticas do homem; o PSV tem 72 golos marcados e ele tem 6, portanto que mantenha a falta de jeito contra o Benfica.

Pareceu-me uma equipa extremamente ávida em explorar toda e qualquer oportunidade para lançar o contra-ataque, o que faz com que perca inúmeras bolas que por sua vez originam muito perigo para eles próprios. O Dzsudzsak é claramente a estrela da companhia e jogador para voos muito mais altos do que o campeonato holandês; o Maxi que se cuide.

Que seja o que Jesus quiser. Porque não tenho dúvidas de que esta eliminatória vai basear-se na forma como Jesus abordar o jogo e encarar o adversário. Não quero o Benfica galifão e presunçoso da Champions.

Aqui fica um resumo:

Era a shotgun pelas nalgas acima

segunda-feira, 4 de Abril de 2011



Só gostava que quem arremessa objectos contra a polícia tivesse igual tratamento na cidade do Porto. E também gostava de perceber por que motivo é que quando as claques do Benfica se aproximam do Dragão são alvo de arremessos de pedras, garrafas, etc, e ontem quando as claques do foculporto se aproximavam da Luz tudo o que é adepto do Benfica, inclusivamente quem se encontrava pacatamente a beber e comer na área da restauração, mesmo mulheres e crianças, foi autenticamente varrido do caminho por "questões de segurança".

E não se aponta uma shotgun a uma mulher com uma criança aos gritos nos braços, foda-se! E esta merda vi eu, ninguém me contou. Aquela mulher vai voltar a ir ao futebol? E vai deixar o marido levar a criança? Pois vai! Marido esse que foi refilar e comeu logo na tromba. Mas isto a RTP já não mostra, não é? E as câmaras andavam por ali.

E depois querem famílias nos estádios. P'ró caralho com esta polícia animalesca que não distingue vândalos de pessoas decentes.

Related Posts with Thumbnails
 
Céu Encarnado - by Templates para novo blogger
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.