Confirma-se

segunda-feira, 31 de Janeiro de 2011

E está confirmada à CMVM a transferência de David Luiz para o Chelsea.

Acho que todos nós tínhamos ainda a ténue esperança de que houvesse um milagre de última hora, que inviabilizasse a saída do David e o fizesse ficar entre nós até ao fim da época.

Saídas como as de David Luiz nunca são oportunas; saídas como as do David nunca são bem-vindas; saídas como as do David Luiz não deviam acontecer. Mas espero sinceramente que não caiamos na estupidez de mandar a toalha ao chão. Há um jogo na quarta-feira para jogar e ganhar.

Gostava apenas que a direcção do Benfica fosse mais inteligente e racional na gestão da tabela salarial. Não houvesse carradas de jogadores inúteis e sobraria mais qualquer coisinha para segurar jogadores de qualidade e tornar mais apetecível a sua permanência por estes lados... Porque o campeonato em si, já sabemos, não tem comparação com os melhores.

Obrigado David, pelo que foste dentro de campo, mas ainda mais pelo que foste fora dele. És grande!

Porcaria

Ainda bem que no hóquei, voleibol, basquetebol, andebol e futsal não há transferências de milhões de euros que ponham constantemente em causa o trabalho que está a ser desenvolvido e as ambições da própria equipa e também dos adeptos. Adoro ver futebol, e vou continuar a adorar, mas o futebol é porco.

"Não sai ninguém"

Não quero pronunciar-me muito em relação ao negócio, até porque ainda não há comunicado à CMVM, mas mantenho o que escrevi há dias atrás: se um goleador como o Suaréz é vendido por 26,5 milhões de euros... É muito mais fácil encontrar um central que cumpra o seu papel com qualidade do que um avançado que resolva jogos e mais jogos.

Agora há uma coisa que eu não gosto nada... Não gosto que me mintam, ainda para mais quando é o presidente do meu clube do coração a fazê-lo: Não sai ninguém, nem Coentrão. Nenhum daqueles jogadores que são cobiçados no mercado internacional sairá esta época, dito em Outubro de 2010, como podem ler aqui.

Qual é a necessidade de dizer este tipo de coisas se sabe que pode não as cumprir? É óbvio que se a oferta do Chelsea fosse bombástica, dava para fechar os olhos àquela afirmação. Mas a oferta não é bombástica. Também não é péssima. É razoável. O que é péssimo é o timing. As equipas que aspiram a títulos não vendem titulares no mercado de Inverno. Pelo contrário, procuram comprar potenciais titulares.

23h59m59s

Vou aguardar com alguma impaciência pelas 23h59m59s para manter bem vivo o sonho de ir ver o Benfica a Dublin no dia 18 de Maio.

A saída de qualquer elemento nuclear da equipa tornará o sonho um bocadinho mais difícil de se realizar.

Para expiar os meus pecados

Há 3 semanas que não tenho tempo para respirar, quanto mais para escrever. O pecado é grande, eu sei, peço desculpas aos leitores e ao Benfica.

Para resolver isto, vou expiar o pecado ao estádio dos Azuis na 4ª Feira.

Querem vir?

Há jogos em que a idade é mesmo um posto

O Kardec está num momento de forma tão absolutamente horrendo que o Nuno Gomes no banco contribui mais para a equipa do que ele dentro do campo.

Compreendo que uma das funções do Jesus no Benfica é potenciar jovens jogadores, como aliás ele próprio já admitiu várias vezes, mas na lista de convocados para o próximo jogo contra o foculporto é imperativo aparecer o nome do Nuno Gomes. Por todas as razões e mais alguma.

Venha o próximo

domingo, 30 de Janeiro de 2011

Caso o zbordin ainda exista em Março, cá os esperamos na Luz. Julgo que a equipa do Benfica que entrou hoje em campo será suficiente para ganhar esse jogo sem grandes problemas.

Como é que este homem tem um apito?!

O Carlos Xistra é a maior anedota da arbitragem portuguesa. É incrível a quantidade de decisões erradas que consegue tomar num jogo de futebol (e estou a escrever isto ao intervalo, ainda falta a segunda parte). Neste caso não vou pelo lado da corrupção, porque ele normalmente erra grosseiramente para as duas equipas, como aliás se tem visto hoje. É um árbitro sem um pingo de qualidade.


P.S. E lá ficou mais um penálti por marcar a favor do Benfica. Não sei se era para proteger a cara, mas é indiscutível que o gajo da barreira projecta o braço e desvia a bola.

Čestitke


O mais famoso adepto sérvio do Benfica está a jogar tanto, mas tanto, que até mete impressão.

Parabéns, Djokovic, e vê lá se voltas ao Estoril!

Até ver ainda não precisou de usar as criancinhas


É esta a múmia que está a mexer os cordelinhos para que os novos estatutos não sejam aprovados e que disse que a AF Porto, para marcar a sua posição, estava preparada para colocar centenas de criancinhas devidamente equipadas à porta da Federação.

Quem sempre gostou bastante de usar criancinhas nos seus espectáculos de propaganda foram o Adolf, o Benito e outra malta desse calibre. Actualmente o grande especialista mundial é o Kim Jong-il, mas parece que o Lourenço Pinto lhe quer dar luta.

Uma tarde de azia para alguns

sábado, 29 de Janeiro de 2011


É sempre um prazer especial ganhar contra a milenar azia do Alípio em relação ao Benfica. É também um prazer especial ganhar quando os jogos são transmitidos na Rtp2, contra a igualmente milenar azia dos jornalistas desse canal, supostamente público e imparcial, em relação ao Benfica.

E isto sem Diece e César Paulo....

Fugiu-lhe a boca para a verdade

Joguei um pouco mais, mas o clube enfrentava muitos problemas financeiros. Só três jogadores recebiam regularmente: eu, Nuno (Coelho) e Varela. Eu, do Sporting, e os dois, do Porto na altura, diz Celsinho, ex-jogador do zbordin, sobre a sua passagem pelo Estrela da Amadora.

É impressão minha ou nessa altura o Varela não pertencia aos quadros do foculporto, já que recordo-me perfeitamente de se falar de um alegado interesse do Benfica? Só foi público que o Varela ia para o foculporto já muito perto do final da época. Mas pelos vistos o moço já recebia dinheiro azulado quando ainda era jogador do Estrela...

Obrigado, Celsinho. Mesmo sem querer, tornaste pública mais uma ilegalidade.

Craque



Isto ando eu a dizer há muito tempo. Qual Di María, qual caraças! O melhor jogador da época passada foi o pequeno grande Javier Saviola.

E na presente época continua a demonstrar que é o jogador mais completo do campeonato. Marca golos, assiste, joga e faz jogar, com ou sem bola. E destaco particularmente a parte do "jogar e fazer jogar sem bola"; as movimentações sem bola do Saviola na frente de ataque são um regalo para os olhos e não estão ao alcance da maior parte dos jogadores. Mas é preciso estar no estádio para as apreciar devidamente, porque na televisão a câmara está sempre focada na bola.

Se por um lado tenho pena que ele já tenha 29 anos, por outro lado, o facto de ele não ser um jovem defende o Benfica da cobiça dos Abramoviches, dos Florentinos e dos Mansoures desta vida. Porque se ele fosse um miúdo de 20 aninhos era certinho que não durava cá muito tempo.

O Saviola diz que gostava de ficar muitos anos no Benfica, e eu espero que isso aconteça. Ele sozinho vale bem o Redpass.

Até agora estou a gostar de ver

sexta-feira, 28 de Janeiro de 2011


Este moço marcou 35 golos no campeonato holandês na época passada e há duas épocas tinham sido 23. No Mundial deste ano foi uma das figuras da excelente campanha do Uruguai. Tem apenas 24 anos e os tubarões da Europa andavam de olho nele.

Acaba de ser comprado pelo Liverpool por 26,5 milhões de euros.

Salvo raríssimas excepções, um goleador de topo vale muito mais do que um defesa central de topo. Julgo que isto demonstra bem a dureza com que o Benfica tem negociado o David Luiz. Ele até pode mesmo sair até dia 31, mas parece-me que, se isso acontecer, vai sair como o Benfica quer e não como o Chelsea quer.

Faltam três dias. Vamos aguardar.

Queres, pagas


Há guito para iates, casas, pegas de luxo e Paulos Ferreiras e não há guito para aquele que será, daqui a três ou quatro anos, o melhor central do mundo?

Tem juízo, pá!

Sempre em grande forma, o Rui Moreira


Benfica teve passadeira vermelha em Vila do Conde.

Sai um boato fresquinho

quinta-feira, 27 de Janeiro de 2011

Obviamente que este boato carece de provas e fundamento, e que qualquer pessoa pode escrever o que lhe apetecer na net, mas por que é que não me espantaria rigorosamente nada se fosse verdade?

Era giro algum jornalista português tentar averiguar estes factos. Uma coisa é certa, o Mourinho não pode com o André. Por alguma coisa será.

O leilão


Se de facto o City entrou na corrida pelo David Luiz, a melhor forma de o Benfica conseguir o máximo dinheiro possível é entregar o negócio a quem percebe do assunto: a Christie's.

Dinheiro vivo, a pronto, e sem jogadores extra metidos ao barulho, se faz favor.


We have here an exquisite young centre-back. Our starting bid will be 20 million pounds.

Do I hear 20?

Yes, from the russian arms dealer on the front row.

Do I hear 25 million? No?

25 million?

25 million from the arabian Sheikh over there.

Yes, Mr. Bettencourt, it's possible to sell a player for 25 million pounds.

Do I hear 28 million pounds?

No?

28 million, anyone?

Yes, again from the russian arms dealer.

Please remove Mr. Bettencourt from the room, he's acting like a child.

Do I hear 30 million pounds?

30 million, gentlemen?

Anyone?

Yes, from the arabian Sheikh.

The bid is now 30 million pounds. Do I hear 33 million?

33 million, anyone?

Going once... Going twice...

Sold! To the arabian Sheikh for 30 million pounds.

No, Mr. da Costa, we don't auction referees. Don´t insist, please.

Incentivos extra para os treinadores?

Interessante este caso de um treinador inglês que tem direito a uma percentagem do valor da transferência de qualquer jogador que o clube que ele treina venda.

Para clubes que dependem bastante de comprar jogadores baratos e vendê-los passados dois ou três anos para gerar receita (onde infelizmente se inclui o Benfica), um treinador que seja especialista em fazer explodir jovens craques é uma excelente aposta.

Mas isto levanta uma questão: não fará parte das competências de um treinador tirar o máximo de rendimento dos seus atletas? Será que é preciso dar-lhe uma percentagem das transferências como incentivo extra para ele realizar o seu trabalho com mais acerto?

Por exemplo, será que se o Quique tivesse um contrato deste género, teria retirado mais rendimento do Di María e do Cardozo e não teria inventado com o David Luiz à esquerda? Tenho muitas dúvidas...

E será que o Jesus merecia um bónus por aquilo que fez com o Di María, com o Coentrão (quando ele sair), com o David Luiz (com a venda provável que se adivinha) e com qualquer jogador que venha a ser vendido? Ou estará ele a fazer simplesmente aquilo para que é pago (e bem pago, aliás)?

Árbitros querem país justo (e dizem isto com ar sério)

Petição CM contra o enriquecimento ilícito: Árbitros querem país justo

Habituados a assinalar as irregularidades cometidas dentro de um campo de futebol, os árbitros mostram-se também preocupados em ajudar a anular os ilícitos que têm lugar bem longe das quatro linhas. Quase duas dezenas de árbitros, árbitros auxiliares e responsáveis da Comissão de Arbitragem da Liga assinaram a petição promovida pelo CM.

Como grande parte dos portugueses, eu trabalho e, com maior ou menor dificuldade, pago os meus impostos. Não podemos aceitar que alguém enriqueça à custa do Estado, ou seja, de todos nós", defende Rui Costa, árbitro de 1ª categoria, da Associação de Futebol do Porto (AFP), que se juntou à petição, tal como Artur Soares Dias e Vasco Santos.

Não vale rir... Não vale rir...


Não consigo! Ahahahahahahah!!! Muito bom!!! Bis!!! Bis!!! Porque receber envelopes na casa iluminada do "gerente de caixa" não é enriquecimento ilícito, não é? Porque subir na carreira de árbitro à custa das influências do paizinho e dos padrinhos (como se pode ouvir em algumas escutas menos conhecidas) não é uma forma de enriquecimento ilícito, não é, menino Artur?

Esta malta da APAF é uma paródia! Dentro do campo e fora dele.

E para o deboche ser ainda pior, peço ao Correio da Manhã para fazer também uma petição contra dirigentes desportivos receberem árbitros em casa e oferecerem-lhes putas para ganhar jogos e ponham o Pinto da Costa a assinar e comentar, com um ar muito indignado, que isso é prática de gente vil.

Sempre em frente, sempre em frente!

Sondagem nº 25

Ora vamos lá ver como andam esses níveis de confiança...

O que é que vamos fazer ao Dragão na próxima quarta?

Podem votar aqui ao lado.

Rio Ave 0-2 Benfica

Grande exibição do Benfica... até chegar a altura de meter a bola lá dentro. Se a pontaria estivesse afinada, o Rio Ave hoje poderia ter sofrido uma goleada histórica. Combinações deliciosas entre os jogadores do meio-campo e do ataque, tabelinhas e triangulações com fartura... Enfim, futebol a rodos.

Hoje a arbitragem merece uma longa análise... O senhor João Ferreira, acabadinho de apitar um jogo do foculporto, veio obviamente com as ideias trocadas. O primeiro penálti é uma fita do caraças do João Tomás, há ali mão do Coentrão, é verdade, mas o João parece que apanha um choque eléctrico nas nalgas. O segundo penálti parece-me que a bola bate no peito. O terceiro penálti é muito semelhante ao primeiro mas fica a ideia de que o movimento do braço do Zé Gomes é suficiente para derrubar o Saviola, que não precisava de se ter mandado ao ar com aquele aparato. O quarto penálti é nítido mas fica outro penálti por marcar antes desse, por mão/braço na bola do Gaspar.

Ou seja, há um penálti mal assinalado contra o Benfica, há um penálti mal assinalado a favor do Benfica, há um penálti bem assinalado a favor do Benfica, há um penálti não assinalado a favor do Benfica e há o penálti do Saviola, que eu, honestamente, tenho muitas dificuldades em analisar. Por um lado parece que há força suficiente para o derrubar mas por outro lado aquela fita do Saviola deixa-me na dúvida. Aceitaria qualquer decisão do árbitro neste caso.

Resumindo: se aceitarmos que o lance do Saviola é penálti, o João Ferreira teve duas decisões correctas em cinco possíveis. Se não considerarmos esse mesmo lance como penálti, então o João Ferreira teve quatro decisões erradas. Qualquer que seja a situação, isto demonstra bem o calibre deste árbitro.


Júlio César: um penálti defendido, uma defesa fabulosa a remate de Bruno Gama e muita segurança nas bolas aéreas. Perfeito.

Maxi: Yazalde, com uma velocidade claramente superior, fez-lhe a cabeça em água e isso condicionou-o durante todo o jogo. Penso que tem sido o elo mais fraco em quase todos os últimos jogos.

Luisão: meteu o segundo melhor marcador do campeonato no bolso. Bem no fundo do bolso.

David Luiz: uma das melhores exibições da época. Pena o penálti falhado, pois merecia ter marcado. Apesar de tudo o que se passa, vou continuar a acreditar que não foi a última vez que o vi de águia ao peito.

Fábio Coentrão: amarelado injustamente logo de início, isso não o inibiu de fazer uma boa exibição.

Airton: dominador. É uma pena tê-lo no banco, tal como é uma pena ter o Javi no banco. Um bom dilema para Jesus.

Salvio: mais um grande jogo, sempre em altíssima rotação (até cansa!). Se o Salvio tivesse chegado logo no primeiro dia da pré-época, e mesmo apesar das arbitragens, hoje não estávamos a oito pontos.

Gaitán: têm-se notado melhorias de jogo para jogo, principalmente no entrosamento com Coentrão, Aimar e Saviola. Tem que deixar de marcar cantos durante uns tempos.

Aimar: é difícil exprimir por palavras a genialidade que vimos hoje, portanto limito-me a fazer-lhe uma vénia.

Saviola: joga tanto à bola... Mas hoje não esteve bem na finalização. Descansa nas Aves e marca no Dragão.

Cardozo: falhou um penálti e no outro ia decepando o guarda-redes do Rio Ave (se a bola lhe batia em cheio na cara... ui!). Correu quilómetros e quilómetros na frente de ataque e ainda molhou o bico outra vez no final do jogo.

Carlos Martins: muito apagado na luta do meio-campo.

César Peixoto: sem tempo para nada.

Weldon: ainda menos tempo.

Fechou a loja

quarta-feira, 26 de Janeiro de 2011

Preparemo-nos para não ter mais penáltis assinalados a nosso favor durante o resto da época.

Já vi este filme noutras épocas.

As águas agitam-se

É impressão minha ou a possível candidatura do Seara já está a agitar o lodaçal? Ontem ouvi o Madaíl e o homem não me parece mesmo nada motivado para avançar novamente, embora ande a ser muito pressionado para o fazer.

Quando?


Está-se à espera de que este senhor deixe o mundo dos vivos para lhe fazer a grande homenagem que ele tanto merece? E quando digo "grande homenagem" não me refiro a ir a uma Gala do Benfica receber um mísero troféu, refiro-me a algo digno da alcunha por que ficou conhecido: Monstro Sagrado. Se Eusébio tem uma estátua, o senhor Mário Coluna não merece menos do que isso.

De vez em quando era bom parar um pouco com as conversas à volta de arbitragens, Davides Luizes, Caroles & Cª e pensar em tratar melhor os homens que fizeram do Benfica aquilo que o clube é hoje.

Ontem vi o Benfica

Obrigado ao senhor Mário Coluna por ontem à noite, no meio das piadas deslocadas e sem graça do Malato, ter dito com todas as letras que os dirigentes do zbordin queriam que o Eusébio fosse para Lisboa apenas à experiência porque estavam fartos de enfiar barretes com negros e que, como a mãe do Eusébio recusou, depois apareceu o Benfica que ofereceu um contrato profissional ao Eusébio. À chegada a Portugal, quem tentou desviar o Eusébio do Benfica foi o zbordin, e não o contrário.

Estes factos já tinham sido explicados algumas vezes pelo próprio Eusébio, mas em directo na televisão, em horário nobre, julgo que foi a primeira vez que tal tema foi abordado. Espero que o mito tenha, definitivamente, caído por terra.

E é sempre com grande emoção que vejo e ouço o senhor Mário Coluna subir a um palco e, antes de permitir que lhe façam perguntas ou o elogiem, soltar imediatamente um Viva o Benfica! Emociono-me não só por ele ter sido um enormíssimo jogador, que infelizmente não tive o privilégio de ver jogar, mas, fundamentalmente, porque o senhor Mário Coluna é o Benfica em estado corpóreo. Correndo o risco de parecer estranho, isto faz com que estejamos, literalmente, a ver e ouvir o Benfica gritar Viva o Benfica!

Rei da unanimidade

terça-feira, 25 de Janeiro de 2011

Não vi o Eusébio a jogar, com imensa pena minha.

Oiço histórias há três décadas sobre o Eusébio, contadas por quem o viu jogar.

Curiosamente, só hoje me apercebi de algo: é uma figura unânime, que vai além das rivalidades. E lograr a unanimidade não está ao alcance de qualquer um... Se é que vai existir outro...

Parabéns Eusébio! E obrigado.

A mensagem é clara: quem dá pontos tem prémio

No último jogo que apitou, João Ferreira esteve envolvido num lance polémico que deu a vitória ao foculporto. De acordo com o critério seguido habitualmente nestes casos, João Ferreira iria descansar uns tempos na famosa jarra.

Mas além de não ir para a tal jarra, João Ferreira até recebeu como prémio apitar um jogo dos quartos-de-final da Taça de Portugal, onde curiosamente uma das equipas em campo é o Benfica.

Se isto não é provocação descarada, então não sei o que é.

A grande notícia sobre o David Luiz

Está convocado para o jogo de amanhã.

O equilíbrio de Vítor Pereira

É espectacular como os lances do Académica-Benfica que mereceram análise e comentários do Vítor Pereira foram o golo mal validado ao Benfica e o penálti por mão na bola. Sobre o outro penálti, que até acabou com um amarelo ao Coentrão, Vítor Pereira não se pronunciou.

Isto é como quem diz: olha, foram beneficiados num lance e prejudicados noutro, portanto o jogo deveria ter acabado empatado.

Esta malta sabe muito...

Rei plebeu


Parabéns, Rei Eusébio! Que contes muitos, muitos mais.

Lembro-me como se fosse hoje


E já foi há sete anos...

Mas o Miki está sempre no quarto anel a ver os jogos connosco.

Obrigado, pá!

segunda-feira, 24 de Janeiro de 2011


Mas não o mandem de volta, se faz favor.

O castigo de Jesus

Recorrendo à jurisprudência, o caso "Jorge Jesus dá um chega p'ra lá num gajo do Nacional" é muito simples de analisar.

Em Dezembro de 2009, Givanildo tenta agredir um steward com três socos mas falha o alvo, pelo que decide mandar uma pontapé no mesmo steward e desta vez acerta-lhe em cheio. Podem ler-se estes factos na nota de culpa desse processo.

Apesar de ser reincidente neste género de brincadeiras, já que num Benfica-foculporto de 2008 há imagens da criatura a puxar o braço atrás para enfardar num indivíduo (não dá para ver se acerta mesmo em alguém), Givanildo é punido com metade da pena mínima prevista. Vou repetir: metade da pena mínima prevista.

Passando agora para Jorge Jesus, verificamos que a pena mínima prevista é de uma semana. Se tivermos em conta o castigo aplicado a Givanildo, Jesus será punido em 3 dias e 12 horas. Se acrescentarmos o facto de Jesus não ser reincidente, a pena terá que ser ainda mais leve. Ou seja, 2 ou 3 dias. Como os factos são referentes ao último Sábado e o Benfica só joga na quarta-feira, conclui-se que Jesus não pode ser afastado do banco em nenhum jogo.

Isto se eles forem tão amigos do Jesus como foram do Givanildo, claro. Aguardemos.

Conferências de imprensa sempre bastante diversificadas

- André, espera um Nacional forte no próximo jogo?

- Estou aqui para falar apenas e só do Benfica.

- André, espera um Nacional forte no próximo jogo, depois da derrota com o Benfica?

- Ainda bem que me fala do Benfica. Blá blá blá blá blá...

- André, a vantagem pontual no campeonato vai permitir-lhe preparar melhor a eliminatória com o Sevilha?

- Estou aqui para falar apenas e só do Benfica.

- André, a vantagem pontual sobre o Benfica no campeonato vai permitir-lhe preparar melhor a eliminatória com o Sevilha?

- Ainda bem que me fala do Benfica. Blá blá blá blá blá...

- André, a lesão de Falcao preocupa-o?

- Estou aqui para falar apenas e só do Benfica.

- André, a lesão de Falcao, que com esta paragem decerto será ultrapassado por Cardozo na lista dos melhores marcadores, preocupa-o?

- Estou aqui para falar apenas e só do Benfica.

- André, a lesão de Falcao, que com esta paragem decerto será ultrapassado por Cardozo, avançado do Benfica, na lista dos melhores marcadores, preocupa-o?

- Ainda bem que me fala do Benfica. Blá blá blá blá blá...

- André, gosta de éclairs de chocolate?

- Estou aqui para falar apenas e só do Benfica.

- André, há uma pastelaria muito boa em Benfica que faz uns éclairs de chocolate óptimos. A propósito, gosta de éclairs de chocolate?

- Ainda bem que me fala do Benfica. Blá blá blá blá blá...

Passatempo da rasteira

Proponho um desafio para os próximos dias: passar o máximo possível de rasteiras a desconhecidos na rua, nos transportes públicos, no trabalho, no supermercado, etc e filmar. O primeiro que me enviar um vídeo em que a pessoa rasteirada tenha um movimento inicial de queda contrário ao da força da gravidade antes de se estatelar no chão, tem direito a um bilhete para o próximo jogo do Benfica em casa.


P.S. Rasteiras ao Givanildo não serão validadas pela Comissão que supervisiona o passatempo, que neste caso é constituída única e exclusivamente pela minha pessoa.

Falas muito e fazes pouco

domingo, 23 de Janeiro de 2011

O custo médio de um ingresso na Luz é o dobro do que se paga para ver o Bayern e o salário mínimo na Alemanha é o dobro do nosso. Muito rapidamente, teremos de intervir, alvitrou o idóneo presidente da Liga, Fernando Gomes.

Claro, o mau exemplo é sempre o Benfica... Mas quando os outros clubes, muitos deles com estádios sem os mínimos de conforto e segurança para os espectadores, praticam preços absurdos quando recebem o Benfica, aí já está tudo bem. Ou quando há clubes como o Leiria, que tem uma média de 1000 espectadores por jogo, ou como a Naval, que em muitos jogos nem 500 pessoas mete no estádio, quando até há jogos da terceira divisão com mais público, também está tudo bem.

E, já agora, obrigarem as pessoas a sair de um estádio de futebol no pico do Inverno às 23 horas também é óptimo, claro. Neste ponto é que o senhor Fernando Gomes podia intervir rapidamente, mas tem o rabinho preso, não é?

A comunicação social pariu um rato

Quando um dos árbitros com pior histórico de decisões contra o Benfica, que até estava mesmo no centro da confusão e se afastou uns passos para ver melhor tudo o que se passava, não menciona os gravíssimos, horrendos, terríficos e apocalípticos incidentes de ontem no seu relatório...

Vão continuar a insistir nesta tecla? O Jesus não esteve bem, não senhor, tal como não esteve bem o jogador do Nacional, mas daí a falar-se em agressão e violência vai uma grande distância...

Se esta malta da comunicação social se preocupasse tanto com putas, aconselhamentos familiares, viagens ao Brasil, falsificações de relatórios de observadores, sempre em frente até à casa iluminada, etc, como se preocupa com o que aconteceu ontem, o futebol português estaria muito mais limpo. É pena que só dêem relevância ao que lhes convém.

Uma questão de semântica


Finalmente concordo com algo que vem escrito numa capa do pasquim O Nojo.

Artista: manhoso, finório, impostor.

Duas belas conclusões

O treinador do Nacional diz que não se passou nada de mais, um jogador do Nacional diz que não se passou nada de mais, o Jesus diz que não se passou nada de mais, o Luisão diz que não se passou nada de mais.

Conclusão do indivíduo da Antena 1: passaram-se coisas muito graves, e desta vez não foi no túnel.

Conclusão minha: tenho que deixar de ouvir rádio no carro no trajecto do estádio para casa.

BENFICA 4-2 Nacional

sábado, 22 de Janeiro de 2011

25 minutos brilhantes na primeira parte, a sufocar o Nacional. Outros 20 minutos muito bons na segunda, mas a espaços. Permitimos dois golos escusados, em duas falhas de marcação, chegando a estar o resultado nos 3-2. Aos 88, Jara matou o jogo.
Gostei da intensidade quando a equipa quis atacar. Não gostei do adormecimento em alguns momentos do jogo, principalmente porque deu mau resultado.
Hoje mostrámos, uma vez mais, futebol. Aqui há ópera; não é preciso irmos para outros palcos. Para outros lados, há teatro.


Roberto - algumas defesas difíceis, com boas intervenções. Duas ou três hesitações em saídas, que foram sempre resolvidas pela defesa. Aos 80 minutos, teve uma intervenção brilhante, a negar o golo a um jogador isolado.

Maxi Pereira - não subiu muito no terreno porque Sálvio manda no flanco direito. Cumpriu a sua missão, que é defender.

Luisão - é de uma classe tremenda. Espero que nunca se vá embora. Não tem medo de atacar a bola; se perde o lance à primeira, faz de imediato a dobra. Por ali não passa nada. Ainda assim, dá-se muito melhor com David Luiz.

Sidnei - algumas dificuldades em entender-se com Luisão. Marcou o segundo golo, com uma cabeçada incrível.

Coentrão - está novamente em grande forma física. Demonstrou a garra que o caracteriza. Infelizmente, está nos lances dos golos do Nacional.

Javi Garcia - grande jogo. A nota artística é baixa, mas a eficiência é máxima.

Salvio - que máquina. Esteve na jogada do primeiro golo, depois de romper a defesa do Nacional. Leva a equipa para a frente com uma velocidade estonteante.

Gaitán - continua a falhar alguns passes, com uma visível deficiência ao nível das "tabelinhas". Marcou o primeiro do Benfica, numa recarga a um primeiro remate.

Aimar - foi quem mandou na manobra atacante. Está em grande forma física. Corre, defende, recupera bolas no meio-campo defensivo. Saiu aos 60 minutos, em clara opçaõ pela poupança.

Saviola - não foi eficaz, apesar das várias tentativas. Assistiu Jara quando o Benfica mais precisava de marcar.

Cardozo - marcou o terceiro do Benfica. Não esteve muito em jogo.

Carlos Martins - entrou para o lugar de Aimar, aos 59 minutos. Falhou alguns passes, alguns em zona proibida. Entrar com 2 graus não deve ser fácil.

Jara - entrou para o lugar de Cardozo. Ainda lhe falta definir melhor os lances. Traz sempre velocidade, mas nem sempre decide bem. Marcou o golo que era necessário marcar, na hora H. Boa miúdo.

Felipe Menezes - entrou para sentir o friozinho na pele.


P.S. Como é possível dizer que a equipa dos azuis é a melhor do campeonato?? Pelo amor da santa... Abram os olhos e sejam honestos. O melhor futebol é o nosso, a melhor equipa é a nossa.
P.S. É desolador não ver o estádio a abarrotar, mas compreende-se que, com estes horários, seja difícil fazer melhor.

Fazer o pleno


Ora aí está mais uma Taça para juntar à nossa galeria de troféus. Grande exibição de toda a equipa, com destaque para o enorme Carlos Carneiro!


Nota também para a espectacular vitória no basquetebol contra o CAB Madeira, com um lançamento no último segundo, bem ao jeito da NBA. Impressionante exibição de Sérgio Ramos, que até tem andado algo apagado nos últimos jogos, com 23 pontos e 11 ressaltos.

No futsal seguimos em frente na Taça depois de eliminar o Loures por 10-3 e o voleibol ontem já tinha despachado o Machico por 3-0.

Falta o hóquei, que joga agora os oitavos-de-final da Taça Cers contra uma equipa italiana, e logo à noite o futebol. Espero que seja um pleno de vitórias em todas as modalidades!

SportTv oferece blusões do Benfica

sexta-feira, 21 de Janeiro de 2011

Se a SportTv insistir em marcar jogos na Luz que acabem às 23h, proponho que cada adepto que se desloque ao estádio para ver o jogo tenha direito a um blusão destes para suportar a vaga de frio que aí vem.

A factura deverá ser enviada para a sede da SportTv.

É a crise, é a crise


A abertura de uma academia na China é o primeiro passo para que, em breve, os Pereirinhas, Djalozinhos, Adrieninhos e Patriciozinhos sejam substituídos por Lis, Yangs, Wangs, Taos e outros do género.

Fica muito mais barato e a merda é a mesma.

(De)formação

Eu tinha ideia de que em Portugal a aposta na formação de jovens jogadores era baixíssima mas, muito sinceramente, nunca pensei que atingisse estas proporções:



Isto poderá levar a pensar que os clubes portugueses não apostam na formação porque preferem comprar jogadores já feitos, que tornem as equipas mais competitivas, não é? Errado. Países como Inglaterra e Itália é que fazem isso, porque têm poder económico para tal e não precisam de realizar grandes lucros com vendas de jogadores. O que se passa em Portugal é que a maior parte dos clubes contratam paletes de jogadores sul-americanos na esperança de que em cada cinco ou seis apareça algum craque para fazer um bom encaixe. Isto é facilmente dedutível se tivermos em conta que em 2010 os clubes portugueses foram dos que mais contrataram jogadores, como podem ver aqui:



Em média, 13 jogadores contratados por clube, sendo que desses, sete são estrangeiros. É obra! Ou seja, estamos no fundo da lista naquilo que é positivo, a formação, e no topo da lista naquilo que é negativo, a importação desenfreada. E se acrescentarmos a tudo isto o facto de cada jogador ficar, em média, cerca de duas épocas num clube português, isto em termos práticos tem um nome: entreposto comercial. Em termos de mercado, Portugal serve, essencialmente, para dar a conhecer à Europa jogadores brasileiros e mais uns quantos de outros países da América do Sul. E o jovem jogador português que vá plantar batatas.

Para concluir, mais um gráfico:


É um bocado triste ver o Benfica encabeçar esta lista, ainda por cima em tão fraca companhia.

Podem ver o estudo completo aqui.

A descoberta de Jesus

Evolução animal: da pedra para a tocha

quinta-feira, 20 de Janeiro de 2011

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol anunciou, esta quinta-feira, a instauração de um processo disciplinar ao Sporting, devido aos incidentes protagonizados no «derby» frente ao Benfica, no Pavilhão da Luz, relativo à 11.ª jornada do campeonato nacional de futsal.

Estou com uma enorme curiosidade em saber no que isto vai dar. Recordo que na última vez em que adeptos do zbordin arremessaram calhaus contra adeptos do Benfica, o Benfica perdeu esse jogo por 3-0 na secretaria. E com isso o título de campeão de juniores.
No futsal não foram calhaus mas sim tochas. Vamos ver como vai o CD da Federação lidar com isto.

E não deixa de ser espectacular que incidentes desta gravidade só sejam analisados quase dois meses depois de terem acontecido. Justiça à portuguesa.

Uma frase que diz quase tudo

A maior homenagem que posso prestar ao Eng. Vítor Vasques é transcrever o que certa vez me disse uma pessoa que lhe era próxima:

O Pinto da Costa não descansou enquanto não tirou o Vítor da Federação.

Ah, pronto. Já está tudo bem!

Estou muito mais descansado por saber que a namorada do Salvio escreveu no Twitter que se ele não regressar ao Atlético fica no Benfica.

Enfim, quanta inocência... E a comunicação social ainda dá destaque a uma coisa destas.

Afinal havia outro

Do Benfica só queria o Elmano Santos.

O mesmo Elmano Santos que, no último jogo que apitou do foculporto, validou um golo irregular ao foculporto e mandou repetir um penálti que tinha dado o empate ao Setúbal? O mesmo Elmano Santos que não assinalou dois penáltis a favor do Benfica em Coimbra?

Ou, por uma incrível coincidência, há um miúdo chamado Elmano Santos nos escalões de formação do Benfica que eu desconheço?

Expectativas


Sinto que o meu nome gera expectativas.


Não sei o que pensam os zbordinguistas, mas eu estou ansioso por ver à frente daquilo um gajo que, em grande parte devido ao tempo de antena que lhe é dado pela SIC, tem a mania que sabe de tudo um pouco. Tanto comenta o desaparecimento da Maddie como a apanha do mexilhão nas praias da Normandia. Disserta sobre as eleições norte-americanas com o mesmo à-vontade com que o faz sobre a herpes genital. Tão depressa nos explica o que poderá acontecer ao Renato Seabra como nos mostra a maneira correcta de cortar as unhas dos pés.

Estamos portanto na presença de uma criatura omnisciente. Aliás, até estou convencido de que a definição correta de "omnisciente" é, simplesmente, "Rogério Alves".

As minhas expectativas estão realmente altas, acho que vai ser épico.

Benfica 3-2 Olhanense

quarta-feira, 19 de Janeiro de 2011

Foi uma espécie de treino que serviu para os menos utilizados do plantel mostrarem o que valem. O Olhanense também estava bastante desfalcado mas mesmo assim deu uma réplica interessante, o que obrigou Jesus a ir buscar o homem do momento para resolver o jogo. Vou analisar individualmente apenas a rapaziada que joga menos vezes.

Roderick: ainda tem falhas de posicionamento e mostra pouca agressividade (no sentido positivo) nos duelos individuais. Mas ainda tem muito tempo para crescer, é uma questão de terem/termos paciência com o miúdo.

Sidnei: consegue resolver problemas com a classe dos grandes centrais mas, por outro lado, consegue criar problemas com a inexperiência de um juvenil. Quando conseguir jogar 90 minutos concentrado vai ser um excelente central.

Menezes: não sei se é embirração minha, mas não consigo compreender o que faz este jogador no Benfica. Lentíssimo de movimento e de ideias.

Peixoto: o que me incomoda não é o facto de ele consecutivamente fazer jogos miseráveis, porque o Benfica já teve, tem e ainda virá a ter jogadores com pouca qualidade na sua História. O que me incomoda mesmo é a atitude de quem se está a marimbar para aquilo. Se jogar pelo Benfica é um frete, está ali a fazer o quê?

Jara: a condição física e a raça impressionam mas ainda tem muito que melhorar com a bola colada ao pé e na definição das jogadas. No geral, gostei bastante de o ver hoje e acho que fez a melhor exibição desde que está no Benfica.

Kardec: péssima exibição, passou completamente ao lado do jogo.

Adivinha via Hélder Conduto

Estou a ouvir o Hélder Conduto na Antena 1, enquanto trabalho.

Vejam lá se adivinham quem são?

O John Terry do Desportivo de Maputo

O Mozer de Odivelas

Priceless...

Até dentro dos hotéis

Mais uma achega que permite que tenhamos uma noção da forma de estar no desporto daquela corja.

E ainda há gente que sonha com um clima de paz e respeito entre os dois clubes... Atrevo-me a afirmar que esse dia nunca chegará.

Dar o troco

Já era altura de começar a responder a estes ataques do foculporto a jogadores do Benfica. Para quando um: "Benfica interessado em Jorge Sousa"?

Poupança total


O Olhanense vai poupar alguns jogadores e o objectivo do Benfica deveria ser dar descanso a todos os habituais titulares, com a excepção do David Luiz, que não vai poder jogar contra o Nacional. Face às hipóteses, este é o melhor onze inicial que consegui arranjar, com o Weldon no banco para ser lançado na segunda parte.

P.S. Sim, o Minervino ainda dava uma perninha ali na lateral.

Um dia vai fazer muitos de águia ao peito


b1-2p

Simão | Myspace Video


P.S. O Paços está a jogar muito futebol.

Mas avançados não faltam

terça-feira, 18 de Janeiro de 2011


E assim se perde o único jogador do plantel cujas características permitem dar mais equilíbrio à equipa nos jogos teoricamente mais complicados. Na época passada tínhamos Ramires e Ruben, começámos esta só com o Ruben e agora não há ninguém.

Além disso também se perdeu a única alternativa válida ao Maxi...

Recupera depressa, rapaz!

Obrigado pela preocupação

Ora então obrigadinho aos senhores da Federação por terem agendado a Taça Hugo dos Santos para o fim-de-semana imediatamente antes do início da segunda fase de grupos da Eurochallenge, o que obrigou os jogadores do Benfica a realizarem quatro jogos em cinco dias, com uma viagem de 3500 Km pelo meio.

Resultado desta brincadeira: 100-65, sendo que o primeiro período até acabou 27-31 favorável ao Benfica. Ou seja, o Benfica não é assim tão inferior ao Ventspils, mas a falta de frescura fez com que se marcassem quase tantos pontos num único período como nos três restantes. A equipa deu um estoiro físico brutal e foi esmagada.

É bom ver que se preocupam tanto com a imagem que o basquetebol português passa lá para fora.

Já estão a gamar o Cardozo

Não compreendo como é que o golo que valeu os três pontos em Coimbra é atribuído ao Saviola. Já vi e revi o lance inúmeras vezes e fico sempre com a ideia de que a bola já ia na direcção da baliza e que o Saviola até se encolheu para não levar com um estoiro na cara.

Boa altura para reivindicar

Mais recentemente, antes do Natal, Rangel e Rui Pedro Soares estiveram em Espanha onde compraram, à Mediapro, os direitos de transmissão da Liga Espanhola para Portugal, a partir da época 2012/2013.

Ou seja:

- vai mesmo haver um canal televisivo novo, inserido num também ele novo grupo de comunicação social

- o Oliveira vai perder Messi, Ronaldo & Cª.

- se por acaso lhe tiram a Liga Inglesa, aquilo treme por todos os lados

- se por acaso lhe tiram o Benfica...

Presidente Vieira, face a este cenário, vamos lá pedir 40 milhões por época e entregar uma lista de jornalistas e comentadores proibidos de relatar e comentar jogos do Benfica em qualquer modalidade. Para além disto, o Pedro Henriques deverá ser obrigado a iniciar todas as suas intervenções no canal pedindo desculpas aos benfiquistas por ter envergado a camisola do Benfica, não por ter sido um jogador de merda mas por ser uma merda de gente.

E isto para início de conversações... Não querem? Há quem queira.

O exemplo inglês

A Federação inglesa decidiu lançar uma investigação para analisar a violência registada na partida entre o Sunderland e o Newcastle.

O presidente do Sunderland, Niall Quinn, já pediu desculpas ao guarda-redes do Newcastle Steve Harper, isto porque um jovem adepto entrou no relvado e empurrou-o, após o golo de Asamoah Gyan.

A polícia inglesa também confirmou que 24 pessoas foram presas na sequência dos incidentes.


Não é só pelos jogos disputados a um ritmo alucinante e pelas muitas estrelas que passeiam pelos relvados que o campeonato inglês é o futebol mais lucrativo do mundo, com seguidores espalhados pelos quatro cantos do planeta. Isso acontece, principalmente, porque a Federação inglesa cuida muito bem do futebol e não permite que o estraguem nem que o público se afaste.

Alguém está a imaginar detenções de indivíduos que arremessam bolas de golfe nos estádios em Portugal? Ou um presidente de um clube português pedir desculpas a um guarda-redes adversário por este ter sido atingido por uma bola de golfe vinda do público?

Bruno Alves de regresso a Portugal?

segunda-feira, 17 de Janeiro de 2011


A expulsão do Pape Sow é uma vergonha, o futebol não é para meninas. Se o rapaz tivesse rasgado a jugular ao Cardozo, aí até poderia ser amarelo, mas assim não. Fico triste por verificar que o meu legado no futebol português está a ser esquecido e pondero regressar para restabelecer a ordem.

Não, Bruno. A sério... Fica aí, pá.

O futebol português vai de mal a pior

Julgo que devem haver muito poucos países onde uma eliminatória de uma competição se disputa em duas mãos separadas por quase três meses. A norma é este tipo de eliminatórias realizar-se com um intervalo de duas ou três semanas, o que logicamente dá mais ambiente e competitividade aos dois jogos, já que no dia em que se disputa a segunda mão os jogadores e os próprios adeptos ainda têm bem presente o jogo da primeira mão.

Agora ter um jogo em princípios de Fevereiro e outro em finais de Abril... Qual é a lógica disto? Nenhuma. É apenas o típico calendário futebolístico português, feito em cima do joelho, onde se tenta meter à pressão os jogos do campeonato, da Taça de Portugal e da Taça da Liga.

Resultados da Sondagem nº 24

57% dos leitores (63 em apenas 109 respostas no total... estava tudo de férias?) consideram que pedir emprestado deve ser uma política a abandonar, a curto prazo, pelo SLB.

Apenas 13% defende a política de empréstimo com investimento do clube, em casos similares ao de Reyes e de Salvio.

Concordo com a maioria. Na minha perspectiva é para abandonar esta prática. A adaptação não é imediata, a claúsula de opção é muito elevada e quando/se o jogador está a começar a dar frutos no clube a casa-mãe chama-o de volta.

Defendo investimento, criterioso, e não empréstimo. Claro que por vezes se vai falhar (quantas vezes já não pensei... mas porque é que o Balboa não veio emprestado...?), mas é o caminho que penso poderá dar mais frutos desportivos e económicos ao SLB, a médio prazo.

Acalmia momentânea

Já há alguns dias que não tínhamos uma manhã sem o histerismo das capas de jornal com entradas e saídas de jogadores do Benfica. Sabe bem.

Mas cheira-me que amanhã recomeça tudo outra vez... Isto é um bocado como aquela tortura de enfiar a cabeça dentro de água: de vez em quando deixam respirar um bocadinho.


P.S. O pasquim que tem censura informa num canto da capa que está mais caro cinco cêntimos. O pretexto para tal é a subida do IVA e do preço do papel mas a mesma fonte que lhes disse que o Benfica quer o Wendt, o Ziegler e o Carole, informou-me que o verdadeiro motivo é o Serpa andar a juntar guito para oferecer ao plagiador inculto uma edição de coleccionador que contém uma cópia da Declaração da Independência dos Estados Unidos, uma cópia da Constituição americana e uma cópia da Bill of Rights.

Todos os pormenores contam


Depois de uma primeira parte com várias escorregadelas, durante o intervalo alguém devia ter dito a alguns jogadores para trocarem de chuteiras.

É que na segunda parte as escorregadelas continuaram e numa delas a Académica não marcou por muito pouco.

Para recordar em 2013

Académica 0 - 1 BENFICA

domingo, 16 de Janeiro de 2011

Em virtude de não ter visto o jogo por inteiro e ter ouvido sim o relato, não farei uma análise a cada jogador.

Começo por dizer que o resultado foi melhor que a exibição. Mas sabendo que a académica estava a encarar este jogo como se de uma final se tratasse, o importante foi mesmo somar os 3 pontos.

Entrámos fortes no jogo, com uma atitude muito dominadora. Aos 19 minutos marcámos, num lance estranho, que servirá a muitos para sustentar a teoria parva de que somos levados ao colo. E tal teoria mais parva ficará depois do jogo de hoje. Foram mais dois penaltis que só um estúpido que não quer ver... não vê. Infelizmente, o estúpido que não quis ver teve arte para dar o amarelo ao Coentrão, por suposta simulação.

Ainda na primeira parte, a académica ficou reduzida a 10, por expulsão justíssima após agressão a Cardozo. Só mesmo outro estúpido que não quis ver teve o desplante de dizer que "é um cartão exagerado".

Na segunda parte, deixámos a académica tomar diversas iniciativas, numa delas a culminar com a bola no poste.

Continuamos em várias frentes: campeonato, taça da liga, taça de portugal, liga europa e liga de arbitragem, sendo que nesta última estamos arrumados.

Força BENFICA!

Não pode cair

Já me tinha mentalizado que esta época o Benfica não tem direito a penáltis a seu favor, mas agora temos a novidade de os nossos jogadores levarem amarelo por caírem dentro da área por culpa do adversário.

Espectáculo...

BENFICA 76 - 75 azuis

A equipa de basquetebol do BENFICA acabou de conquistar a Taça Hugo dos Santos, frente aos azuis.

Carrega BENFICA! E que este seja um bom prenúncio para mais logo.

2011/2012 no bom caminho?

A maioria da gloriosasfera benfiquista imputou responsabilidades do mau início de época à incapacidade para fazer a gestão acertada dos recursos, vendendo activos indiscutíveis, não os substituindo à altura com resultados imediatos. Entrámos em Janeiro com constantes notícias sobre o reajuste do nosso plantel para a época seguinte, com nomes novos todos os dias. Nomes para a grande maioria desconhecidos, mas para posições consensualmente deficitárias (actualmente ou no final da época).

O mercado abre em Janeiro para reajustar o plantel actual mas também permite chegar a acordo com jogadores em final de contrato, mantendo a importância de se estar constantemente atento e em acção. Efectivamente, verifica-se hoje em dia que o trabalho de reforço / reajuste do plantel nunca está feito e joga-se em 4 tabuleiros: Mercado (Compra e Venda), Formação, Empréstimos (Cedência e Obtenção) e Plantel actual (Renovações e Cessações).

Esta é uma pasta de importância extrema para o sucesso e que tem de ser profissionalizada no clube, pelo que entrei em Janeiro reticente com o facto desta responsabilidade ainda não ter um nome 100% dedicado a ela. O seu corolário não resulta apenas da qualidade desportiva do grupo de 24-26 jogadores que ficam no plantel, apesar desta questão ser obviamente a fulcral. Também fundamental é a capacidade para garantir soluções adequadas para todos os restantes que, por uma razão ou outra, não vestirão o manto sagrado na época em causa, e que pelas estimativas, entre jogadores seniores e oriundos da formação, rondarão os 50 atletas em 2011.

A confirmarem-se as diligências apresentadas pela comunicação social, o trabalho de reforço do plantel principal está bem alinhado, não é sobre isso que gostaria de reflectir hoje. É sobre o papel ainda não assumido de forma profissional do “alívio da folha de pagamentos”, num cenário de significativa pressão financeira que, ao que nos é dado a entender, já gerou alteração na estratégia de gastos na aquisição visível nas últimas 3 épocas.

A crescente aposta na aquisição de potenciais talentos, na esperança de que no futuro, com sorte, poderão ser activos da 1ª equipa, aliada à não desvinculação de alguns juniores e/ou Balboas que nunca se irão afirmar no clube está a contribuir para o constante incremento dos custos com pessoal. Este problema agrava-se porque os recursos do plantel, também necessitam de ser melhor remunerados para se manterem por cá.

Se na realidade empresarial esta questão pode ser contornada pela realização de mais horas de trabalho para gerar produto ou pela obtenção de novos contratos para ocupar capacidade instalada, no futebol esta questão não existe. O número máximo de jogos está definido à partida, os planteis são construídos para suprimir necessidades de uma época inteira.

Em função deste contexto, onde o SLB não detém historicamente facilidade de colocação de jogadores em Portugal, (fora do país já vimos que tem pouco interesse), onde permanentemente suporta a maioria ou exclusividade dos salários dos atletas, a minha questão para reflexão é se fará sentindo manter esta opção estratégia de compra significativa de N ostras para obtenção de 1 ou 2 pérolas?

Se o modelo de subsistência do clube terá de ser sempre equilibrado pelas receitas extraordinárias da venda de jogadores, percebe-se o investimento em atletas novos e com potencial, mas não tendo capacidade de colocação, potenciação e exposição dos activos, faz sentido este investimento massivo em dezenas de jogadores? Não tendo uma estrutura capaz de os acompanhar e rentabilizar, será a estratégia adequada?

Do que tenho reflectido, não se justifica. Os custos operacionais da estratégia são demasiado elevados, a formação começa a gerar muitos talentos que importa colocar para aferir crescimento, o que não acontecia no passado. Penso que o caminho mais adequado passa agora, a confirmar-se os nomes já apresentados para a próxima época, pelo investimento criterioso anual em 1 a 2 jovens de potencial confirmado, de custo mais elevado, a contratação de 1 fora de série para um lugar onde possamos perder outro no final da época, completando o plantel com recursos da longa folha de pagamentos que já temos (sobretudo produtos de formação que terão de ter espaço e tempo para crescer fora do Benfica).

Na minha perspectiva, só assim poderemos reduzir custos de estrutura, mantendo competitividade e integrando mais activos nacionais no plantel (apesar desta questão para mim não ter muita relevância nos dias que correm). Para tal acontecer tem de se profissionalizar a estrutura de acompanhamento e colocação de talentos e sobretudo, abrir mais alternativas de colocação dos activos na primeira e segunda ligas, ainda escassas para o nosso clube.

Este é, na minha opinião, um dos principais desafios estratégicos que temos para o futuro próximo e ainda precisamos de melhorar muito para o dominar.

Então, Zé?

Nunca te esqueceremos. Nunca. Jamais.

Parece que estamos na Idade Média

sábado, 15 de Janeiro de 2011


Um imbróglio desta magnitude só mesmo neste país, tudo porque os senhores feudais das associações distritais se recusam a perder poder.

Por falar em poder, metam-se com a Uefa, metam...

E o Pai?

sexta-feira, 14 de Janeiro de 2011

Ontem à noite acabei finalmente de ler a biografia do Pai. Por entre os factos que já sabia e os que desconhecia, uma certeza ficou mais forte: já não há homens assim.

Não há jogadores que queiram jogar por amor ao clube?, perguntou certa vez o Pai, indignado, quando o futebol profissional era cada vez mais uma realidade. Isto é uma pergunta de um romantismo e benfiquismo tão absolutamente deliciosos que julgo deixar qualquer um sem palavras. Mas esses tempos estão mortos e enterrados. E jamais regressarão.

Às vezes ponho-me a pensar o que aconteceria se, em jeito de filme, pudéssemos ir buscar o Pai ao passado... Será que ele iria gostar genuinamente do que via? Será que o Benfica que ele idealizou era este Benfica dos nossos dias? Será que ele iria pensar "bolas, não perceberam nada do que eu queria..."? Será que estamos no caminho certo? Será que há mais alguém a dar-se ao trabalho de reflectir sobre isto?

Problema resolvido

Estamos à procura de uma solução, mas não é fácil. Vamos tentar um jogador que não pese para o futuro, mas que esteja disposto a ajudar-nos nos próximos seis meses, afirmou Jorge Valdano.

Já estou a ficar farto desta novela do Real Madrid. Eh pá, pronto... Nós emprestamos o Weldon.

Vai e volta mais forte

quinta-feira, 13 de Janeiro de 2011


O percurso desportivo está a começar a ter várias semelhanças com o do Fábio Coentrão e se seguir o mesmo rumo estará aqui um grande defesa central.

Agora é acreditar nisto com muita força e fazer figas até doerem os dedos.

Sobre os timings

A contratação do Jardel pode não ter tido o timing mais correcto, admito, mas o que é certo é que se o sorteio da Taça tivesse ditado um Benfica-Pinhalnovense ninguém falava disto. A menos que alguém pense que, se tal tivesse acontecido, o Benfica desistiria do Jardel para contratar o melhor jogador do Pinhalnovense...

E só mais uma coisinha, há algo que eu tenho a certeza de que nunca se irá passar no Benfica: um jogador estar a fazer uma exibição do caraças contra a sua próxima equipa (apesar de tal negócio ser negado por todos) e no intervalo desse jogo abandonar as instalações do clube e não regressar para a segunda parte. Onde e quando aconteceu isto? Estádio Dr. Magalhães Pessoa, 23 de Janeiro de 2005, no Leiria-foculporto.

Dizem que o Helton se tinha esquecido de uma torneira aberta em casa. Mas parece que teve timing suficiente para chegar a tempo de evitar o pior...

Momento Zandinga de início de época

Depois do atribulado e escandaloso início de época, estabelecemos de imediato a classificação final da época que agora chegou a meio.

Apresentamos o comparativo até agora, que tem como ideias chave:

Subavaliação do Efeito Moutinho e da ligação com Leiria e Aveiro, que lhes valem actualmente posições superiores à prevista (como é possível o Beira Mar, financeiramente "morto", estar em 7º lugar?)

Sobrevalorização da ligação a Portimão e a Braga (sobretudo esta última onde Salvador e Domingos foram levados a lutar apenas nas 4 linhas, perdendo os apoios, as bolas fora que não contavam, os penalties do ano passado).

De resto só ligeiras diferenças, provando que efectivamente é um campeonato fácil de prever.

Penso que não vamos mal na previsão. O que queriamos mesmo era falhar rotundamente no final no clube que ocupa o primeiro posto...

Não te acalmes, não...

Eu não disse aqui há uns dias que se o Coroado ainda apitasse, o Benfica não conseguiria acabar um único jogo com onze jogadores?

Luisão projectou-se com os pés na frente, atingindo o adversário. A regra é clara neste particular e o cartão adequado é o vermelho e não o exibido.

Pimba, vai buscar! Mais outro expulso (o curioso é que a regra é tão clara que os outros ex-árbitros acham que o amarelo é suficiente).

Carrega, Coroado! Por este andar ainda vais arranjar uma úlcera nervosa em forma de águia a corroer-te as entranhas.

Miséria no eixo

Assim de cabeça lembro-me dos seguintes indivíduos que vi actuar no eixo da defesa do zbordin nos últimos dez anos: Torsinhinhi, Nuno André Coelho, Carriço, Polga, Tonel, Gladstone, Hugo, Beto, Enakarhire, Quiroga, Santamaria (para quem não se lembra era um moço com cabelo à Marco Paulo, mas mais comprido), Contreras, João Paulo, Phil Babb e André Cruz.
Acabo precisamente no André Cruz porque de todo aquele amontoado de centrais é o único com pinta de grande jogador.

E vai o Benfica contratar o tal Jardel, que esteve perto de assinar pelo zbordin? Mas não é evidente para todos que a lagartada não percebe patavina de defesas centrais?! Nem a avaliar, nem a comprar, nem sequer a formar.

Caraças, pá! Ainda se fosse um extremo, eles normalmente percebem de extremos.

Benfica 5-0 Olhanense

quarta-feira, 12 de Janeiro de 2011

Grande exibição do Benfica do primeiro ao último minuto de jogo, sem afrouxar, sempre a pressionar alto e a asfixiar o adversário, sem conceder hipóteses para o contra-ataque, a criar várias oportunidades de golo, a deliciar o público com jogadas colectivas espectaculares e alguns golos fantásticos. Enfim, faltam-me adjectivos para qualificar o que vi hoje no ecrã do computador, já que fizeram o favor de agendar o jogo para as 18h45.

Desta vez decidi não analisar os jogadores individualmente porque neste jogo julgo que é justo destacar apenas e só a equipa do Benfica como um todo.

Joga bonito

É tão bom voltar a sair do Estádio da Luz com um sorriso nos lábios :)

Mais uma boa joga! Força Benfica!

Olha o reforço fresquinho!

A imprensa desportiva desenvolveu um método bastante peculiar de anunciar reforços do Benfica para a próxima época. O processo passa por elaborar uma lista de jogadores em final de contrato e lançar dois ou três nomes por dia.

Não dá trabalho nenhum e vende jornais como pão quente. Para quem ainda gasta dinheiro com eles, claro.

Benfiquista e jogador do Benfica

Se perguntarem a um jogador do Benfica se gostava de ser treinado por José Mourinho, quase todos irão dizer as banalidades do costume: que sim, que seria um sonho jogar no Real, que seria uma evolução na carreira, quem não gostaria de ser treinado pelo melhor do mundo, etc, e tal.

No entanto, quando esta pergunta é feita a um jogador do Benfica que é benfiquista ferrenho, a resposta é um pouco diferente e até brilhante: Por que não? Era sinal que estava noutro grande clube... ou no Benfica.

Cá está a importância de ter jogadores no Benfica que são benfiquistas deste miúdos, que já choraram com derrotas, que já festejaram vitórias na rua de bandeira na mão ou dentro do carro a buzinar, que já faltaram às aulas para ir ver um simples treino, que já apanharam uma molha para ver a equipa jogar, e muitas outras coisas que qualquer adepto como nós já fez. Ou pensam que o facto de o jogador estrangeiro que mais sente o Benfica ter como melhor amigo o Ruben Amorim é pura coincidência?

Com o Benfica não fazem revisionismo, que os benfiquistas não deixam!

Esta é uma competição que nunca foi ganha pelo mesmo clube três vezes consecutivas. Interessa fazer história, pelo que é uma competição que não queremos deixar fugir, palavras de André Villas-Boas sobre a Taça de Portugal.

Mau! Mas querem lá ver que aquela malta, além de praticar o revisionismo histórico na data de fundação do próprio clube, agora também já conseguiu fazer o mesmo aos títulos do Benfica? Deixa cá ver...

1984/85, 1985/86 e 1986/87. Estas épocas dizem-vos alguma coisa? Eu relembro, porque vi e sei de cor: 3-1 ao foculporto, 2-0 ao Belenenses e 2-1 ao zbordin. Resultado? Três Taças de Portugal seguidas. Ouviste, Villas? Três.

Calma, que ainda há mais. Se recuarmos um bocado no tempo, verificamos que o Benfica conquistou a Taça de Portugal em 1948/49, em 1950/51, em 1951/52 e 1952/53. Como em 1949/50 não houve Taça de Portugal, parece-me que a vencemos quatro vezes seguidas. Ouviste, Villas? Quatro.

Agora vai lá aprender a História do Benfica antes de arrotares postas de pescada.


P.S. Quando o zbordin era Sporting, também venceu a Taça de Portugal três vezes consecutivas. 1944/45, 1945/46 e 1947/48 (em 1946/47 não houve Taça).

P.S.2. É inacreditável como ninguém da imprensa confrontou o Villas com a verdade e como alguns jornais até escreveram a atrocidade que ele disse como sendo um facto consumado. Recuso-me a assistir a este revisionismo aos títulos e recordes do Benfica. Filhos da p... foda-se, desculpem lá mas agora digo mesmo: filhos da puta!

Epic fail

terça-feira, 11 de Janeiro de 2011

Gajo que canta: A exibição do Benfica tem muito a ver com o momento do Leiria, que não tem Silas e Carlão.

António-Pedro Vasconcelos: Mas o Leiria no Dragão também não os teve. Esses e outros.

Gajo que canta: ...

Eu: Ahahahah!

Em Lisboa não se trabalha

Quer dizer, então os benfiquistas que habitualmente marcam presença na Luz passam a vida a queixar-se dos horários tardios dos jogos no fim-de-semana (principalmente ao Domingo), que como toda a gente sabe são deliberados pela SportTv, e agora dão-nos finalmente um joguinho às 18h45, com o pequeníssimo pormenor de ser num dia de trabalho a meio da semana, e esperam que batamos palminhas enquanto abanamos o rabinho de contentamento.

A menos que o responsável por este horário imbecil seja daquelas pessoas que acredita num mito ridículo que se criou no nosso país, que diz que em Lisboa não se trabalha e se vive do trabalho do resto do país. Pois amanhã há um sócio de Lisboa que não vai à Luz e não é por não querer, é mesmo por estar a trabalhar.

Se fossem gozar com as vossas mãezinhas!

Toma lá a intoxicação

Quando o criminoso em liberdade se queixa de os benfiquistas descobrirem penáltis para, numa tentativa de intoxicação, tirar mérito às vitórias do seu clube, não estará a referir-se a lances como este, pois não?

Pôr os Benfiquistas em direcção à Luz

Parece-me que será agora ou nunca, esta época.

A engrenagem da máquina aparentemente está limpa das impurezas. A ansiedade da Liga dos Campeões já lá vai. A adaptação dos reforços já é visível. Os bons jogos sucedem-se. A finalização melhora, a defesa está mais segura. Jesus voltou. O "boicote" foi cancelado.

Começam a escassear razões e desculpas para os sócios e adeptos do SLB se manterem afastados dos jogos em casa.

Um mês de Dezembro com fraca assistência, um 2 de Janeiro com 20000 para a taça da liga não são números condizentes com o que a nossa massa adepta consegue.

Amanhã temos o verdadeiro primeiro teste aos benfiquistas em 2011. Iremos nós elevar o nosso desempenho ao patamar actual da equipa, mostrando-nos em melhor forma e número? Conseguiremos a partir deste mês, voltar a ter a proximidade, a sintonia com a equipa, que tanto nos ajudou em 2010?

É que já sabemos com o que contam os nossos adversários. O nosso clube só conta connosco. Pode não ser possível ganhar todos os jogos até ao final da época, mas sem nós será impossível.

Todos à Luz que o Campeão voltou!

O homem do momento

Foi aqui que tudo começou:

Nova regra, com autoria dos do costume

segunda-feira, 10 de Janeiro de 2011

Pensava já ter ouvido de tudo, mas esqueci-me que há pessoas de um certo clube que têm uma capacidade incrível de surpreender tudo e todos. No lance em que a bola vai à mão de Zé António na grande área do Leiria, o Aguiar tem a distinta lata de dizer o seguinte:" Não é penalti porque o Luisão é que não acertou na bola." Sim senhor...

Mais uma lei do futebol. Depois das várias excepções que temos conhecido este ano, principalmente em jogos em que os azuis jogam, ficamos a conhecer uma nova regra:" Se um jogador tocar com a bola na mão na grande área porque o adversário devia ter chutado e não chutou, o lance não será sancionado com penalti".

O que virá a seguir?

P.S. A partir deste post, passei a referir-me à equipa lá de cima, tão simplesmente, como azuis.

Na minha opinião completamente imparcial...

...o melhor treinador e melhor jogador são:





Reconheço que o Mourinho e o Messi também fizeram umas coisitas interessantes, claro...

2011/12 está já aí à porta

O grande problema de se ter jogadores emprestados por grandes clubes europeus no Benfica, é que depois é muito difícil ficarmos com eles em definitivo, a maior parte das vezes porque têm um vencimento incomportável para a nossa folha salarial. Foi assim com Miccoli, Reyes, Suazo e agora temos o Salvio.

Se nos casos de Reyes e Suazo não me importei nada que não ficassem cá, o primeiro porque ia ser suplente do Di María e o segundo porque não tem características para ser titular do Benfica, já não penso o mesmo em relação a Miccoli e Salvio. Julgo que o pequenito italiano teria formado uma excelente dupla com Cardozo, um pouco à semelhança do que acontece agora com Saviola; quanto a Salvio, tem estado em grande nos últimos jogos e mostra-se cada vez mais entrosado com as manobras ofensivas e defensivas da equipa, tem uma entrega ao jogo que dá gosto ver e pilhas para 90 minutos.

Se o Salvio mantiver esta regularidade exibicional até ao final da época, há que ponderar muito bem adquiri-lo em definitivo, apesar de para isso acontecer ser preciso convencê-lo a abdicar de parte dos 200 mil euros que ganha por mês e ainda ter oito milhões para o comprar ao Atlético. Porque caso contrário vão ser precisos dois ou três meses de competição na nova época até que o novo extremo direito esteja totalmente adaptado à equipa. Se juntarmos a isto as prováveis saídas de Coentrão e David Luiz no final da época, já são mexidas a mais no onze base para o meu gosto.

Académica de Coimbra na liga inglesa?

(clicar na imagem para ampliar)

E lá continua a Académica a chular de forma absolutamente vergonhosa os benfiquistas. Se há clube que merecia o famoso boicote, era este.

Ou então a Académica joga na Barclays Premier League e ninguém me disse nada...

Chega esta época do ano e...


Na época passada, nos nove jogos que o Benfica disputou em Dezembro e Janeiro, Saviola marcou sete golos.
Esta época, nos seis jogos que o Benfica já efectuou desde Dezembro, Saviola meteu a redondinha lá dentro seis vezes. E ainda faltam mais cinco jogos antes de Janeiro acabar...

É o chamado coelho de Natal do Benfica.

Uma lança em África (neste caso, na Figueira)

Aqui há uns dias escrevi que treinadores da primeira divisão com ligações ao Benfica eram uma espécie rara e ameaçada. Hoje, o grande Mozer entrou com o pé direito no campeonato e, mesmo jogando em inferioridade numérica durante trinta minutos, deu a volta ao marcador em Guimarães e saiu de lá com os três pontos.

Afinal, os treinadores benfiquistas de coração não têm nenhuma doença contagiosa e desempenham a sua função tão bem quanto os outros. Só é pena que a maior parte das portas lhes sejam fechadas.

União de Leiria 0 - 3 BENFICA

domingo, 9 de Janeiro de 2011

Benfica regressa ao campeonato com uma boa exibição e resultado expressivo. Controlou o jogo por inteiro. Marcou 3 mas podia ter marcado mais. Gostei de ver o Benfica à procura de mais quando tinha a vitória assegurada. Continuamos a ver lances passivos de serem sancionados com penalti sem que nada aconteça.

Roberto - exibição segura, à excepção de uma saída em que se deixou antecipar por Zé António. O desfecho podia ter sido um golo consentido.

Fábio Coentrão - bom jogo do miúdo. Pena que tenha sido alvo de entradas violentas por parte dos adversários.

Luisão - jogaço do capitão. Ali não passa nada.

David Luiz - boa exibição, com lances que fizeram lembrar a época passada.

Maxi Pereira - um jogo ao seu nível. Regularidade é a sua característica mais visível.

Javi Garcia - segurou bem o meio-campo. É essencial na manobra defensiva da equipa.

Carlos Martins - foi o timoneiro da equipa. Não colocou em prática o seu remate potente e os passes nem sempre lhe saíram bem.

Salvio - mais um bom jogo do argentino. Correu 90 minutos, sem qualquer diferença de ritmo. Assistiu Saviola para o primeiro golo e esteve na jogada do segundo.

Gaitán - nem sempre tem a clarividência exigida, mas apareceu para marcar o segundo golo no coração da pequena área. Já antes tinha tido um remate perigoso que devia ter dado golo.

Cardozo - andou adormecido o jogo todo, mal tocou na bola. De repente, quase marca de cabeça, não fosse uma defesa excelente do guarda-redes do Leiria. Poucos minutos depois, oferece de cabeça o golo a Gaitán. E, nos últimos instante do jogo, marca um golaço de primeira. É assim o nosso Cardozo.

Saviola - depois de ter chegado a irritar a quantidade de remates que fez para fora, acabou por marcar um grande golo de primeira. Dinamizou por completo o ataque benfiquista.

Ruben Amorim - entrou para o lugar de Martins. Esteve na jogada do segundo golo, lançando na direita Salvio.

Felipe Menezes - tentou o golo no último lance do encontro, mas o guarda-redes estava atento.

Jara - grande jogada que culminou no golaço de Cardozo. Boa assistência.

Pauliteiros de Leiria

Não sei o que pensam os adeptos de outros clubes, mas ganhar a uma equipa que joga com as melhores opções e que dá porrada de princípio ao fim, a mim sabe sempre bem.

Michael Rose


Já que estamos numa de reforços a custo zero, que tal começar a dar hipóteses reais à prata da casa? É que entre ter este miúdo ou um qualquer Felipe Menezes no plantel, nem penso duas vezes.

Perdão, esqueci-me das comissões. Foi um momentâneo lapso de ingenuidade. Se fosse estrangeiro...

Com sul-americanos isto seria praticamente impossível


Se este rapaz realmente vier para o Benfica na próxima época, será seguramente a contratação mais sigilosa dos últimos anos. Capa de vários jornais em Portugal apenas no próprio dia em que está em Lisboa, e porque se soube do assunto através do jornal dinamarquês Ekstra Bladet... é obra!

E a isto não estará seguramente alheio o facto de ele ser nórdico e de ter um empresário nórdico. Regra geral, a nível de ética, integridade e conduta profissionais, é muito difícil bater os povos nórdicos (talvez com excepção dos japoneses), como eu aliás já tive ocasião de testemunhar algumas vezes.


P.S. Por falar em ética profissional, é curioso constatar que nenhum dos três diários desportivos portugueses faz referência ao Ekstra Bladet, algo que até outros jornais e sites desportivos dinamarqueses fazem.

P.S.2. A título de curiosidade, recomendo a página nove das edições do
Ekstra Bladet. E não precisam de saber ler dinamarquês...

Mania das grandezas dá nisto

sábado, 8 de Janeiro de 2011

Lembram-se disto?

O fundo de investimento do Benfica é uma vergonha, em que se avaliam jogadores como o Javi García em 17 milhões de euros e juniores que ninguém conhece em cinco milhões.

Aguardo com alguma expectativa a reacção do Bettencourt depois de se saber que o capitão do zbordin, que tem sido elevado à condição de novo Humberto Coelho do futebol português por alguma comunicação social, foi avaliado em seis milhões de euros, menos dois milhões do que vale o Roderick Miranda e apenas mais um milhão do que alguns dos juniores do Benfica que nunca jogaram na equipa principal.

Sondagem nº 24: Emprestar sim, mas pedir emprestado?

Jogadores que não são activos actuais para a equipa devem ser emprestados para manterem actividade noutros clubes, pensamos que é consensual. O que penso é que faz todo o sentido haver alguém claramente responsável pelo pelouro dos empréstimos, uma área ainda ineficaz da nossa estrutura, o que não é visível, mas efectivamente emprestar activos em excesso é providencial.

O mesmo já não acontece com a obtenção de jogadores por empréstimo.

Já escrevemos aqui sobre o processo de integração dos jogadores no futebol do SLB. Defendemos 3 fases, tipicamente anuais (integração, afirmação, confirmação), que se têm comprovado existir pela análise das últimas épocas.

O início da relação desportiva com o nosso clube passa sempre por uma fase de integração, mais ou menos extensa em função da qualidade desportiva e psicológica do jogador, mas que por norma nunca é inferior a 6 meses.

Se este facto é uma evidência, o que nos parece desajustado a esta questão é o facto de o nosso clube ainda solicitar empréstimos de jogadores, como foi é o caso do Salvio.

É chave para o clube, num enquadramento económico adverso, perceber se este caminho tem mais-valias ou deve ser abandonado.

Com empréstimos de uma época, metade no mínimo é para integração, não dando nada à equipa sem ser um nib para a transferência bancária. Nos 5/6 meses seguintes, enfrentamos 2 cenários:

Se tivermos alguma sorte, retiramos benefício desportivo do jogador, para depois o perdermos para a casa mãe. Se tivermos azar, passamos uma época a pagar salários sem rendimento desportivo relevante.

Com este enquadramento, valerá a pena manter a política de pedir emprestado? Alguém acredita que se Salvio manter a performance competitiva de Dezembro até ao final do ano, não regressará a Madrid?

Para além desta questão, acresce a temática do investimento parcial no jogador (20%). Não conhecemos o detalhe do acordo, mas se o Atlético detém 80% do passe, certamente fará exercer a sua posição de força face ao Benfica. O jogador regressará ao clube, e o Benfica corre o risco de lhe acontecer o mesmo que aconteceu com Reyes.

Gostávamos de saber a vossa opinião sobre esta temática, o que equacionam para o clube em relação à obtenção de empréstimos, pelo que colocamos a sondagem ao lado.

Tamarii Faa a

Benfica-Mónaco-Belenenses-Aris-Ingolstadt.

O que se seguirá na carreira do jovem Freddy Adu? O Suduroy, das Ilhas Faroé? Ou o Tamarii Faa a, da Polinésia Francesa?

Se o rapaz dedicasse ao futebol metade do tempo que passa a ouvir rap, a ver vídeos de rap e a tentar cantar rap, de certeza que não estava nesta situação. E o Benfica a pagar...

Uma noção peculiar de respeito

sexta-feira, 7 de Janeiro de 2011

Respeito muito o Benfica.

Deixa-me adivinhar uma coisa, ó Caixinha... Mas não respeitas o suficiente ao ponto de tirares seis ou sete titulares do onze inicial, não é? Porque os clubes que tu respeitas mesmo, mesmo a sério, têm a vida facilitada quando jogam contra a tua equipa.

Podes meter esse respeito nas nalgas, pá (e digo isto para não te mandar para o caralho, porque não gosto de escrever palavrões aqui no blog).

No discurso começou bem

Das primeiras declarações do Fernández registo com agrado o facto de ele ter dito que pretende ficar muitos anos no Benfica e ser várias vezes campeão. É claro que isso pode não acontecer, mas para um adepto é horrível ver um jogador que acabou de chegar dizer que o que gostava mesmo era de jogar no Chelsea, Manchester, Real Madrid, Barcelona, etc, ou que veio para dar o salto rapidamente para um grande clube de um campeonato mais mediático, como infelizmente tem acontecido com algumas contratações recentes do nosso clube. Além de que é uma falta de respeito enorme para com o Benfica.

O líder



Para estar mesmo perfeito, a moça tinha que ter um ar mais chunga.

Nervoso miudinho (ou de miudinhos)

Já andava aí muito pessoal nervosinho por causa do Fernández ainda não ter assinado. Ora porque já não vinha para o Benfica, ora porque ia para o foculporto, ora porque ia regressar à Argentina para desligar o gás e mais uma série de conjecturas mirabolantes.

Se tudo seguir o seu curso natural, em breve irá começar nova histeria: eu vi o gajo num treino no Seixal e ele é muito fraquinho e não tinha nada que ter vindo para o Benfica. É só aguardar pelos primeiros treinos à porta aberta.

Pack de dia de Reis

quinta-feira, 6 de Janeiro de 2011

Olegário Benquerença, Pedro Proença, Bruno Paixão, Duarte Gomes, Jorge Sousa, João Ferreira, Carlos Xistra, Artur Soares Dias, João Capela.

Esta malta porreira vai receber amanhã as insígnias da FIFA. E também um pack de dia de Reis, que inclui:

- um TomTom com as coordenadas da casa iluminada da Madalena já gravadas na memória

- um cartão de cliente do Paganini e outro do Pérola Negra, com direito a garrafa

- uma semana de férias no Brasil para toda a família, tendo como guia o Calheiros

- um cartão de sócio do gang do Madureira (excepto o Jorge Sousa, que já tem)

- bilhetes para jogos europeus do foculporto

- consultas grátis em vários psicólogos especialistas em aconselhamento matrimonial

- um vídeo inédito com o espancamento do Bexiga

- uma noite na companhia daquela badalhoca loira daquele programa deprimente da Tvi que diz que já andou com o Pinto da Costa

Related Posts with Thumbnails
 
Céu Encarnado - by Templates para novo blogger
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.