Compro o que é nosso... Menos no Futebol

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Um contra-senso esta notícia do nosso clube. A adesão é um erro. Se aderiram, pelo menos não comuniquem.

Num clube onde a compra mais importante e mais visível é o activo futebolístico, esta notícia é ridícula. É o mesmo que ter o Alberto da Ponte a dizer que bebe Super Bock.

Destaco as palavras do Dir. do Merchandising: “a aposta na produção nacional foi desde sempre uma das linhas de orientação estratégica do Clube”. “A adesão ao “COMPRO o que é nosso” é apenas a formalização de uma política que já estávamos a seguir, mas que pretendemos reforçar ainda mais”.

Mas quando é que se vai pensar no nosso clube como um activo único e não um conjunto de áreas que fazem o que lhes apetece e aderem ao que lhes aparece à frente?

Ou esperem lá, se calhar vamos mesmo começar a comprar portugueses para as nossas equipas de futebol...

3 comentários:

Master Groove disse...

mais uma!
dassssse!!!

MG

Anónimo disse...

O Alberto da Ponte não diz, mas bebe Super Bock.

moondog disse...

Apesar de estar longe de concordar com a política de contratações do nosso clube, para se comprarem tugas a clubes tugas é preciso que esses mesmos clubes tugas não peçam X por um jogador quando é para os corruptos assumidos ou para os submissos e três-ou-quatro-vezes X pelo mesmo jogador quando é o Benfica a mostrar-se interessado.

Não perceber isto é não perceber minimamente aquilo que se passa neste portugal de pequenos e de pequeninos. Pois esses mesmos pequenos e pequeninos são os mesmos que se aproveitam da visita do Benfica e dos seus adeptos para cobrir pelo menos metade dos seus orçamentos anuais. E se são "alinhados" do sistema para uma coisa...

Related Posts with Thumbnails
 
Céu Encarnado - by Templates para novo blogger
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.