Atitude

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Em Maio passado, o Benfica apresentou-se no dragay na máxima força, motivadíssimo, a jogar muito mais do que o foculporto e a precisar apenas de um empate para se sagrar campeão. O foculporto tinha a enorme pressão de não permitir que o Benfica festejasse o título no dragay, não contava com o seu melhor marcador e supostamente a equipa estaria animicamente de rastos e afastada do treinador. O que é que aconteceu? Jogando em inferioridade numérica durante praticamente toda a segunda parte, o foculporto deu um banho de bola ao Benfica.

Ontem a situação era bastante diferente. Quem estava motivadíssimo era o foculporto, quem estava a praticar melhor futebol era o foculporto. O que é que aconteceu? Novo banho de bola, mas desta vez por números mais dilatados.

Enquanto as pessoas que trabalham no Benfica não perceberem que o foculporto, independentemente de estar 20 pontos atrás ou à frente do Benfica, encara este jogo como algo de vida ou morte, não vamos a lado nenhum. Enquanto as pessoas que trabalham no Benfica não perceberem que, nas vésperas deste jogo, os jogadores do foculporto são espicaçados como animais e lhes é incutido um ódio visceral ao Benfica, não vamos a lado nenhum. Enquanto as pessoas que trabalham no Benfica não perceberem que, ano após ano, a forma como os jogadores do Benfica abordam este jogo não é a mais indicada, não vamos a lado nenhum.

Ontem os erros de Jesus explicam muita coisa, é verdade, mas no tal jogo de Maio não houve invenções e o resultado foi parecido. A grande questão aqui é que os jogadores do foculporto entram em campo e parecem que estão de tal forma enraivecidos que vão matar alguém, enquanto que os jogadores do Benfica entram em campo para disputar um simples jogo de futebol. É claro que, na minha opinião, a forma como o Benfica aborda este jogo é a mais saudável e reflecte a maneira como o desporto deve ser encarado. Mas, infelizmente, neste caso particular esta lógica não se pode aplicar. A partir do momento em que um dos lados transforma um jogo de futebol em guerra e o encara como tal, o outro lado não pode continuar com a mesma atitude íntegra e ingénua, sob pena de aquilo que aconteceu ontem se repita ano após ano.

6 comentários:

Anónimo disse...

Desculpe lá, mas para jogadores 'enraivecidos que vão matar alguém', 'clima de guerra', não vi jogadas nenhumas agressivas por parte do FCP, antes sim vi jogadores do SLB, por exemplo Maxi e Javi Garcia entrarem desde cedo no jogo com alguma dureza, culminando na atitude do Luisão. O FCP jogou como tem jogado todos os jogos esta época, pressionante, com muita bola, e muito ofensivo.

SML disse...

O problema não vem de hoje nem do JJ.O SLB está sem rumo nas relações com os corruptos. Não podemos dizer que não existe verdade desportiva e depois no ano em que somos campeões ficamos mudos e calados. Não podemos dizer que os adeptos não devem visitar estádios e uma semana depois vendemos bilhetes para o dragão; não podemos dizer que se nos apedrejarem vamos embora e depois nada se passa! Das duas uma, ou o SLB adopta a guerrilha e de uma vez por todas tem tomates para a fazer (eg: não comparecer nos jogos no dragão; todos os anos ganhando ou perdendo, fazer marcação cerrada sobre os corruptos e levantar todas as suspeitas que surgam sobre eles levando-as a todas as instâncias e ás ultimas consequencias) ou de adoptar uma postura pacífica como a do ano passado e esperar que este país se torne civilizado.

VHugo disse...

Essa é a questão essencial, aliada à questão de no Benfica não se saber ganhar!

http://forcamagicoslb.blogspot.com/2010/11/mais-frio-algumas-consideracoes.html

Anónimo disse...

SML toca com o dedo na ferida. Falta acrescentar o desnorte do LFV no início da época: os jogadores não saem abaixo da cláusula de rescisão? Saem! A vergonha da publicidade nas camisolas! A subserviência à Olivecoiso, nunca mais se livram daquilo ou exigem o $$$ justo. E mais os exemplos que deu.
É um SLB sem liderança.

Seismilhoesum disse...

Ora nem mais! Muito bem analisado! É que no Porto INCUTE-SE o ÓDIO ABSOLUTO ao Benfica! "Aquilo" do ano passado (os dois túneis) são, claro, culpa do Benfica. E têm que continuar a "expressar a revolta do ano passado)!
E mentamente os jogadores do Benfica não são preparados para esta autêntica guerra. Infelizmente, tem que se lhes pagar com a mesma moeda. Mas mesmo com um treinador português isto não acontece! Meus amigos, não podemos falar em rivais quando do outro lado temos inimigos! E a preparação psicológica para esta luta continua a ser muito deficiente.
Nota: O mini-Mourinho não se dá conta que "quando temos que continuar a expressar a revolta pelo quye aconteceu no ano passado" ... caso "tal" não tivesse acontecido, ele não era treinador do Porto! mas a lavagem cerebral, a jogadores e adeptos(fanáticos) continua!

Tsubasa Ozora disse...

http://manifestoslb.wordpress.com/

Related Posts with Thumbnails
 
Céu Encarnado - by Templates para novo blogger
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.