zbordin 5-0 Benfica

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Nota: para escrever este post decidi recorrer a uma milenar e mística técnica que me permitiu introduzir-me na mente de João Rosado. Não posso deixar de realçar que isto nada teve de sexual, foi uma experiência puramente metafísica. Um pouco badalhoca, não o nego, mas apenas e só metafísica.


Excelente exibição do espectacular zbordin, que dominou por completo o Benfica. E isto apesar de se ter visto privado bem cedo desse génio vivo do universo futebolístico que dá pelo nome de João Pereira, que nem sequer tocou no pé do Ramires, um jogador demasiado pantomineiro e que só sabe correr.

Ironicamente, esta expulsão permitiu a entrada em campo do virtuoso Pedro Silva, um jogador que confesso que me enche as medidas, que meteu facilmente no bolso o patético Di Maria. Aliás, não me lembro de nenhuma jogada de perigo por parte do argentino e não percebo como é que é convocado para a selecção argentina.

Para reforçar a minha opinião, aos 32' Di Maria assistiu impecavelmente Liedson, que disparou para a baliza e só foi travado por César Peixoto já na grande área. Expulsão, penálti e golo do brilhante internacional português. Estava feito o 1-0. (*)

Apenas cinco minutos mais tarde, o suspeito do costume fintou toda a equipa do Benfica, fuzilou Júlio César e fez o 2-0. A jogar desta forma Liedson será seguramente o melhor marcador na África do Sul.

Aos 40', Liedson caiu na área, derrubado por Luisão. O árbitro assinalou e o mítico goleador fez o terceiro do zbordin e também da sua conta pessoal.

A segunda parte começou praticamente com o 4-0, por Pongolle, que apareceu isolado na cara do guarda-redes e não perdoou.

Aos 69', Jorge Jesus, desesperado, fez entrar as suas principais armas de uma só vez. Porém, já não havia nada a fazer. O zbordin dominava a seu bel-prazer e fazia o que queria de um inofensivo Benfica.

Perto do fim do jogo, os adeptos do zbordin, que encherem totalmente o estádio, começaram a sair, felizes com a belíssima exibição e a goleada sobre o grande rival. Em má hora o fizeram, pois assim não viram o golo de Djaló já nos descontos. Ficaram algumas dúvidas quanto à posição do jogador, mas foram completamente dissipadas pela televisão. Estava feito o 5-0.

Com esta goleada histórica o zbordin ganha alento para a luta pelo título, e torna-se o mais sério candidato a vencer a Taça da Liga e Liga Europa. Se o Benfica ganhou 5-0 ao Everton e o zbordin hoje fez esse mesmo resultado contra o Benfica, não quero imaginar o que será dos pobres ingleses.



Uf! Já está! Consegui sair da cabeça do Rosado mesmo a tempo. O homem estava a preparar-se para elogiar o Grimi e acho que a minha mente não conseguiria suportar tal coisa. Posso dizer que foi uma experiência engraçada, mas não voltava a repetir. É que fiquei com uma estranha vontade de ir a correr comprar um poster do Liedson...


* Caso verídico: no lance em que, graças a uma asneira de Di Maria, Liedson se isola, remata para defesa de Júlio César e termina com David Luiz a ceder canto, João Rosado diz algo deste género: "Se César Peixoto o tivesse puxado, seria penálti e expulsão". Depois calou-se um bocado e imagino que deva ter mesmo festejado o golo.

5 comentários:

Mufete disse...

Proões um exercício, como princípio, custoso (e repugnate, diria mesmo), mas o resultado está repleto de brilhantismo.

Parabéns!

JNF disse...

E ainda esqueceste-te de referir o seguinte, segundo João Rosado:

"aos 85 minutos, rendidos ao perfume e qualidade futebolística do zbording, os próprios adeptos do Benfica começaram a cantar o nome do clube de Alvalade".

Anónimo disse...

ahhahhahahha espectacular!!!

Anónimo disse...

fantástico!!!!!!!!!!!!

B. disse...

Brilhante. Cumps

Related Posts with Thumbnails
 
Céu Encarnado - by Templates para novo blogger
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.