Há vida para além do Brasil

terça-feira, 23 de agosto de 2011



Cá está o melhor exemplo de que um jogador que brilha no campeonato brasileiro, que tem um ritmo mais pausado e dá mais espaço aos jogadores, pode não conseguir afirmar-se em Portugal. Penso que o Benfica deveria ter muito mais critério quando observa jogadores que jogam no Brasil, e o mesmo é válido para Jorge Jesus, que talvez seja obcecado em demasia por esse campeonato.

2 comentários:

Deusébio disse...

Boas,

Confesso que já não podia com o Menezes, nem com molho de tomate...

Mas a verdade, é que o Jasus, raramente ou nunca o pôs a jogar na posição dele...

o homem é 10 !!! nunca teve, nem nunca terá caracteristicas para jogar numa das alas do meio campo...

Gastar dinheiro, tempo e pontos desta maneira é que custa...

pode ser que se valorize ...

Abraço

MS disse...

Tambem teria sido util coloca-lo na sua posicao de raiz, nao a medio direito e depois dizer que nao funciona.
O rapaz tem talento, tem remate e tem uma caracteristica que nos falta, que e saber gerir os ritmos de jogo. Contra si, e lento (mais de pernas que de raciocinio) e tem um ar molengao.
Foi bom para ele sair, pois nao era visto como alternativa. Mas, diria, ponham o Aimar a medio/extremo direito e depois dirao que tambem nao funciona.
Com Menezes fez-se o mesmo que com Eder Luis - vieram para jogar em posicoes que nao eram as suas. Vamos a ver se nao caimos no mesmo erro com Bruno Cesar.

Cumprimentos

Related Posts with Thumbnails
 
Céu Encarnado - by Templates para novo blogger
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.