Os piores da década

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Numa altura do ano em que quase toda a gente escolhe o seu onze ideal da década, eu resolvi ser do contra e escolher o pior onze da década, mas só com jogadores estrangeiros. O único critério que adoptei foi que os jogadores tivessem a honra de estar de águia ao peito minutos suficientes para se perceber quão maus eles eram. Caso contrário indivíduos do calibre de Zach Thornton fariam seguramente parte da equipa...

É com gosto que constato que a grande parte dos nomes que escolhi são provenientes de equipas do início da década, o chamado período negro do Benfica. Os plantéis eram tão miseráveis que até jogadores fraquíssimos conseguiam ser titulares indiscutíveis.
É claro que nas últimas épocas, inclusivamente na do último título de Campeão, também houve estrangeiros no Benfica sem um pingo de qualidade para jogarem, mas aí felizmente havia outras opções. Não quero imaginar o que seria do Benfica se, por exemplo, Everson ou Delibasic tivessem sido titularíssimos...


Bossio: provavelmente o menos mau desta equipa. A outra hipótese era um norte-americano de 100 quilos, mas esse felizmente nunca jogou.

Dudic: até parecia ser jeitoso, mas era só mesmo aparência...

Ronaldo: havia candidatos piores, mas só o facto de chegar a ter sido considerado o patrão da defesa é tão revoltante, que o coloco nesta equipa.

Júlio César: veio por empréstimo do Milan e já tinha estado no Real Madrid. Sim, é mesmo verdade!

Rojas: julgo que nunca se percebeu muito bem se este senhor era defesa esquerdo ou direito. A única certeza que tenho é que ele era muito fraquinho.

Balboa: exigência do mesmo indivíduo que dispensou Leo. Julgo que está tudo dito.

Binya: seguramente o jogador mais burro que já vi com a camisola do Enorme.

Machairidis: irritava-me a maneira como parecia estar sempre à espera que o jogo acabasse para ir tomar banhinho.

Uribe: este também nunca se percebeu muito bem qual era a sua posição. Vi-o jogar a médio defensivo, médio ofensivo, médio esquerdo e até a defesa esquerdo. Sempre horrivelmente mal.

Tote: ah, havia tanto para dizer sobre este rapaz! Mentira, não há nada.

Derlei: confesso que esta criatura é um dos meus odiozinhos de estimação do futebol português. Um asco de gente. Uma profunda vergonha por ter envergado a nossa camisola.

5 comentários:

Manuel Oliveira disse...

Éter, concordo com todos os nomes. Confesso que já não me lembrava de muitos deles.
Sobre o NOJO, já repuseram o nome Benfica, não sei se já viste.
Ainda não "segues" o meu blog!
Abraço.

sigmund disse...

Não concordo com a inclusão do Ronaldo, mesmo pelas razões apontadas. Era um central bastante razoável, com várias internacionalizaçoes pela selecçao sub-20 do brasil; depois de sair do Benfica foi titularíssimo durante várias épocas no Besiktas... Ele não tinha culpa de ter a seu lado defesas medíocres. Tb acho que te esqueces de vários. Assim de repente:

Alejandro Escalona,
Diogo Luís,
Rui Baião,
Toy,
Pesaresi,
Porfírio,
Mawete,
Pepa,
Éder,
Cristiano,
Peixe,
Karadas,
Everson,
Paulo Almeida,
Delibasic,
Beto,
Laurent Robert,
Marco Ferreira,
Edcarlos,
Yu Dabao.

Éter disse...

sigmund,

acredita que tenho bem presentes os nomes de todos esses senhores que mencionas. Mas no início do post refiro que só escolhi jogadores estrangeiros e com um número razoável de minutos nas pernas.

Os únicos que tu referes que são abrangidos pelo meu critério são talvez o Éder, o Karadas, o Paulo Almeida, o Beto e o Laurent Robert.
E julgo que são um pouco melhores do que os meninos do meu onze.

O Escalona e o Pesaresi eram realmente uma nódoa mas como o Rojas foi muito tempo dono e senhor do lugar, escolhi-o a ele.

Mas claro que cada um tem a sua opinião.

JNF disse...

"Ronaldo: havia candidatos piores, mas só o facto de chegar a ter sido considerado o patrão da defesa é tão revoltante, que o coloco nesta equipa."

Não era assim tão mau.

"Rojas: julgo que nunca se percebeu muito bem se este senhor era defesa esquerdo ou direito. A única certeza que tenho é que ele era muito fraquinho."

Muito mau, de facto, mas Pesaresi e Escalona foram elefantes brancos ainda maiores.

"Binya: seguramente o jogador mais burro que já vi com a camisola do Enorme."

É verdade, e o que me custa é que vi muita gente defende-lo.

"Machairidis: irritava-me a maneira como parecia estar sempre à espera que o jogo acabasse para ir tomar banhinho."

Este consta que se dobrava para apanhar o sabonete.

"Tote: ah, havia tanto para dizer sobre este rapaz! Mentira, não há nada."

Muahahahah, grande tirada!

Adamastásio disse...

Atão e o inolvidável Michael Thomas, esse portento do futebol jogado a passo e sem qualquer nexo ?

Quanto ao derlei, assino por baixo e sem reservas o comentário produzido a respeito desse merdas

Related Posts with Thumbnails
 
Céu Encarnado - by Templates para novo blogger
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.