Estupidamente parvo

sábado, 23 de janeiro de 2010

Há muitos anos atrás, era eu um puto estupidamente parvo como tantos outros, resolvi encher um balão com água e atirá-lo pela janela para tentar acertar em quem passava na rua.

Como além de estupidamente parvo também tinha falta de jeito, o balão foi mal fechado e foi perdendo água pelo caminho. Não consegui molhar ninguém... E, para cúmulo dos cúmulos, a minha vizinha do lado presenciou o triste espectáculo e foi fazer queixa aos meus pais.

Conclusão: a bela bomba que eu tinha preparado para estragar o dia de um qualquer infeliz acabou por rebentar, de forma bastante desagradável, mas na minha própria cara.

Julgo que é mais ou menos assim que se devem estar a sentir os dirigentes do foculporto depois de terem tornado público um vídeo em que era suposto atingirem de alguma forma o Benfica e a única coisa que se vê com clareza é o Ugh! e o gajo do cavaquinho a darem uma sápintada em alguém...

3 comentários:

Scandium disse...

É o desespero, acima de tudo. É incrível como é que perante as evidências, ainda tentam encetar estas manobras de distracção... mas não passam mesmo disso... a verdade é a verdade

JNF disse...

Excelente analogia. Nunca levei com um balão de água na rua (se não já sabia a quem teria de ir pedir explicações), mas quase me acertaram uma vez com um ovo e noutra com uma caixa de comprimidos. Bem mais original.

Éter disse...

Com uma caixa de comprimidos?!?! lol

Isso dava uma analogia ainda melhor, de tal forma é desprovido de nexo.

Related Posts with Thumbnails
 
Céu Encarnado - by Templates para novo blogger
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.