A fila AB não é a seguir à fila A

quarta-feira, 28 de março de 2012

Ontem, enquanto me dirigia para o meu lugar, passei por uma pequena discussão:

- Não, não, os seus lugares não são aqui. São bem lá para cima.

- Então mas a fila AB não é a seguir à A?

- Não, é a seguir à Z.

- À Z? Nem sabia que havia filas depois da Z.

- Ca burro! - gritou uma terceira pessoa, algures entre a multidão.


Não, não é burro. É simplesmente uma pessoa que não vai ao Estádio da Luz ver o Benfica e, naturalmente, não está familiarizada com o local. Esta pessoa ontem foi ver o Chelsea, tal como provavelmente terá ido ver o Manchester United, o zbordin ou o foculporto.

Ir ver o Benfica é um pouco diferente. Ir ver o Benfica é marcar presença num Benfica-Rio Ave, numa gélida sexta à noite, por exemplo. Ir ver o Benfica é eu aqui há umas semanas perguntar a um conhecido que costuma ser presença assídua no estádio se já comprou bilhete para o foculporto (no jogo do campeonato) e ele responder-me que o dinheiro não dá para tudo e que como nesse jogo não faltará público na Luz ele prefere poupar para comprar bilhete para o jogo contra o Beira-Mar.

Portanto não é de estranhar que num jogo contra o Chelsea eu não consiga ver os primeiros 10 minutos decentemente por haver gente constantemente a chegar e mais gente a sair por estarem nos lugares errados. Nem são de estranhar os vários assobios ao Emerson (vão escasseando as palavras para qualificar este jogador), como se isso o fosse fazer jogar melhor ou ficar mais tranquilo. Nem é de estranhar a total apatia das pessoas, que parece que ficam indignadas quando alguém bate palmas ou canta (só falta mandarem calar quem ousa fazer barulho). Tal como não é de estranhar o facto de eu não conseguir ver decentemente os últimos 5 minutos de jogo porque há pressa, muita pressa, para não apanhar confusão à saída.

Metade dos 63 mil de ontem dizem-me muito pouco. Aliás, arrisco, não fazem falta. Abençoados os 30/35 mil fiéis e apaixonados que lá estão todas as semanas, e que conseguem fazer parecer que o estádio tem mais gente do que quando enche.

40 comentários:

Pablito disse...

Como eu costumo dizer, aos estreantes nas idas à Luz...
O estádio da Luz é pior sitio do mundo para se ver o Benfica (passe a heresia)
é triste... mas é verdade...
aplaudir quando é golo é fácil...
aqueles longos momentos em que aquilo parece um cemitério deprimem-me
ontem havia lá malta que devia achar que o jogo era contra o Belenenses...
PQP

Anónimo disse...

Deves ser deus (com letra pequena, porque é destes presunçosos que o Benfica dispensa pqp

Sabes lá tu o que é o Benfica! Sabes lá tu o que é o estádio da Luz com mais de cem mil pessoas!

É por causa de adeptos de merda como tu que o Benfica esteve onde esteve.

Ligar os assobios a quem faz 400, 500. 600 Km , (porque é com estes adeptos e sócios que o estádio enche, e não só com moradores na capital e arredores)gasta nas refeições, no transporte, pede dispensa do dia de trabalho e vai lá apoiar o Glorioso, é mesmo de te mandar para o caralho que te foda!

Vou regularmente ao estádio e os assonios e vaias vêm sempre dos mesmos anormais ( e estou bem longe de Lisboa)

Põe-te fino, caralho!

Anónimo disse...

caro amigo tirou me as palavras da boca! sábado com o braga vão estar os.mesmos sempre. abraço sócio 25303

Pedro disse...

Boa noite,

Identifico-me muito com este post!

Para o cúmulo ontem houve avaria no terminal de leitura de bilhetes na entrada para o meu sector e não vi os primeiros 10m de jogo! Eramos 4 e tinhamos os lugares ocupados por engraçadinhos do topo, tive quase a chatear-me a sério quando um me diz "viesse mais cedo" nesta discussão perdi mais 5m de jogo...

Enfim, desiludido, mas sábado não consigo dizer que não...

Abraço
Pedro

Éter disse...

Ehehehe... Isto é só heróis das internetes. Ladras muito mas impressionas pouco. Vais no sábado?

Anónimo disse...

se é para o sócio 25303 piso 1 lá estarei como estou há 30 anos sempre! eu e o meu filho

Éter disse...

Não, é para o super-herói da Marvel lá de cima.

Anónimo disse...

Curiosamente, no post anterior, comentei aquilo que alguns acham que são mais benfiquistas do que os outros.

Porque foram a uns jogos e parece que fazia frio e estava a chover, ou porque compraram uns bilhetes especiais e chegaram 2 horas antes do jogo começar, ou porque houve um gajo que não cantou o "ninguém pára o Benfica" quando os gajos todos da mesma fila o fizeram...

Quem é que tem moral para criticar o benfiquismo dos outros? Alguém sabe os sacrificios que cada um faz para ver ou ajudar o clube?

Sou águia de prata e não pago quotas há mais de 5 anos! Algum benfiquista com as quotas em dia, mas com o numero de sócio 200,000 e qualquer coisa é mais benfiquista que eu?

Alguém sabe os kms que eu já fiz para ver o jogos do Benfica e às vezes vir de lá humilhado?

Ter um estádio com 65,000 pessoas e tratar os adeptos do próprio clube como ovelhas, como eu vi ontem, porquê? Metade daqueles que estavam à espera de entrar quando o jogo já tinha começado, de ceretza que não voltam lá tão cedo...

Contra o Braga, tanto faz que estejam 30,000 ou 60,000. Se jogarem a merda que andam a jogar, a únida diferença vai ser o barulho dos assobios.

V.Cosme disse...

Eu vou quando posso...infelizmente não posso ir sempre mas quando vou vou pra apoiar e pra cantar e pra puxar pla equipa...ontem fiquei num sector (sector 6 da sagres) onde há mtos redpass (dava pra ver pla cumplicidade que as pessoas tinham) e havia lá gajos mesmo mete nojo...sempre a deitar a equipa a baixo e a criticar...eu houve uma altura que estava a puxar e tudo em silencio...enfim não tem a ver com quem vai mais ou menos ao estádio...é mesmo um problema de mentalidade que mta gente tem...quer é deitar a baixo...posso não gostar do emerson...mas durante aqueles 90min os onze que estão em campo são a minha extensão...são eles que colocam em campo a minha vontade de vencer e durante 90 min a minha função é apoiar...depois do jogo analiso, critico e julgo... acho que será essa a nossa função levar o clube pra frente...

Benfiquista Tripeiro disse...

Se tivesses de inventar desculpas para faltar ao trabalho 5 ou 6 vezes num curto período de tempo (jogos da uefa), ainda por cima - vá-se lá perceber a coincidência - em dia de jogo do Benfica, que toda a gente sabe que és sócio e alguns até te chamam fanático, se tivesses de fazer mais de 700km e no dia a seguir estar no trabalho como se não os tivesses feito, para não desconfiarem (muito), se gastasses uma fortuna em gasóleo, portagens, alimentação, bilhete para ir ver um jogo, se visses os jogos do campeonato na bela cidade invicta, nos cafés, onde ninguém te cala apesar de ser dos únicos benfiquistas num café cheio de portistas (e fazer isto todos os anos, desde a adolescência), se tivesses de andar numa escola do pior onde por vezes ser benfiquista era um risco para a saúde, se tivesses de fazer tudo isso para poder ir de vez em quando à Luz ver o teu clube, se calhar estavas caladinho e aprendias a respeitar os sócios e adeptos do teu clube.

Águia Preocupada disse...

Eu sou dos que estão sempre presentes. (Este ano, por motivos pessoais não marquei presença no Benfica-Nacional e logo um dos meus vizinhos notou a minha ausência)
Contudo, entendo todas as argumentações aqui apresentadas. Se eu não vivesse a poucos metros do estádio, não teria possibilidades financeiras para me deslocar Kms e Kms. Depois, acresce as condições que alguém já aqui mencionou. Este estádio não é funcional. As entradas aquando destes jogos são absolutamente inaceitáveis e as saídas um suplício.
Uma porta com quatro torniquetes, em que apenas duas funcionam porque das outras duas uma está avariada e a outra é para menores de 18 anos, não dão hipóteses de escoamento.
Vou repensar a compra do Red Pass para o próximo ano (apesar de o meu ter a validade de dez anos!) porque vivendo a dez minutos a pé do meu lugar dentro do Estádio, não estou para ir para lá duas horas antes...
Depois há a questão também já aqui falada, da malta que a um quarto de hora do fim do jogo, começa a incomodar tudo e todos, retirando a visibilidade de quem quer ver o espectáculo até ao fim.
Enfim, é a mentalidade do portuga!
Mas um estádio que vai ser o palco duma final europeia, tem que ser alvo de muitos melhoramentos!

Fernando disse...

Eter!

Vai-te tratar!!!

Socio 213907 (com quotas em dia) a residir em Cork, Irlanda.

Anónimo disse...

Muito bem dito V.Cosme, moro a quase 300kms de distância, no sul do país e concordo com tudo o que disse. Vou quando posso. Uma ida ao estádio custa-me quase tanto como as idas dos nossos consócios de Lisboa durante uns sete ou oito jogos.
Mas o que mais me irrita, é ouvir muitos desses a assobiar jogadores como o Emerson. Garanto-lhe que em casa chamo todos os nomes e mais alguns aos Emersons, Betos, e outros que tais. Mas no estádio, e já lá vou desde 1982, nunca, mas nunca mesmo assobiei um jogador com o simbolo do glorioso ao peito.
J.Antunes

Éter disse...

Não estou a medir o benfiquismo de ninguém. Estou a dizer que há gente que não se sabe comportar dentro do estádio e que enerva a equipa mais do que a ajuda, quando é para isso mesmo que se vai ao estádio, julgo eu: ajudar o Benfica.

Acontece que daquilo que eu vejo, são os adeptos ocasionais, os das borlas, das promoções, etc, que pior se comportam no estádio e que mais assobiam e insultam os nossos jogadores. Se calhar em outras zonas do estádio o fenómeno é diferente, não sei.

Nuno disse...

O Benfica esta' disperso pelo mundo. Nao e' como certas colectividades que tem os adeptos todos num raio de 50Km. Vivi muitos anos longe de Lisboa e fui ver o Benfica quando podia. E era sempre dia de festa. E ate' nem ia nos jogos grandes porque nao gosto da confusao.
E agora vivo nos estados unidos, e ha' dois anos fiz 800Km num dia para ir ver um jogo particular. Nao sei se estavas ca' nesse dia.
Mas merda para o elitismo dos que estao la' sempre e' que sao bons.

JNF disse...

Sintomático. E as pessoas que não consegue perceber que o código de barras é para ser lido e não para ter os polegares em cima? Ou que a luz verde indica que devem avançar nos torniquetes?

Éter disse...

Como deverão calcular, não me interessa minimamente onde vocês vivem e se são sócios ou não. Também já morei longe de Lisboa e ia aos jogos quando podia. No entanto, não é isso que está aqui em causa. O texto está orientado para quem só vai à bola quando o adversário é importante e durante o jogo assobia os jogadores, se indigna com quem canta, etc. Tudo o resto são interpretações erradas das vossas cabeças. Não tenho culpa de que não compreendam português.

António Duarte disse...

Não consigo encontrar diferenças entre um BENFIQUISTA que é o sócio n° 25000, n° 249000 ou de um que é "só" adepto e que vai de vez em quando ao estádio (porque reside a centena ou milhares de quilómetros). Se TODOS pagaram o seu bilhete...

Tripeiro Benfiquista disse...

E nós não temos culpa que te aches mais importante do que os outros por teres visto 2 ou 3 gajos a fazer isso à tua beira concluas com tanta determinação que é o pessoal que vai ao estádio menos vezes que assobia. A partir de 2 exemplos extrapolas as conclusões para 60000 pessoas, muito bem! Mas deixa-me dizer que também detesto os assobios, achei indecente o que fizeram ontem ao Emerson, ainda o condicionam mais. Houve jogadores que fizeram muito mais asneiras e foram aplaudidos. Quanto ao pessoal que pensa que está no cinema e sai uns minutinhos antes do genérico para não apanhar fila, esses enervam-me solenemente, é claro! Tirando isso, cada um vai quando pode ou quer, ninguém tem nada com isso. Não julgues as pessoas pelas aparências, é um erro tremendo. Sabes lá a vida do adepto que confundiu o A com o AB, sabes lá de onde é que ele é, que sacrifícios fez para lá estar ontem. Imagina que era a primeira vez que ia à Luz, é óbvio que vai a um jogo da Champions em vez de ir ver o beira-mar, só se fosse burro é que fazia o contrário. E hoje que está em casa, de certeza com boas memórias da primeira visita à Catedral, vai-se sempre lembrar dum palerma snob que o chamou de burro, por ele não saber de cor as filas do estádio!! Sabes quem é que fica mal aqui? Adivinha!

José Lemos disse...

Éter, tinha-te em boa conta, caíste no charco.

Eu só vou à Luz quando o Benfica joga com esses que falas.
Eu vivo em Fafe, e marco presença em grande parte dos jogos do Benfica cá no Norte.
Sabes o que é isso? Se disseres que sim, não me vou considerar um benfiquista inferior. Se disseres que não, descansa que não me considerarei superior.

Vou orgulhosamente com a claque, sujeito-me a levar nas trombas, seja dos adeptos adversários (Porto Guimarães Braga), seja da polícia.

E digo-te mais, é por benfiquistas como tu, que o Benfica não vai para a frente.
Na minha forma de ver, é tão benfiquista aquele que diz eu sou do Benfica, como aquele que marca presença em todos os jogos na Luz, religiosamente.

Os motivos para estar mais ou menos, estou-me a cagar e n tenho nada a ver com isso. Interessa-me que seja benfiquista, PONTO.

Abre os olhos pá. Não tentes ser superior a gajos que festejam um golo do Cardozo como tu, só porque tu os vês no estádio e outros na Tv.

nunomaf disse...

Ó Éter deixa lá isso. As pessoas nunca vão compreender o que estás a dizer.

Durante o jogo tive oportunidade de dizer ao meu parceiro do lado que o ambiente estava diferente. As pessoas que foram ver estes jogo não foram as mesmas que vão ver os jogos do campeonato, logo não estarão habituadas ao comportamento que os detentores de cativo costumam ter nem habituadas à forma como o estádio empurra a equipa para a vitória nalgumas vezes...

Eu senti isso.

É claro que ninguém está aqui a medir o Benfiquismo de ninguém. Muito menos a conotar quem quer que seja com o gang do assobio, por isso é incompreensível que se enfie a carapuça quando o que aqui se escreve tem outro alcance completamente distinto.

Eu senti o ambiente claramente diferente. À minha vi realmente um monte de caras novas. Nada disso está mal e todos tem direito a ver o Benfica, principalmente nestes jogos especiais.

Mas era muito mas muito importante que as pessoas fossem ao estádio para fornecer aquela coisinha adicional de que a equipa precisa quando as coisas correm para o torto...

Penso que era isso que estava aqui a ser dito. E não houve aqui uma diferenciação entre Benfiquistas, pois eles não existem (ou não deviam existir) de primeira ou segunda. Somos todos iguais e com os mesmos direitos.

Mas que na terça houve um défice de apoio à equipa lá isso houve. E até os NoName me pareceram mais tímidos do que o costume...

rui disse...

opah o problema é vosso,eu vou ao estadio quase que posso contar pelos dedos as vezes que vou,vivo muito longe,e tenho poucas possibilidades financeiras,mas quando vou,se alguem me manda calar ou se me manda sentar ouve logo o que nao quer,e se continua a coisa descamba logo

Anónimo disse...

E tu, vens a guimarães, braga, vila do conde, barcelos? Tu sabes o que é defender o Benfica fora do conforto da catedral? Tu tens a distinta lata de dizeres que há sócios ou deptos que não se sabem comportar?! Mas a casa é tua para que venhas com liçóes de ética e bom comportamento? Tu metes nojo, muito nojo, seu verme nojento, sulista e elitista.

RedG disse...

Boas,

Acredito que o Eter quisesse apenas agitar as águas... (ou não) e se tenha deixado ir um pouco na onda de desilusão em que este jogo nos embarcou a todos.É verdade que o ambiente esteve algo diferente (acredito que sobretudo porque o Benfica nem sequer marcou um golo).
Eu estou lá sempre (tenho cativo desde 2005) e uso este tipo de argumentos/discussão de quem é mais Benfiquista só quando quero enervar alguns colegas de trabalho... fora isso acho que não faz nenhum sentido, ou seja E PLURIBUS UNUM - de todos um, o BENFICA!

Luis Rosario disse...

Epá o pessoal faz umas interpretações desviantes que vou-te contar...

Vou ali fazer tabelas de minutos...

editor69 disse...

Subscrevo tudo.
Aqui não se trata de medir a pilinha de quem quer que seja.
Trata se sim de adeptos do BENFICA que vão ver o chelsea (e outros) e sim a maioria está desde os 5 minutos de jogo a bufar porque a equipa não está a ganhra 6-0. Com o passar do tempo "jogam" inclusivé contra a equipa.
E sim há bem melhor apoio a maioria das vezes com 30 mil do que com 60.
Aguente-se.
VIVA ao BENFICA.

Éter disse...

Mais do mesmo. Não tenho culpa que não compreendam o texto e que queiram puxar dos galões quando ninguém perguntou a patente, entrando nessa onda do "eu sou mais benfiquista do que tu".

A seguir proponho que se discuta o facto de eu ser racista por ter falado mal do Emerson.

José Lemos, pode fazer-te confusão, mas fazes mais falta nos jogos na Luz contra Paços ou Beira-Mar do que contra o Chelsea ou o fcp.

Anónimo disse...

Resumindo:

- O Aimar que não joga um caralho há 2 meses e ganha mais de 100,000 euros por mês... a culpa é daquele benfiquista que não foi ver o jogo com o Beira-Mar mas foi ver o Chelsea e quando se foi sentar no lugar dele, tinha lá outro adepto sentado.

- O Emerson que não tem culpa que o treinador o ponha a jogar e que não faz uma de jeito.... a culpa é do ambiente que estava esquisito ontem e que estavam lá adeptos que não deviam ter ido a este jogo, mas sim contra o Rio-Ave porque era sexta feira e fazia mais frio.

- Tal como o ano passado, em que a equipa chega a esta altura do ano, sem frescura fisica... a culpa do eventual desaire contra o Braga, vai ser daqueles 30.000 adeptos que não costumam lá ir ou então do árbitro que vai assinalr um pé em riste no meio campo contra o Benfica e num jogo do Porto contra um qualquer isso não tinha acontecido. Isto tudo, depois de mais uma exibição miserável como as que temos assistido nos últimos 2 meses.... Mas quem não acreditar que ainda temos hipóteses de ganhar este campeonato contra o pior Porto dos últimos 10 anos, ou que ainda vamos dar a volta a Londres, não é um verdadeiro benfiquista.

Obrigado pelo esclarecimento!

Éter disse...

Uma brilhante conclusão. Bravo!

Luis Rosario disse...

Queria só deixar um comentário para chegar aos 30 neste post gerador de alucinação colectiva.

Carrega Benfica!!!!!

José Lemos disse...

Antes de mais uma ressalva:

Se alguém se apressar a dizer que não percebi nada do que aqui se escreveu, desde já digo que me cinjo a isto:

"Metade dos 63 mil de ontem dizem-me muito pouco. Aliás, arrisco, não fazem falta. Abençoados os 30/35 mil fiéis e apaixonados que lá estão todas as semanas, e que conseguem fazer parecer que o estádio tem mais gente do que quando enche."


Quanto ao que disseste, Éter, não me faz confusão nenhuma. De todo, percebo-o muito bem.
Como também perceberás se te disser, que fazes muito mais falta nos jogos em Paços de Ferreira, em Vila do Conde, em Sta Maria da Feira (nem que seja no topo de um apartamento) do que em qualquer jogo na Luz. Percebes isto facilmente, não percebes? Mas repito, não te censuro por isso. Nem te considero menos benfiquista.

Este tipo de comentários, aliados a ouvir a música "Cheira bem, Cheira a Lisboa" quando vou ao Estádio (e não sei se ainda passa, já lá não vou desde o jogo com o Sporting), fazem-me uma extrema confusão.
Não foi nada disto que aprendi sobre o Benfica.
Não há benfiquistas de primeira ou de segunda, há benfiquistas. E o Benfica não é de Lisboa, o Benfica é de Portugal.

Em jogos onde queiras vir apoiar o Benfica ao Norte, presumo que consigas o meu email. Podemos combinar uma cerveja, terei todo o gosto. À porta do Estádio do Braga ultimamente, beber uma cerveja é uma animação.
Entre RedBoys, garrafas, polícias e cães, não há benfiquista que esteja descansado. Mas dá sempre um bom gosto saber que saímos da nossa zona de conforto e expomos o nosso corpo para apoiar o nosso amor. Isto é o verdadeiro benfiquismo? Não, nada disso. É apenas uma das formas de o demonstrar. De entre dezenas.

31.

Anónimo disse...

Esquece José Lemos, o gajo deve ser um betinho acagaçado, daqueles que em braga escondem os cachecois, ele sabe lá o que é defender o Benfica, ou melhor defende-o à maneirinha apaneleirada dele.

JNF disse...

Éter, o melhor a fazer é afixar o símbolo de proibição de entrada de animais na barra do blog.

Éter disse...

José Lemos, vais-me desculpar mas creio que ainda não percebeste, já que parece-me que continuas a levar a conversa para o "norte vs sul". Como é evidente, o mais certo é que grande parte desses 63 mil fossem de Lisboa ou perto (tal como há gente que é do norte e faz parte dos habituais 35 mil durante a época), portanto trazer para aqui o tema norte/sul não tem qualquer sentido.

Eu percebo que haja gente, e aqui não me refiro a ti, que aproveita qualquer abébia para trazer esse tema à baila (como podes ver por alguns comentários, onde de repente já há sulistas, elitistas, etc) mas não contem comigo para isso. Se têm alguma espécie de complexo ou ressabiamento de carácter regionalista, isso é um problema vosso mas tenham a decência de deixar o Benfica fora disso. O Benfica é muito maior do que esse separatismo. Deixemos isso para o Pinto da Costa, que é mestre a incendiar os dois lados da barricada com essa rivalidade bacoca (o Benfica por vezes também se esquece que é um clube nacional e embarca na onda com a estupidez do "Cheira a Lisboa").

Se eu vivesse no norte, muito provavelmente iria ver vários jogos do Benfica na zona e poucos na Luz, tal como fazem alguns familiares e amigos meus. Tudo normal, certo? Não vejo esses mesmos familiares e amigos a gabarem-se de tal feito. Tal como quem vive no sul provavelmente vai ver vários jogos na Luz e poucos ao norte. Também normal. Ninguém é mais ou menos por fazer uma coisa ou outra nem ninguém tem culpa de viver onde vive e de o dinheiro não dar para tudo.

Respondendo à tua questão sobre se acho que faço mais falta em Paços, Vila Conde, etc, do que na Luz, é óbvio que faço mais falta em Paços, etc. O problema é que não posso estar constantemente a ir ver jogos do Benfica fora (vou a dois ou três por época, normalmente, e por acaso estive na Feira, já que mencionas o episódio do prédio), compreendes? Por motivos económicos, familiares e também por questões relacionadas com o próprio Benfica, já que para mim o clube não se cinge apenas ao futebol e gosto de aproveitar quando a equipa de futebol joga fora para ir ver jogos das modalidades, que estão quase ao abandono.

José Lemos disse...

Éter,
percebi perfeitamente.

E não estou de todo a querer levar a conversa para o Norte vs Sul. Como te disse, para mim não há benfiquistas do Norte ou benfiquistas do Sul, há benfiquistas.
Quem vai fazendo esta divisão é a nossa direcção, de cada vez que coloca a "Cheira a Lisboa" a tocar no Estádio. Mais alguns adeptos que acham piada a isso.

Quando falei do Norte, foi para (tentar) explicar que da mesma forma que há Lisboetas que não vêm cá ver os jogos que citei, os que moram mais longe da Luz (Norte, Ilhas, Algarve ou Estrangeiro), vão quase exclusivamente ao Estádio da Luz para ver os jogos que lhe dão mais prazer.

Não há dinheiro para tudo, e dessa forma, acho perfeitamente normal que o Joaquim de Albufeira (para não falar no Norte) guarde as suas poupanças para ir ver um Benfica x Chelsea, em vez de as guardar para ver um Benfica x Beira Mar.
Vão apoiar o seu clube do coração, mas também vão procurar o espectáculo que lhes dê mais prazer, mais emoção, mais incerteza, ou mais vontade de chamar cabrão a meia dúzia de adversários.

O pessoal que te incomodou, e não conhece as filas, porque vai pouco ao Estádio, é maioritariamente esse pessoal, que vai lá pouco, porque é de longe.
São menos benfiquistas porque escolhem esses jogos? Não são. E arrisco a dizer, no lugar deles farias exactamente o mesmo. Com todas as condicionantes que nos envolvem, tens dinheiro para ires ver dois jogos esta época. Vais ver o Beira-Mar e o Feirense?! Não, vais ver o Sporting e o Porto.

Quem é de Lisboa, pelo privilégio de viver ao pé do Estádio, tem quase diria, como bom benfiquista, a "obrigação" de pensar: "Sou benfiquista, deixo de ir ver o jogo com o Porto, e deixo este dinheiro para ser um dos 30 mil que vê o Beira-Mar". Mas esse pessoal sabe, e tem o conforto de o saber, que não foi ver os tripeiros, mas não terá grandes dificuldades de ir ver o Sporting, o United ou o Chelsea.

Os que vivem longe já não têm essa facilidade. Ora, tendo em conta esses factos, diria até que os privilegiados que vivem perto da Catedral têm duas funções:

A primeira será compreender e ajudar os que lá vão poucas vezes e se enganam. Sejam bons cicerones, não os olhem de lado.

A segunda é educar os burros que olham de lado quando se canta ou se apoia a equipa.

Quanto ao resto, por mim, estamos entendidos ;-)

ZePissa disse...

tive a ler o post do Eter 3 vezes, e continuo sem perceber os alucinados que para aqui andam...

so com o meu cartao tive 2 primos a quererem ir ver o jogo do chelsea, e um deles TRIPEIRO!!!

nao venham com teorias em que as pessoas que vao ver o Chelsea ou o Beira-mar sao as mesmas!!

saudacaoes gloriosas desde Phoenix desde benfiquista igual aos outros com as quotas em dia!!

PS: gostei particularmente do socio que diz:
"Sou águia de prata e não pago quotas há mais de 5 anos!" LINDO!!

Anónimo disse...

Eu sou o sócio "Águia de Prata" e que não pago quotas há mais de 5 anos.

Tenho 40 anos e sou sócio desde os 8 anos.

Os motivos, deixou-os para futuros posts, se for caso disso.

Mas não deixei de ir ao futebol e o melhor da história é que quando vou, é de borla. É o que dá ter amigos que trabalham em empresas patrocinadoras do nosso gloriso clube, já viram?

Mas não sou nem mais, nem menos benfiquista que aqueles que também estão lá dentro e pagaram bilhete, ou do que aqueles que não lá pôem os pés.

Para finalizar: Contra o Beira-Mar estiveram 30.000 pessoas no estádio. Contra o Chelsea mais de 60.000. Não é preciso ser um génio para perceber que as pessoas que vão ver um jogo e o outro, não são as mesmas. Pelo menos 30.000 têm que ser diferentes!

Se o Benfica ganhar ao Braga, a harmonia volta aqui ao blog, não se preocupem. O pior é se vai ser mais do mesmo....

Éter disse...

Deixem-se destas picardias sem jeito nenhum, pá.

Anónimo, se aproveita as borlas, faz muito bem. Prefiro que sejam benfiquistas a aproveitarem do que adeptos de outros clubes, como conheço alguns casos. Nem de propósito, contra o Chelsea houve dois conhecidos meus sportinguistas que lá estiveram com as borlas das empresas.

ZePissa disse...

voltamos a nao saber ler (ou a nao querer ler). o que eu digo com isto, estando de acordo com o ETER, e' que nao e' o mesmo tipo de benfiquista que vai ver os dois jogos!!

sejam eles com uma pilinha de socio/adepto de 3cm ou de 25cm

saudacoes gloriosas e venha o braga!!

vanda disse...

Sou a sócia 8107,sócia desde que nasci, há 38 anos e com cativa desde sempre. Estou na bancada tmn, piso 0, sector 3 e, apesar de nãoviver em Lisboa estou lá quase sempre, para o campeonato sempre. Infelizmente este ano já me vi foraçda a abdicar da Taça da Liga e do jogo com o Zenit, já que o dinheiro não chega para tudo ainda para mais quando se está desempregada. Enfim, só quero deixar aqui que perto de mim a maior parte entra muda e sai calada, ou melhor, abrem a boca só para criticar, nem quando estamos a ganhar por 2 ou 3. Infelizmente a festa resume-se ao momento do golo e pouco mais. Abençoados NN que nnca se calam. A realidade é esta, em Portugal as idas ao futebol servem maioritariamente para descarregar frustações não para cantar e aplaudir. Se marcamos 2, é porque devíamos ter marcado 4, se não ganhamos então, éde fugir! Eu cá não me importo de continuar a ser aquela maluca que canta e bate palmas acompanhando a claque constantemente. O futebol é uma festa, ninguém é obrigado a ir, o resultado final? É e sempre será um risco, um de 3 possíveis. E dai? Vou gostar menos do Benfica por isso, vou deixar de pagar as quotas e trocar de clube? Vou mudar para o Real ou o Barcelona? Eu não e assim continuarei a fazer a festa e apoiar os meus! Carrega Benfica

Related Posts with Thumbnails
 
Céu Encarnado - by Templates para novo blogger
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.