Diz-se por aí que é uma espécie de plantel, Jesus - Actualização a Março

quarta-feira, 28 de março de 2012

Primeiro recordar este Post. Depois analisar os dados actualizados ao dia de hoje, que se apresentam em baixo.

No fim, contestar as conclusões ou confirmar as suspeitas levantadas em Outubro. O plantel do SL Benfica foi de 27 jogadores, mas no fim só 14 contam para Jesus.

Da minha parte mantenho as convicções e as conclusões já retiradas na altura:

Equipa em sobreesforço físico é uma equipa com menor capacidade para pensar e tomar decisões em campo, efeito esse visível sobretudo na performance individual dos seus elementos na componente básica do jogo (o posicionamento, o passe, o remate).

Este efeito é incontestável, podendo ser mais ou menos intenso em função da motivação do atleta para o jogo em causa.

Um Benfica em boa forma física não teria sofrido o golo, não teria levado a bola ao poste, não teria feito 9 remates para fora e todos os restantes 8 para a área física de actuação do Cech (o único remate para golo foi o do Cardozo à peitaça do David Luiz). Um Benfica em boa forma física não teria tido apenas 2 oportunidades de golo contra este Chelsea (Cardozo e Jardel), a bola tinha entrado mais cedo, não havia lugar à lamentação dos penaltis que não se marcam.

Os dados dizem respeito à utilização dos jogadores no Campeonato, Taça de Portugal, Taça da liga e Liga dos Campeões (sem pré-eliminatórias, mas com pré-eliminatórias ainda agravava mais o peso dos 14).

Se tiver interesse apresento os dados de cada competição, mas penso que assim dá a visão global do que tem sido a época, não é preciso mais.

14 jogadores representam 85% dos minutos jogados e 80% dos jogos efectuados.

A caixa de comentários é vossa. O que pensam que nos vai trazer Abril?

A pedido de muitas famílias (uma), o quadro da liga, só com o acumulado dos minutos.

A pedido de muitas famílias - a comparação com outras equipas nacionais e europeias.

Relevante e sintomático o número de minutos do 20 mais utilizado, o momento onde a utilização acumulada chega aos 90% e aos 95% e o facto de o único clube com uma utilização similar à nossa (Bayern Munique) ter uma pausa para Inverno que lhe permite fazer nova pré-época...



16 comentários:

Henrique disse...

É notório que com Jesus só jogam 14 ou 15 jogadores com regularidade. Mas será que a questão também não passa por não haver alternativas a Maxi, Javi, Witsel e Aimar, e ainda por só termos Nolito, Gaitán e Bruno César para dois lugares nos flancos? Penso que o Éter até abordou essa questão há uns posts atrás. O plantel é muito curto e a culpa é da direcção, que em Janeiro só nos deu André Almeida e Djaló quando ficámos sem Enzo, Amorim e David Simão. Não há milagres.

Redceltic disse...

ficamos sem esses jogadores pq alguem deixou como é lógico... assim como é lógico que tivessemos nós mantido sidnei(faz de central e trinco), airton ou nuno coelho(jogam como trincos, defesas direitos e ate central), martins(medio 8, 10 ou 7), rosa(igual a martins), jara( avançado, extremo ou PL), urreta(ala, 10 ou avançado) so para referir estes ja tinhamos mais jogadores para rodar a equipa sem perder demasiada qualidade desde q nao todos ao mesmo tempo... assim de repente eram logo mais 6- passando de 14 para 20. outra questao: pq nao joga ruben pinto que é 8 de origem e tb faz de 10 e extremo????

Ricardo Sousa disse...

Não compreendo porque falas em 14 jogadores quando estão no quadro mais 2 acima dos 1000 minutos, o Nelson que tem sido muitas vezes utilizado e principalmente nos últimos tempos e Capdevilla que também já fez alguns jogos. Agora é óbvio que uns têm mais minutos que outros. Não conheço nenhuma equipa do mundo que não tenha um 11 base e que tenha 22 jogadores com praticamente o mesmo numero de minutos.

O problema do cansaço não me parece que aconteça apenas com o Benfica. Acontece com todas as equipas que têm 2 jogos por semana.

O verdadeiro problema parece-me ser anímico. Os 3 jogos em que perdemos 8 pontos abalaram muito a equipa, e desses 3 em apenas 1 perdemos pontos por culpa própria. A partir desse momento a equipa passou a jogar sobre brasas.

Luis Rosario disse...

Epá Ricardo...

Da outra vez já apresentaram o argumento dos 22 com o mesmo número de minutos... Não é isso que se defende.

O que defendo é mais minutos do jogador 15 ao 20/21 e menos minutos do 1 ao 15.

Em relação a Nelson e Cap, os minutos são 80% da Taça da Liga. Ambos só têm 1 jogo de campeonato.

2 jogos por semana não pode gerar problema físico. É um facto já conhecido. A época, o plantel e os ciclos de forma têm de ser preparados tendo em conta isso. O que é um dado adquirido do início de época não pode ser um problema.

O anímico só está bem se o físico estiver bem. Já viste alguém doente, fisicamente mal, mas bem disposto? É difícil...

Anónimo disse...

Águas mil?

Luis Rosario disse...

Nope... Não choveu 4ª feira de cinzas...

Éter disse...

Luís, gostava de ver um quadro desses só com os jogos do campeonato, que é o objectivo principal e onde é mais necessário fazer rotação.

A Taça de Portugal tem muito poucos jogos e não tem grande influência nessas contas. A Taça da Liga também não é muito relevante porque é uma competição onde há vários treinadores que assumem que dá para rodar os jogadores que raramente têm oportunidades. E a Champions é aquela onde, se possível, deve jogar sempre o mesmo onze base.

Portanto o que me interessa mesmo neste assunto é campeonato.

Luis Rosario disse...

Deves pensar que tenho pouco trabalho... Ai vai o do Campeonato.

90%

Éter disse...

Olha que o Djaló jogou uns minutos contra a Académica.

Nelson disse...

Desculpa lá, mas acho esta frase maravilhosa:
"2 jogos por semana não pode gerar problema físico. É um facto já conhecido."

já só falta dizeres que na Liga Portuguesa o Benfica é a equipa pior fisicametne, quando o 1.º lugar há muito que só joga 1 competição e actualmente só dura 45 minutos, e o 2.º lugar que está preso por arames e que só ainda mexe graças aos balões de oxigénio que a "estrutura" lhes tem dado através dos amigos de preto.

aliás, diga-se que uma equipa mal fisicamente, não joga em ataque continuado, em Abril, nos quartos de final da champions, contra uma equipa inglesa (que ontem parecia italiana), durante mais de 65/70 minutos, como o benfica fez ontem.

compreendo e concordo que haja uma quebra fisica (talvez, mais anímica porque a bola não entra e existem factores externos que têm influência no jogo), também sei que as equipas do JJ (Benfica, incluído) têm a tendência de quebrar em Fevereiro/Março e isto é um problema, mas dizer que a equipa de ontem estava mal fisicamente, não concordo de todo.

para mim a questão da derrota, resume-se à experiência da equipa.
o Benfica teve 4 bola para golo e não marcou.
o Chelsea teve 1 (duas se contarmos a do Mata, embora seja uma infelicidade do defesa que escorrega e deixa-o isolado) de contra-ataque e marca.
o Real teve 4 bolas para golo e marcou 3 golos.

agora e para finalizar o testamento, só espero que ele dê tudo com o Braga, descanse em Londres, e afunde os lagartos, dado que, me parece, que se o gajo quiser ir a todas, ficamos só com a taça da liga...

aquele abraço

Éter disse...

"quando o 1.º lugar há muito que só joga 1 competição"

Nelson, o Braga foi eliminado há poucos dias da Taça da Liga e enquanto o Benfica discutia uma eliminatória europeia com o Zenit eles faziam o mesmo com o Besiktas. A diferença é que eles não passaram mas isso não foi assim "há muito" tempo, como dizes. O Braga tem um plantel muito mais equilibrado do que o do Benfica.

Luis Rosario disse...

Pensava que os minutos que lá estavam eram do Sporting, tirei-os... são uns pózinhos, não faz diferença.

Em relação ao Nelson, o Benfica teve 2 oportunidades, carregou 30 minutos sobre o chelsea - os primeiros 30 da 2ª parte - tudo o resto não foi, de todo, ataque continuado.

Mais uns minutos e ponho as tabelas comparativas com os outros campeonatos... Assim, como assim já lixei a tarde...

Anónimo disse...

Com os jogadores todos que foram emprestadaos, dados, vendidos, dispensados e etc, que foram mencionados, se ainda cá estivessem, a "coisa" era a mesma.

Porque não era por termos o Jara, o Urreta, o Carlos Martins, etc.... no plantel, que o Jesus ía dar menos minutos aqueles que considera imprescendiveis.

Concordo quando se diz que no plantel do Benfica há jogadores que não têm qualidade para lá estar, mas trocar esses por outros (alguns mencionados) ligeiramente melhores, não ía fazer a diferença.

Tal como ano passado, quando chegamos a esta altura do ano, onde muita coisa começa a ser decisiva, o Benfica não está na sua melhor condição fisica.
Não sendo eu um expert em preparação fisica, gostava que quem trata deste pormenorzinho e que deve ganhar um bocadinho melhor que o salário mínimo, fizesse um melhor trabalho.

Para finalizar e aproveitando este "tempo de antena" que me é facultado (que desde já agradeço), permito-me fazer dois comentários:

1º Um adepto de um determinado clube, que assobia e apupa um jogador desse mesmo clube é inteligente? A resposta mais óbiva é "claro que não!". No entanto há coisas que não são assim tão fáceis de explicar. E falando do caso concreto do Emerson, acho que o grau de teimosia do treinador já é tão grande que é isso que leva a que haja este mau tratamento ao jogador. Já o ano passado com o Roberto, não era o jogador o mais culpado. Acho que desde o inicio da época que se percebeu que o Emerson, não era um grande defesa esquerdo (em boa forma, também não é assim tão mau). Não se percebe é porque passou uma abertura do mercado e não se foi buscar uma alternativa para ser opção ao Emerson. Eu não assobio o jogador, mas acho que muitos que o fazem, assobiam é a ilógica desta situação. E não os desculpando, compreendo-os...

2º Tenho visto espalhado por alguns blogs, o chamar à razão de "quem é verdadeiro benfiquista acredita que vamos ganhar a casa do Chelsea".

Pois bem, ninguém é mais benfiquista que eu e nem vou explicar porquê. Mas também acho que não sou mais benfiquista que ninguem!

Resumindo: NÃO ACREDITO QUE TENHAMOS MAIS HIPÓTESES DE PASSAR ÀS MEIAS-FINAIS!
- Porque o Chelsea vai jogar em casa.
- Porque eles jogam bem mais do que aquilo que mostraram ontem.
- Porque para ir ganhar a Inglaterra é preciso jogar muito mais do que aquilo que andamos a mostrar há cerca de 2 meses.

No entanto, vou ver o jogo e torcer como sempre para que o Benfica ganhe e caso isso não aconteça... que ninguém me fale nessa noite e durante o dia seguinte...

Não é quem compra Redpass's e vai aos jogos todos, ou que usa uma camisola oficial no dia dos jogos, ou que bebe umas cervejas nas roulotes nos dias dos jogos que é mais Benfiquista que os outros.

O Benfica foi o meu primeiro grande amor e não há um único dia em que não sofra e pense nele. Mas gostava de manter esta minha maneira de ser e de criticar sempre.

Consulto este blog todos os dias e agradeço a publicação dos meus comentários, mesmo sabendo que assino como anónimo. Obrigado.

Éter disse...

Estás em grande forma, Luís! Já agora aproveita o embalo e faz esses quadros para todas as equipas dos principais campeonatos europeus :)

Tiago disse...

Bom trabalho mas discordo das conclusões! Como ontem, os detalhes são a meu ver muito importantes ;)

1º O Braga e o Sporting notoriamente têm tido uma época com muitas lesões prolongadas. Será que uma das razões para termos jogadores mais sobrecarregados não advém de termos menos lesões?

2º O Porto trocou dois titulares (Kleber e Belushi) por outros dois titulares (Janko e Lucho) no mercado de inverno. Que naturalmente comprometem a meu ver os dados deste clube até porque o Belushi e o Kleber ainda figuram no 11 mais utilizado do Porto. Por exemplo o Janko já jogou mais de 2000 minutos em jogos oficiais por clubes nesta época e é isso que conta para a sua capacidade física mas pelo Porto no campeonato figura no 16º lugar da equipa. Ou seja, o Benfica deve ser penalizado na comparação por ter um plantel mais estável? Por ter trocado só suplentes por suplentes?

Comparo os valores do Benfica com os do Real Madrid e não noto nenhumas diferenças. Aliás no acumulado dos 14 mais utilizados não vejo grande diferença entre todos os clubes europeus analisados. 88.2 do Benfica para uma média de 84.8 para mim não tem relevância estatística.

Se me perguntarem se o Witsel não devia ter jogado a defesa direito e podia ter sido poupado até concordo. Se me perguntarem se o Nélson já podia ter jogado mais até concordo. Mas acho exagerado este ano se dizer que o plantel utilizado do Benfica é curto.

O ano passado de facto era curto mas essencialmente por culpa da falta de qualidade dos suplentes que quando foram necessários não corresponderam.

Luis Rosario disse...

@Tiago

A ausência de lesões joga a nosso favor. Ter sempre a maioria dos jogadores disponíveis permitiria a Jesus fazer gestão dos ciclos de forma de cada jogador e não sobrecarregá-los... Ter jogadores disponíveis e deixar os preferidos em sobre-esforço é errado.

O foculporto estava na lista mas era só para darem colunas iguais :). O Plantel é ridículo desde janeiro do meio campo para a frente - nada a aprender daí.

Gosto da comparação com o Real Madrid - também eu queria ter um plantel de 22 titulares (pedido expresso de Mourinho), com a cantera disponível para avançar se necessário - é este o modelo que proponho, mas o Benfica tem Emerson, Djaló e Almeida...

Obrigado pelo comentário. A essência deste post não é tanto criticar a qualidade do plantel (que apesar de ter lacunas é muito melhor do que o que temos tido no passado) é criticar a utilização|gestão do plantel de Jesus e os efeitos nos resultados da equipa.

Related Posts with Thumbnails
 
Céu Encarnado - by Templates para novo blogger
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.