Ligação Lisboa-Madrid

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Nos últimos anos temos assistido cada vez mais a uma relação privilegiada entre o SLB e os 2 clubes de Madrid, iniciada aquando da venda de Simão.

Desde esse momento, a troca de jogadores tem sido significativa, tendo o SLB vendido 2: Simão Sabrosa (20M) e Di Maria (25M)… (mais 5M + 6M potenciais que não sabemos bem como poderemos receber, dado que não está claro) e comprado para já 6/7: Reyes (25% por 2,65M), Alípio? (?M), Balboa (4M), Saviola (5M), Rodrigo (6M), Javi Garcia (7M) e Roberto (8,5 M).

Desta “ligação” resultam dois efeitos:

O SLB vende jogadores de topo mundial, no auge da performance desportiva, de dificílima substituição…

O SLB resolve, pagando a peso de ouro, problemas de excedentários dos clubes de Madrid… (mesmo no caso de Saviola e Javi, dois bons negócios para o SLB, foram claramente ainda melhores negócios para o Real Madrid, pois eram jogadores que não contavam para o clube).

Esta relação de “subserviência” a Madrid não é compreensível, pelo menos com os dados que estão à disposição dos adeptos. Algo se passa aqui nesta questão e como não acredito em aproveitamento interno da situação, só consigo identificar que é falta de capacidade do SLB na compra e venda de jogadores.
  • Como é que um clube que vende por 25M + potenciais 11M de objectivos um Di Maria no mês seguinte compra ao mesmo clube, negócio feito pelas mesmas pessoas, 2 jogadores de 18 anos sem provas dadas no futebol sénior, por 11 M, por 5 anos, sem fixação de objectivos, potencialmente para emprestar, com cláusulas de recompra?
  • Como é que após um negócio de contornos pouco claros como o do Simão (onde estava incluídas as célebres "opões de compra" sobre jogadores do Atlético de Madrid e ainda pagámos pelo passe de Reyes, que não joga cá...), não se exerce poder negocial resultante dessa venda e se paga efectivamente o preço “justo” por Roberto? 
A actuação do clube no mercado este ano não faz sentido para os sócios, que vêem de perto a realidade do clube e percebem minimamente o que faz falta e que valores são adequados suportar pelos jogadores.

Como é que um clube que só vende os indiscutíveis, demonstrando grandes limitações para colocar os “excedentários”, comprou até agora apenas reforços de alguma qualidade, mas sem o nível necessário para entrar no 11 base de “caras”?

Mantenho a minha convicção que o SLB tem um excelente Presidente. Mas precisamos que Luis Filipe Vieira deixe a pasta do Futebol.

O sucesso ou falha nas contratações, uma das áreas mais visíveis e importantes do clube, tem de ser entregue a profissionais, remunerados por objectivos cumpridos ou afastados por incumprimento. Se não houver no clube, contrate-se um bom que eles existem.

Está na hora de profissionalizar esta área, porque no ano de regresso à Champions estamos a ser amadores. E isto paga-se muito caro, não só na Europa, mas também a nível interno.

10 comentários:

JVG disse...

Com o dinheiro já gasto e falando-se em esforço financeiro, mais valia renegociarem os contratos e respectivas cláusulas com Ramires e DiMaria. O Benfica é grande mas não em tudo. Há que o ser também nas negociações, sob pena de não irmos a lado nenhum e o passivo a aumentar cada vez mais.
Saudações.

Anónimo disse...

Concordo plenamente contigo. Estes negócios em nada têm beneficiado o Benfica (não ser o rendimento desportivo do Javi e do Saviola) e levantam muitas dúvidas sobre a conduta e profissionalismo dos nossos dirigentes. LFV que tanto de tão bom tem feito no Benfica, devia mesmo entregar esta pasta, que se está a revelar um nódoa no seu histórico enquanto dirigente do SLB.

dezazucr disse...

Parece-me muita negociata e muito pouco interesse do Benfica.

Tocaste no ponto quando disseste que vendemos indiscutíveis e compramos não titulares.

Mentiroso disse...

Boa análise.

Anónimo disse...

Com tanta capacidade, porque é que não te candidatas a presidente?
Pelo menos, podias arranjar um programazinho na tv, onde todas as semanas opinavas sobre a actualidade desportiva...

JS disse...

1º Ao que parece (é que ainda não vi o comunicado), com o Di Maria já se encaixaram 30M€ (havia 5M€ que eram pagos logo após a inscrição). Dizer que isto é mau negócio é não perceber a realidade do Benfica.

2º O Simão só foi mau negócio porque o Benfica dependia muito dele. Com a motivação que ele tinha em sair, já há mais de uma/duas épocas era complicado mantê-lo com uma proposta decente.

3º Os negócios são para ser supostamente bons para ambas as partes. Quero lá saber se o Real Madrid ficou satisfeito por ter-se livrado dos salários do Saviola e ganho 7M€ com o Javi... o importante é se foram bons negócios para o Benfica

É verdade que houveram uns maus negócios, mas consideras assim tão negativa esta relação?

Luis Rosario disse...

Boa argumentacao, js.

Vender Di Maria por 36M é extraordinário. Por 25 + 5 + 6 não consigo dizer de caras que sim, pq não sabemos os contornos do negocio. O presidente "pecou" pelo comentário "só sai um abaixo da clausula" qdo sabia que não iria manter Ramires.

Simao, razoável negocio. O presidente "pecou" em ter aceite um valor mais baixo com o tal argumento da "preferencia na contratação de 2 jogadores do a madrid"

Javi e javier... Óptimo para as 2. Pecamos porque nao conseguimos resolver com igual competencia os makukulas, yebdas, balboas, zoros, etc.

A relação desiquilibrou-se com os valores de Roberto, Rodrigo, Alípio e as condições desses negócios. Estes negócios levaram-me a escrever o post, porque acredito em lfv como presidente mas tenho ficado recentemente mais desiludido com a maioria das compras e vendas.

Manuel Oliveira disse...

Luís, os valores de Rodrigo e Alípio não é líquido que sejam esses. Não houve comunicação à CMVM porquê?

Abraço.
Blog do Manuel

JS disse...

O LFV é mestre de negociação de passes, mas acho que metade desses negócios foram bem feitos... e o Benfica, dada as circunstâncias, teria de o fazer.

Roberto, sim, valor excessivo... quanto à 'cantera' do Real Madrid, acho cedo face ao que foi Ramires e Javi Garcia (o que se dizia deles também). A cláusulas de recompra... não é do melhor, porque só batem se forem muito bons, mas também não condeno de todo (no pior dos casos, temos um excelente jogador por um ano com uma mais valia de 100%).

O que acho que torna esta discussão enviazada é as negociatas à Porto (e parece agora que o Vit Guimaraes). Os 22M€ por Bruno Alves acho magnífico... não fosse vindo da Rússia. Mas não continuará a ser aquele efeito Champions? Vamos ver qual o efeito no Benfica... teremos um próximo Verão para analizar.
Já agora, parece que LFV recuso 30M€ por David Luiz. Pelo menos aqui parece difícil de dizer que está a facilitar.

JS disse...

* ler "O LFV não parece ser propriamente um mestre na negociação..."

Related Posts with Thumbnails
 
Céu Encarnado - by Templates para novo blogger
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.