Descanso

domingo, 31 de Julho de 2011


Como eu não tenho, nem de perto nem de longe, a capacidade física e mental do nosso Maxi, vou mesmo precisar de umas belas férias...

Boas férias também para vocês!


P.S. E atenção aos escaldões, não precisam de ficar com a pele encarnada para mostrarem que são do Benfica...

Um dia com Jesus

sábado, 30 de Julho de 2011


Entrevista interessante. Para conhecer um pouco mais de Jesus.

Se querem falar de roubos, falem a sério

sexta-feira, 29 de Julho de 2011

Não compreendo por que motivo é isto alvo de tanto alarido.

A APAF anda há mais de 25 anos a roubar impunemente troféus da Luz para os colocar em outro lado e ninguém parece dar muita importância a isso. E esses troféus nunca serão devolvidos.

Temporada 7, Episódio 23

Esta novela da renovação do Maxi já teve tantos episódios que mais parece a velhinha série Dallas. Portanto eu agora não vou em cantigas de jornal e só acredito quando vir um vídeo ou imagem do Maxi a assinar o contrato.

A Luz é de Todos

quinta-feira, 28 de Julho de 2011

Serafim Almeida está a pouco mais de um mês de completar 90 anos. Benfiquista ferrenho, natural e residente no Porto, nunca tinha vindo à Luz. "Não queria morrer sem ver esta maravilha de estádio", disse ontem a O JOGO, enquanto observava a estátua de Eusébio.

Ao ler isto não posso deixar de pensar em todos os senhores Serafins Almeidas espalhados por aí mas que, ao contrário deste senhor Serafim Almeida, vão mesmo morrer sem nunca terem ido ao estádio da Luz. E interrogo-me se não seria possível proporcionar tamanha alegria a pessoas que, pelos mais diversos motivos, não têm possibilidade de vir a Lisboa ver um jogo do Benfica.

Se o Benfica, devido aos contratos de patrocínio, dispensa todos os jogos centenas de bilhetes para algumas grandes empresas, que invariavelmente vão parar ao bolso de administradores com salários de milhares de euros que vão para a Luz com ar de enfado e escandalizados por não haver caviar e por terem que se misturar com o povo, por que não fazer um esforço para dar uma alegria a quem pouco tem?

Será assim tão difícil? Não é. Por exemplo, o Benfica podia criar um programa em que as pessoas se inscreviam para irem ao estádio pelo menos uma vez na vida, sem pagar. O programa seria dirigido pela Fundação Benfica (que tem estado muito bem na ajuda aos mais necessitados sem olhar a clubismos, mas que bem podia concentrar-se um pouco mais nos benfiquistas) em articulação com as várias Casas do Benfica espalhadas pelo país, que têm um conhecimento mais profundo sobre as realidades dos sócios e adeptos locais. Recebidas as inscrições, elaborava-se a lista por ordem de idade e dava-se prioridade aos mais velhos (por motivos óbvios). Depois as pessoas eram contactadas e o Benfica pagava-lhes a deslocação e o bilhete. O ideal seria juntar, à vez, muitas pessoas da mesma zona e alugar uma ou mais camionetas, com partida da Casa do Benfica mais próxima. Uma semana seria de uma Casa no Algarve, a seguir de uma Casa no Minho, etc, etc, etc, até abarcar o país todo, incluindo Madeira e Açores (neste caso tinha que ser de avião, como é evidente). Quem fosse contemplado não poderia voltar a candidatar-se ao programa e registava-se o nome e número de B.I. porque infelizmente há muitos chicos espertos neste país. Apelava-se também ao bom senso das pessoas para que aqueles que já tivessem ido ver um jogo à Luz não se candidatassem, tal como quem tivesse posses para tal, mas que por um motivo ou outro ainda não tivesse ido à Luz.

Para o Benfica não arcar com todos os encargos, seria importante arranjar um ou mais patrocinadores que se quisessem associar ao programa e decerto não faltariam interessados porque as grandes empresas têm lucros de milhões e milhões de euros mas depois gostam sempre de dar um ar de bom samaritano, do género "eu ganho milhões e pago miseravelmente aos meus empregados mas hoje dei uma sandes a um pobre e por isso sou um grande homem".
Outro meio de financiamento passaria por criar uma quota facultativa extra para sócios (semelhante à quota das modalidades) nem que fosse só de cinquenta cêntimos ou um euro, e esse dinheiro ia todo para o programa.

A quota podia chamar-se, por exemplo, "A Luz é de Todos". Eu pagava essa quota extra, de caras. Porque o Benfica é de todos. Até dos mais pobres.


P.S. Provavelmente será uma ideia utópica, mas de vez em quando sabe bem debruçar-me sobre o que significa verdadeiramente o Benfica e deixar um pouco de lado questões superficiais como "o Gaitán está demasiado encostado à linha" ou "o Javi está muito sozinho no meio".

São tantos bons jogadores que é natural trocar os nomes

Nolito tem mérito, mas ele joga muito sozinho e ainda não se adaptou à nossa forma de jogar, que é mais colectiva. Ele aposta no um contra um e às vezes é preciso mais posse de bola.

Está é, sem sombra de dúvida, uma das maiores aberrações que já ouvi da boca de Jorge Jesus. Convido o mister a rever o jogo de ontem desde a entrada de Nolito e a olhar com atenção para as suas movimentações, com e sem bola. As imagens que ficam na retina são a maneira como soltou a bola para Aimar no lance da bola no ferro e os dois passes em profundidade a solicitar a corrida de Cardozo nas costas da defesa. Mas uma observação mais cuidada mostra mais do que esses três lances. Mostra um jogador que joga de cabeça levantada e que procura quase sempre o entendimento com o colega mais próximo, para uma tabela ao primeiro ou segundo toque. Ao contrário de tantos outros, Nolito tem a inteligência de procurar o lance individual quando não lhe restam mais alternativas. E não foi só neste jogo que isto aconteceu, em todos os jogos da pré-época Nolito deu sempre um cheirinho do que é a escola de futebol e os princípios de jogo do Barça, que de individualismo não têm rigorosamente nada.

Se a ideia de Jesus foi refrear o entusiasmo de Nolito pelo golo marcado e fazer-lhe ver que tem que continuar a trabalhar para entrar no onze inicial, espalhou-se ao comprido. A ideia é boa, de facto, mas a mensagem é horrível.

Se não foi isto que passou pela cabeça de Jesus e ele limitou-se a apreciar simplesmente o desempenho de Nolito, fico algo apreensivo.

Mas se calhar a frase era para o Gaitán e o mister trocou os nomes. Gaitán tem mérito, mas ele joga muito sozinho e ainda não se adaptou à nossa forma de jogar, que é mais colectiva. Ele aposta no um contra um e às vezes é preciso mais posse de bola.

É, deve ser isso.

Aquilo ontem foi daqueles golos que saem uma vez na vida



Esta frase pode aplicar-se a muitos e muitos jogadores por esse mundo fora. Mas não a Nico Gaitán.

E durante esta época certamente veremos mais destes. Ali mesmo, onde dorme a coruja.

Um gajo com uns pés tão bons tem que ter os braços quietos

Num jogo qualquer da pré-época lembro-me de ter referido aqui que a quantidade de vezes que o Nolito refilava com os árbitros, e também a exuberância com que o fazia, lhe ia causar dissabores durante o campeonato, dada a conhecida facilidade com que essa espécie tão curiosa chamada "árbitro português" saca do cartão quando vê um jogador com uma águia no peito dirigir-se para ele. Pelos vistos não foi preciso esperar pelo campeonato português...

É certo que o árbitro de hoje era uma valente merda, é certo que o lance que o Nolito protesta é um penálti escabroso, mas um jogador profissional tem que se mentalizar que depois da jogada passar o árbitro nunca volta atrás. Eu espero sinceramente que alguém dentro do Benfica esteja atento a este caso específico do Nolito, porque o homem está sempre a esbracejar e gesticular em direcção aos árbitros. Se calhar a camisola do Barcelona, ainda que da equipa B, tem algum peso nos árbitros espanhóis e o Nolito está habituado a poder exceder-se um pouco mais. Mas ou o chamam à atenção ou ele vai rapidamente descobrir por si próprio que em Portugal a camisola do Benfica tem o efeito precisamente contrário nos indivíduos do apito.

BENFICA 2 - 0 Trabzonspor

quarta-feira, 27 de Julho de 2011

Jogo complicado, a pôr a nu as várias fragilidades da equipa como um todo. Depois de 20 minutos iniciais de bom futebol, com algumas ocasiões, o Benfica desapareceu. O início da segunda parte foi igual, muito fraca, até que nos últimos 15 minutos a equipa reapareceu, fruto da entrada de Nolito, Witsel e Maxi.

Continuo a questionar que raio vão fazer algumas pessoas para o estádio para assobiar os jogadores. Tristeza.


Artur - bem quando foi chamado a intervir. A sua serenidade só pode influenciar o resto da equipa.

Luisão - já nem me lembro do que disse quando chegou a Lisboa. Grande jogo.

Garay - muito em jogo na primeira parte. Segurança e simplicidade de processos. Boa técnica e qualidade de passe.

Emerson - uma surpresa agradável. Grande primeira parte, tanto na cobertura do seu flanco como nas dobras. Temos reforço.

Amorim - pena a lesão, pois é de uma utilidade enorme. Saiu esgotado.

Javi Garcia - grande jogo. Muito bem a recuperar bolas e ajudar na defesa.

Aimar - andou desaparecido. Esteve na assistência no golo de Nolito.

Gaitan - falhou passes e complicou o simples. Soltou a bola tarde demais em várias jogadas. Calou-me nos últimos minutos, com um golo fabuloso.

Enzo Pérez - jogo fraco. Jogou condicionado grande parte do tempo, fruto da confusão que os jogadores adversários fizeram entre as pernas dele e a bola.

Saviola - muito em jogo na primeira parte, foi desaparecendo aos poucos. Está com bom ritmo de jogo. Vai render.

Cardozo - luta até ao fim. Não teve oportunidades claras de golo, mas é muito útil a segurar a bola. Foi brindado com os assobios da praxe. É triste...

Maxi - muita vontade, assim como o cansaço. Garra como poucos. É um profissional enorme. Parabéns Maxi.

Nolito - primordial no reaparecimento da equipa. Não perde a bola de vista. Entrou, jogou, fez jogar, marcou e fez dois passes de morte que não foram aproveitados. Um grande jogador que temos ali.

Witsel - não engana. Recuperador de bola, sabe imediatamente o que fazer à mesma. Pressiona desde zonas avançadas e dificulta a vida ao adversário. Vai dar muitas alegrias.

35000 já são poucos. Espero que nenhum destes vá para assobiar

Em direcção à Luz para ver a bola, ver o nosso Benfica e apoiar todos os jogadores rumo à Vitória.

Todos sabemos que existem para alguns motivos de descontentamento em relação ao planeamento da época, ao Luisão, ao Bruno César, ao Jesus, ao tipo que manda regar o campo 15 minutos antes, enfim... mas deixemos lá isso fora da nossa cabeça das 19:30 às 22 horas hoje.

Voltam os jogos a sério. Espero que estejam com saudades e com predisposição para estar ao lado da equipa.

Força Benfica!

Colman & Burak



Atenção às combinações entre estes dois, mais logo. Se o Gaitán jogar de início encostado à esquerda, é bom que pense em ajudar o Emerson quando perder a bola. Mas ajudar no verdadeiro sentido da palavra e não limitar-se a dar apoio mental ao colega, do género "Força, Emerson, tu consegues!". Agora não há Coentrão.


P.S. Se calhar, neste jogo nem era mal pensado desviar o Gaitán para a direita e pôr o Nolito a titular.

Homilia do dia

terça-feira, 26 de Julho de 2011



O entusiasmante

E o prémio de reforço mais entusiasmante, no entender dos leitores do Céu Encarnado, vai para...








Aqui ficam os resultados, de um total de 518 votos:

Nolito (38,8%)
Witsel (24,1%)
Artur (13,7%)
Urreta (6,8%)
Matic (5,6%)
Enzo Pérez (5,2%)
David Simão (2,5%)
Miguel Vítor (1,5%)
Bruno César (0,8%)
Rodrigo (0,8%)
Wass (0,2%)

Pode dizer-se que o Nolito pulverizou a concorrência, mas se o Witsel tivesse chegado mais cedo talvez as contas fossem mais equilibradas entre os dois. Reparei também que o Enzo Pérez andava pelos últimos lugares na votação e só começou a subir depois do jogo contra o Toulouse, onde teve, de facto, uns belos 45 minutos. Destaco também o pouco crédito que o Bruno César parece ter até agora (4 votos em 518 é muito mau) e o surpreendente quarto lugar do Urreta.

Estudo aos Sócios

Alguns de nós (sócios) receberam um link para responder a um questionário sobre a nossa relação com o clube.

O e-mail vinha da Direcção Comercial e de Marketing. Ao preencher o mesmo todavia percebi que o questionário só podia ser de alguém que está a fazer uma tese (mestrado ou doutoramento), cujo acesso ao universo em estudo foi facilitado pelo Benfica, em troca provavelmente da partilha de resultados.

Digo isto porque o questionário não tem nenhuma pergunta "accionável". O questionário procura traçar o perfil atitudinal e relação entre os sócios, o clube e a equipa, quantificando em escala o grau de relação entre as partes. O senso comum obviamente diz-nos que a relação é muito próxima entre as partes, portanto, nada de novo, nada accionável, nada onde o SLB possa agir para ser melhor.

Não acredito que a DCM lançasse um estudo com elevado interesse académico, mas zero interesse comercial, pelo que concluo pela tese do "apadrinhamento" do envio.

Existem todavia 4 questões relevantes que importam ser dadas a conhecer e que ajudarão a Direcção Comercial e de Marketing a melhorar nesta questão específica:

Ser claro no propósito e no objectivo

Se o mail é enviado pelo SLB, existe envolvimento directo - os sócios vão pensar que o questionário é feito pelo nosso clube.

Não acredito que seja. Está feito "à escola", em Google Documents. Não tem nenhuma pergunta de cariz comercial. A introdução é generalista e académica.

Este questionário não é do SLB nem da DCM, mas os sócios responderam "enganados".

Rever e testar o questionário, antes de o enviar. É necessário obter feedback antes da massificação do envio.

A primeira pergunta do questionário é: O meu clube favorito é o Benfica. Concorda ou Discorda?

A pergunta é ofensiva para uma parte dos sócios. Só se justifica num estudo mais universal onde adeptos do nosso ou de outros clubes estejam também a ser inquiridos. A sua colocação fere os sócios e não deve ser incluída.

Confidencialidade

A garantia de confidencialidade é posta em causa pela personalização do e-mail convite e o facto do link de resposta ser aparentemente único por respondente. Se vão utilizar os dados para aprofundar a análise das respostas, digam. Se querem garantir confidencialidade refiram que a escolha do sócio foi aleatória e que o template de resposta é o mesmo para todos, sendo impossível identificar quem respondeu o quê, mesmo num estudo websurvey.

Aproveitar a oportunidade de contacto

A DCM terá acesso aos resultados, afirmou na introdução que quer conhecer melhor os sócios, "deu a cara" pelo questionário, pelo que não se compreende como não aproveitaram a oportunidade de estarem a contactar os sócios para fazer 2/3 perguntas relevantes para a sua estratégia a prazo.

Num cenário de naming do estádio, que empresas gostaria de ver associadas? Que nome gostaria que o estádio tivesse? O facto do nome do estádio ser patrocinado por uma empresa, com benefício financeiro para o clube, afecta de forma negativa a sua relação com o SLB? Existem novos parceiros que gostaria de ver incluidos no programa de parceria? Aderiria ao pagamento faseado do seu Redpass, durante 6 meses, pagando mais 10% no total do seu valor de compra? ...

A melhorar para a próxima, até porque não se pode estar permanentemente a enviar questionários aos sócios, dado que obviamente "cansa". Foi uma oportunidade perdida de contacto.

Nota: Queria a EDP, mesmo que oferecessem menos 20% que outras menos relevantes ou associáveis ao clube e ao nosso estádio. Pode ser que o Miguel, o Henrique ou alguém da DCM leia isto. É a opinião de 1, podia ser de 1000 ou 2000...

Luisão quer, Luisão consegue

segunda-feira, 25 de Julho de 2011

Defesas: Dani Alves (Barcelona), Maicon (Inter), André Santos (Fenerbahçe), Lúcio (Inter), Thiago Silva (Milan), David Luiz (Chelsea) e Dedé (Vasco);

Aí está o seleccionador brasileiro a dar lugar aos mais novos. Luisão tem, de facto, o poder da palavra.

Curiosidade

É curioso termos no plantel um jogador campeão da Europa em título e outro campeão da América do Sul em título.

Julgo que é apenas a segunda vez que tal sucede na história do Benfica. A outra foi com a dupla Luisão/Katsouranis.

Estádio Frutas Cruzeiro

domingo, 24 de Julho de 2011

É sabido que o foculporto não pode ver o Benfica fazer nada que vai logo tentar imitar. Portanto, é evidente que já estão em contactos para vender o nome do estádio a alguma empresa que se identifique com o clube.

A única que mostrou interesse até agora:

4-0

Jardel de fora da lista para a eliminatória da Champions? Eu nem aprecio particularmente as qualidades do rapaz, mas parece-me que o Jesus está demasiado optimista, tendo em conta que os dois centrais supostamente titulares chegaram agora da Copa América (aliás, um ainda nem chegou), e que como reserva restam apenas o sofrível Fábio Faria, que até fez a pré-época quase toda a lateral esquerdo, e o Javi, que por melhor jogador que seja não consegue disfarçar deficiências de posicionamento gravíssimas quando é obrigado a jogar a central.

Não seria melhor deixar um dos 87256387 médios de fora (para mim era o Bruno César, de caras) e abrir um buraquinho para o Jardel? E se o Garay ou o Luisão se aleijam ou são expulsos, como é na segunda mão? Vai para lá o Fábio Faria ou tira-se o Javi do miolo?

Mas pronto, não há-de ser nada. Nem vamos precisar de centrais para a segunda mão. Em casa espetamos quatro secos e isto fica arrumado. Um gajo está aqui todo preocupado a conjecturar cenários e o Jesus já está descansadamente a pensar na próxima eliminatória. Siga!

Conclusão do caso Luisão

sábado, 23 de Julho de 2011

Afinal o Luisão estava, e ainda está, incontactável apenas para os jornalistas do Record.

O rigor

sexta-feira, 22 de Julho de 2011

Desconheço se o Luisão vai sair agora, no final da próxima época ou ainda na outra a seguir. Mas uma coisa sei, nesse dia o jornal Record vai fazer um grande título:

Como Record anda atempadamente a anunciar desde 2004, Luisão deixa o Benfica.

Futebol a mais para defesa esquerdo

quinta-feira, 21 de Julho de 2011

Durante as últimas duas épocas, por vezes escrevi aqui que embora o Fábio Coentrão se estivesse a tornar num dos melhores defesas esquerdos do mundo, quase me dava pena ver tamanho talento "desperdiçado" naquela posição. Aquela técnica, aquela capacidade de transportar a equipa para a frente, aquela fome de ter a bola no pé e não ter medo de decidir mereciam muito mais. Foi portanto com agrado que li estas palavras de Mourinho, depois de ter colocado o Coentrão a médio centro num esquema de 4-3-3:

Não ia sujeitar a Direcção do Real Madrid a comprar um jogador por 25 milhões de euros ou um valor próximo para ser suplente do Marcelo. O Fábio é um polivalente, pode jogar em várias posições no campo, mas nunca tinha jogado nesta posição. E é um jogador diferente de todos aqueles que temos no meio-campo. Ele está habituado a jogar em posições mais laterais e jogando no centro dá uma dinâmica diferente à equipa.

Ou seja, depois da feliz adaptação de Jesus, perspectiva-se nova adaptação de Mourinho. E se há jogador capaz de se adaptar a quase tudo dentro do campo, esse jogador é o Coentrão. Vou seguir os jogos do Real com interesse.

Velho? Só pode ser piada


Só neste país complexado e de vistas curtas é que se olha primeiro para o B.I. e só depois para o currículo (e actual forma física, no caso de atletas).

Fico muito mais apreensivo com sul-americanos de 20 e poucos anos sem experiência nenhuma do que com um titular de uma selecção campeã europeia e mundial.

É, obviamente, uma grande contratação.

Mais um, se faz favor

Apesar de ontem terem sido apresentados 29 jogadores, que passariam a 35 se Capdevila, Maxi, Luisão, Nelson Oliveira, Roderick e Mika estivessem presentes, é inquietante não ver um lateral direito de raiz para ser alternativa credível ao Maxi, que este ano não vai ter férias e portanto o normal, até para um atleta incansável como ele, será que dê um estoiro físico lá para Fevereiro. O Ruben Amorim faz bem o lugar, sim senhor, mas infelizmente temo que aquela lesão não lhe permita ter uma carreira completamente normal.

Importa recordar que no jogo em que o foculporto conquistou o título, o Benfica entrou em campo com Airton a defesa direito. E se tivéssemos chegado à final da Liga Europa, o cenário seria o mesmo...

Face à quantidade de jogadores que o Benfica tem, pode parecer estúpido estar a pedir outro mas por mim bem podia vir um defesa direito de qualidade. Que, para já, não é o Wass.

Benfica 1-0 Toulouse

quarta-feira, 20 de Julho de 2011

Embora tenha chegado hoje a Lisboa, e apesar de uma ou duas distracções, penso que o Emerson esteve bem. Já me tinha esquecido do que era jogar com um defesa esquerdo.

O toque de bola de Nolito cheira a Barça por todos os poros.

É certo que a altura para fazer testes é mesmo esta, mas não compreendo o porquê da insistência com Bruno César naquela posição.

Matic tem que ser menos faltoso, porque num jogo a sério o senhor Hugo Miguel tinha-o mandado para o banho mais cedo. Mas a capacidade de passe e visão de jogo do rapaz são realmente invulgares para quem joga naquela posição. Penso que vai ser um jogador muito importante durante a época.

Urreta tem explosão e uma capacidade de abanar o jogo fora do vulgar mas ainda não sabe potenciar isso totalmente. Espero que fique no plantel e que Jesus faça com ele o mesmo que fez com Di María.

Gostei do Garay. Confirma-se que é perigoso no jogo aéreo (para a baliza contrária, como convém).

De longe, os melhores 45 minutos de Enzo Pérez até agora. O Ferrari precisava de jogar num estádio encarnado, só pode.

Witsel ainda discreto mas com excelentes pormenores.

Saviola e Jara começam a entender-se mutuamente e podem formar uma dupla muito móvel como alternativa ao modelo "Cardozo na frente". Têm é que melhorar a finalização.

Jesus deve ter a cabeça a ferver para decidir quem são os três médios que vão jogar à frente do trinco.

Haver um clube chamado "to lose" é parvo e não faz sentido. Os jogadores já entram em campo desmoralizados e convencidos do seu triste fado.

Prémio "Sou o maior da minha aldeia"

Vai direitinho para Joaquim Manuel Sampaio da Silva, mais conhecido no meio futebolístico como "Quim".

Afinal quem foi comido?

Entre conversas de desvios e roubos, há algo que ninguém da imprensa tem coragem de dizer: o Santos desviou um camião de dinheiro do foculporto.

Parece-me que o Benfica é uma espécie de Jorge Mendes para clubes que negoceiam com o foculporto. Os clubes pedem muito, os jogadores pedem muito, o foculporto não quer dar, o acordo parece praticamente impossível... E de repente o Benfica entra em cena e tudo se resolve rapidamente. Devíamos ter direito a comissões.

Glu glu

terça-feira, 19 de Julho de 2011


Apesar de só haver 24 horas de diferença entre o jogo que vai determinar o 3º classificado e o jogo da final da Copa América, essas 24 horas podem ser fundamentais na recuperação do Maxi para a eliminatória da Champions contra os turcos. Portanto, hoje é bom torcer pelo Peru.


P.S. Espero que não tenham visto a imagem e pensado logo no Eduardo. Se sim, é mau sinal...

Red Alert! Deadline approaching

Extracto do Regulamento da Liga dos Campeões:



… 18.13 List A has to be submitted by the following fixed deadlines:

a) 20 June 2011 (24.00 CET) for all matches in the first qualifying round;

b) 7 July 2011 (24.00 CET) for all matches in the second qualifying round;

c) 21 July 2011 (24.00 CET) for all matches in the third qualifying round;

d) 8 August 2011 (24.00 CET) for all matches in the play-offs;

e) 1 September 2011 (24.00 CET) for all further matches from the first match in the group stage up to and including the final


Portanto temos 2 dias para fazermos um acordo com um defesa esquerdo que seja uma mais valia para a época mas que sobretudo possa ser alternativa já para o jogo com os Turcos.

Vamos a isto!

Cada um por si não é boa política

Se ele sair será uma perda muito grande para nós, Jara sobre uma hipotética saída de Luisão.

Mais um exemplo evidente da falta de uma verdadeira política interna de comunicação no clube, de um código rígido que todos os jogadores conheçam de cor e respeitem. Se isto existisse, nunca na vida o Jara teria proferido tais declarações sobre um assunto em relação ao qual o Benfica e o próprio Luisão nunca se pronunciaram e que apenas é alimentado todos os dias pela imprensa.

Não me compete falar sobre isso.

Perguntem ao presidente.

O Luisão é jogador do Benfica.

Estou focado nos treinos.

Isto sim, seriam boas respostas. Mas a culpa não é do Jara... Perde-se tempo em guerrinhas fúteis de comunicados com o foculporto e não há um mínimo de orientação aos jogadores que vão falar à imprensa.

E o destaque vai para...

segunda-feira, 18 de Julho de 2011

Daquilo que se viu até agora, qual dos jogadores recém-chegados entusiasma mais?

Podem votar ali ao lado (isto se a sondagem não encravar novamente, como tem acontecido nos últimos tempos. Cá para mim o Maniche foi trabalhar para o Blogger).

Quando?



Já chegaram? Quando chegam? Falta muito? Vêm a que horas? Está alguém no Aeroporto para levarem os dois já para o estágio? Vêm juntos para combinar já "cenas"? O Garay já sabe ao que vem? Já passou a "parvoeira" que dá ao Luisão quando está longe de Lisboa?

Ninguém diz nada, pah...!

Mais um jogo

Penso que está encontrado o titular da baliza.

André Almeida merece rodar num clube da primeira divisão. É bom de mais para a segunda.

Fábio Faria a central não tem comparação com Fábio Faria a lateral.

Matic tem subido de produção em todos os jogos. Cada vez gosto mais.

Não sei se é embirração minha, mas o Pérez voltou a fazer pouco.

Witsel vai ser um caso sério.

Até agora, a posição onde mais gostei de ver Gaitán foi como segundo avançado.

Jara tem que definir melhor as jogadas.

Saviola finalmente com movimentações sem bola à Saviola. Também parece estar a subir.

David Simão a lateral esquerdo tem duas assistências em dois jogos... Dá que pensar.

Urreta será vítima do excesso de médios no plantel? Não merecia.

Alguém tem que dizer ao Nolito para protestar menos com os árbitros, porque no campeonato não lhe vão perdoar.

Cardozo muito apagado.

Barrios, Valdez, Santa Cruz, façam o vosso trabalho

domingo, 17 de Julho de 2011

Depois da Argentina ter ficado pelo caminho, agora é esperar que o Paraguai limpe o Brasil para termos a dupla titular de centrais a postos para a Champions.

Isto se o Luisão ficar, claro.

Entrar em campo com um rótulo na testa

Atenção à campanha que determinada comunicação social está a iniciar com o objectivo de transformar o Witsel num assassino sanguinário. Tendo em conta que os árbitros portugueses já por si são altamente propensos a influências externas, se esta ideia continuar a ser repetida até à exaustão durante toda a pré-época, não prevejo vida fácil para o Witsel no início do campeonato.

O Ferrari do Enzo ainda não arrancou

sábado, 16 de Julho de 2011


De todos os reforços mais sonantes para o meio-campo, este é o que me tem entusiasmado menos e curiosamente é também o que vinha rotulado como craque de qualidade indiscutível e uma das grandes estrelas emergentes do futebol argentino. Ontem fez mais um jogo muito fraco. Espero que seja apenas um problema temporário de adaptação, porque o que se tem visto até agora é manifestamente pouco para o alarido que se fez aquando da sua contratação (lá está o eterno problema das falsas expectativas, que só prejudica os próprios jogadores).

Por outro lado, ontem, em duas ou três jogadas, dois ou três toques de bola e dois ou três passes o Witsel mostrou ao que vem.

Coiso


Um gajo chegar a casa às quatro e tal da manhã e deparar-se com esta notícia...

Um campeão do Mundo, um campeão de França e um... um... Só pode ser do álcool, vou dormir.

BENFICA 3 - 1 PSG

sexta-feira, 15 de Julho de 2011

Jogo com mais Benfica, mas ainda com momentos de pouca inspiração. Os jogos de pré-época são sempre atípicos, desde logo porque a maioria dos jogadores não têm mais de 45 minutos para mostrar serviço.

Pode dizer-se que temos matéria-prima para fazer uma bela equipa, com opções e alternativas aos titulares.

A defesa continua a ser o sector mais fraco da equipa, por razões óbvias. Por estranho que pareça, ou não, Javi, jogador médio defensivo adaptado a central, fez a melhor exibição na defesa.

Individualmente, destaco os seguintes jogadores:

Artur Moraes - acho que podemos estar descansados. O brasileiro demonstra serenidade e, acima de tudo, qualidade. Sabe o que faz e o que tem que fazer.

Miguel Vitor - é melhor que Jardel, mas continua a ter algumas falhas que me preocupam.

Javi Garcia - garra e empenho, até a central.

Witsel - simplicidade de processos assinalável.

Matic - muito bom a defender e pressionar. Ainda muito para aprender com a bola nos pés.

Jara - bom golo. Mas ainda tem que aprender a soltar a bola mais cedo e de forma mais simples.

Nolito - temos jogador. Está nos dois golos da segunda parte.

Cardozo - 3 remates, 1 golo.

Saviola - finalmente, Saviola.

Que bela notícia!


Um dos meus grandes ídolos de miúdo deixou o trabalho de secretaria e está de regresso aos pavilhões. Carrega, Carlos!

O aconchego do lar

Ao contrário do que é habitual, neste caso particular parece-me que o facto de a primeira mão da eliminatória contra o Trabzonspor ser na Luz é uma vantagem para o Benfica. Jogar num ambiente hostil já daqui a duas semanas, sem a equipa estar com um fio de jogo e ritmo competitivo no máximo, não traria nada de bom. Um golo sofrido cedo num lance fortuito poderia fazer abanar o barco por todos os lados e transformar o jogo num pesadelo de nervos.

Mas jogamos em casa, com o apoio do público (onde eu me incluo, se fosse em Agosto não estava cá), os nossos jogadores mais calmos e confiantes, os turcos decerto não tão afoitos no ataque... Tem tudo para correr bem. Espero eu.


P.S. Equipa com muitas caras novas, muitos milhões em jogo... Se calhar neste jogo será melhor que os do costume deixem os assobios em casa.

Só para verem que também sei inventar

Danilo, o jovem jogador que vinha a ser disputado por Benfica, foculporto e Aliados de Lordelo, acaba de chegar a Almada num Seat Ibiza kitado para assinar com o Cova da Piedade um contrato válido para os próximos 27 anos. O Santos recebe em troca o raríssimo cromo nº 73 da colecção "Aviões Famosos" das pastilhas Gorila e o promissor defesa Luís Cebola, uma das pérolas do Cova.

Qualquer um menos os russos

quinta-feira, 14 de Julho de 2011

Vaslui
Zurique
Odense
Trabzonspor
Rubin Kazan

Penso que é evidente que o adversário a evitar no sorteio de amanhã é claramente o Rubin, que vai praticamente a meio da época na Rússia e estará portanto com um ritmo de jogo incomparavelmente superior ao do Benfica aquando da eliminatória. A seguir convém evitar os turcos, que tiveram a melhor defesa e o segundo melhor ataque do seu campeonato na época passada, o qual acabaram em igualdade de pontos com o campeão Fenerbahçe. Em relação às outras três equipas, prefiro o Vaslui, que é a menos experiente nas competições europeias e em segundo o Zurique por causa do apoio dos muitos benfiquistas que vivem na Suíça.

Um grande reforço



Um jogador que há quatro anos esteve perto de entrar na NBA só pode ser um grande reforço para o Benfica. Espero que o Betinho esteja totalmente recuperado da sua lesão e que venha com o espírito que sempre demonstrou enquanto jogou em Portugal. Se assim for, arrisco dizer que está aqui o melhor defensor do próximo campeonato.

Agora falta um treinador...

A "Arte et Labore" do Jorge


Blackburn are ready to sign Portuguese left-back Jorge Ribeiro from Benfica in a surprise raid. The 29-year-old - younger brother of former Chelsea and Portugal star Maniche - has arrived for talks and will join Kean's squad if he can thrash out a deal after a wandering career, mais aqui.

Força, Jorge! Estou a fazer figas para que corra tudo bem, com tanta força que até tenho os dedos em sangue. Se ficares aí aposto que vais dar um novo significado à divisa que eles têm no símbolo.

Ora agora roubo eu, ora agora roubas tu

Começa novamente a ladainha dos roubos e desvios. Curiosamente, é sempre o foculporto que rouba (marca genética do clube) e o Benfica o infeliz lesado.

Em relação ao Alex Sandro já falei ontem: é um valor absolutamente bárbaro por um defesa esquerdo que ainda não provou nada e acredito que o Benfica tenha perguntado pelo jogador mas que, face ao montante exigido, tenha desistido e passado para outros alvos. O Santos aproveitou a sondagem do Benfica e o complexo de inferioridade do foculporto fez o resto. Parabéns então ao foculporto pelo negócio. Comprar mais caro do que a cláusula exige é à homem.

Quanto ao Danilo, parece-me que nesse assunto o Benfica estava a jogar em duas frentes, juntamente com Witsel. Ficámos com o belga. Penso que é mais jogador, muito mais barato e achava muito estranho que ainda viesse um jogador de 10 milhões para ficar com as nalgas sentadas no banco. Danilo foi então deixado cair e o complexo de inferioridade está a atacar as sobras do Benfica com toda a fúria.

Por falar no Witsel, recordo-me de, na semana passada, os jornais terem falado de uma intromissão do foculporto nas negociações. Parece que correu mal mas, curiosamente, hoje a imprensa não fez caso disso. Poder-se-á então dizer que o Benfica roubou o jogador ao foculporto? Ou será mais correcto dizer que o foculporto não conseguiu roubar o jogador ao Benfica? Ou, ainda, será que o foculporto o conseguiu mesmo roubar mas depois o Benfica roubou-o outra vez? Nem consigo dormir a pensar em qual será a hipótese mais correcta. E como brinde ainda roubámos o Witsel à Roma.

Voltando mais atrás, relembro também que, a dada altura, foi noticiado o interesse do foculporto no Bruno César. Mas quando ele assinou pelo Benfica nunca mais ninguém se lembrou disso, claro.

Já agora, para quem persiste em dar importância a estas coisas, aproveito para recordar que roubámos o Garay ao Lyon, Milan, Arsenal e outros colossos europeus. Eu vou continuar a dar importância aos que cá estão.

Sondagem nº 27 - Quartos da Copa América

Então Argentina-Uruguai nos Quartos de Final.

Temos um jogador de cada lado. Quem queremos que perca? Quem faz falta chegar mais cedo?

Garay para acelerar a integração no plantel, conhecer as ideias do mister, para poder integrar o 11 inicial na pré-eliminatória...

Maxi porque JJ fará uma dupla Luisão-outro que não Garay, faz-nos falta combatividade e liderança na defesa actual para o resto da pré-epoca para dar exemplo, porque não posso mais ver o André Almeida ou o Wass daquele lado...

Não deve ser consensual a escolha. Eu prefiriria a derrota do Uruguai. Vocês?

Sobre Witsel

Que seja a muleta que o Javi perdeu com a saída de Ramires e que o Benfica ganhe, finalmente, mais consistência na transição ataque-defesa.

Que se o Stars Fund quiser investir no seu passe, o Benfica avalie o jogador em, pelo menos, 16 milhões (o dobro do valor que ele custou).

Que o Jorge Mendes seja impedido de adquirir qualquer percentagem do seu passe.

Que não lhe chamem "Vitsel" mas sim "Uitsel".

Axel, onde andas?

quarta-feira, 13 de Julho de 2011

Estou há duas horas com a televisão sintonizada na BenficaTv à espera da apresentação do Axel, que estava anunciada para as 19h.

Espero que não tenha havido nenhum problema e que não nos espetem com este:

Já bem basta o programa deprimente que ele apresenta na BenficaTv.

Frescas da Bélgica


Retirado do site oficial do Standard.

Eu bem disse que era um negócio bem à medida

No caso do tal Sandro, espero sinceramente que seja pura especulação e que não haja qualquer espécie de negócio em vista. Este jogador pertence a um grupo de empresários e está emprestado ao Santos por um clube da segunda divisão uruguaia onde, naturalmente, nunca pôs os pés. Este tipo de esquemas cheiram a lavagem de dinheiro e fuga aos impostos por todos os lados e estão constantemente a ser investigados pelas autoridades. Até pode ser que o tipo seja um craque mas isso não me interessa. Não gosto de ver o Benfica associado a este tipo de tramóias. Isto é um negócio bem à medida do foculporto. Além de que é um preço absolutamente bárbaro por um defesa esquerdo suplente.

Tenho muito pouco a acrescentar ao que tinha escrito na semana passada, mas aponto apenas o curioso facto de o foculporto ter pago mais 1,5 milhões do que a cláusula de rescisão exigia. Por caridade, claro.

A melhor notícia da pré-época

terça-feira, 12 de Julho de 2011

Não vou para o Benfica. Não quero ir para lá, by Royston Drenthe.

Obrigado, Deus existe.


P.S. Quem não deve ter achado piada nenhuma a estas palavras são os donos de bares e discotecas de Lisboa e arredores.

P.S.2. É claro que há o problema de o Drenthe ter dito isto sob o efeito do álcool e vir mesmo para cá. Mas não quero pensar muito nisso...

Fraco

Bem sei que estamos no início, mas duas semanas passam num instante e a pré-eliminatória da Champions está aí a rebentar. Como tal, pergunto eu: com tanto dinheiro gasto, não era suposto ver-se já qualquer coisita?

Acho que sim, principalmente a nível ofensivo, sector onde já temos todos os jogadores aptos e à disposição de Jesus.

A nível defensivo, os erros acumulam-se. Bem sei que os defesas supostamente titulares estão por chegar, mas os que cá estão não deviam dar mais em campo? Não são só os titulares, na minha opinião, que devem ser bons. Também os suplentes devem mostrar ser alternativas.

A nível individual, retive-me algumas ideias:

- Nolito tem garra. A perder 2-0 corria atrás da bola para a reposição da mesma em jogo. Gostei. Mostra também facilidade em rematar. Pode dar em craque.

- Matic - muito bom na pressão imediata após a perda de bola. No entanto, demonstra muitas debilidades com a bola nos pés. Não tem mostrado sentido prático, enrolando-se em fintas desnecessárias.

- Miguel Vitor - Melhor que Jardel. Tem que ficar.

- Mora - pormenores interessantes para um jogador dispensável.

- Wass - verde, muito verde.

- Saviola - em ano de Campeonato do Mundo, brilhou. No ano passado, desapareceu. Este ano continua irreconhecível.

No fim de semana há mais e, espero eu, melhor.

Para mais logo

Gostava de ver:

Fábio Faria a central.

Enzo Pérez de início.

Nolito de início.

Gaitán no lugar de Saviola.

Wass de início.

Bruno César no centro.

Matic sozinho sem a muleta de Javi.

David Simão na sua posição na segunda parte.

Uns minutinhos de Ruben Pinto.

Uns minutinhos de Mora.

Um microfone perto de Jorge Jesus porque as suas instruções e chamadas de atenção durante os jogos são um espectáculo dentro do próprio espectáculo.

Chega de pavões!

segunda-feira, 11 de Julho de 2011


...estou confiante que o Benfica vai ter uma época extraordinária em termos desportivos...

Vão ser jogadores “à Benfica” e jogadores que nos vão conquistar, entusiasmar e merecer o nosso apoio, sendo que no fim merecerão o nosso aplauso em função dos títulos que vão conquistar.

Será que temos que assistir a isto todas as épocas? "Em função dos títulos que vão conquistar"?! Mas o que é isto?! No final da época passada o presidente não tinha já alertado, e muito bem, para estes excessos de euforia e clima festivo constante? Com que cara é que se vai pedir a um treinador que modere as suas declarações, se no seio do clube há pessoas com altos cargos que conseguem ser ainda mais desbocadas?

A palavra de ordem é trabalho, trabalho, trabalho e mais trabalho. É isto que se espera de um dirigente. Prometer trabalho, luta, suor, sacrifício. Relembro-me das palavras do Rui Costa na apresentação de alguns jogadores esta época. Falou da época difícil que se avizinha e de como o Benfica está a dar o máximo para se apresentar forte e capaz. E é isto que queremos ouvir. É a mensagem que deve passar cá para fora. E tudo para passados uns dias vir alguém falar em feitos extraordinários que aí vêm? Bardamerda! Estou pelos cabelos com os Nazarés, os Gomes da Silva & Companhia, Lda que por ali se pavoneiam ano após ano. Uma corte de vice-presidentes que ninguém sabe bem o que fazem ou para que servem, que não percebem um peido de futebol, que dão palpites tácticos durante a época, que repreendem jogadores do clube na imprensa, que prometem conquistas imaginárias, etc, etc, etc. Chega disto! O Benfica de que me falava o meu avô não era isto. Era um Benfica humilde, trabalhador e de poucas conversas. Era um Benfica que quando falava era para apresentar mais um troféu e não para prometer o que ainda não tinha.

É bom lembrar que o animal que está presente no símbolo do Benfica não é um pavão, um bicho todo bonito que gosta de se exibir mas completamente inofensivo, mas sim uma águia, que anda pelos céus sem os outros darem por ela e quando dão já têm as garras cravadas na carne. É esta a mentalidade que se exige e que este clube já teve no passado.

2 task force para a compra de jogadores

Ano após ano reforço a minha convicção que temos claramente de ter 2 equipas diferenciadas para tratarem da contratação de jogadores, com óbvia ligação com a equipa técnica e a direcção.

O Benfica procura, há alguns anos para cá, garantir contratações de 2 tipos:

Grupo 1: Jogadores jovens com potencial (já todos sabem o perfil, não me vou alongar, deixando só a nota de que dentro deste segmento procuramos 2 grupos: O grupo dos “David Luizes/Filipes Menezes/Leos Kanus” – onde alguém avaliza como tendo potencial, é barato, compra-se – um pouco como jogar no Euromilhões… e o segundo grupo dos Rodrigos/Di Maria/Gaitan onde se vê/percepciona já muito talento mas o investimento é elevado – já não é uma compra de oportunidade e o risco associado é superior…)

Grupo 2: Jogadores com alguns créditos firmados para serem opções válidas para o plantel, com lugar inequívoco no mesmo, a maioria dos quais para titular (Os Aimar, Saviolas, Carlos Martins, Artur Moraes…)

O problema que identifico é que estas 2 questões estão a ser geridas pelas mesmas pessoas. Ora como é óbvio, o dia só tem 24H e quando se está a tentar convencer Danilos no Brasil ou Witzels na Bélgica não se pode estar na Rússia a negociar Ansaldis e nos Estados Unidos à procura do próximo Adu (lol).

Para além da omnipresença ser difícil, mais grave ainda é a aparente falha na prioritização das necessidades de acção – quando precisamos de estar a resolver a lateral esquerda com um jogador de Grupo 2 e os processos não avançam (porque os pasquins sabem disto e vão-nos dizendo…), estamos a tentar convencer o Santos a libertar um sub-20 para um lugar que temos preenchido, estamos a tentar convencer os Belgas a libertar um Witsel para um lugar onde felizmente já temos qualidade este ano ou, regressando ao Santos, trazer também o outro sub 20 da lateral esquerda, quando já cá temos o da selecção francesa do mesmo escalão.

A 3ª questão crítica que me leva a sugerir a separação da equipa de transferências é obviamente a inabilidade que temos de precaver comprando antes da saída dos activos mais valiosos (percebo contudo que aqui possa existir limitações de tesouraria que o limitem, todavia já foi feito no passado, quando se comprou Gaitan para o lugar de um “mais que vendido na altura” Di Maria). Os Russos têm TV e Net. Sabem que o Fábio foi vendido por 30M. Têm um jogador insatisfeito, mas jogam com o tempo e com a urgência do nosso clube em resolver o problema e pedem obviamente, mais milhões.

Portanto 3 problemas: Não sermos omnipresentes, não estarmos a dar prioridade ao que é realmente fulcral para nós e não estarmos a antecipar o “óbvio”.

A minha sugestão: 2 task force independentes (com orçamento e responsabilidades separadas) poderiam funcionar muito melhor do que o que temos actualmente. A do Grupo 2 teria obviamente primazia de colocação, actuação e superior orçamento, pois está nela em primeira instância o garante do sucesso desportivo da época, mas ambas trabalhavam em simultâneo.

O benefício seria, penso, evidente. Segundo indicação do treinador, teriamos elencado se para a posição X seria um jogador do grupo 1 ou grupo 2 e cada equipa fazia o seu trabalho. Teríamos o plantel neste momento fechado e preparado (com LE e Centrais) para a pré-eliminatória. Se existisse disponibilidade financeira teríamos adicionalmente dois ou três Kanu, Mora e Uches no Seixal, esperando que a médio prazo, o Euromilhões de Madrid ou Londres nos saia outra vez… Ambos os grupos preenchidos, ambas as equipas com o trabalho feito.

Até podiamos resolver outro problema adicional, o da indefinição de papéis no clube - o Presidente liderava a task force para a compra de jogadores do grupo 2 (já que não conseguimos que não se envolva nesta questão) e Rui Costa liderava a do Grupo 1. Papéis claros de cada um, rumo a um Benfica melhor.

Só temos três centrais e dois não estão cá



Julgo que, para além de Luisão e Garay, um dos quatro centrais do plantel deverá ser o Miguel Vítor. Foi dos melhores em campo nos dois últimos jogos e preenche uma das vagas nas apertadas limitações para a inscrição na Champions. Não vi um único jogo do Leicester mas parece-me que, enquanto lá esteve, o miúdo cresceu bastante como jogador e ganhou confiança. Espero que Jesus não destrua isso num par de semanas.

Quanto ao quarto central, neste momento nem Roderick nem Jardel me transmitem um pingo de confiança. O Roderick tem que ser colocado imediatamente a rodar num clube português porque tem uma imaturidade confrangedora e não me escandalizaria nada se fosse jogar para a segunda divisão (sinceramente, não estou a ver uma equipa da primeira divisão onde ele fosse titular de caras). Já o Jardel, a época passada até começou com duas ou três exibições de bom nível mas até ao final da época foi sempre a descer; julgo que é um jogador jeitoso para um Braga, um Guimarães ou um Paços, mas suspeito de que nunca vai passar para além disso. Ainda há o Fábio Faria, claro, mas sem o ver jogar a central não faz grande sentido juntá-lo à equação.

Se, comprado o defesa esquerdo e o tal médio que Jesus anda a pedir, ainda sobrar algum dinheirito, não seria mal pensado ir buscar um central decente. Mas se não houver dinheiro para mais nada, então que fique o Jardel. Por outro lado, se o tal Dedé já estiver acertado para Janeiro, não vale a pena gastar mais dinheiro e aguenta-se assim até lá.

Revoltante e triste



Verdadeiramente incrível a forma como, no preciso momento que a imagem retrata, se levantou um coro de assobios e apupos dentro do estádio. Isto deve fazer maravilhas à confiança de um jogador... Nem mesmo o facto de estarem a milhares de quilómetros de Portugal e de apenas verem o Benfica ao vivo quando o rei faz anos impediu aquelas pessoas de terem tal comportamento.

Há certas coisas que, por mais que me esforce, não consigo compreender.

Nó no cérebro

A época passada as soluções com o mínimo de qualidade para o meio-campo à frente de Javi resumiam-se a Aimar, Gaitán, Salvio, Carlos Martins e Amorim. Cinco jogadores para três lugares, que com a lesão do Amorim passaram a quatro jogadores para três lugares. Francamente mau.

Esta época olhamos para o plantel e vemos Aimar, Gaitán, Carlos Martins, Amorim, Enzo Peréz, Nolito, Bruno César, Urreta e David Simão. Nove jogadores para três lugares. Fala-se com insistência em Danilo. Dez jogadores para três lugares. E Witsel... Onze jogadores para três lugares. Destes dois só deve vir um. Regressamos então aos dez jogadores para três lugares. Como nem o melhor gestor de recursos humanos conseguiria gerir esta situação no balneário, arrisco que entre Aimar (sim, infelizmente eu não fico descansado enquanto o mercado não fechar), Carlos Martins, Urreta e David Simão saem três.

Ou então Jesus mexe na táctica e passamos a jogar com apenas um avançado, abrindo assim mais um lugar para um médio. Mas provavelmente o Felipe Menezes é eleito o melhor jogador do Brasil mais depressa que o Jesus mexe na táctica. E mesmo que mexa se calhar implicaria um 4-3-3 com um avançado centro muito móvel e dinâmico. Mas o Cardozo não rende em 4-3-3...

Vou-me deitar, já queimei vários neurónios a pensar nisto. Já não via o Benfica com uma fartura de médios desta qualidade há muito tempo.

Segundas e curtas impressões

domingo, 10 de Julho de 2011

Jardel com erros de juvenil. O lance do golo foi obviamente o mais visível mas houve muitos mais.

Miguel Vítor, apesar de alguns erros, continua a ser o melhor dos centrais que jogaram ontem e hoje.

Fábio Faria, uma agradável surpresa na esquerda. Gostava de o ver no meio.

Os pezinhos do Bruno César...

Sem Aimar a bola circula sem nexo.

Outra vez muito pouco de Enzo Pérez.

Jara novamente muito trapalhão.

Rodrigo muito mais apagado do que ontem.

Continuo a gostar da pinta do Matic.

Mora ainda sem qualquer minuto. Porta da saída aberta?

Estou a torcer para que Brasil, Argentina e Uruguai fiquem já pelo caminho na Copa América. A actual defesa abana bastante e a eliminatória da Champions aproxima-se a passos largos...

Yartey, grande jogo! Será que o veremos daqui a uns anitos de águia ao peito?

O Servette tinha lá um moço que Kouassi arrancava as pernas a meia equipa do Benfica.

Papá, quero este

Reconheço imenso valor a Jorge Jesus em vários aspectos, mas penso que devem ser tomadas medidas em relação aos seus constantes pedidos de jogadores que actuam no Brasil e que ele apenas vê jogar na televisão pela madrugada fora. Felipe Menezes, Airton, Éder Luís, Kardec. De repente já não prestam? Em seis meses ou um ano Jesus acha que eles já não valem uma merda? Como é? Quantos milhões estão aqui empatados? Nem me apetece fazer a conta.

Ah, desculpem lá, enganei-me. Afinal o gajo não serve para jogar no Benfica. Podem mandá-lo embora. Isto faz lembrar aqueles putos mimados irritantes que fazem birra por um brinquedo que vêem na loja, os papás compram, brincam dois ou três dias com ele e depois vem nova birra por brinquedo novo. Não pode ser, o dinheiro não cresce nas árvores.

E, ainda por cima, depois os jogadores são logo recambiados para o Brasil, onde costumam andar em empréstimos sucessivos até expirar o contrato. Não faria mais sentido tentar colocá-los a rodar pelo menos um ano em Portugal, mesmo suportando grande parte do salário, e caso não impressionassem, aí sim, despachá-los para o país de origem?

Ainda não há terra à vista

...a mí me encantaría volver a Peñarol ... aparte mi señora está esperando gemelos, entonces eso también tira un poco, la familia, que esté acompañada; pero también la realidad de estar en Europa y jugando, es lindo aprovechar esa oportunidad. Voy a escuchar y a hablar con mi empresario a ver qué me dice de todo esto. Si fuera por mí, obviamente me encantaría. Declarações de Maxi no final do jogo de ontem.

Espero que a insistência na contratação do Danilo não seja devida ao facto de ser preciso arranjar um titular para o lado direito da defesa.

É um processo todo ele bem estranho, este do Maxi. E parece-me evidente que o Benfica já terá manifestado várias vezes interesse em renovar com um jogador que tem sido titularíssimo nos últimos anos, sob perigo de o ver sair a custo zero no final da época que aí vem. Gostava bastante de saber o que se passa em concreto, porque especular sobre este tema é muito fácil.

A vida tem destas coisas

Perdoem-me o copy/paste puro e duro, mas isto é absolutamente delicioso:

Ricardo Sanchez foi o único homem da Selecção de Friburgo que conseguiu marcar ao Benfica. E este avançado nos tempos livres (trabalha a tempo inteiro numa empresa que... fornece motores para tractores agrícolas) até foi formado nas escolas do... Benfica, onde chegou a ser colega de Moreira e Rúben Amorim. "Foi muito especial ter jogado contra o Benfica, porque fiz lá a minha formação e será sempre o clube do meu coração, e ainda mais especial ter marcado um golo", realçou o jogador-operário de 28 anos, que foi convidado à pressa para este jogo. "Ligaram-me às 11 da manhã a perguntar se queria jogar", revelou. Retirado daqui.

Primeiras e curtas impressões

sábado, 9 de Julho de 2011

Cheira-me que a grande estrela do Benfica na próxima época vai ser Gaitán. Aposto as fichas todas no miúdo.

Nolito é craque, não engana. De facto, a formação do Barcelona está num patamar invejável.

Eu sei que o jogo foi a feijões, mas o Saviola parece continuar com a mesma atitude "ah e tal, agora não me apetece" da época passada.

Por amor de Deus, não vendam o Cardozo.

Gostei do Bruno César mas provavelmente vou gostar mais ainda quando o vir no centro. Falta-lhe pique para jogar colado à linha.

Estava com grande curiosidade em ver Enzo Pérez e assim continuo. Espero que amanhã seja titular.

Rodrigo mostrou bons pormenores e movimenta-se bem lá na frente.

Jara muito trapalhão.

Urreta demasiado nervoso.

David Simão, bem.

Matic tem uns pezinhos invulgarmente bons para um calmeirão daquela altura.

Júlio César acabou a época passada muito mal batido e começa esta da mesma forma.

Uma excepção para falar nos defesas, dado que foi jogo de sentido único: Miguel Vítor tem, sempre teve e sempre terá mais estaleca do que Sidnei. Se tivesse mais uns centímetros seria perfeito.

A outra equipa roçava o ridículo. Não sei como é que funcionam este tipo de coisas, mas o Benfica devia ter o direito de pedir uma indemnização ao Nice ou à empresa organizadora do evento. Estamos a falar de uma pré-época de uma equipa profissional, em que as coisas são programadas e pensadas, e não de um jogo combinado entre amigos, em que à última hora telefonam uns quantos a dizer que não podem ir.

Por amor de Deus, não vendam o Cardozo.


P.S. Por amor de Deus, não vendam o Cardozo.

Saiu o Euromilhões ao Benfica

10 milhões pelo Witsel, mais 10 pelo Danilo, mais 8,5 pelo Alex Sandro, mais 8 pelo Ansaldi, mais 8 pelo Mangala e, já agora, por que não, 45 pelo Neymar.

E o pior é que há muita gente sem noção da realidade que compra os jornais convencida de que isto é mesmo verdade e à espera que estes jogadores venham todos.


P.S. No caso do tal Sandro, espero sinceramente que seja pura especulação e que não haja qualquer espécie de negócio em vista. Este jogador pertence a um grupo de empresários e está emprestado ao Santos por um clube da segunda divisão uruguaia onde, naturalmente, nunca pôs os pés. Este tipo de esquemas cheiram a lavagem de dinheiro e fuga aos impostos por todos os lados e estão constantemente a ser investigados pelas autoridades. Até pode ser que o tipo seja um craque mas isso não me interessa. Não gosto de ver o Benfica associado a este tipo de tramóias. Isto é um negócio bem à medida do foculporto.

Novidades no mundo da arbitragem. Para melhor, espero

sexta-feira, 8 de Julho de 2011

Estou agora mesmo a ver uma entrevista ao Pedro Proença na RtpN e parece que esta época os observadores dos árbitros vão ter acesso a meios audiovisuais para analisarem o desempenho do árbitro e darem a respectiva nota.

Pode ser que a coisa melhore. Espero que sim. Pelo menos vai ser mais difícil aldrabar a nota.

Uche raio aconteceu?



Recordo-me de aqui há umas semanas alguns jornais darem como certa a contratação deste rapaz. É que nem eram aquelas habituais notícias do género "Benfica interessado", "jogador quase certo", "acordo por horas" ou outras que tal. Não. Afirmava-se clara e inequivocamente que o moço estava mesmo contratado e até se divertiam a especular sobre o clube para onde ele seguiria por empréstimo, tal como fizeram na mesma altura com Melgarejo.

Afinal o que aconteceu? Ficou retido no aeroporto? Ou numa redacção de jornal?

Franciús no seu melhor


De facto é bastante profissional anular um jogo na véspera do mesmo. Mas calma, que alguém ainda vai arranjar maneira de atribuir a culpa disto ao Benfica.

Finalmente!


A Luz é a casa das águias. Não há lugar para outras aves.

Rodrigo Moreno na sala de imprensa

Um excelente sinal para este nosso activo. Apesar de estar de saída de novo para o Mundial (já o ano passado tinha falhado a pré-época por estar no Europeu sub-19), Rodrigo parece apostado em mostrar o seu valor ao nosso treinador, do qual se entende merecedor.

Uma conferência de imprensa muito clarividente, de um jogador de inteligência acima da média, que com tranquilidade respondeu, e bem, a todas as perguntas dos jornalistas.

Não posso deixar de recordar as declarações reveladoras da sua maturidade, que fez à chegada ao clube, há um ano atrás. Podem ver aqui. Quem não assistiu à conferência de imprensa de ontem, sugiro que o faça para perceber sobre o que estou a escrever.

Estou em crer que o facto de ter surgido hoje em destaque e com visibilidade significa que Jorge Jesus conta com ele para esta época. Esperemos que, caso tal suceda, Rodrigo consiga ao nível do jogo atingir a qualidade que já tem a nível mental. Porque quem pensa bem tem obviamente mais capacidade para tomar boas decisões, dentro e fora de campo.

Mais um pequeno grande exemplo da nossa força

quinta-feira, 7 de Julho de 2011



Só os grandes clubes têm poder negocial suficiente para limpar a camisola principal de rectângulos e cores intrusivas. Os outros comem e calam.

E clubismos à parte, há comparação possível entre estes equipamentos dos rivais com o rectângulo e o nosso sem rectângulo e com letras brancas?

É isto, não mexe mais

O empréstimo do recém adquirido Melgarejo ao Paços de Ferreira é uma excelente notícia, quando se falava bastante que ele poderia ficar a jogar mais um ano na América do Sul. Colocar os jogadores a rodar em clubes da primeira ou até mesmo da segunda divisão nacionais é precisamente a política que o Benfica deve seguir em relação às jovens promessas que vai comprando ou formando.

E não me incomoda nada que o Benfica compre todas as épocas dois ou três miúdos, em que tenha sido detectado potencial, por preços acessíveis e os coloque a rodar para ganharem calo e mostrarem aquilo que realmente valem. Se em cada quatro ou cinco destes jovens um deles se transformar num craque que mais tarde renda títulos e muitos milhões, será sempre um bom negócio.

27-8+portugueses+3+croquetes+20-formados localmente= 1 imbecil

Seria bom que o Serpa parasse de comer por uns momentos (enquanto sonha com a próxima Gala do Benfica) e prestasse mais atenção às alarvidades que os seus funcionários escrevem.

É óbvio que esta notícia é absurda. Os encarnados estão obrigados (tal como qualquer equipa) a terem um mínimo de oito portugueses no plantel, composto num máximo de 27 elementos. Esta parte então é um amontoado tal de falácias que quem escreveu tal coisa deveria ser obrigado a fazer um felácio a um cavalo.

Vamos começar pela parte do "mínimo de oito portugueses". Errado. Na verdade, têm que ser oito jogadores formados localmente.

Os Clubes podem inscrever livremente jogadores profissionais, sem qualquer restrição em função da sua nacionalidade.

Considera-se como “jogador formado localmente” aquele que tenha sido inscrito na Federação Portuguesa de Futebol, pelo período correspondente a três épocas desportivas, entre os 15 e os 21 anos de idade (inclusive), é isto que dizem os regulamentos da Liga. Logo, não precisam de ser portugueses. Por exemplo, julgo que se o Sidnei tivesse continuado, seria considerado um jogador formado localmente e, até ver, a simpática localidade de Alegrete, onde ele nasceu, não fica perto de Portalegre mas sim em Rio Grande do Sul, no Brasil.


Depois vem a parte do plantel ter de ter um "máximo de 27 elementos". O número máximo do plantel é de 50 jogadores e não 27. Logo, são obrigatoriamente oito jogadores formados localmente num universo de 50 e não oito em 27. Vamos lá outra vez consultar os regulamentos:

Os Clubes não podem incluir no plantel e utilizar, por época desportiva, um número de jogadores com contrato de trabalho desportivo ou contrato de formação superior a:
a) 27 jogadores da categoria sénior na época de 2006/2007 e seguintes;
e ainda
b) 3 jogadores da categoria sénior do 1º ano que tenham sido juniores A pelo mesmo Clube na época anterior, ou, no caso de sociedade anónima desportiva, se disso for caso, pelo clube fundador da mesma, desde que este detenha a participação no capital social daquela legalmente prevista, devendo, nesta situação e para o efeito, ser previamente estabelecido e registado na Liga um vínculo contratual entre o jogador e a entidade jurídica participante nas competições profissionais.
c) 20 jogadores sub-23 do Clube Satélite e/ou da categoria júnior A, devendo estes, com relação a sociedades anónimas desportivas, caso se encontrem inscritos pelos clubes fundadores daquelas, estabelecer para o efeito e registar na Liga previamente um vínculo contratual com a entidade jurídica participante nas competições profissionais.


Resumindo: 27 seniores + 3 seniores de 1º ano que tenham sido juniores A pelo mesmo Clube na época anterior + 20 juniores A.

Resumindo mais: 27+3+20=50.

São estas contas que dão os 50 jogadores de que falam os regulamentos da Liga, e é neste universo de 50 que tem de haver oito jogadores formados localmente, e não nos 27 seniores como diz A Bola. O Benfica até podia ter 27 seniores uzbeques, desde que depois nos juniores houvesse oito jogadores formados localmente.

Portanto, o Roberto, o Júlio César, o Wass, o Carole, o Shaffer, o Urreta, o Fernández, o Kardec, o Rodrigo e o Mora podem estar um pouco mais descansados. Não é por uma questão burocrática que não poderão fazer parte do plantel na próxima época, mas sim por aquilo que mostrarem durante a pré-época.

As contas da Uefa é que já são um pouco mais apertadas e na Champions, aí sim, haverá mais gente a ficar de fora porque numa lista máxima de 25 jogadores, pelo menos quatro terão que ser formados no clube e mais quatro formados em Portugal.


P.S.
O imbecil que escreveu aquilo pode consultar o regulamento da Liga aqui, a parte em questão está na página 29. Não tem nada que agradecer.

Olha, "roubámos" um jogador ao foculporto

quarta-feira, 6 de Julho de 2011


O meu desejo pessoal é agora ser campeão pelo Benfica, o meu clube de sempre.

Novo maestro?


Estará Jesus a preparar Gaitán para ser o novo "10" do Benfica? Na época passada essa experiência foi feita algumas vezes, principalmente no final de jogos que já estavam ganhos, e penso que o argentino não se saiu nada mal.

Se isso vier mesmo a acontecer, abre a porta à titularidade de Nolito na ala esquerda mas fecha a porta no meio a Bruno César e... Aimar!!!

Mal posso esperar que comecem os jogos da pré-época para tentar perceber melhor as ideias de Jesus.

A questão central passa a ser a lateral

Confirmando-se as notícias referentes ao negócio Garay, teremos o argentino como solução para fazer dupla com Luisão. Este cenário, certamente com a aprovação de Jorge Jesus, faz com que, na primeira eliminatória da LC a que acedemos, a nossa defesa seja liderada provavelmente pela dupla Luisão (regressado um par de dias antes) e Jardel, aos quais se juntam nas laterais Maxi (também acabado de chegar) e o novo Lateral Esquerdo.

Se efectivamente há uns dias para cá a ausência de resolução do problema dos centrais me incomodava, agora, perspectivando-se Luisão+Garay+Jardel+Miguel Victor sinto que o risco foi ponderado e é “aceitável” para os desafios de final de Julho.

Se existir algum problema inesperado, teremos até fim de Agosto ou Janeiro para “remediar”.

Assume-se, então sim, como fundamental encontrar rapidamente o lateral ideal para tentar fazer esquecer Coentrão, de modo a que tenha alguns dias de Benfica, algum enquadramento por parte do Mister, para poder defender bem as nossas cores, sem comprometer, desde a primeira partida oficial.

Alguém com experiência europeia, titular indiscutível, disponível desde já. Bom, ao preço justo. Não há de certeza muitos candidatos… E ao contrário dos 2 anos anteriores, seria interessante limitar o investimento de Janeiro, conseguindo-se o empréstimo de Sálvio e a compra de Dedé para atacar a 2ª fase da época :)

A enorme pressão sobre os ombros do presidente

Olhando exclusivamente para o negócio Fábio Coentrão:

1: Fábio Coentrão pressionou para sair

2: Sócios pressionaram para que o atleta saísse pelo valor da cláusula de rescisão, confrontando o presidente com as suas promessas do passado.

3: A Direcção Financeira pressionou “exigindo” liquidez

4: Jorge Jesus pressionou para garantir fecho atempado do plantel (LE e Central)

5: Florentino Perez pressionou para baixar preço e envolver jogadores no negócio

6: Mourinho pressionou o atleta e “desvalorizou” jogador junto da comunicação social

7: BES pressionou para realizar mais-valias máximas através do fundo (daí a venda por 30M em vez de 20 ou 25 + Garay…)

8: Jorge Mendes pressiona para satisfação do atleta e obter mais-valia máxima (daí a venda por 30M, sem jogadores envolvidos)

Quem pensar que são decisões fáceis de tomar, está enganado. Luis Filipe Vieira geriu bem este processo e todos saíram a ganhar. Está de parabéns. Que seja o exemplo de muitas que se espera sucedam a esta.

E agora Garay

terça-feira, 5 de Julho de 2011

Ao que tudo indica, Garay poderá mesmo vir para o Benfica à margem da transferência de Fábio Coentrão, mas na prática será como se o Real pagasse um valor mais baixo e incluísse o argentino no negócio. O Real bateu o valor da cláusula, e aqui há que congratular a direcção, mas para o negócio ser perfeito qual julgam ser o valor que deveremos pagar por Garay?

Eu sinceramente não acho que ele valha 10 milhões, como pedia o Real Madrid, mas é óbvio que também não podemos esperar que ele venha por dois ou três milhões. Julgo que um valor na casa dos seis ou sete milhões não será mau de todo.

Foi bem vendido...

Resta saber se Garay será bem comprado... Vamos esperar que sim.

O Comunicado:

"A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD, em cumprimento do disposto no artigo 248º do Código dos Valores Mobiliários, vem informar que chegou a um princípio de acordo com o Real Madrid Club de Fútbol para a transferência, a título definitivo, da totalidade dos direitos desportivos e económicos do atleta Fábio Coentrão por um valor de 30.000.000 (trinta milhões) de euros.

Palpites para todos os gostos

O Jogo diz que são 25 milhões mais Garay, o Record diz que são 20 milhões mais Garay, A Bola diz que são 30 milhões e eu digo troca por troca com o Cristiano Ronaldo. Assim é muito fácil fazer jornalismo.

Daqui a umas horas se saberá a verdade.

Same old shit

segunda-feira, 4 de Julho de 2011


O canal oficial da pré-época do Benfica.


As minhas esperanças numa mudança de posição do Benfica em relação ao assunto das transmissões televisivas esfumam-se a cada dia que passa. Que paguem principescamente, já é só o que peço.

Roberto Rosales

domingo, 3 de Julho de 2011


Ou o Neymar não é aquilo que o pintam, ou o Benfica tem aqui uma excelente alternativa para a posição do Maxi. É ligar ao Preud'homme a pedir indicações.

Chegou o Verão

Já cá faltavam as notícias do descontentamento e desejo de saída do Luisão. Sinceramente, é algo a que, depois de tantos anos, já me habituei e que já faz parte do Verão. Durante as férias há praia, mar, camarões, caipirinhas e capas de jornal com a saída do Luisão. Depois acaba tudo, tão rápido como começou, e regressa a normalidade: levantar cedo, trabalho, frio e Luisão mais uma época no Benfica.

Possível erro de gestão

Se o Felipe Lopes for para o foculporto, quem é que vai descaradamente meter a mão na bola e rasteirar adversários dentro da área do Nacional, precisamente quando jogarem contra o foculporto?

Maniche assina pelo Benfica

sexta-feira, 1 de Julho de 2011



Esta indefinição numérica deve-se, na realidade, ao facto de ser muito difícil determinar se o Maniche conta como um ou dois jogadores (claro que para o Malato e para o Fernando Mendes conta apenas como meio jogador).

E afirmo desde já que não concordo nada com esta contratação. As despesas da cantina vão disparar e a águia vai-se recusar a aterrar sem carne no poleiro. Isto é uma vergonha e vou abrir o Movimento "Nós não queremos o Maniche no Benfica" no Facebook.

Nomeações da próxima época

Gil Vicente - Benfica: Carlos Xistra (que é só para vermos quem manda)
Benfica - Feirense: Bruno Esteves (um gajo low profile para nos tentar amaciar)
Nacional - Benfica: Vasco Santos (e duas pegas mulatinhas na conta do Rui Alves)
Benfica - V. Guimarães: Rui Costa (não o nosso, o deles)
Benfica - Académica: Cosme Machado (desta vez o objectivo é não assinalar sete penáltis)
FC Porto - Benfica: Pedro Proença (um clássico no clássico)
Benfica - P. Ferreira: Bruno Paixão (o verdadeiro one man show na ressaca do clássico)
Beira-Mar - Benfica: Hugo Pacheco (jogo perto do Porto... olha, pode ser um gajo do Porto)
Benfica - Olhanense: Paulo Baptista (este dá jeito em jogos acessíveis para passar a ideia de que é nosso)
Sp. Braga - Benfica: Soares Dias (jogo ideal para o rei dos cartões)
Benfica - Sporting: Jorge Sousa (ao fim de dez jornadas já estava a sentir falta de qualquer coisa)
Marítimo - Benfica: Duarte Gomes (o macho man gosta de ir à Madeira)
Benfica - Rio Ave: Manuel Mota (depois de três jornadas de emoções fortes, mais um gajo desconhecido para relaxar um pouco)
U. Leiria - Benfica: Elmano Santos (lá se vai o relaxamento com o caraças)
Benfica - V. Setúbal: Vasco Santos (mau, ainda na primeira volta e já a repetir?)
Benfica - Gil Vicente: Rui Silva (quem?)
Feirense - Benfica: Diogo Santos (oi?)
Benfica - Nacional: Hélder Malheiro (isto agora não está mau, querem lá ver que se esqueceram de nós?)
V. Guimarães - Benfica: Carlos Xistra (foda-se, quem me mandou falar...)
Académica - Benfica: Rui Costa (sim, já percebi...)
Benfica - FC Porto: Soares Dias (mais nada?)
P. Ferreira - Benfica: Olegário Benquerença (peço a intervenção da NATO)
Benfica - Beira-Mar: Cosme Machado (já chega, caralho!)
Olhanense - Benfica: João Capela (a tempestade parece estar a amainar)
Benfica - Sp. Braga: Jorge Sousa (pimba, que é para não seres parvo)
Sporting - Benfica: Duarte Gomes (só para lançar a confusão, que os lagartos não o podem ver)
Benfica - Marítimo: Hugo Miguel (este gajo irrita-me)
Rio Ave - Benfica: Soares Dias (outra vez? É a terceira, pá!)
Benfica - U. Leiria: Soares Dias (e se fossem gozar com a vossa mãezinha? Espera lá, tu queres ver que... é isso, estamos a lutar pelo título!)
V. Setúbal - Benfica: Soares Dias (fodam-se todos, somos campeões!)


Nota: Este post foi escrito utilizando a linguagem do futebol.

Acabou por fim uma longa novela que durou tempo de mais

Premissa 1: Embora seja completamente descabido considerar a filial de Braga um rival do Benfica, a verdade é que nos últimos anos, coincidentes com a presidência de António Salvador, esse clube transformou-se em algo de profundamente repugnante, fazendo uso de todo o tipo de esquemas, dentro e fora do relvado, para levar a água ao seu moinho. E, particularmente em relação ao Benfica, foi dotado de um anti-benfiquismo de tal forma animalesco que com certeza faz corar muito portista. A filial não é um rival mas sim um inimigo, palavra que nem sequer deveria fazer parte do vocabulário desportivo.

Premissa 2: Nuno Gomes não me diz muito enquanto jogador. Teve três primeiras épocas de grande nível no Benfica, depois saiu para Itália e quando regressou foi mau de mais para ser verdade. Nunca percebi como é que num clube que luta para ser campeão havia um avançado com lugar cativo no onze inicial que marcava 7, 8, ou 9 nove golos por época, enquanto que do outro lado da barricada víamos Bennis, Liedsons, Lisandros e até alguns Farys, Meyongs e Nenés desta vida andarem na casa dos 20 golos. Não será com certeza culpa dele, se calhar foi o homem certo na altura errada, mas para mim o Nuno Gomes é a imagem de um Benfica perdedor, murcho, sem estofo nem exigência. Quem viu jogar homens com o killer instinct do Rui Águas, do César Brito, do Magnusson, do João Pinto, do Isaías, do Nené, etc, e depois leva com o Nuno Gomes durante 12 anos... Custa um bocado a aceitar, caramba! No entanto, compreendo que a malta que anda agora na casa dos vinte anos considere o Nuno Gomes um avançado espectacular da História do Benfica. Não têm culpa de, enquanto cresciam, terem sido brindados com Pringles, Totes, Akwás, Pepas, Sokotas e outros rapazes deste calibre. Tiveram um cheirinho do que é um avançado com o Van Hooijdonk e o resto é basicamente Nuno Gomes. Percebe-se, portanto. Felizmente agora há Cardozo para mostrar como deve ser a média de golos de um avançado que joga numa equipa de topo, embora o Cardozo não caia nas boas graças de todos os adeptos porque não tem uma carinha laroca e não bate com a mão no emblema de cada vez que mete a bola lá dentro.
Depois vem a parte de o Nuno Gomes ser um símbolo do Benfica. Não sou nada dado a simbolismos atribuídos a pessoas, mas para mim o símbolo vivo do Benfica dá pelo nome de Mário Coluna, que personifica tudo aquilo que é este clube e muito mais. De cada vez que vejo o senhor Coluna falar sobre o Benfica arrepio-me todo, o que nem Eusébio me consegue fazer. Depois temos outro símbolo humano, que se chama Cosme Damião, ou como eu gosto carinhosamente de o chamar: Pai. Colocar o Nuno Gomes sequer perto deste patamar de simbolismo é confrangedor e até cruel para o próprio jogador.


E é então com base nisto que desejo ao Nuno Gomes tanta veia goleadora na sua nova aventura como aquela que ele demonstrou nas últimas nove épocas de águia ao peito. Quanto à parte do benfiquismo do Nuno Gomes, só posso dizer que me faz alguma confusão como é que alguém que aparentemente sente tanto o Benfica consegue ir defender as cores de quem tanto ódio nos tem e recebe os nossos jogadores e adeptos com pedras, bolas de golfe, insultos brejeiros, armadilhas em túneis, agressões, etc, etc, etc. Não bate certo e nem a conversa do profissionalismo se enquadra neste contexto tão específico. Faz-me confusão, repito, mas não me deixa indignado ou sequer levemente aborrecido. O Nuno Gomes nunca despertou em mim grande paixão, portanto agora também não despertará grande raiva.
Eu ficava era lixado se o Rui Costa agora resolvesse ir para a SAD da filial durante um ou dois anos e depois regressasse como se nada fosse. Isso sim, seria grave.

Ai, porque ficando em Portugal tenho mais hipóteses de ir ao Europeu.
Tem juízo, Nuno, que já tens idade para isso.

Related Posts with Thumbnails
 
Céu Encarnado - by Templates para novo blogger
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.