O Sul está a perder o norte para o Norte

sábado, 21 de maio de 2011

Para a próxima época vamos ter mais duas equipas do Norte na primeira divisão (o Feirense subiu hoje e a outra vaga vai ser discutida entre Gil Vicente e Trofense). Ou seja, a representação do Sul vai ficar reduzida a Benfica, zbordin, Setúbal e Olhanense. E na Liga Orangina o panorama é o mesmo, muito Norte e pouco Sul.

O Benfica e o zbordin têm que se começar a mexer para alterar este panorama de monopólio do Norte. É importar estudar parcerias, estabelecer protocolos de empréstimos de jogadores jovens saídos dos juniores, conceder estágios de formação aos treinadores dessas equipas, etc, etc, etc. Há muita coisa para fazer e por fazer em relação a este assunto. Benfica e zbordin não podem continuar a olhar só para o próprio umbigo, têm que auxiliar os clubes do Sul, que, regra geral, têm menos poderio financeiro do que os do Norte.

Pouca gente presta atenção a este fenómeno, mas é preciso compreender que muito do poderio que o foculporto foi ganhando no futebol português vem precisamente da quantidade de clubes do Norte que durante os últimos anos foram ganhando força, ao passo que os do Sul definhavam. É que isso vale muitos votos nas Assembleias Gerais da Liga.

16 comentários:

Jack disse...

Eter, concordo contigo em quase tudo o que tu dizes, mas nesta matéria vou ter de discordar. O futebol não é nem deve ser uma guerra entre regiões de um país. A verdade é que ultimamente tem acontecido isso mesmo, cada vez mais.

Sou do Norte, confesso, mas vivo no Sul. Sou Benfiquista de alma e coração, mas penso que a nossa rivalidade tem de se concentrar no clube azul e não na região e nos clubes que nela jogam.

Percebo qual é a tua intenção, mas as parcerias e os clubes satélites deveriam ser criados independentemente deste fenómeno que estás a abordar. São importantes na rotatividade de jogadores do nosso clube, criação de laços de amizade que podem vir a ser úteis no futuro e para emprestarmos os nossos jogadores, para crescerem e ganharem experiência.

Repito: devemos concentrar os nossos esforços em lutar contra o clube azul (já que é impossível relacionarmos-nos bem com o mesmo) e não com a região norte. E sim, criar ligações com clubes de todo o país.

Espero que não me interpretes mal e tenhas entendido o meu ponto de vista Éter.

JOÃO VAZ disse...

Melhor ainda é que na liga vitalis só estão duas equipas representantes da AFLisboa, o Belenenses (que já foi pedir apoio a que nós sabemos) e o Estoril, acho que é nesta equipa e caso o Belenenses seja menos serventil que o Benfica devia apostar para alguns jogadores rodarem na liga vitalis.

Quanto à primeira liga, sou sempre a favor das regras da liga inglesa, um empréstimo no máximo por cada clube ingles, mais será ajuda.

Mas como cá isto não se verifica, acho que devíamos apostar no Olhanense - que até joga no sistema semelhante ao nosso (442) - uma vez que o Setúbal é mais que certo e sabido que está com o sportem.

JOÃO VAZ disse...

Esqueci-me

e para rodar jogadores com maior calibre (Sidnei, Airton, Kardec) talvez não fosse má ideia o revolucionário do norte, V. Guimaraes.

JOÃO VAZ disse...

Ah, e o Paços, como me posso ter esquecido! Se calhar tudo o que disse sobre o Olhanense altero apenas o nome da equipa para Paços de Ferreira.

Éter disse...

Jack, não tem nada a ver com guerra Norte/Sul, eu também sou do Norte e vivo no Sul, como tu, e sou completamente contra a regionalização, por exemplo.

Estou a falar apenas e só do fenómeno do futebol. E o Sul está a ficar desertificado de clubes, é uma vergonha e uma tristeza. O Algarve já teve belas equipas e o Alentejo idem.

Dizes que a nossa rivalidade se deve centrar no clube azul, mas é preciso compreender que a força deles assenta numa teia de interesses e amizades que foram montando naquela região e também no Sul. Repara as óptimas relações que sempre tiveram com Belenenses, Setúbal e Estrela da Amadora...

O Benfica dá-se verdadeiramente bem com o Paços de Ferreira, ultimamente com o Fátima (que vai descer na Orangina e portanto deixa de ter voto na Liga), e pouco mais. O resto são negócios pontuais de jogadores. É pouco. Há que fazer mais e melhor.

Master Groove disse...

importante post! muito mesmo!

Jack disse...

Ah, percebo melhor o que queres dizer. Sim, é verdade que clubes do Sul têm vindo a desaparecer. E é cada vez mais importante que o Benfica crie laços de amizade com clubes de vários pontos do país, procurando fazer o que o Porto tem feito e que tu tão bem chamaste de uma "teia de interesses e amizades que foram montando naquela região e também no Sul".

Clubes como o Guimarães (já foi melhor), o Paços de Ferreira e o Marítimo, com quem o Benfica se dá bastante bem, já fizeram questão de mostrar por diversas vezes as vantagens de tal amizade entre clubes.

Penso que me interpretaste um pouco mal, também porque hoje estou um pouco enferrujado e não me consegui explicar bem, mas espero que tenhas entendido o essencial da minha ideia. Temos de construir a tal "teia", em que o Benfica se relaciona bem com clubes de todo o país. E sim, não podemos deixar morrer os clubes do Sul, uns autênticos históricos.

E sou da opinião que temos de tentar restabelecer amizade com clubes com quem nos demos bem outrora. E até há um clube com quem eu acho que nos devíamos aliar, mas que nem digo o nome, pois iria provocar logo uma discussão enorme. É um dos nossos rivais.

Grande post Éter, continuem o excelente trabalho.

Carlos F. disse...

Caro Eter,

Estava tambem pensando exactamente o mesmo depois da jornada de hoje da Liga Orangina.
Eu sou do Norte e era muito importante haver mais equipas do sul para podermos estaabelecer-mos parcerias com esses clubes quanto mais o clube for do sul mais facil é as parcerias. O Benfica precisa dessas parcerias para podermos ter poder de decisao nas Assembleias Gerais da Liga. O Porto tem o essa esquema muito bem montado, ou acham que é por acaso que tem mais de 40 jogadores ligados contratualmente, ou acham mesmo que algum dia jogadores como Orlando Sá,Bura, Tengarrinha, Addy, Ivanildo, tem possibilidade de fazer parte do plante principal?

E os 3 clubes que estão em diputa para subir ha Primeira Liga tem todos excelentes relações instituicionais com o Porto.

É urgente o Benfica olhar para esta situação e penso que o Sporting tb estaria interessado que esta situação se alterasse.

E jogadores ex-juniores de qualidade duvidosa não podem resolver a situação, porque este ano viu-se o que aconteceu ao Fatima.

Saudações Gloriosas

Carlos F.

João Oiveira disse...

O problema está em como essas equipas do norte chegam lá. O sistema leva-as lá para cima... Não é nada normal esses números que são apresentados e tirando o Benfica, os outros 3 já lamberam as botas ao patrono do Norte. Uns jogaram uma época com 7 emprestados, outros dizem que o Benfica altera a verdade desportiva da liga por poupar jogadores para a Europa e gaba o porto até não existir adjectivos, e por fim o último vende o seu melhor jogador e capitão para a posição que o porto andava a procurar desesperadamente por um jogador. E ainda despacha um central. É o futebol que temos. E enquanto nós benfiquistas não nos unirmos contra o sistema e continuarmos a criticar tudo e todos dentro de nossa casa iremos ganhar poucos campeonatos nos próximos anos

Otto disse...

É um facto que se repararem bem só beneficia um dos três grandes...pois os outros dois grandes tem na maior parte das deslocações fazer mais de 150Km!!! Hotéis, deslocações de autocarro e tal são muito desgastantes, enquanto uns podem ficar no centro de estágios, como se jogassem em casa, os outros tem de ir ao conforto dos hotéis...por isso acho que o Benfica e SCP deveriam de ajudar os clubes do SUL e do interior, por forma a ganharem mais importância no panorama nacional.

Não acreditam então reparem, FCP na nova época vai se deslocar, as mais longas, Nacional, Marítimo, Olhanense e Setúbal, a meio caminho, União de Leiria e Académica, praticamente em casa Braga(54Km), Guimarães(52KM), Paços(30Km), Rio Ave(36Km), Beira-Mar(67Km), Feirense(32Km) e Gil Vicente(68Km) ou Trofenses(30km).

Isto é bom, porque assim os jogadores estão menos sujeitos a desgaste de viagem, e, ficam melhores preparados para a Europa.

As viagens mais curtas de SCP e SL Benfica são os jogos entre si e a Setúbal de resto é sempre para cima de uma centena de quilómetros, a somar a isto uma viagem europeia pelo meio, digo que os nossos jogadores andam a passear, enquanto outros jogam perto de casa!!!!

O Benfica deveria reforçar o Atlético e o Estoril por forma a subirem!!! Assim tinha mais dois jogos por ano em casa!!

JOÃO VAZ disse...

O nosso problema está no "contra tudo e contra todos". Temos que perceber que para se ganhar uma guerra é preciso alguns alicerces. Coisa que não temos feito, ao contrário de outros.

Filipe Silva Nunes disse...

Concordo plenamente com este post !!

Cumprimento.

JOÃO VAZ disse...

Devemos apostar numa parceria com o Feirense. Não me parece que seja discípulo da outra equipa lá de cima, ao contrário dos outros dois candidatos à subida, Gil e Trofense, esses são servos, Milguel Rosa, Roderick e Fernandez têm no Feirense uma boa hipótese de rodar e até porque não Nelson Oliveira, é bom, mas precisa de 20 jogos na liga para mostrar todo o seu potencial, mas este último não me desagrada nada um novo empréstimo ao Paços.

FCdaFruta disse...

Ainda a poucos dias o presidente do Feirense tinha ido a Dublin convidado pelo Salvador. Já estão a criar laços.

JOÃO VAZ disse...

O do Feirense? Que eu saiba foi o do Belenenses o0

Anónimo disse...

Enquanto os dois clubes da capital não se entenderem, quem ganha pontos são os corruptos. Pode ser que a nova direcção lagarta seja diferente das anteriores, que ao que me deu a ver até é. Vamos ver é se é fogo de vista, ou não.
Quanto ao emprestar jogadores, nenhum clube deveria emprestar jogadores a equipas da mesma divisão, pois cria laços servis entre os dois clubes, favorecendo quem empresta, ex: lesões dois dias antes do jogo entre os clubes, pontos oferecidos ( sim, eu sei, lembra tudo um clube que anda por aí), etc.
Mas se isto está feito para os corruptos lucrarem, eu apostava para nós em emprestar jogadores a três clubes, o V. Guimarães, o Paços e o Olhanense, pois são clubes competitivos que lutam pelo topo da tabela.

Miguel

Related Posts with Thumbnails
 
Céu Encarnado - by Templates para novo blogger
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.