Estamos vivos

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Nunca tinha estado nas imediações da Luz com quase mais polícias do que benfiquistas. Cenário verdadeiramente surreal. Shotguns e tudo bem à vista. Faltou um tanque de guerra, talvez, ou um caça a sobrevoar o local para hollywoodar a coisa. Pelo menos ninguém faleceu, já não foi mau.

Quando é para palmadinhas nas costas e gritos de vitória, está tudo bem. Quando é para mostrar descontentamento, chamam a polícia. Está certo, sim senhor. Como se alguém fosse bater nos jogadores ou fazer-lhes mal... Pelo menos, do que fui ouvindo de quem por ali estava, ninguém estava com ideias de violência de qualquer espécie.

Falando agora concretamente por mim e por mais quatro amigos com quem estava, queríamos apenas fazer-nos ouvir, não conseguíamos estar parados em casa sem fazer nada. Claro que não iríamos adiantar nada à situação, mas só o facto de sair de casa, de poder berrar bem alto a nossa indignação e de estar perto da Luz, onde ainda se respira um bocadinho de Benfica, já valia a pena. Gostaríamos que algum jogador nos desse uma palavra mas, acima de tudo, queríamos ver se o presidente teria a coragem de aparecer por ali.

O senhor não apareceu, como é óbvio. Estávamos nós e a polícia. E os jogadores lá muito ao fundo, inacessíveis, graças à rua que foi cortada. Mas pelo menos ouviram-nos, isso tenho a certeza. Quanto aos cânticos, e novamente falando apenas por mim, não gritei "Vocês são uma vergonha" porque com a palavra "vocês" estaria a meter todos nos mesmo saco e há lá muitos que não merecem isso. Emocionei-me e gostei de cantar "O Benfica é nosso" mas fiquei com a estúpida e inquietante sensação de que, cada vez mais, estas palavras começam a perder o sentido. De mexida em mexida nos estatutos, o Benfica vai deixando de ser nosso para passar a ser deles.

Noite para mais tarde recordar. Aliás, vou recordá-la já daqui a três horas, quando me levantar para ir trabalhar.

Um obrigado a toda a gente que ali esteve, que, de forma pacífica e ordeira, mostrou que o Benfica só morre se nós quisermos.

5 comentários:

antoniomaia disse...

VIVA O BENFICA!
E PLURIBUS UNUM!

ainda é cedo para fazer balanços e falando por mim, lembro-me de que esta época foi a segunda melhor desde há muitos anos :)

é necessário crítica e ação para que a próxima seja ainda melhor que a época passada :)

O nosso destino é vencer! o mundo não acabou hoje, nem começou ontem!

é preciso ter a noção clara de quem são os adversários do Benfica e até inimigos...

e pluribus unum!

Trapalhadas disse...

Força BENFICAAAAAAAAAAAAA

Anónimo disse...

Em Paços de Ferreira também não estavam para a violência e devolveram a camisola de Luisão e também foram para ao pé do autocarro mandar flores.

Éter disse...

Isso foi em Coimbra e eu não estive presente.

Anónimo disse...

Tens toda a razão. Troquei a equipa com quem jogámos, com a terra onde se jogou.

Related Posts with Thumbnails
 
Céu Encarnado - by Templates para novo blogger
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.