Björn Kuipers

sexta-feira, 9 de abril de 2010



Antes mesmo do apito inicial, pareceu-me reconhecer esta fronha de algum lado.

Logo aos três minutos, o senhor árbitro assinala uma falta a favor do Benfica quando o Carlos Martins ia ficar na cara do Reina. Erro grosseiro. Até uma criança de cinco anos sabe o que é a "lei da vantagem".

Passados quatro minutos, o Sidnei faz uma falta, a sua primeira, perfeitamente normal sobre o Torres e o senhor árbitro, esbaforido, atravessa meio relvado a correr para lhe dar uma valente reprimenda. Quem não tivesse visto o lance pensaria que o Sidnei tinha morto alguém.

E nem sequer me vou dar ao trabalho de falar sobre o golo do Kuyt, ou de outros lances, porque logo aos sete minutos deu para ver perfeitamente o que nos esperava.

Um Benfica em boa condição física conseguiu dar a volta ao jogo do Vélodrome, mesmo com uma arbitragem asquerosa, como se devem recordar.
Seria pedir demasiado que um Benfica fisicamente de rastos repetisse a graça em Anfield, com outra arbitragem igualmente asquerosa.

Hoje, como continuava convencido de que conhecia aquela fronha de algum lugar, resolvi pesquisar... Pois bem, este árbitro é o mesmo do jogo da época passada contra o Nápoles. Nesse jogo houve um penálti claro sobre o Suazo que não foi assinalado e, além disso, os italianos passaram o jogo inteiro a abusar de entradas violentíssimas sobre os nossos jogadores (uma delas arrumou com o o Suazo por uns tempos) e viram apenas um cartão amarelo durante todos os 90 minutos.

Quero realçar ainda isto que o JNF escreve no Eterno Benfica:

Afinal de contas, o árbitro veio do país que está em luta directa com Portugal pelos lugares uefeiros, um país que tem mantido uma rivalidade acesa com Portugal mesmo a nível da FIFA, com aqueles oitavos-de-final do Mundial 2006 a ficarem na memória, o jogador expulso polemicamente na primeira mão era holandês, enfim, motivos que me deixaram incomodado, mas que se verificaram suficientes para apoquentar qualquer benfiquista.


P.S. É por demais evidente que a Uefa usa estes árbitros mais ou menos desconhecidos para se assegurar de que as equipas que rendem milhões em transmissões televisivas não ficam de fora das competições. Para quem julga que são tudo infelizes coincidências, recomendo ver um resumo do Estugarda-Barcelona desta época, nos oitavos-de-final da Champions, e apreciar o autêntico show de apito que este senhor deu. Só na primeira parte foram dois penáltis nítidos perdoados ao Barcelona. Sim, foi o mesmo árbitro de ontem...

2 comentários:

JL disse...

Não sei se terá sido premeditado, pareceu-me realmente um árbitro mau e que se deixou facilmente intimidar pelo ambiente.
Enfim, também fizemos pouco por merecer a vitória...
Agora importa é levantar a cabeça e garantir duma vez por todas o título que tanto desejamos.
Força Benfica

Bimbosfera disse...

Boas! Do que tenho visto por aí o pessoal fala muito das mudanças, etc, mas para mim o mal foi a qualidade de passe. Se com má qualidade de passe disputámos a eliminatória, com boa, já não digo óptima, qualidade de passe tinhamos passado, eles não a cheiravam, e mesmo que perdêssemos por causa deste merdas de árbitro, que sim, Lei da Vantagem foi muito mal medida, e a primeira falta decente à entrada da área deu GOLAÇO do Cardozo, custou-me um bocado ter que perder assim... E não esquecer o golo, em que ele desautoriza o bandeirinha e diz que não é fora de jogo... Engraçado, o ângulo de meio campo para se perceber fora de jogo e não se ver falta sobre o guarda-redes.
Tristeza! Mas para o ano, sinceramente, cheira-me a surpreza! Verêmos...

Abraço

Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

http://Bimbosfera.blogspot.com

Related Posts with Thumbnails
 
Céu Encarnado - by Templates para novo blogger
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.