Quando vai quebrar o Sistema

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Aqui há uns dias abordámos neste espaço a questão da forma como se poderá terminar com a teia de interesses e influências montada pelo presidente do clube condenado por corrupção desportiva em 2008, referente a casos que remontam à época 2003/2004.

Identificámos 2 caminhos: o corte entre o influenciador e os vários agentes que controla, manipula e cedem aos seus interesses ou a cessação da influência do responsável pelo sistema estar instalado.

Para se conseguir resolver a questão junto dos agentes, teria de ser construído algo como um “super sistema” que envolvesse o sistema instalado. Algo que instigasse o medo junto dos agentes que os faria ceder a uma influência superior à de Pinto da Costa, anulando os efeitos da pressão que factualmente foi comprovada como existente nos últimos 20 anos, desta forma eliminando o enviezamento nas decisões e resultados que existe.

Esta questão só seria possível com violência e terrorismo sobre os agentes, o que, como sabemos, não faz parte do modus operandi do nosso clube, pelo que a solução para o fim do sistema está na cessação da influência de Pinto da Costa.

Este post recupera algumas questões que já escrevi antes, mas que, com as novas escutas, volta a ser pertinente relembrar. O presidente do clube condenado por corrupção activa tem 72 anos e dirige a agremiação desde 1982 (há 28 anos).

O poder é ditatorial, tem apenas uma cabeça, um rosto responsável pela violência e cultura de guerrilha instituída. Pinto da Costa não tem filhos no Futebol (se tivesse o resultado seria igual ao do Boavista). Tem discípulos seguidores, mas nenhum ditador preparado para o substituir na linha da sua actuação actual (o protagonismo será sempre dele até ao fim).

Os regimes ditatoriais terminam sempre da mesma forma: O ditador / líder absoluto cai e a instituição/clube/país gerido pelo ditador mergulha no abismo, por efeito da perda da figura líder e sobretudo pela instantânea luta de poder que se seguirá imediatamente após a necessidade de sucessão.

Quando esta questão surgir, não existirá consenso na sucessão (os Ruis Moreiras, os Poncios, os Manueis, os Salvadores e todos os restantes cães vão procurar o osso do protagonismo e tentar assumir a liderança). O modelo de liderança vai ser necessariamente diferente, porque o novo líder não será consensual e sobretudo não terá capacidade para “reproduzir” o perfil de Pinto da Costa.
Os lacaios Henriques, Araújos, Reinaldos, etc, sem orientação do líder, vão perder a referência e por consequência passarão a ser inofensivos (faltará a estratégia de suporte à acção).

Quando Pinto da Costa cair, a cidade do Porto irá necessariamente reagir. A cidade do Porto é digna e na sua maioria “odeia” as práticas e modelo actual do clube de futebol que é a sua face, que lhe dá exposição mediática.

Os Artur Santos Silva, os Belmiros de Azevedo, os Rui Rio, Os Manoel de Oliveira (ainda vivo nessa altura), Os Souto Moura, Siza Vieira e Ludgeros Marques não vão deixar que se institua novamente este regime que gerou isolamento da cidade tanto pelo poder central (a esvaziar completamente o Porto de actividades e eventos – o último foi o Red Bull, entretanto cancelado) como pelo poder local, que cortou todo o apoio e relação actual com o clube). Isolamento este gerado sobretudo pelo reconhecimento das práticas não lícitas que justificam os últimos anos de sucesso desportivo.

O FCP, quando Pinto da Costa cair, ficará órfão do ditador e não lhe será possível erguer novamente uma figura proeminente incontestável, porque a cidade do Porto não vai permitir novos Apitos Dourados e outros episódios que denigrem a imagem da cidade.

Quando isto acontecer, a agremiação terá um sério problema desportivo. Com a teia desmontada ou inactiva, o FCP deixará de ter elementos de compensação e naturalmente a falta de argumentos para lutar com o maior clube do mundo virá ao de cima. O FCP cairá desportiva e financeiramente para o nível do Sporting, sobretudo porque não conseguirá gerar receitas para os níveis de investimento necessários para combater com o Sport Lisboa e Benfica.

Os restantes clubes nacionais deixarão de ter de prestar vassalagem. As suspeitas na arbitragem, liga e federação terminarão e os rostos conhecidos serão substituídos por rostos competentes. Teremos um campeonato são, onde o melhor tendencialmente prevalecerá. E o melhor será naturalmente o Maior.

Será por volta de 2016, talvez antes. Já falta pouco. Até lá não só resistiremos como estaremos mais fortes se mantivermos a denúncia das influências que encontramos, a pressão sobre os media e a aliança em torno do nosso clube.

9 comentários:

VHugo disse...

Antes fosse verdade!

http://forcamagicoslb.blogspot.com/2010/10/la-andam-eles-tentar.html

Águia Preocupada disse...

Vejo demasiado positivismo nesta prosa!
Happy end destes, só na ficção!
Claro que o fim de PC irá ditar uma alteração na vida do FCP. Os modus operandi poderão ser outros, mas a corrupção está nos genes daquela gente, logo nunca mudará!
Por esta altura, já por lá alguém cursará a arte de bem corromper e seguir o ditador/dono!
Não embandeiremos em arco! Os Pintos, Araújos e todos os que chafurdam na mesma malga onde lambem os porcos, tem muita prática e não lhes será difícil continuar a obra do mafioso ditador!
Já esperamos 30 anos; é hora de passarmos à acção e não nos deixarmos convencer que, com a morte duma andorinha vai acabar a primavera!

Luis Rosario disse...

Não é uma andorinha, é o animal que está no topo da cadeia alimentar.

Estamos em absoluto desacordo,AP, vai ser muito dificil continuar a obra.

Este sistema precisa de uma figura para o controlar, de modo a vingar.Consegue nomeá-la?

Manuel Oliveira disse...

Oxalá tenhas razão Luís!

Abraço.

patriarca disse...

Com o que já se passou, está presentemente a passar e o que por aí vem, não augura nada de bom, nem se vê ou pressinte que o sistema esteja "abalado", pelo contrário cada vez está mais activo e mais GRAVE AINDA é que o SISTEMA CORRUPTO, está a TOMAR POSSE de TODOS os orgão do Futebol português, Foi as TVs, os Pasquins, os Tribunais, as policias, a UEFA/FIFA e bem há pouco tempo a LIGA e adivinha-se que BREVEMENTE tome Conta ainda mais directa da FPF, portanto TUDO DOMINADO e o Benfica e os Benfiquistas que se cuidem.
Se porventura ainda algum Benfiquista possa ter um RESQUÍCIO de boa vontade em relação á desmoronização do Sistema DESILUDA-SE, porque isto a BEM NÃO VAI LÁ. Nós os Benfiquistas temos GRANDES Responsabilidades nisto tudo, porque não agimos em tempo oportuna e mesmo agora estamos a falar, falar e pouco mais, enquanto eles nos ATINGEM sem contemplações. O Futuro será MUITO NEGRO, a não ser que os Benfiquistas como somos mais, mas não parece, temos que AGARRAR o Boi/PORCO pelos CORNOS e aí sim levá-lo ao lugar que ele merece, enquanto assim n~~ao for não vamos a lado nenhum.

Luis Rosario disse...

Como disse no post, a forma de contrariar isto seria agir de forma mais violenta do que o FCP, e isso não está na matriz de indentidade do nosso clube.

Mais, esta história do sistema também não está na génese do FCP, tem 25 anos de existência.

Não faz sentido apelarmos à guerra e ao confronto, faz sentido sim a contínua denúncia e mediatização dos casos nojentos, o desmascarar das figuras do sistema para que possam ser envergonhados na praça pública e o contínuo fortalecimento do desempenho desportivo e financeiro do nosso clube.

Aí, quando a cabeça do polvo cair, os agentes até então "subjugados" passarão a ser também eles, livres.

A minha visão, claro... Gostava de ver e ouvir outras visões prospectivas a 5 anos, para o fim do 2º mandato de PC, depois deste.

Águia Preocupada disse...

Caro Luis!
Não consigo, lamentavelmente, nomear uma figura para controlar o sistema! Nem é isso que se pretende. O que interessa é ACABAR com o sistema!
Mas também lhe digo que não é com Vieira que vamos lá!
Primeiro temos que encontrar um presidente credível e respeitável e acima de tudo RESPEITADO!
Depois sim, teremos aliados e poderemos partir para a luta!
Sozinhos, apesar de sermos muitos, não temos força que vença este mal entranhado e já considerado normal!

Benfiquista Alem Mar disse...

Ainda so ficamos livres dessa gentalha corrupta em 2016 credo tanto tempo ate la podem ganhar mais 5 campeonatos sujos,na na na pode ser que aconteca algum cataclismo na gremiacao corrupta e aquela porcaria venha toda abaixo caindo em cima daqueles vermes e terminando com eles de uma vez por todas,voçes creem mesmo que um Reinaldo Reles nao esta preparadissimo para dar continuidade com o que aprendeu do mestre todos estes anos amigos nunca mais nos vemos livres daquela porcalhada corrupta a nao ser que surja no nosso Pais uma justica a Italiana fico rezando para que assim seja.

Luis Rosario disse...

Não me fiz entender AP.

O que penso é que o FCP terá dificuldade em arranjar uma figura consensual para continuar o sistema e não o Benfica. Era isso que te perguntava: Quem poderá substituir PC no FCP (não digam que é o amigo "Sono", por favor que esse nem bilhetes já consegue entregar...).

Não quero obviamente que o Benfica substitua o FCP como "controlador" do sistema. Tb como tu quero que o sistema acabe.

E para a luta contra o sistema instalado, até aparecer melhor, LFV é o nosso gladiador mais experiente.

Related Posts with Thumbnails
 
Céu Encarnado - by Templates para novo blogger
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.