De volta à normalidade

sábado, 24 de janeiro de 2009

Depois de mais de uma semana a falar de benefícios ao Benfica no jogo contra o Braga, depois de uma queixa-crime e de se levantarem suspeitas sobre uma suposta escolha do árbitro a dedo, voltámos à normalidade. A equipa assumidamente corrupta deslocou-se ao campo da sua equipa satélite e foi vergonhosamente beneficiada.

Depois de ter sido apertada contra as cordas nos primeiros minutos, entrou em campo a 3.ª equipa, mostrando que tinham a lição bem estudada. O primeiro golo da equipa assumidamente corrupta é fora-de-jogo; o novo lateral esquerdo da mesma equipa fez duas faltas seguidinhas impedindo jogadas de perigo e não viu amarelo; na segunda parte, Hélton fez falta sobre Meyong dentro da área; Guarín desvia com o braço uma bola dentro da área. Se na Luz foi roubo de Catedral, aqui foi o quê? Brincadeirinha entre compadres, provavelmente.

Se fosse a favor do Benfica, teríamos escandaleira certa e primeiras páginas durante toda a semana. Se dúvidas houvesse de quem vai ser empurrado até ao fim para ser campeão (era quase impossível não se saber já o que a casa gasta), este jogo dissipou-as.

O palerma do costume, o dos dentes brancos, ficou muito ofendido quando o jornalista o confrontou com o lance irregular que originou o primeiro golo, referindo que "tinham de arranjar qualquer coisa para se falar". Não meu caro! Vocês, sim, tinham de arranjar uma maneira qualquer de passar para a frente. E alguém explique a esta besta que o golo que foi anulado à sua equipa foi bem anulado.

Por fim, uma palavra ao treinador da equipa satélite. O respeitinho é muito bonito, não é? Deves ter recebido ordens da Direcção para não criticares muito a arbitragem, senão lá se iam os empréstimos. Estou a ver mal as coisas ou este sim foi um roubo de catedral? Vergonha!

Será que também vai haver queixa-crime? Claro que não, pela mesma razão de cima.

Estou verdadeiramente farto e desgastado com tudo isto. O desfecho é sempre o mesmo, os hipócritas não mudam, os corruptos são somente beliscados e a merda não é limpa.

P.S. Confesso que temo pelo jogo no estádio do Dragay. Antevejo novo roubo

2 comentários:

mário disse...

http://www.youtube.com/watch?v=5U9uX_CkkyA

link do vídeo

O jogo no dragão é fácil: é escolhido o lucílio baptista e somos gamados em penaltys por assinalar e temos um jogador expulso pelo menos

Anónimo disse...

Vamos a factos:
1.º Sissoko por três vezes deveria ter visto o cartão amarelo, mais evidente foi aos 71 minutos agarrou dentro ou fora da area eis a dúvida Alan sem que tivesse sido marcado qualquer falta.
2.º 1.º golo do Porto irregular sem margem para dúvidas.
2.º golo existem sérias dúvidas se Lizandro estava ou não na posição de fora de jogo quando recebe o passe do Meireles.
3.º golo do Porto bem anulado já que quando T. Costa recebe o passe só tem um jogador entre ele e a baliza.
4.ºPenalty não marcado e expulsão contra o Porto. Meyong faz um chapéu a Helton e este impede-o de prosseguir.
5.º Guarin mete a mão á bola, lance identico ao que foi justamente sancionado na Madeira contra o Nacional.
Resultado Final Braga 0 Paulo Costa 2.
E o que disse Jesus tétete téteéte à e tal ... e o que diz o sócio do folculporto e presidente do Braguinha. hem hem é...
Venha o próximo campeonato que este já era...digo eu.
Cumpt
Abelourinha.

Related Posts with Thumbnails
 
Céu Encarnado - by Templates para novo blogger
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.