Ajax 2-3 Benfica

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Moreira: exibição segura, com destaque para o seu ponto forte, as saídas aos pés dos adversários

Maxi: tem três pulmões, e nenhum relatório médico me convencerá do contrário

Shaffer: foi mais vezes comido no jogo do que uma moça do Intendente numa noite de trabalho

David Luiz: imperial

Luisão: um jogador que por natureza é lento, quando está sem ritmo as coisas não podem correr bem

García: não gosto de festejar antes do tempo, mas acho que esta contratação foi na mouche

Carlos Martins: foi Carlos Martins

Di Maria: mais maduro e objectivo

Ramires: pode ainda não estar muito entrosado mas tem pormenores que não enganam

Nuno Gomes: inconsequente, jogar em contra-ataque não é para ele

Saviola: uns furos abaixo do que é normal, deve ter estranhado a falta do seu grande amigo Pablo

Cardozo: veio dar presença na área e pouco mais, não se pode pedir-lhe para jogar em contra-ataque

Aimar: excelente entrada, acordou a equipa e recuperou imensas bolas a meio-campo

Coentrão: único jogo da pré-época em que não entrou bem

Amorim: continua a complicar a definição das jogadas ofensivas

Weldon: andou uns minutos com a taça na mão, o que já é muito bom

1 comentários:

MS disse...

Em relacao ao Javi, acho que deve ter atencao ao numero de faltas que comete. Se o jogo de ontem fosse a doer teria visto um amarelo bem cedo e seria massacrado pelos adversarios.
Maxi ja fez melhor a defender. Quanto a esquerda... se for pela capacidade atacante, porque nao jogar logo com dois extremos? A defender, tanto Schaffer como Sepsi (como Patric tambem parece, alias) mostram muito

Related Posts with Thumbnails
 
Céu Encarnado - by Templates para novo blogger
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.