Amar o Benfica

sábado, 13 de dezembro de 2008

Não nasci benfiquista, confesso, mas logo que tomei alguma consciência da e na vida, a escolha foi inevitável, repentina e... acertada.

Passados alguns anos de vivência encarnada, chegou o momento de partilhar o meu benfiquismo com tantos e tantos meus (nossos) semelhantes.

Desde o roer as unhas durante os jogos, ao tremer e sentir-me pequeno ao passar ao lado da Catedral, desde o ficar pior que estragado quando o resultado não agrada, ao ficar afónico por gritar "goooooooooooooooloooooooooooooooooo", passando pelos pósters colados na parede, por guardar um pedaço de relva do antigo Estádio da Luz e por beijar o emblema do manto sangrado quando marcava um golo nas "peladinhas" com os amigos, sinto que o Benfica entrou e entranhou-se no meu coração, para não mais sair, qual amor eterno.

Amar o Benfica é isto (e muito mais), um "sentimento inexplicável", que se apodera de nós para não mais nos largar, arrebatando-nos e fazendo-nos sentir minúsculos mas ao mesmo tempo maiores e melhores.

E é por isto que não desisto do Benfica, nunca. Porquê desistir? Afinal, quer percamos ou empatemos, continuo a ser de um dos maiores clubes do mundo, o tal que não mais me vai largar, que me arrebata e me faz sentir minúsculo e ao mesmo tempo maior e melhor. E isto não acontece nos outros. Desistir? Nunca... Continuo a ser do BENFICA.

Posto isto, esperem de mim neste cantinho Encarnado de Céu muitas manifestações de apoio ao nosso Gigante e também algumas críticas ao que de mal pulula no "nosso" futebol.

Força BENFICA!


1 comentários:

Red Dot disse...

Ora mais um grande blog do meu amigo Rui! Como eu me identifico com esses pensamentos!
Ser BENFIQUISTA é ser MAIOR!

Related Posts with Thumbnails
 
Céu Encarnado - by Templates para novo blogger
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.