Vale tudo

sábado, 28 de Fevereiro de 2009

Suspeito que, algures numa cave escura e bafienta mais a norte, há uma equipa de profissionais altamente especializados que estão constantemente a investigar novos métodos de prejudicar o Benfica.

Ontem à noite, em pleno Estádio da Luz, assistimos ao teste de um desses métodos. O processo é muito simples: o quarto árbitro dá indicação a um jogador do Benfica que este pode entrar no relvado, depois o árbitro diz que não deu autorização e mostra o cartão amarelo ao jogador. Este, incrédulo, vira-se para o quarto árbitro como quem pede socorro, o que não lhe vale de nada, porque o quarto árbitro nega ter dado a autorização.

Está giro, não conhecia esta. E resulta mesmo bem. Bravo!

Parabéns, Benfica!

O nosso Benfica comemora hoje a bonita idade de 105 anos.

105 anos de vitórias, de esforço, de honra, de desportivismo, de amor, de inconformismo, de glória e de mística.

Por tudo isto e muito mais: parabéns, Benfica!

Benfica 2-1 Equipa do Zé do Boné com tiques de grandeza

Uma entrada fulgurante do Benfica quase permitiu a Aimar inaugurar a partida no 1º minuto de jogo. O assédio à baliza de Beto manteve-se e deu frutos aos 16', quando, depois de uma boa iniciativa de Reyes, Elvis roubou o golo a Cardozo. Poucos minutos depois, na sequência de um canto, Luisão quase amplia o resultado com um espectacular pontapé de bicicleta na área contrária.
Ao minuto 37 tivemos o momento "Lucílio" do encontro: Carlos Martins é amarelado sem sequer estar dentro do campo, quando se preparava para substituir o lesionado Rúben Amorim.
Mesmo no final da primeira parte, o Benfica podia ter feito o 2-0, mas o passe de morte de Cardozo para Aimar (ou Reyes) é interceptado por uma unha negra.
Na segunda parte a equipa do Zé do Boné cresceu de produção e começou a instalar-se no meio-campo do Benfica, mas sem causar grande perigo. Aos 60' Cardozo falha um golo de forma incrível, por ter feito uma péssima recepção. Felizmente redime-se poucos minutos depois e assiste Nuno Gomes para o 2-0.
Com a lesão de Carlos Martins e golo da equipa do Zé do Boné no mesmo minuto, o jogo ficou muito incaracterístico e o Benfica procurou segurar a vantagem.

Moreira - julgo que não fez uma única defesa digna desse nome.

Maxi - mais um belo jogo do uruguaio, quer a defender quer a atacar.

Miguel Vítor - não deu qualquer hipótese a quem caía no seu raio de acção.

Luisão - um jogão verdadeiramente fantástico! Cortou tudo o que havia para cortar e não perdeu um único duelo. Ia marcando de pontapé de bicicleta. Sem sombra de dúvida, é o melhor central a jogar em Portugal.

David Luiz - notou-se que o jogo contra o zbordin o afectou, pois subiu poucas vezes pelo seu flanco e despachou sem cerimónia as bolas que lhe apareceram pela frente. Força, David, a confiança vai regressar!

Di Maria - continua a deslumbrar-se com a bola nos pés. É incrível como toma quase sempre a decisão errada. Defensivamente ajudou a equipa, o que já não é mau.

Katso - depois de perder a companhia de Rúben Amorim, caiu muito de rendimento.

Rúben Amorim - estava eu a pensar que finalmente ia ver um jogo completo deste menino no miolo, mas pelos vistos ainda não foi desta. Estava a jogar muito bem até se lesionar.

Reyes - boa arrancada no lance do 1º golo, um remate na cara de Beto e pouco mais. À semelhança de Di Maria, está mais esforçado a defender.

Aimar - afirma-se como o patrão da equipa de jogo para jogo. Dá ideia que está a jogar um pouco mais recuado, o que dá outro perfume ao jogo do Benfica. Esteve em muitos dos lances perigosos da equipa, fez muitas recuperações de bola e com o Benfica reduzido a dez foi um verdadeiro guerreiro. Grande jogo!

Cardozo - poderia facilmente ter acabado o jogo com dois ou três golos marcados, mas Elvis roubou-lhe um e uma recepção defeituosa roubou-lhe outro. Redimiu-se com um excelente cruzamento no lance do 2º golo.

Carlos Martins - entrou a frio no jogo e Lucílio achou que precisava de o aquecer com um amarelo, algo que condicionou claramente o seu estilo impetuoso de jogar. Continua a fazer remates absolutamente inconsequentes e a decidir mal muitos lances. Para cúmulo, ele, que tinha substituído um lesionado, também se lesionou e deixou a equipa com um jogador a menos durante quase 20 minutos.

Nuno Gomes - passados alguns minutos de entrar faz o 2-0, melhor impossível. Depois, com a saída de Martins, teve que recuar para o meio-campo e ajudar a equipa a defender.

Balboa - Quique pensou bem: "Jogo controlado, vamos dar uma hipótese ao miúdo". Infelizmente, a lesão de Martins e o golo da equipa do Zé do Boné trocaram-lhe os planos e Balboa teve rapidamente que se adaptar a novas funções. Complementar Maxi na direita e dar uma ajuda a Katso sempre que possível. Balboa não merecia este azar.

Quem és tu...?

sexta-feira, 27 de Fevereiro de 2009

Dirijo esta pergunta a várias pessoas envolvidas no jogo desta noite.

1.º José Mota: este senhor podia descer à terra e normalizar o comportamento. Esteve o jogo inteiro a criticar as decisões do árbitro e, como não podia deixar de ser, deu espectáculo no flash-interview, dizendo que o tempo de compensação deveria ter ascendido aos 7/8 minutos. Fantástico!

2.º Beto, guarda-redes do Leixões: "o Leixões fez uma exibição exuberante. Deu uma lição de futebol na Luz". É preciso dizer algo mais? Cheira-me a discurso encomendado, ou não esteja, diz-se, a caminho do CRAC.

3.º Hélder Conduto, da RTP: tristeza aquando dos golos do Benfica, alegria imensa a roçar o orgasmo aquando do golo do Leixões. Atitude anti-Benfica durante 90 minutos. Mais um para o saco dos pseudo-jornalistas que teima em não ser imparcial. Na semana passada, lances polémicos a favor do CRAC eram duvidosos. Hoje, lances contra o Benfica eram limpinhos: faltas claras! Já mete nojo...

FORÇA BENFICA!

Chegou a hora

Pois é... Chegou a hora! Chegou a hora de mostrarmos quem somos e do que somos feitos. Nós, adeptos, fora de campo e eles, os jogadores, lá dentro, a dar o que têm e o que não têm até ao apito final.

Independentemente das rasteiras que nos preguem, o caminho é para a frente e, portanto, só nos resta levantar e continuar a luta.

Porque somos diferentes, temos mantido a cabeça erguida, mesmo quando nos fazem mal (e não tem sido pouco). E é assim que temos de continuar, porque não nos misturamos nem deixamos que adulterem a mística do Benfica.

Chegou a hora de nos impormos! E daqui a 20 minutos temos uma grande hipótese de o fazer...

Força Benfica!

Vukcegrip

Em nome da verdade desportiva, venho exigir controlo anti-doping em todos os desafios do Benfica contra o foculporto. O Benfica está a ser beneficiado em relação às outras equipas, e isso eu não aceito.

É muito estranho que o Benfica seja a única equipa em que, nas vésperas desse jogo, nada de estranho sucede. Nenhum jogador importante lesionado, engripado, amuado, cansado, ressacado e outros "ados" duvidosos.

Parece-me óbvio que os jogadores, treinadores e dirigentes do Benfica, nas vésperas de tão importante jogo, apresentam sempre doses elevadíssimas de honra, dignidade, seriedade, brio e vontade de vencer.

E nos jogos contra o foculporto, como todos podemos constatar, isso é proibido...

É o Lucílio...

Logo à noite vamos ter um jogo muito complicado. A equipa do Lucílio vai apresentar-se em grande forma, como sempre quando joga contra nós. É daquelas equipas irritantes que se transcende quando defronta o Benfica.

Na baliza é muito seguro e defende tudo, até bolas para lá da linha. Na defesa é concentrado, consegue pôr sempre os jogadores do Benfica em fora-de-jogo e nunca faz faltas na grande área. No meio-campo é forte fisicamente, ganha todos os lances disputados. No ataque é perigosíssimo, os avançados dele estão sempre em linha e ao menor toque é penálti.

Com o Lucílio em campo tudo é possível. Se o Benfica marcar um golo bem cedo e ele o anular, porque sim, eu não vou ficar admirado. É o Lucílio...
Se um jogador do Benfica for varrido dentro da área e ele mandar seguir, eu não vou ficar admirado. É o Lucílio...
Se o Reyes passar o jogo inteiro a levar nas canelas e ele nada marcar nem amarelar, eu não vou ficar admirado. É o Lucílio...
Se durante o jogo a cabeça dele se abrir a meio e sair de lá um ornitorrinco, eu não vou ficar admirado. É o Lucílio...

Mas, apesar de tudo isto, logo à noite é para ganhar!

Amiguinhos

quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009

O menino Paulinho Bentinho tem um amiguinho novo na sua página de hi5. Depois do Real Madrizinho e do Barceloninha, chegou agora a vez do Bayernzinho.

Continua assim, Paulinho, e decerto irás fazer ainda mais amiguinhos!

Preocupante

A direcção do zbordin, de uma maneira humilhante, aceitou a antecipação do jogo contra o foculporto, privando assim os seus atletas de mais um dia de descanso, sem dar qualquer justificação para tão singular decisão. Se isto não é a prova que faltava do servilismo da Girafa Bêbada para com o seu congénere nortenho, então não sei o que mais será preciso acontecer.

Causa-me muita estranheza o facto de os adeptos esverdeados aceitarem estas manobras pacificamente, como uma linda manada que, ordeira, se encaminha para o matadouro.

De um ponto de vista benfiquista, esta notícia é preocupante. Para o zbordin aceitar este tipo de coisas, é porque seguramente lhes foi prometido algo em troca. Quiçá um segundo lugar, que dá direito a disputar o acesso à Champions...

Não há volta a dar, o Benfica terá que ser cada vez mais forte.

Erro de palmatória

Paulo Bento cometeu hoje um claro e estratégico erro. Não, não foi a inclusão de Tonel no onze inicial. Nem a de Caneira. Nem mesmo a de Romagnoli. Nem tão pouco a ausência de Vukcevic.

O que foi mesmo completamente idiota e irresponsável foi a comparência do zbordin clube do Lumiar ao desafio contra o Bayern Munique. Se tivesse poupado os seus jogadores, o zbordin teria mais dias de descanso antes da visita ao curral e só perderia o jogo de hoje por 0-3, por falta de comparência.

Eu compreendo que ganhar ao Benfica faz inchar qualquer um, mas Paulo Bento e o seu zbordin deveriam ser menos arrogantes. Têm que se convencer que possuem uma equipa totalmente ridícula e sem um pingo de classe.

P.S. Ver o Picanhas a "jogar" é absolutamente confrangedor. Nas raras vezes em que se consegue locomover e tenta disputar um lance, acontecem sempre duas coisas: ou perde em velocidade ou faz falta. Felizmente para ele, a Champions acabou e pode voltar a dedicar-se ao campeonato, onde tudo lhe é permitido pelos senhores do apito, os únicos que conseguem disfarçar a sua total inépcia.

Seara alheia

quarta-feira, 25 de Fevereiro de 2009

Confesso que, a princípio, fiquei espantado com a substituição de Fernando Seara por Sílvio Cervan no programa "Dia Seguinte". O que teria acontecido de tão extraordinário que levasse à dissolução dos "três estarolas"?

Será que o Dr. Seara estava farto de deixar o nome do Sport Lisboa e Benfica ser constantemente enxovalhado naquele programa decadente, a troco, na cabeça dele, de mais meia dúzia de hipotéticos votos para a Câmara Municipal de Sintra?

Será que a Juju, considerando a patética defesa que o marido fazia do Benfica, achava que mesmo assim ele criticava o foculporto em demasia, e lhe dava nas orelhas quando ele chegava a casa nas madrugadas de segunda para terça?

Não. Descobri depois que o Dr. Seara tinha simplesmente mudado de poiso. O homem pode ter aquele risinho irritante mas não é parvo. Apercebendo-se que o "Dia Seguinte" estava em claro declínio e que vai entrar em cena um novo canal, o bom homem julgou, e bem, que em ano de eleições há que aparecer o mais possível na televisão.

No novo programa da Tvi 24, o Dr. Seara vai ter a companhia do inenarrável Eduardo "Consigo ser mais idiota do que o Dias Ferreira" Barroso pelo zbordin e do decano Pôncio "Consigo ser quase tão mafioso como o Bimbo" Monteiro pelo foculporto.

Parece-me que o Dr. Seara saiu de uma poça para se ir enfiar num pântano.
Mas há uma Câmara para manter e ele não quer que ninguém meta a foice na sua seara.

Zero não só à esquerda

segunda-feira, 23 de Fevereiro de 2009

Para quem pensa que vou falar novamente da exibição do David Luiz no WC, pode tirar daí a ideia. O David teve um jogo muito fraco, é um facto, mas só acontece a quem anda lá dentro.

Por falar em jogo fraco, experimentem passar a frase para o plural. O que é que obtêm? Exacto, Jorge Ribeiro. Esta minúscula criatura é provavelmente o pior defesa esquerdo dos últimos anos do Benfica. E porquê? Porque pura e simplesmente não faz aquilo para que foi contratado: defender. O irmão do Esteróides será no máximo um razoável médio esquerdo numa equipa de menor dimensão que passe o jogo à defesa e que explore o contra-ataque. E jogando mais perto da baliza adversária, Jorge Ribeiro poderá explorar um pouco mais a única boa característica que possui: o remate de meia distância.

O que têm em comum os dois jogos contra o Paços de Ferreira (em que sofremos cinco golos) com a noite negra de Atenas (mais cinco)? Jorge Ribeiro. Vejam resumos desses três jogos e analisem o posicionamento (aliás, a falta dele) do mini-homem nos lances de golo, quase todos com origem no seu lado. Ou não está lá ou, se está, não sabe juntar-se ao central para fechar o lado.

Quique Flores demorou algum tempo a perceber que Jorge Ribeiro nunca poderá ser o defesa esquerdo do Benfica, mas felizmente foi a tempo de corrigir o seu erro. Mas agora, depois do derby, as mesmas pessoas que achavam que o David Luiz até era uma boa opção para jogar na esquerda, já dizem que o Quique não percebe nada disto, que o David Luiz é um jogador mediano (!!!) e que o mini-homem deve voltar a ser titular.

Perdoa-lhes, Quique! E por favor não cedas à decrépita imprensa portuguesa nem a alguns adeptos encarnados, que exigem a cabeça do David. Jorge Ribeiro é mesmo um grande e redondo zero e o lugar dele é na bancada.

Filial Corrupta de Lisboa 3-2 Benfica

domingo, 22 de Fevereiro de 2009

Parvoíce do David Luiz dá origem a um canto do qual resulta o 1º golo da filial - tímida recuperação - descalabro.

São estes os três tempos em que se pode resumir o jogo, que me trouxe à memória alguns déjà vu de uma recente noite em Atenas. A partir de certa altura, alguns jogadores do Benfica demitiram-se do jogo. E isso é inadmissível.

Moreira - sem culpa em nenhum dos golos.

Maxi - fez perceber à filial que ali havia portagem, a via-verde era à esquerda. Excelente cruzamento para o golo de Cardozo.

Luisão - apesar dos três golos sofridos, não esteve particularmente mal em nenhum lance. Foi a voz de comando no período do descalabro, como compete a um capitão.

Sídnei - erro clamoroso no 2º golo da filial. Uma bola bombeada do meio-campo adversário não pode ficar cair impunemente em frente à baliza. Alguns cortes importantes.

David Luiz - (pausa para respirar) paragem cerebral logo aos 10 minutos, quando, em vez de atrasar a bola para o guarda-redes ou despachá-la pela lateral, tenta fintar um dos jogadores mais asquerosos que já pisaram relvados portugueses. Isso resulta num pontapé de canto que, por sua vez, dá origem ao 1º golo da filial. Não contente, continuou com mais parvoíces ao longo da primeira parte. Logo a abrir a segunda, não fica muito bem no lance do golo do jagunço, mas para mim a grande responsabiidade aí é do Sídnei. Para terminar em beleza, ainda consegue ser comido por uma criança com cara de 14 anos e corpo de 12, que passa por ele de mota e cruza para o 3º golo da filial.
No ataque esteve inconsequente e desastrado. Resumindo: noite para esquecer.

Rúben Amorim - esteve discreto no lado direito, mais preocupado em auxiliar o Maxi. Quando passou para o centro, também não esteve melhor.

Katso - Não foi o tampão que deveria ter sido para segurar as investidas dos médios adversários. Não soube acalmar o ritmo do jogo, quando a filial crescia cada vez mais.

Yebda - correu muito no meio-campo mas pareceu sempre perdido. Cabeceou ao poste. Levou cartão amarelo num lance em que fiquei com a nítida sensação que o pequenito Noddy ia ter um filho em pleno relvado, tal a quantidade de convulsões, espasmos e cambalhotas a que pudemos assistir.

Reyes - esperava muito, muito, muito mais. A noite negra de David Luiz é também da sua responsabilidade. Às vezes dá a sensação que não está ali. Outras, que não quer estar ali. Assim não dá.

Aimar - estou um bocadinho farto de estar sempre a dizer a mesma coisa do desgraçado do Pablo. É como fazer uma apreciação a um guarda-redes que teve que jogar a ponta-de-lança. Aimar não pode jogar de costas para a baliza. Aimar não pode ser constantemente solicitado no jogo aéreo. Aimar tem que jogar mais recuado para poder subir com a bola no pé. Ainda não percebeste isso, Quique?
Obviamente que subiu logo de produção quando jogou nas costas de Cardozo e Nuno Gomes, mas foram só 10 minutinhos...

Suazo - ganhou um penálti e mais nada. (Agora é só fazer copy/paste do Aimar) Suazo não pode jogar de costas para a baliza. Suazo não pode ser constantemente solicitado no jogo aéreo. Ainda não percebeste isso, Quique?

Di Maria - entrou bem, tentou abanar com o jogo.

Cardozo - tocou três ou quatro vezes na bola e marcou um golo. É o melhor marcador da equipa. Está sempre no banco e quando não está é porque o Suazo está aleijado. Cardozo é o melhor ponta-de-lança do Benfica dos últimos anos e está a ser ridiculamente queimado. Só não vê quem não quer. Estou farto!

Nuno Gomes - o derradeiro fôlego do Benfica na busca do empate.

Sondagem

sábado, 21 de Fevereiro de 2009

Num momento em que o foculporto se encontra em grande forma no que toca a grandes penalidades ridículas assinaladas em seu proveito, com uma sensacional série de três em outros tantos jogos, gostaria de saber a vossa resposta à questão "quantas mais serão?"

Podem votar aqui do lado direito.

Perspicácia

sexta-feira, 20 de Fevereiro de 2009

Estava eu no café a ver o jogo do CRAC contra o Paços e eis que uma criança, inocentemente mas com muita perspicácia, questiona o seu pai:"Oh pai, por que é que a equipa de azul tem sempre um penalti quando está apertado?" Nunca tinha visto um pai tão incrédulo com a atenção de um filho e ao mesmo tempo tão sem-resposta.

Realmente, já nem aos mais ingénuos estas coisas escapam.

AhAhAhAh

Numa entrevista publicada hoje, um tal de Maniche, para além de revelar uma azia descomunal pela grandeza do nosso ENORME, afirma que o seu irmão, o mini-homem, está no clube errado.

Nãaaaaao! Maniche, tu é que és em todos os clubes o jogador errado. É diferente!

Já repararam que este senhor só deu alguma coisa num clube? Exacto, esse mesmo. O da fruta, dos compadrios, dos esquemas, etc. Estranho, não...?

Põe-te a pau Providência

terça-feira, 17 de Fevereiro de 2009

"Não assinalou grande penalidade contra a equipa B [Benfica], por falta do seu jogador n.º 6 [Reyes], que, dentro da sua área de grande penalidade, rasteirou o adversário n.º 8 [Lucho González]..."

"Caso não tivesse a falha mencionada em 2 a) a nota final seria 3,4".

"Aos 25 minutos do 2.º tempo, marcou grande penalidade contra a equipa B [Benfica], por suposta falta do jogador n.º 26 [Yebda] (...) Do local onde nos encontramos e uma vez o lance ter ocorrido no vértice mais distante da grande área, não nos foi possível vislumbrar com clareza o desenlace da jogada: se a queda é provocada por algum contacto dos pés ao nível do terreno ou em virtude do defensor ter colocado o braço à frente do tronco do adversário, impedindo/perturbando a sua progressão. Porque o árbitro se encontrava bem colocado e perto, cerca de 3/4 metros, e foi peremptório a assinalar a grande penalidade, aliado ao facto de não terem existido protestos de jogadores da equipa penalizada, que aceitaram pacificamente a decisão, com excepção do faltoso, único a esboçar contrariedade, damos-lhe o benefício da dúvida"

Já estou negro de tanto rebolar a rir. Continuam a gozar com tudo e com todos. Os iluminados estavam muito longe para ver uma falta que não existiu, dando, por isso, o benefício da dúvida. Já quanto ao outro lance em que Lucho pensou duas vezes antes de se atirar ao chão, segundo os ditos observadores, o árbitro esteve mal, sendo por isso castigado.

Daqui retiro que deveriam ter sido assinalados dois penalties contra o Enorme. Não entendo quando é que esta palhaçada terá fim.

E gostaria também de perceber qual é a lógica de os observadores darem notas e fazerem uma avaliação do trabalho de um árbitro quando estão tão distantes dos lances quanto os adeptos.

Tudo igual neste país em que os corruptos assumidos fazem lei.

Há dúvidas?

domingo, 15 de Fevereiro de 2009

Primeiro golo do CRAC resulta de um penalty muito duvidoso.É dos tais lances em que se pode falar em intensidade e que resultam sempre em benefício do dito clube.

Segundo golo do CRAC é resultado de uma espantosa impulsão do Farias, isto é, pendurou-se no adversário.

Ainda há dúvidas? A vergonha continua...

5 minutos

Uma das coisas que me faz confusão no gang organizado (ao qual alguns chamam de claque) do foculporto é a tarja que anuncia aos quatro ventos: "Rodríguez: assinei pelo FCP em 5 minutos".

Só mesmo indivíduos completamente analfabetos é que podem considerar que o facto de alguém rubricar um contrato em cinco minutos é algo digno de louvor. Na minha opinião, é precisamente o contrário, é algo digno de vergonha.
Para comprovar a minha teoria, vou fazer uma experiência...

Pronto, já está. Consigo assinar o meu nome numa folha de papel em 2,36 segundos, sem qualquer preparação prévia ou aquecimento. Portanto, alguém que faz o mesmo em cinco minutos não será propriamente muito inteligente.

Deixo a questão: se os adeptos do foculporto acham que cinco minutos é um feito inolvidável, de quanto tempo precisarão eles para assinar algo?

E a maioria decerto assina de cruz...

Loucuras

sexta-feira, 13 de Fevereiro de 2009

Então o treinador do CRAC disse que os seus jogadores são os mais agredidos?! Não percebo se tal estupidez foi proferida num corredor da Psiquiatria ou sob ameaça de um peido do seu presidente.

Ciganice

segunda-feira, 9 de Fevereiro de 2009

A vida corre cada vez pior para o vencedor do Bidone d'Oro desta época. Passado poucos dias de chegar ao Chelsea, o homem que avalizou a sua contratação é despedido.

Agora, com a saída do suposto burro, os olhos vão estar todos no cigano.

Receita para o sucesso

Em virtude da grave crise que assola o nosso país, e em especial o futebol, o tio Hermínio vai avançar com uma ideia genial: promover o futebol português no grande mercado norte-americano.

A promoção consistirá numa digressão pelos Estados Unidos de vários jogos entre Benfica e foculporto.

Os jogos terão sempre o mesmo guião: três golos mal anulados ao Benfica e nos descontos o foculporto marcará o golo da vitória, através de uma grande penalidade inventada pelo homem do apito.

Dado o grande sucesso que o Wrestling (um "desporto" em que o público sabe que é tudo combinado mas mesmo assim enche pavilhões) goza nas terras do "Tio Sam", esta digressão tem tudo para resultar.

Parabéns a você

Parabéns aos jogadores do Benfica, que controlaram completamente o jogo, foram inexcedíveis na entrega e na raça, mereciam claramente vencer e justificaram o salário.

Parabéns ao Aimar, que fez uma joga do caraças e justificou o salário.

Parabéns ao Quique, que estudou muito bem o foculporto e justificou o salário.

Parabéns ao Pedro Proença, que também ia com a lição bem estudada e justificou o salário.


Depois de alguns momentos de apatia após o "árbitro" (*) ter assinalado penalti, recuperei a consciência e mudei de canal porque não consegui ver mais nada do "jogo" (**).
Na Sic Mulher, Jamie Oliver cozinhava um suculento naco de veado no forno. Os meus parabéns também para ele, que justificou o salário.


* árbitro: indivíduo que, em competições desportivas, fiscaliza a observância das respectivas regras, intervindo sempre que estas sejam violadas; senhor absoluto.

** jogo: espectáculo desportivo; manha; ludíbrio.

Mentira

domingo, 8 de Fevereiro de 2009

Quer percamos, empatemos ou ganhemos, eu não vou ver, porque o futebol em Portugal é uma MENTIRA!

E o burro sou eu?

sexta-feira, 6 de Fevereiro de 2009

Já não há como esconder; Mourinho meteu uma grande argolada com a contratação de Quaresma, que já teve guia de marcha para Londres.

Deixo aqui um sério aviso aos próximos adversários do Chelsea: não toquem no minino! Da última vez que alguém fez isso na sua presença, Scolari puxou o braço atrás e falhou o alvo por muito pouco.

Portanto, a partir de agora, convém ter um olho no burro e outro no cigano.

Cuidado com a língua

quinta-feira, 5 de Fevereiro de 2009

Tonel declarou hoje: "Queremos voltar a ver o Miguel em grande".

Com esta afirmação, podemos concluir que o zbordin vai tentar vender Miguel Veloso no final da época.

Ao quilo...

"Mi Liga, vai!"

segunda-feira, 2 de Fevereiro de 2009

Ridículo e hilariante. Já sabemos, há muito, que o presidente do Zbording não se atreve a contrariar o presidente condenado por tentativa de corrupção. Só não sabíamos que tal constituía um motivo de orgulho tão grande para ele, ou não tenha vindo a público quase que gabar-se do telefonema daquele senhor, a propósito do jogo da Taça da Liga.

A propósito deste telefonema, apetece-me dizer que o futebol neste país se transformou numa mentira para uns e numa brincadeira para outros. Quanto à mentira, já se sabe quem mais tem sofrido com ela e não vou repetir-me. Quanto à brincadeira, vejamos:

- no supra citado telefonema, como que numa conversa de amigos, o presidente condenado por tentativa de corrupção diz ao seu amigo que provavelmente não vai haver jogo, mas para ele não ficar chateado porque não tem nada a ver com a sua equipa. Brincamos...

- depois da reclamação apresentada pelo Belenenses, apenas na véspera do jogo Benfica vs "ainda não sabemos quem" é que a Liga vai reunir e decidir quem vai jogar. Andamos mesmo a brincar. Só numa peladinha entre amigos tanto faz quem joga do outro lado...

- Fucile vê o 5.º cartão amarelo e fica virtualmente de fora do próximo jogo da Liga, contra o Enorme. Subitamente, "sem pensar no que faz" (segundo Juju dente branco), força o segundo amarelo para ser expulso. Pensei de imediato: "que idiota. Vai dar ao mesmo..." Afinal o idiota sou eu porque não me ocorreu que o calculismo daquela gente é próprio de quem conhece muito bem quem elaborou os regulamentos. Tendo visto vermelho pode cumprir o castigo no jogo contra o amigo Zbording. Estranho, não?

- ainda a propósito desta situação acima descrita, parece que os árbitros têm indicação expressa para não mostrar o cartão nestas situações. Pois é, mas o árbitro de ontem deve ter tido um aceno de fruta e a indicação foi às urtigas.

Continuo a não entender como uns podem brincar e deturpar tanto e outros lixar-se sempre... A vergonha continua

Um muro para Belém

Esta semana foi pródiga em "lambe-botismo" e servilismo ao Sr. Flato. Depois do Zbordin, ontem foi a vez do clube de Belém pôr a nu a realidade infecta do nosso futebolzinho.
Desta vez não foi o presidente do clube, mas sim o speaker, a falar. E se ele falou bem!

Com o microfone on: "Uma salva de palmas para Pinto da Costa, que muito nos ajudou no conturbado momento financeiro que atravessámos."

Com o microfone off: "Portanto vamos deixá-los ganhar este jogo, sem se cansarem muito, como prova da nossa eterna gratidão."

Na minha opinião, o Belém é há décadas o principal satélite do foculporto. As trocas de jogadores são imensas; o facilitismo nos jogos contra o clube mãe não tem limites; as queixas em relação a arbitragens claramente prejudiciais, nenhumas; os favores financeiros, como pudemos constatar, são (sempre foram) mais que evidentes.
Só assim se explica a sobrevivência de um clube com 17 sócios, 16 dos quais têm mais de 80 anos, 15 dos quais não se lembram onde é o estádio...

Portanto, e com todo o respeito pelo sofrimento do povo de Belém, na Palestina, aqui está a minha proposta para o miserável Belenenses: um lindo muro de oito metros de altura, que os isole de vez do futebol português.

O servo

domingo, 1 de Fevereiro de 2009

O alcoólico não anónimo que preside ao zbordin deu hoje mais uma prova de que o seu clube não passa de uma mera filial lisboeta do foculporto.

O mentecapto homenzinho informou a comunicação social que recebeu um telefonema do padrinho, a avisá-lo que o foculporto poderia não comparecer ao jogo de quarta-feira, mas para ele não levar a mal, porque não era nada contra o zbordin.

Pergunto eu: mas o flatulento não tem boca para falar? Ah, está suspenso de funções...
E no foculporto mais ninguém tem boca para falar? Ah, dá mais gozo mandar o cãozinho rebolar e ladrar para toda a gente ver, eu compreendo.

Não tenho qualquer apreço pelo zbordin, mas, pela sua história, dá-me pena ver aquilo em que se transformou. Um clube decrépito, servil e cobarde. De joelhos, sempre à espera de mais um naco de pão ou do golpe de misericórdia.

Análise ao jogo Benfica-Rio Ave

Moreira - sempre seguro, à excepção de um lance no final do jogo, que gelou todos os benfiquistas. Um pouco mais de arte por parte de Evandro e cá estaríamos a chorar a perda de mais dois pontos. De resto, perfeito. Continua miúdo.

Maxi Pereira - cumpriu, sem se dar muito por ele.

David Luiz - falhou alguns passes, sem que todos tenham sido por culpa dele. O relvado estava ensopado e a bola prendeu por várias vezes no charco. Defendeu bem.

Luisão - foi traído no final do jogo quando a bola lhe passou por baixo do pé, permitindo a Pedro Moutinho rematar a rasar o posto esquerdo de Moreira. À parte deste lance, foi uma vez mais imperial no jogo aéreo.

Sidnei - de volta aos bons jogos. Sempre bem nas dobras e oportuno nos cortes pelo ar. Tranquilíssimo como sempre. Gostei.

Yebda - jogo fraco. Aparentemente não se deu bem com um terreno tão pesado.

Carlos Martins - muita garra e vontade. Marcou um livre directo com selo de golo, só parado pelo guarda-redes do Rio Ave. Fez o cruzamento de que surgiria o golo.

Ruben Amorim - consistente e lutador. Sabe ter a bola nos pés e libertá-la quando é preciso. Cumpriu uma vez mais.

Di María - já perdi a paciência com o argentino há uns jogos. Tenho pena que o Maradona não apareça mais vezes na Luz.

Nuno Gomes - esteve pouco em jogo, mercê do jogo directo utilizado pela equipa e do estado péssimo do relvado. Não me parece jogador para terrenos tão pesados. Saiu a tempo de Mantorras marcar.

Cardozo - justificou a aposta que Quique (e eu próprio) fez nele. Pouco jogadores precisam de tão poucos remates para criar tanto perigo. 3 remates, 2 bolas no poste. E isto num jogador com muito poucos minutos. Ainda há dúvidas...?

Reyes - entrou para dar umas corridas e mais nada. Não era um jogo indicado para um jogador que gosta de ter a bola e de correr com ela colada ao pé. Fica para o Dragay.

Binya - pouco tempo em campo, mas mostrou a garra (excessiva por vezes) habitual.

Mantorras - Parabéns e obrigado! É o jogador mais carismático do Benfica e um fenómeno sui generis. Não me lembro de outro jogador noutro clube que não tenha sido despachado. O Benfica soube mantê-lo e dar-lhe a mão, quando muitos esperavam que tivéssemos a atitude que é comum ter. A ele devemos parte do último campeonato conquistado, com golos decisivos. Hoje voltou a demonstrar que é de humildade e perseverança que é feito e que está presente para ajudar. Continua Mantorras, o Benfica precisa de ti!

Related Posts with Thumbnails
 
Céu Encarnado - by Templates para novo blogger
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.