Nem que seja em frente a uma loja de electrodomésticos

sábado, 28 de Novembro de 2009

Esta vai ser a primeira vez que vou estar fora do país enquanto Benfica e zbordin disputam um derby. Não quero imaginar como vão ser penosas aquelas cerca de duas horas se eu não encontrar um sítio onde possa ver o jogo.
Nem que tenha que estar ao frio em frente a uma loja de electrodomésticos como já fiz com o meu pai há quase 20 anos, depois de ingloriamente corrermos uma cidade inteira à procura de cafés que transmitissem o jogo da abençoada "mão de Vata". Nunca me esquecerei daquele momento de puro benfiquismo, a festejar o golo no meio da rua que nem um maluquinho, com um frio de rachar, como só um miúdo consegue...

Mas mais importante do que eu ver o jogo é, obviamente, o Benfica vencer. Por isso:

CARREGA, BENFICA!!!

67 anos na defesa do Benfica

sexta-feira, 27 de Novembro de 2009

Parabéns ao jornal "O Benfica" e a todos os seus colaboradores passados e actuais pelos 67 anos de vida e de defesa intransigente do Sport Lisboa e Benfica.

E parabéns também por ser o mais antigo jornal de um clube na Europa.

Inversão

Depois de a comunicação social ter passado esta semana inteira a relembrar que o clube que está pior normalmente vence os derbys, tentando assim dar motivação extra aos jogadores do zbordin, agora o tiro saiu-lhes pela culatra.

Com Pedro Proença de apito na boca em campo, o Benfica passa claramente a ser o clube que está pior. Portanto...

Amanhã vamos ganhar!

O estrebuchar do moribundo

quinta-feira, 26 de Novembro de 2009

"É inteiramente da minha lavra e depois de ouvir outros órgãos da instituição, pesando o interesse institucional".

Exacto. Só falta acrescentar que é possuidor de uma magnífica parelha de renas voadoras e que temos todos que lhe enviar uma carta com as prendas que desejamos receber neste Natal.

Não deve ser nada agradável ser-se metido na linha por um Ministro,
que teve que intervir num assunto tão banal e que não levantava qualquer espécie de dúvidas legais, mas é esse o preço a pagar por não ter espinha dorsal e por possuir uma mente perturbada, como podemos constatar em crónicas e mais crónicas nas páginas d' A Bola.

Quanto a nós, que é o que realmente interessa, é tempo de recuperar o tempo que nos foi roubado. Bom trabalho, professor José António Silva!

Ei-lo

Com Pedro Proença no relvado, não preciso de ser bruxo para adivinhar o que Carvalhal vai dizer aos seus jogadores: "Atirem-se pró chão!" (se bem que ao etíope não é preciso dizer-lhe nada).

Este ano Vítor Pereira perdeu totalmente a pouquíssima vergonha que tinha na cara.

Jorge Sousa e os 2045 aldrabões

Hoje, mais do que nunca, as imagens que ainda ninguém viu do que se passou no túnel de Braga ganham acrescida importância.

Diz Cardozo no jornal A Bola:

"Apenas digo que a informação colocada pelo árbitro no relatório não foi verdadeira, pois no túnel nada se passou. Fui directamente do relvado para o balneário. O árbitro terá escrito que me peguei com um jogador do Sp. Braga, perto da zona do nosso balneário, mas isso não corresponde à realidade. Tudo o que aconteceu foi o que se viu nas imagens televisivas, ainda no relvado, junto ao túnel. Fui agredido mas não agredi ninguém".

Devo confessar que não esperava estas palavras de Cardozo. Sempre pensei que ele tinha mesmo reagido a algo dentro do túnel, o que até seria compreensível depois das cobardes agressões que todos nós pudemos ver na televisão.
Mas assim tudo muda de figura. Depois destas afirmações, há uma conclusão óbvia: alguém está a mentir.

Se for Cardozo a mentir, é grave; mas é apenas um jogador e já foi punido.
Mas, meus amigos, se for Jorge Sousa, um árbitro, a mentir... Bem, além de ser gravíssimo é mais um verdadeiro escândalo no futebol português.
Só as imagens poderão dissipar esta dúvida.

Mas há algo que me deixa muito confiante: apesar de essas imagens terem sido editadas (só um inocente pensará o contrário) pela inenarrável empresa de segurança "2045", que deve ter retirado muita coisa inconveniente, eles não são mágicos.

Omitir imagens de agressões é fácil, basta carregar no delete; criar imagens de agressões minimamente verosímeis é impossível.
Se Cardozo falar verdade, ninguém conseguirá provar o contrário. Nem que contratem a Dreamworks ou a Pixar...

Ligados à máquina

O que aconteceria a Eduardo Barroso, Dias Ferreira e Rui Oliveira e Costa se a Câmara Municipal de Lisboa entregasse 18 milhões de euros ao Sport Lisboa e Benfica?

Teríamos decerto imagens chocantes nos próximos programas televisivos, onde os referidos paineleiros sofreriam apoplexias, septicemias e quem sabe até um falecimento em directo.

Da minha parte, desejo que façam bom proveito do dinheiro dos munícipes lisboetas e vejam se montam uma equipa minimamente decente que não envergonhe a cidade de Lisboa por essa Europa fora.
É que se é para continuar a fazer as tristes figuras que têm feito, mais vale desligar a máquina de suporte de vida e perecer com alguma dignidade.

Tiros nos pés

quarta-feira, 25 de Novembro de 2009

Felipe Bastos está de regresso. Os jornais dizem que foi por indisciplina. Eu não acredito. Todas as pessoas que conviveram com o Felipe enquanto ele esteve no Benfica tecem elogios ao seu comportamento e profissionalismo. "Um rapaz humilde e com muita vontade de aprender".

Não deve ser nada fácil passar meses a treinar no duro e quase não ter hipóteses de jogar, ainda por cima tendo a noção de que é melhor do que muitos dos habituais titulares. Parece-me lógico que nestas condições alguém peça satisfações ao treinador.

O problema é que o treinador se chama João Carlos Pereira e o clube é a filial corrupta de Belém. Quero aqui recordar que este senhor, depois de ter espetado quatro batatas ao foculporto ao comando do Nacional da Madeira, esteve três anos sem treinar em Portugal e até se viu obrigado a emigrar para as Arábias porque cá todos lhe fechavam a porta. Porquê? Porque no intervalo desse célebre foculporto 0-4 Nacional houve uma situação muito triste no balneário mas o então jovem e inexperiente João Carlos resolveu mostrar coragem e a sua equipa não abriu as pernas. Pelo contrário, marcou mais três golos na segunda parte.
Mais tarde percebeu que os heróis só existem nos livrinhos de BD e resolveu agarrar esta segunda oportunidade de treinar na primeira divisão com unhas e dentes. Esta época só faltou vê-lo pedir desculpa de joelhos depois de a sua equipa ter ido empatar ao Dragay...

Mas onde é que os responsáveis do Benfica tinham a cabeça quando cederam jogadores ao Belém, ainda por cima com este treinador? Mas andam todos com palas nos olhos, porra? Acordem para a vida, caramba!

Para concluir, duas perguntas:

1ª Estão à espera de quê para tirarem o Adu do Belém?
2ª Estão à espera de quê para tirarem o Coelho do Paços? Ulisses Morais não vos diz nada?

Probabilidades improváveis

terça-feira, 24 de Novembro de 2009

Qual seria a probabilidade de no sorteio da Taça da Liga o Benfica ficar no grupo de três das melhores equipas do campeonato, ao mesmo tempo que o foculporto ficava com a pior equipa do campeonato presente no sorteio e mais duas da Liga de Honra?

Seria certamente tão baixa como o Benfica ter apanhado uma equipa da primeira divisão na quarta eliminatória da Taça de Portugal.

Julgo que isto das probabilidades em sorteios que impliquem o Benfica devia ser alvo de uma tese de doutoramento de algum matemático. É curioso como probabilidades de 10 ou 20% se transformam sempre em pelo menos 90% quando o Benfica entra na equação.

Palminhas

"Ora vamos lá pôr os benfiquistas todos doidos!", deve ter sido mais ou menos isto que os responsáveis do Nojo pensaram ao fazer a capa de hoje.

Não tenho dúvida de que deve andar por aí muito boa gente de mãos na cabeça a insultar o Jorge Jesus e a imaginar que o homem afinal é um infiltrado do sistema.
Eu, como me recuso a fazer o papel de uma foca amestrada que bate palmas quando lhe pedem, não vou enveredar por esse caminho.

Só bato palmas quando quero. E vai ser já no próximo jogo.

Já faltou mais

segunda-feira, 23 de Novembro de 2009

Depois do emocionante empate de ontem contra os russos do Ekaterinburg, actual vice-campeão europeu de futsal, o Benfica junta-se assim a Luparense, Interviú Madrid e Araz no lote das quatro melhores equipas da Europa.

Agora resta esperar que a fase final da prova seja disputada em Portugal. Qualquer vantagem será bem-vinda para o Benfica finalmente se sagrar Campeão Europeu.

Benfica 0-1 Vitós

Os primeiros dez minutos de jogo não deixavam antever o que estava para vir: uma equipa apática, com poucas ideias colectivas e ainda menos no plano individual. E um treinador que, não colocando minimamente em causa todo o mérito que tem até agora, cometeu vários erros de palmatória, muito por culpa da sua teimosia.

Moreira: esta eliminação precoce da Taça de Portugal deve-se à obsessão absolutamente paranóica que inúmeros adeptos do Benfica têm pela titularidade do seu menino querido. Se tivéssemos seguido em frente mas sem Moreira a titular, seria um "Ai, Jesus!" (não o nosso, o Outro) porque ninguém dava oportunidades ao "menino". Não interessa que não tenha qualidade para ser titular do Benfica, o que interessa é que é "o menino". Deste modo, a menos que Jesus resolva brincar na Taça da Liga, "o menino" fez provavelmente o seu último jogo de águia ao peito. Obrigado por tudo e felicidades.

Ruben Amorim: devia ter percebido mais cedo que não devia ultrapassar o meio-campo. Primeiro, porque estava a ser uma nulidade em termos ofensivos; segundo, porque Targino o "comeu" de todas as maneiras e feitios.

Sidnei: sem adversário directo para marcar, teve que ir à linha várias vezes para tentar anular Targino, que passava sempre pelo Ruben. Está com uns quilinhos a mais...

David Luiz: algo intranquilo, pareceu sentir a falta de Luisão ao seu lado. Aquele descontrolo emocional no final do jogo podia tê-lo afastado do próximo jogo e não é próprio de um capitão do Benfica.

Fábio Coentrão: a culpa não é dele, é de quem o põe ali. A teimosia de Jesus fez com que o Benfica perdesse o seu joker, que saltava do banco e dava um abanão nos jogos.

Javi García: o treinador adversário foi inteligente e só atacou pelos flancos. Javi ficou meio perdido no campo.

Ramires: este rapaz precisa de descanso!

Di Maria: é nisto que dá uma semana inteira a ouvir falar do City, do Chelsea, do Manchester, do Real e de salários astronómicos. Ninguém é de ferro. E jogar imenso tempo no flanco direito também não deve ajudar muito... Não é, Jesus?

Aimar: quando o adversário coloca três (!!!) médios defensivos na zona central, só mesmo Maradona... Bem substituído.

Saviola: nestes dois últimos jogos se viu como até este genial pequeno jogador necessita de Cardozo ao seu lado.

Keirrison: jogou dez minutos e só saiu aos 79'.

Weldon: por um lado, apetece-me dizer que entrou bem; mas por outro, não consigo esquecer aquelas perdidas onde era só encostar.

Nuno Gomes: devia ter entrado mais cedo.

Felipe Menezes: devia ter entrado muito, muito mais cedo. Pelo que mostrou em apenas seis minutos, talvez o resultado fosse outro.

Jogo mau

domingo, 22 de Novembro de 2009

Não me vou alongar em comentários porque, dado o grau de irritação, é provável que diga o que não deva. Mas gostaria de deixar no ar uma dúvida: à semelhança do que se passou na época passada com Suazo, será que este ano também temos que andar a levar com o Keirrison a torto e a direito? No ano passado, Cardozo deveria ter sido sempre titular, mas sabe-se lá porquê o Suazo teve que jogar sempre que esteve em condições físicas.

Fará parte das cláusulas do contrato de empréstimo?? Com esta insistência em Keirrison hoje perderam-se mais de 60 minutos de jogo.

Um jogo que deveria ter sido um palco para nos impormos e mostrarmos que pra semana vamos a alvalixo para arrasar, tornou-se num jogo mau, péssimo até, que só vai dar ânimo ao Zbordin e criar a desconfiança no seio dos adeptos benfiquistas.

Espero que a semana chegue para colocar os níveis de moral e confiança no devido sítio...

Duas águias para um poleiro

sábado, 21 de Novembro de 2009

Jorge Jesus deixou hoje um aviso aos guarda-redes do Benfica ao dar a entender que, quando as coisas começarem a aquecer, a rotação vai parar.
Pela leitura que faço do que tenho visto até agora, esta luta vai resumir-se a Quim e Júlio César.

Quem vencerá?

Quem pode, pode

E pronto, os corruptos lá levaram a sua avante, mais uma vez. Pouco me interessa que digam que o campo está impraticável, que é um lamaçal ou que os jogadores do foculporto podem fazer dói-dóis. O que é certo é que outras equipas da Liga de Honra já jogaram ali esta época e ninguém se queixou.
Além disso, a sobranceria com que o foculporto mandou os bilhetes para trás, dois dias antes do jogo, é de quem tem plena noção de como as coisas se vão passar.

Para fechar este assunto com chave (ou apito) de ouro, só falta o jogo ser marcado para o Dragay. Já não digo nada...

Só falta um

Depois dos 4-0 ao Marlène, o Potpican foi brindado com uns expressivos 8-1, o que permitiu ao Benfica ter vantagem sobre o Ekaterinburg, pois apesar de ambas as equipas terem saldo de golos igual, o Benfica tem melhor ataque.

Assim, a equipa de futsal do Benfica só precisa de um empate no último jogo para se apurar para as meias-finais, mas desta vez vai ter pela frente um osso muito mais duro de roer.

Atenção, que estes russos sabem jogar e ainda não sofreram golos...

Filantropia

sexta-feira, 20 de Novembro de 2009

Como vem acontecendo há anos, o zbordin lá vai ter direito à sua única casa cheia da época.
Tenho um profundo orgulho neste cariz filantrópico do Benfica, um clube que foi, é e sempre será conhecido pelas suas inúmeras acções de apoio aos mais desfavorecidos, sem nunca pedir nada em troca.

Novela de um só episódio

Os guionistas do Reco-reco estão de parabéns. Arranjaram um tema que faz sucesso em todas as novelas: o regresso de alguém muito querido a casa.
E assim, lá escrevinharam a notícia sobre o regresso de Simão Sabrosa, chegando ao cúmulo de o inquérito online do dia ser "Benfica faz bem em avançar para Simão, se Di María sair?"

É uma pena que o Benfica já tenha emitido um comunicado a desmentir a notícia, perdão, novela, já que eu esperava ansiosamente pelo próximos episódios.

"Apesar do apreço e do reconhecimento pelo profissionalismo de Simão Sabrosa, que é assumida pelo Sport Lisboa e Benfica e pelo seu presidente, a quem de resto o liga uma relação de amizade, a notícia hoje publicada no Record carece de qualquer fundamento. Não há nenhuma negociação presente ou numa perspectiva de futuro que envolva o jogador ou o Clube que representa. Por tudo isto a notícia falta ao respeito ao Benfica, à família do jogador e, em última instância, aos seus leitores.

Especular com base na saída de um jogador do plantel, num acordo de cavalheiros assumido desde a saída do jogador do Benfica e, ainda, na possibilidade de Simão Sabrosa baixar o ordenado é não respeitar nenhuma das partes que a notícia decidiu envolver. Por estas razões, o Sport Lisboa e Benfica repudia a forma e o conteúdo de uma notícia que é totalmente falsa.
"

É por estas e por outras que não me canso de relembrar que o Reco-reco deve ser consultado apenas sob um ponto de vista meramente lúdico e não factual.

Mais uma à foculporto

O clube corrupto decidiu brindar-nos com mais uma prova da sua mania que controla tudo e todos.
Desta vez resolveu emitir um comunicado onde anuncia que vai devolver à Oliveirense os bilhetes destinados aos seus destruidores de áreas de serviço, bares, estações de comboio, etc.
O referido comunicado tem alguns pontos bastante interessantes. Vejamos:

1 – A deficiente qualidade do relvado do Estádio Carlos Osório coloca em causa a integridade física dos jogadores;

Curiosamente, a Oliveirense disputa nesse mesmo estádio os jogos da Liga de Honra. Mas o foculporto não pode jogar ali porque o Hulkzinho pode fazer um dói-doí.

2 – O mesmo recinto não apresenta as condições de segurança adequadas ao desafio em questão;

O estádio do Dragay também não. Ainda na época passada o motorista de uma equipa de arbitragem levou na tromba e um desgraçado da SportTv esteve quase para apanhar do Cerqueira.

4 – Esta nova configuração pode provocar situações imprevisíveis, das quais o FC Porto será sempre alheio. A responsabilidade sobre qualquer anomalia, de resto, deve ser imputada ao dono do estádio e à entidade que consentiu que o jogo ali se realize;

Alguém pode fazer o favor de enviar esta parte aos senhores do CJ que decidiram atribuir o campeonato de juniores ao zbordin?


Não estará isto relacionado com o facto de o actual presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis se chamar Hermínio Loureiro? Quantos jogos da Taça não terá já o foculporto disputado em campos bem piores?
Só mesmo um ditadorzeco de trazer por casa do calibre do flatulento para utilizar um inocente clube como arma de arremesso contra o seu odiozinho de estimação. É repugnante!

Será que se o presidente da Oliveirense não tivesse dito que só admitia jogar no Municipal de Aveiro se o adversário fosse o Benfica isto teria acontecido?
Ó senhor José Godinho, então você é sócio do foculporto há 25 anos e vai fazer uma desfeita dessas ao patrão? Ganhe juízo, homem...

Férias grátis? Também quero!

quinta-feira, 19 de Novembro de 2009

A presença de Edinho na selecção é uma falta de respeito para todas as pessoas deste país que de vez em quando se juntam com uns amigos para dar uns pontapés numa bola.
Se os critérios são correr como um maluquinho e tocar na bola sem objectivo concreto, exijo que a Federação abra candidaturas a todos os portugueses (e brasileiros, claro) que se queiram inscrever.

Agora levar o Edinho de férias à África do Sul sem qualquer espécie de justificação, desculpem lá, mas parece-me um abuso.

A elite do Futsal

Tem hoje início a Ronda de Elite da Uefa Futsal Cup. O facto de o Benfica não ter que jogar contra nenhuma equipa espanhola nem pertencer ao grupo D, que é disputado a cerca de 5000 km de Lisboa, em Baku, já me deixaram bastante optimista.
Jogando em casa, frente aos seus adeptos, esta é uma oportunidade de ouro para o Benfica marcar presença nas meias-finais da prova.

Sou um idiota

quarta-feira, 18 de Novembro de 2009

A selecção que eu mais abomino garantiu hoje a presença no Mundial graças a uma mão na bola (que faz a do Maradona parecer inocente) do jogador que eu mais abomino.

Espero que isto pelo menos sirva para que os mais ingénuos, que aqui há uns anos ficaram radiantes e esperançosos com as fortes palavras de Platini contra a corrupção, desçam à terra e abram os olhos. Aquilo foram palavras de circunstância, proferidas por um indivíduo que faz parte de uma gigantesca máquina de corrupção e de interesses chamada Uefa.

Inteligente é o meu colega de blog, que me disse que não viu o prolongamento porque já sabia no que aquilo ia dar. Mas aqui o lírico estava com confiança nos bravos irlandeses e ainda teve uma nesga de esperança.
A esperança dos idiotas, está visto...

P.S. A lata do Henry no final do jogo a confortar os destroçados irlandeses é qualquer coisa de inumano. Não se faz.



Interesses

Ao que parece, o nosso velho amigo Quique Flores está interessado em Miguel Vítor.

Eu gostava era que ele agora estivesse tão interessado no Balboa como quando nos fez dar 4 milhões pelo moço.
E, já agora, que mostrasse também o mesmo interesse pelo Jorge Ribeiro. De certeza que há no Atlético algum defesa esquerdo que precise de ir para a bancada ver uns jogos do Ribeiro a titular, para aprender a defender...

Adu

A situação de Freddy Adu começa a ser preocupante.
Com um terço do campeonato decorrido, e apesar de estar numa equipa banal, só foi convocado por quatro vezes. Foi titular uma única vez (saiu ao intervalo), noutro jogo entrou aos 65' e nos outros dois jogos nem saltou do banco.

Espero que o Rui Costa esteja atento a este caso e que em Janeiro haja uma conversa franca e aberta com o treinador do Belenenses, para saber se este conta ou não com Adu e se lhe vai dar hipóteses de jogar mais. Se sim, muito bem; se não, terá que se arranjar outro clube para o jovem norte-americano e procurar perceber o que falhou.

É que se é para não jogar, entre estar emprestado a um clube que luta para não descer e estar no Benfica a aprender qualquer coisa com Jesus, não há comparação possível.

Adu tem apenas 20 anos, é um facto, mas se tivermos em conta que há duas épocas jogou 393 minutos de águia ao peito, na época passada uns ridículos 89 minutos pelo Mónaco e actualmente soma apenas 70 minutos pelo Belenenses, o seu futuro está longe de ser risonho.

Anedota

Não sei se já conhecem esta, acabei de a receber no mail:


Um adepto do foculporto chega a uma loja de material desportivo e depara-se com uma infinidade de camisolas de clubes de futebol. Só não via a do seu clube. Meio acanhado, pergunta ao vendedor:
- Quanto custa a camisola do Real Madrid?
- 40€.
- E a do Manchester?
- Essa custa 50€.
- E a do Benfica?
- Oh, meu amigo... Essa é a mais cara da loja por se tratar do melhor e maior clube do mundo. Custa 100€.

Aí, o homem arrisca:
- Você não tem aí a camisola do foculporto?
- Tenho sim.. Está do outro lado, na prateleira das liquidações e custa 9,50€.
- Porra! Só 9,50€?!
- Sim, sim...É uma promoção para liquidação de stocks, essas porcarias não se vendem.
- Então dê-me uma - e estendeu uma nota de 10€.

O vendedor vai à caixa registadora, coça a cabeça, e meio atrapalhado diz:
- Desculpe, mas não tenho trocos. Quer levar uma camisola do zbordin para completar os 10€?

Humildade

terça-feira, 17 de Novembro de 2009

"Qual foi o maior luxo que já fez até agora?

Foi o meu primeiro carro, ainda no Brasil, um Fiat Stilo. Ainda hoje estou a pagar a sua prestação.

Um Fiat Stilo foi o seu maior luxo?

Puxa! Na altura, se foi..."

Ramires, in O Nojo


Parecendo que não, este pequeno pormenor da sua vida pessoal ajuda a perceber muito do que vemos dentro do campo. Ramires não engana, é mesmo especial.

LOL

"Ao que apurámos, o Benfica pagou 4 milhões de euros pela cedência de Keirrison".

Malta do Reco-reco, não seria mais simples ser honesto e escrever "Ao que inventámos, o Benfica pagou 4 milhões de euros pela cedência de Keirrison"?

Um grande LOL para vocês, seus malucos!

Angústia de Janeiro

segunda-feira, 16 de Novembro de 2009

Estou extremamente preocupado com o futuro do Benfica após o início do período de transferências de Janeiro.
Não vai ser fácil continuar a atacar o título sem Luisão, David Luiz, Javi García, Ramires, Di Maria, Aimar e Cardozo.

Espero é que os senhores da comunicação social sejam tão lestos a contratar jogadores para o Benfica como são a vendê-los.

Aviso

Fugiu recentemente de uma instituição psiquiátrica, onde se encontrava em tratamento há alguns anos, um conhecido doente mental da nossa praça. A última vez que foi visto, vestia calças escuras e camisa verde e deambulava pelas ruas de Portimão. Tem uma barbela ridícula e recentemente anda sempre munido de um microfone, que usa para balbuciar sons ininteligíveis. Pede-se a quem conheça o seu paradeiro que entre imediatamente em contacto com o 112 e que não se aproxime do indivíduo por trás, já que ele normalmente começa a esbracejar e a gritar: "Penálti! Penálti sobre o Liedson!"
Depois de visualizarem o vídeo, os médicos que seguem este grave doente ficaram também impressionados com o indivíduo que agita as maracas e pretendem interná-lo para avaliar o seu estado mental, pelo que informações acerca do seu paradeiro são também bem-vindas.
Obrigado.

"vai ser uma surpresa"! e foi...

domingo, 15 de Novembro de 2009

"O próximo treinador do Sporting vai ser uma surpresa para todos". Bettencourt dixit

"Calma", pensei eu... Vindo de quem vem isto só pode ser uma surpresa, sim, mas das hilariantes.

Meu dito, meu feito...Carlos Carvalhal é o escolhido e já foi comunicado à CMVM a contratação.

E atento o ódiozinho de estimação que os lagartos têm ao nosso clube, este Carvalhal será muito bem-vindo, ou não nos tivesse dirigido um "mamem filhos da p..." num jogo Benfica-setúbal, há uns anos atrás.

Continuo a perguntar se o presidente do zbordin tem a mínima ideia do que diz. Amanhã, quando for apresentado, em plena euforia sportinguista (ou não), será que também entoará um "Carvalhal forever"?

P.S. Carvalhal, espero ter oportunidade, em alvalade, de retribuir o que me chamaste há uns anos.

Incrível

sábado, 14 de Novembro de 2009

Estava eu muito bem a ver o Brasil vs Inglaterra, quando subitamente o escrete fica reduzido a um jogador. Nunca tinha visto tal coisa.
Expulsões? Nada disso, foi mesmo o comentador que passou a ter apenas olhos e boca para o íncrivel Hulk.

A sucessão dos comentários é uma verdadeira pérola:

Quando Hulk entrou: "Hulk tem aqui uma boa oportunidade para se mostrar, já que a Inglaterra tem que arriscar para chegar ao empate".

Kaká faz uma jogada genial: "Hulk já jogou no Vilanovense".

Passado cinco minutos depois de ter entrado: "Vamos ver se Hulk dá seguimento às boas exibições que tem feito no foculporto".

Perto do fim e depois de, como seria de esperar, Hulk não ter feito nada: "Hulk teve azar, o jogo estava muito partido e houve muitas substituições".

À capitão

Ontem não pude acompanhar o jogo com a devida atenção, mas gostei muito de ver o Nuno Gomes abraçado a dois juniores no final.
Neste momento, mais do que pelos seus dotes futebolísticos, o Nuno tem esse papel dentro da equipa.

O meu canário viu e tal

sexta-feira, 13 de Novembro de 2009

Quem segue este blog sabe que aqui não há aquele género de posts tipo "eu sei de fonte segura e tal", "tenho um amigo que sabe e tal", "o meu canário viu e tal", etc. Apesar de ir sabendo ocasionalmente de algumas coisas, isso não faz o meu género e então quando o assunto envolve o Benfica nem sequer me passa pela cabeça pôr cá fora qualquer tipo de informação.

Porém, desta vez, e como não é nada relacionado com o Benfica, vou abrir uma excepção. Esta estória é demasiado deliciosa para não ser contada...

Ontem à noite estava tudo certo para haver novo treinador no Lumiar. Inclusive entre os clubes, daí o comunicado de hoje à CMVM. Faltava apenas limar alguns detalhes pontuais.
Aliás, mas alguém no seu perfeito juízo acredita que se ia fazer um comunicado à CMVM sem existir acordo entre clubes? Eles são um bocado totós, é verdade, mas nem tanto...

Pois bem, a filial corrupta do Calhabé recebeu hoje instruções superiores e, à última hora, exigiu uma quantia absurda para libertar o moço. É simples, é triste, mas é a verdade.

Um abraço aos meus amigos de Coimbra. Vai ser difícil sair do pântano onde vocês próprios se enfiaram.


P.S. Não tem preço imaginar o melão que o Cotonete acabou de engolir.

Renascer

Parece que finalmente Maradona abriu os olhos para Saviola e prometeu dar-lhe oportunidades nos próximos amigáveis. Se continuar a jogar assim, El Conejo estará decerto no Mundial, o que fará com que o Benfica tenha a séria possibilidade de colocar três jogadores na poderosa selecção argentina.

Pensar que há precisamente uma década atrás tínhamos, entre outros artistas, Machairidis, Chano e Uribe no plantel, e que hoje estamos assim...
Meu Deus, tanto mal te fizeram, meu Benfica. Quase dá vontade de chorar.

25,032! Ganhámos! Ganhámos!

Esta Taça da Liga é realmente a competição mais ridícula de que há memória, e não é o facto de o Benfica a ter vencido no ano passado que me faz mudar de opinião.

No Grupo A, do qual faziam parte Académica, Beira-Mar e Portimonense, registaram-se três empates a zero (viva o futebol espectáculo), o que fez com que se determinasse o vencedor do grupo recorrendo à média de idades.

Procedeu-se então ao cálculo da média e o Portimonense foi o feliz contemplado com a passagem à fase seguinte de tão emocionante prova. Não porque jogou melhor do que os outros, mas sim porque foi inteligente na interpretação dos regulamentos, fazendo entrar um jovem guarda-redes de 19 anos para o lugar do habitual titular de 35 anos aos 91 minutos de jogo.
É de salientar que se o referido jovem não tem estado em campo durante dois preciosos minutos, o Portimonense não teria a média de idades mais alta e seria a Académica a seguir em frente.
Claro que agora, bem à portuguesa, a Académica também reclama ter a média de idades mais baixa. Vamos ver no que isto vai dar...

Lembram-se de como era emocionante ver o nosso Mantorras a aquecer? Virávamo-nos uns para os outros, eufóricos: "Vai entrar o Mantorras! Já ganhámos!" E ele lá entrava aos 80' e dava-nos a vitória poucos minutos depois com os seus golos milagrosos.
Era porreiro, não era?

Pois bem, esqueçam esse tipo de emoções.
No futebol moderno, a coisa já não é assim. Imaginem um miúdo de 17 ou 18 anos a preparar-se para entrar, sob o olhar atento dos adeptos:
- "Vai entrar o Abílio! Faz aí as contas no telemóvel, rápido!"
- "Baixámos de 25,759 para 25,032! A outra equipa tem 25,469 e já não tem substituições! Ganhámos! Ganhámos!"
- "Toma! O treinador deles é mesmo nabo, ficar sem substituições com uma média dessas quando sabia perfeitamente que tínhamos o Abílio no banco!"
- "Eh, eh! A substituir desta maneira ninguém nos segura este ano!"

Poderá não ser tão interessante, admito. Mas é mais simples e ninguém se aleija.

Silêncio

quinta-feira, 12 de Novembro de 2009

Nunca esquecerei o minuto de silêncio em memória do nosso Fehér, no jogo contra a Académica. Foi provavelmente a experiência mais imponente por que já passei. Muito mais do que o festejo de qualquer golo ou mesmo título, ver aquele Estádio cheio e mergulhado num silêncio sepulcral é algo de tal forma transcendente que só quem esteve presente sabe o que significa.

Felizmente que nesse jogo ninguém teve a ideia absolutamente pateta de começar a bater a palmas. Se tivermos em conta que a palavra "silêncio" significa "ausência de ruído", torna-se claro que uma salva de palmas, por melhor intenção que tenha, é algo de despropositado.
Não sei onde nem como começou essa moda, mas já era tempo de acabar com ela. Nunca vi baterem palmas em funerais...

Volto a sublinhar que só quem esteve naquele Benfica vs Académica é que sabe a força que um minuto de absoluto silêncio tem, e o profundo respeito que impõe. E é disso mesmo que se vai tratar no próximo jogo na Luz: mostrar o nosso respeito pelo Robert Enke.
Só no final desse minuto as palmas serão bem-vindas.

Gostaria que quem fosse ao próximo jogo passasse esta ideia e, se possível, enviasse um mail para o Sport Lisboa e Benfica, como eu e tantos outros benfiquistas já fizemos.

"Gostaria de pedir, a quem de direito, que no próximo jogo no Estádio da Luz, contra o Vitória de Guimarães, o speaker informasse os espectadores presentes que o minuto de silêncio em memória de Robert Enke fosse mesmo para cumprir em silêncio, e não com palmas, à semelhança do que aconteceu com Miklos Fehér.

Obrigado pela atenção."


O Robert merece.

O mago

David Luiz, Di Maria e Cardozo. Estes três jogadores renovaram recentemente os seus contratos e com isso o Benfica aumentou as suas cláusulas de rescisão.
Curiosamente, o jogador que está nas bocas do Mundo, que é titular da sua selecção e que tem o financeiramente poderoso futebol inglês de olho nele, foi o que ficou com a cláusula de rescisão mais baixa.
Até uma criança de oito anos consegue perceber que isto não faz qualquer sentido.

Por outro lado, as crianças de oito anos não conhecem os dotes de Jorge Mendes.

Robert Enke Nummer 1

quarta-feira, 11 de Novembro de 2009

Numa pequena homenagem ao Robert, este post será o único de hoje.


Antes de mais, é muito triste constatar que dois do três melhores guarda-redes que vi jogar pelo Benfica já não estão vivos. Resta apenas Preud'homme, e espero que por muitos e bons anos.

Enke chegou ao Benfica a poucos dias de fazer 22 anos, pela mão de Jupp Heynckes, e eu pensei imediatamente que o treinador alemão se estava a preparar para fazer o mesmo que o seu antecessor, Souness: encher o plantel de compatriotas de qualidade duvidosa. Como me enganei!

Enke vinha para ser o terceiro guarda-redes do plantel, tendo Bossio e Nuno Santos à sua frente. Face à fraca qualidade dos outros dois e a uma lesão de Bossio, Enke foi chamado à baliza, mostrou qualidade, ganhou o carinho dos adeptos, e não mais saiu de lá.

Em três anos de águia ao peito, tendo o Benfica equipas a roçar o ridículo, Enke sempre foi um dos poucos jogadores com qualidade e classe suficientes para representarem o clube, como aliás Mourinho reconhece no seu livro. Por isso, compreendo perfeitamente que quando a hipótese Barcelona surgiu, Enke quisesse tentar a sua sorte e saísse.
Infelizmente não foi uma escolha acertada, como o próprio reconheceu mais tarde. Enke ainda era muito novo e o Barcelona sempre foi uma máquina de trucidar guarda-redes. A partir daí a sua carreira foi sempre a descer, tendo sido emprestado ao Fenerbahce e Tenerife, e começaram as depressões.
Enke regressou à Alemanha em 2004, recuperou a alegria de jogar, tornou-se rapidamente num ídolo do Hannover e preparava-se agora para ser o dono da baliza da sua Mannschaft na África do Sul.

Quando no princípio desta época se falou que o Benfica procurava um guarda-redes, pensei automaticamente nele. Acabava o contrato em Junho de 2010, sempre disse que gostava muito de regressar à Luz e julgo que até tinha uma casa na zona de Sintra.
Infelizmente o meu desejo não se concretizou e agora Enke não vai regressar mais.

Nos seus tempos no Benfica, mais do que grandes defesas, recordo a sua imagem de marca: antes do início de cada jogo, brindava o público atrás da sua baliza com três palmas junto a cada poste. Nunca nos mandou calar, nunca se riu quando sofreu um golo. Dava tudo em campo.
No seu último jogo de águia ao peito, os NN
exibiram uma faixa com a frase: “Serás sempre o nosso número 1″.

Para mim também.

Quanto mais ouço e leio notícias sobre a forma como morreu, mais revoltado e triste me sinto. A ideia dele a caminhar sobre os carris, rumo ao fim, enche-me de lágrimas.

Muito obrigado por tudo, Robert.

Faltam-me as palavras

terça-feira, 10 de Novembro de 2009


Foi um orgulho ver-te de águia ao peito.
Descansa em paz, Robert.

100%

Sempre cedi de bom grado 0,00001% do meu sofrimento a ver jogos de futebol à selecção. Os restantes 99,99999% eram obviamente para o Benfica.
E apesar de 0,00001% poder parecer insignificante, o que é facto é que, sempre que Portugal jogava, havia algo cá dentro que me dizia que estava a trair o Benfica.

Pois bem, isso agora acabou. Consigo ver um jogo da turminha do Queiro(ó)s(z) da mesma forma que vejo jogos do campeonato inglês: tenho uma equipa preferida, sim senhor, mas se ela não ganhar não me aborreço rigorosamente nada. Não há palavrões, saltos do sofá, objectos arremessados, mãos na cabeça, dores de estômago, suores frios, murros na parede ou comandos partidos. Há apenas uma calma absoluta.
E se tiver outra coisa minimamente interessante para fazer, o jogo é descartado sem pensar duas vezes.

Portanto, e do fundo do coração: obrigado, professor!

Há sempre um "mas"

A todos os idiotas que querem fazer passar a ideia de que não há falta sobre Di Maria no lance que origina o golo do Benfica, e que começam a explanar a sua opinião da seguinte forma:

"De facto, o jogador da Naval entra em contacto com a perna de Di Maria e não chega a tocar na bola, mas..."

"Mas"?!?! Mas o quê?

Mas custa muito estar a 5 ou a 11 pontos. Só pode ser isso...

Benfica 1-0 Naval

Apesar de ter a sensação que me estava a preparar para ver mais uma sequela do filme de horror "Guarda-redes adversário faz a exibição da vida dele no Estádio da Luz", acreditei até ao fim que o Benfica ia marcar. Nem que fosse nos descontos. E senti que os jogadores também acreditaram nisso, acreditaram que tamanho esforço e empenho não podia deixar de ser recompensado com a vitória e os consequentes três pontos. Assim foi.

Quim: entreteu-se a ver o colega Peiser brilhar.

Maxi: muito activo no primeiro tempo, mas depois foi perdendo fulgor e intervenção no jogo. Bem substituído.

Fábio Coentrão: sempre muito esforçado e raçudo, teve a clarividência de escapar ao amarelo que o deixaria de fora em Alvalade.

Luisão: meteu Kerrouche no bolso sem dificuldade nenhuma.

David Luiz: grande exibição! Excelentes dobras às subidas de Coentrão e muitas investidas que desequilibraram o meio-campo adversário. Impecável na defesa.

Javi García: destruiu as poucas tentativas que a Naval esboçou para trocar a bola, roubando-a quase sempre. Na primeira parte, uma cabeçada e um livre com selo de golo foram-lhe negados por Peiser. Acabou por ser o herói do jogo, com outra cabeçada fulgurante, e bem o mereceu pela exibição fantástica que fez. Se Peiser não tivesse feito o jogo da vida dele, Javi podia perfeitamente ter feito um hat-trick.

Ruben Amorim: ao contrário do jogo de Liverpool, hoje não fez esquecer Ramires. Apesar do voluntarismo, da entrega e de algumas boas combinações com Maxi, falta-lhe aparecer na área para finalizar como o brasileiro tão bem sabe fazer. Acabou a defesa direito.

Di Maria: voltou a partir a loiça. Na primeira parte destacam-se um livre e um remate descaído na esquerda para duas excelentes defesas de Peiser. Na segunda parte teve um remate espectacular que Peiser defende para a barra e marcou o livre que deu o golo. Mas apesar de tudo isto, hoje irritei-me algumas vezes com as suas tentativas de furar no meio de três ou quatro adversários. Di Maria é um excelente jogador, com atributos técnicos extraordinários, mas tem que perceber que jogadas desse género têm poucas hipóteses de sucesso. Partir para cima do adversário em um contra um ou mesmo um contra dois ainda vá, agora contra mais é pura parvoíce!

Aimar: teve sempre um ou dois polícias em cima, o que o obrigou a recuar muito para vir buscar jogo. As suas habituais tabelinhas com Saviola não surtiram o efeito habitual, tal era o aglomerado de adversários estacionados em frente à área. Saiu aos 85 minutos, completamente esgotado.

Saviola: pareceu sentir a falta de Cardozo, seu habitual companheiro de ataque. O entendimento com Nuno Gomes nunca foi o melhor, o que facilitou as marcações dos defesas contrários. Na primeira parte esteve muito perto de marcar, mas a bola foi ao poste.

Nuno Gomes: exibição cinzenta. Falhanço verdadeiramente inacreditável na cara do guarda-redes. Jesus fez muito bem em tirá-lo.

Weldon: procurou utilizar a sua velocidade para ajudar a rasgar a defesa da Naval.

Keirrison: não dá para devolver? Veio com defeito...

Felipe Menezes: mais frescura para os minutos finais, dado o estoiro físico de Aimar.

Ufa!

segunda-feira, 9 de Novembro de 2009

Antes de escrever a crónica do jogo, preciso só de desabafar:

CARREGA, BENFICA!!!

Ufa! Custou mas foi!

Todo o cuidado é pouco

Acabei de me lembrar agora que o Javi está apenas a um cartão amarelo de ficar suspenso por um jogo.

Julgo que seria uma óptima ideia levá-lo hoje para limpar a folha no jogo da Taça, porque se por acaso jogar contra os vitós é certinho que terá o amarelo à sua espera.


P.S. É claro que se isto acontecer, o Benfica vai ser acusado de se aproveitar vergonhosamente dos regulamentos, de não ter ética, etc, etc, etc. Porém, quando o Fucile fez o mesmo na época passada, já foi um espectacular acto de gestão que demonstrou bem como é eficiente a máquina do foculporto.

Adenda: pelos vistos estava enganado e agradeço ao leitor EagleHeart este esclarecimento.
"Os cartões amarelos não limpam na taça, apenas os vermelhos. Ou seja se o Javi (e o Coentrão) virem um Camarelo hoje não jogam contra o Sporting. Mas se por acaso levarem, então a solução será levar o segundo (e logo vermelho) assim já limpa na Taça."

De facto tem razão, foi precisamente isso que aconteceu com o Fucile no ano passado. Foi expulso de propósito para limpar. Espero que o Javi e o Fábio façam o mesmo se hoje levarem um amarelo, como é previsível.

Logo à noite

Quero o Estádio assim:



Carrega, Benfica!

Sms armadilhado

domingo, 8 de Novembro de 2009

Vinha eu muito sossegado de viagem quando recebo uma mensagem do meu colega de blog: "Golaço do Rolando".

Por sorte, alguns segundos antes, tinha mudado de estação e ainda fui a tempo de festejar o golo do Marítimo, se não ainda me tinha dado um colapso nervoso dentro do carro.

Não se brinca com estas coisas, pá!

Para ler

sábado, 7 de Novembro de 2009

Excelente, o último post do Geração Benfica. Recomendo a leitura.

A grande depressão

"Houve uma depressão muito grande devido à pré-temporada do Benfica", reconheceu Paulo Bento.

Ainda são precisas mais provas de que os adeptos, dirigentes e, pelos vistos, atletas do zbordin vivem em função do Enorme?
Estivesse o zbordin com os mesmos 12 pontos de atraso do Braga, mas à frente do Benfica, e Paulo Bento ainda hoje seria treinador e Pedro Barbosa... hmm... andaria por ali.

Foi este o resultado da cobarde aliança com o chocolateiro do norte. Quiseram acabar com o Benfica e o tiro saiu-lhes pela culatra.

Apesar de tudo, entristece-me ver como um clube que já foi grande e muito importante no panorama desportivo nacional chegou a este ponto.

Segurem-me que eu vou-me a ele!

sexta-feira, 6 de Novembro de 2009

Pedradas, tiros, bastões, invasões de zonas VIP e agora, para cúmulo dos cúmulos, o presidente despe o casaco para tentar agredir um adepto. É este o tal clube que, segundo palavras do próprio presidente, minutos antes, prima pela diferença e elevação.

O título de juniores ficou em boas mãos, não haja dúvida!

Sexo fraco?

Já alguma vez imaginaram como seria um jogo de futebol feminino, em que uma das equipas era treinada pela Besta Alves e o árbitro era o Jorge Sousa?

Pois bem, seria mais ou menos isto:


Estou solidário

Esta época não tem sido nada fácil para os treinadores de clubes mais modestos. Hoje, mais uma equipa do meio da tabela ficou sem treinador.
Ainda nem sequer decorreu um terço do campeonato e já oito equipas, em dezasseis, mudaram de treinador.

É assim o mundo cruel do futebol...

Everton 0-2 Benfica

quinta-feira, 5 de Novembro de 2009

Entrada em campo cautelosa e calculista do Benfica, que conseguiu suster muito bem a esperada avalanche inicial do Everton. Apesar do domínio dos ingleses, o Benfica ia respondendo a espaços, deixando o aviso que podia marcar a qualquer a momento. A poucos minutos do fim da primeira parte, duplo azar: Cardozo acerta no poste e Ramires lesiona-se.
A segunda parte foi totalmente diferente. O Benfica entrou mandão e teve várias oportunidades para inaugurar o marcador, que teimava em mostrar um tristonho 0-0. Até que, aos 60 minutos, El Mago entra em campo e... fez magia.

Júlio César: exibição muito segura. Respondeu bem sempre que foi chamado a intervir.

Ruben Amorim: sentiu algumas dificuldades nos minutos iniciais, mas muito por culpa de Di Maria, que não acompanhava as subidas do perigosíssimo defesa esquerdo inglês, Baines. Na segunda parte, Ruben passou para o meio-campo e fez uma exibição espectacular, fazendo esquecer Ramires, o que não é nada fácil.

David Luiz: um bom regresso a uma posição que nunca será a sua. O melhor jogador do Everton, Cahill, que aparecia muitas vezes no seu flanco, nem se viu em campo.

Luisão: absolutamente fabuloso na primeira parte. Perto dos 30 minutos, já ia nos dez cortes mas depois parei de contar. Na segunda parte não teve tanto trabalho. Se o Benfica não sofreu hoje um golo, a ele se deve.

Sidnei: regresso em grande à titularidade. Não tão exuberante como Luisão, mas teve um jogo sem falhas.

Javi Garcia: meteu Cahill no bolso mas teve mais problemas com Fellaini. A par de Luisão, foi o jogador mais importante para suster a avalanche inicial do Everton.

Ramires: hoje foi o chamado box to box e cumpriu essa tarefa exemplarmente. Recuperou inúmeras bolas e apareceu muitas vezes na zona de finalização. A poucos minutos do intervalo lesionou-se. Esperemos que não seja grave.

Di Maria: mais uma grande exibição do craque argentino. Sempre muito endiabrado e a deixar a cabeça em água aos defesas adversários. Teve várias oportunidades para marcar e bem o merecia.

Fábio Coentrão: exibição pouco conseguida. No final da primeira parte, cruzou para Cardozo cabecear ao poste. Bem substituído.

Saviola: logo aos quatro minutos colocou os ingleses em sentido. A abrir a segunda parte teve outra boa oportunidade. Com a entrada de Aimar, Saviola ganhou nova vida e inaugurou o marcador, estando também ligado ao segundo golo do Benfica.

Cardozo: apesar de ter cabeceado uma bola ao poste e marcado o golo da praxe, neste jogo o paraguaio destacou-se mais pela forma como procurou servir os seus companheiros de equipa, como é exemplo o grande passe a isolar Di Maria.

Maxi: entrou para o lugar do azarado Ramires e foi ocupar o seu lugar habitual no lado direito da defesa. Teve alguns problemas inicias com Bilyaletdinov mas rapidamente acertou com a marcação.

Aimar: com ele em campo o futebol do Benfica ganha qualidade extra. A forma como em dois ou três minutos pegou no jogo, como se já estivesse em campo há muito tempo, não é para todos. Curiosamente, ou não, os golos apareceram rapidamente. É assim este nosso "velho e acabado" Aimar. Classe pura.

Felipe Menezes: julgo que nem tocou na bola.

O respeito é muito bonito

É impressionante o respeito, a admiração e o carinho que o nosso Eusébio continua a granjear por esse mundo futebolístico fora. Os ingleses, mais do que todos os outros, têm por ele uma tal reverência que chega a ser difícil de acreditar.

Já neste país do terceiro mundo, onde impera a inveja, a coisa não é bem assim. Eusébio é idolatrado por milhões de benfiquistas, é verdade. Mas é só.

Chega a ser confrangedor ver certos comentadores, adeptos de outros clubes, dos principais programas de debate desportivo da televisão falarem sobre Eusébio. Por mais que se esforcem por ser politicamente correctos, não conseguem esconder o tremendo desconforto que é para eles elogiarem a Pantera. Só porque ele foi jogador do Benfica... Nem sequer interessa que, principalmente na década de sessenta, Eusébio tenha levado o nome de Portugal aos quatro cantos do planeta.

Só quando não tem câmaras nem microfones à frente, é que essa gente mostra a sua verdadeira face. Já mais descontraídos e brincalhões, pare eles Eusébio passa a ser "o macaco".
E esta eu ouvi, ninguém me contou.

Tenho a certeza que os benfiquistas em geral não esperam que adeptos de outros clubes admirem o Eusébio. Se não são capazes de mais, já só pedimos respeito.
Mas pelos vistos nem a isso o melhor jogador português de todos os tempo tem direito.

Que ao menos o exemplo dos ingleses sirva para fazer corar de vergonha muita gente e mudar certas mentalidades.

Pensar a longo prazo

O jogo de hoje e o seguinte da Liga Europa, contra o BATE, vão ser importantíssimos.
Porque podem selar o apuramento do Benfica para a fase seguinte e porque podem permitir encarar o último jogo da fase de grupos, em casa contra o AEK, com relativa indiferença.

É bom recordar que três dias depois, o Benfica recebe o clube corrupto, que certamente irá fazer descansar jogadores importantes contra o Atlético.
Para ficar em pé de igualdade nesse aspecto, seria óptimo que o Benfica pudesse fazer o mesmo.

Fazem tudo ao contrário

quarta-feira, 4 de Novembro de 2009

Partindo do princípio de que uma agressão dá direito a, pelo menos, dois jogos de suspensão, porque é que os três estarolas, Vandinho, Ney e Mossoró vão poder jogar no próximo jogo do campeonato?

Esses três jogadores já deveriam estar suspensos, ou será que os senhores do Conselho de Justiça foram as únicas pessoas que ainda não viram as agressões na televisão? O inquérito que prometeram abrir deveria servir única e simplesmente para determinar que tipo de sanção seria aplicada a esses jogadores, já que as imagens constituem uma prova irrefutável.

Num país normal, esses três estarolas cumpririam a pena mínima nos dois próximos jogos. Depois, com o inquérito concluído, iam ficar a saber se a pena seria ou não agravada. Se a pena fosse de três ou quatro jogos, cumpririam mais um ou dois jogos de fora, respectivamente.
Por outro lado, se o Conselho de Justiça determinasse a pena mínima, esta já estaria cumprida. Simples.

Mas este cantinho não é, de todo, um país normal.

À pedrada

"...em termos morais não muda absolutamente nada, pois estivemos invencíveis no campeonato, não houve uma equipa que nos conseguiu bater até ao momento em que o árbitro apitou no jogo em Alcochete. Agora apareceu uma equipa de doutores que resolveu mudar as leis, numa absoluta novidade".

"Aliás, no meu currículo tenho registado esse título e não vou mudar. Desta vez não recebo a taça nem a faixa de campeão, mas em termos morais sinto-me campeão".

Palavras de João Alves, treinador da equipa campeã da época passada.

Não podia estar mais de acordo. Mas infelizmente, em Portugal, os campeonatos podem mesmo ganhar-se à pedrada.

O acórdão invisível

terça-feira, 3 de Novembro de 2009

A todos os que puderem ter acesso ao acórdão do CJ, lanço um desafio. Comecem por procurar a palavra "derrota". Já está? Não aparece não é? ok... Continuando...Procurem agora "perda". Eu dou-vos tempo...Está? Também não aparece?! Ora bolas... Então, por último, procurem "pontos". Também não?? Surpreendente...

É que certos pasquins conseguiram retirar essas palavras do acórdão, sem qualquer tipo de hesitação...

Mais grave ainda foi a FPF ter homologado os resultados do campeonato de juniores, atribuindo a vitória aos sportinguistas. Também a FPF foi capaz de tirar um coelho...desculpem... a derrota de um acórdão que não se pronuncia senão sobre a matéria invocada pelos recorrentes em sede de recurso. Ou seja, pronuncia-se tão-só sobre as penas que foram aplicadas em sede de primeira decisão. E o que este acórdão agora acrescenta de novo é somente que ao sporting deve ser acedido parcialmente o que invoca, reduzindo-lhe a pena inicialmente cominada.

Tal como jorges sousas conseguiram ver uma falta inexistente na área do Braga, anulando-nos um golo limpo, tal como o fiscal de linha presenciou as agressões a Cardozo e Raul José e nada parece ter visto, também agora a FPF parece ter decidido seguir este rumo. Ver ou não ver, tanto faz, desde que seja para lixar o Benfica. Do que esta malta não se lembra é que eles precisam mais de nós do que nós deles.

P.S.: Afinal, o presidente da agremiação verdusca sempre tinha razão. Podem mesmo ganhar-se campeonatos à pedrada...

Só um...

Será que o Excelentíssimo Senhor Doutor Paulo Gonçalves poderia conceder-nos a fineza de ganhar um processo para o Sport Lisboa e Benfica?
Estarei a pedir muito? Com o que ele está a mamar, perdão, a receber, acho que não.

Vá lá, sôtôr, só um... Ou quer que 200 mil sócios peçam por favor e façam beicinho?

O que é verdadeiramente inacreditável é que esta personagem, que começou por ser um mero assessor, passou a integrar a estrutura da SAD.
Só de pensar que há por aí tanto jovem advogado desempregado e com vontade de trabalhar que cobraria um décimo do que este senhor ganha por mês....
Mas os advogados jovens e desempregados não têm currículo nem provas dadas! - dizem vocês.
E o sôtôr Paulo Gonçalves também não -respondo eu.

Ó sôtôr, vá lá... Pronto, não insisto mais.


Só um?

Esmiuçar as agressões

Ontem vi no Jornal da Noite da Sic um excelente trabalho sobre o que se passou à boca do túnel em Braga. Até o desgraçado do Raúl José, o nosso adjunto, levou um pontapé do Vandinho.

Aqui ficam as imagens:

Aniversário negro

Como não são só as datas alegres que devem ser recordadas, convém lembrar que faz hoje 12 anos que Vale e Azevedo assumiu os destinos do Sport Lisboa e Benfica.

É bom termos este tipo de datas bem frescas na memória, para que o passado nunca mais se possa repetir.

Nojo

segunda-feira, 2 de Novembro de 2009

Por agora só tenho a dizer o seguinte:

a Federação Portuguesa de Futebol e o seu patético Conselho de Justiça que não pensem que brincam impunemente com o Sport Lisboa e Benfica por muito mais tempo.

Podem jogar sujo à vontade, que nós aguentamos.
Mas deixem os miúdos em paz, bando de cobardes!

Haverá luz ao fundo do túnel?

É bom lembrar que o que se passou em Braga já tinha sido ensaiado pelo Nacional. Mas se na Luz a coisa saiu mal, em Braga funcionou na perfeição.

Das duas uma: ou o Benfica contrata uma empresa de segurança privada para, no intervalo e final dos jogos, escoltar os seus jogadores até aos balneários, ou então todos os jogadores, membros da equipa técnica e delegados ao jogo deverão sempre aguardar que a equipa adversária recolha aos balneários e já não esteja ninguém no túnel.

Sendo o polvo um animal extremamente inteligente e um dos que melhor se adapta a novas situações em todo o reino animal, não tenham dúvidas de que esta situação dos túneis se vai repetir mais vezes, principalmente quando o Benfica jogar fora.

Não me admirava nada

Se o Ney e o Mossoró levassem uns jogos de suspensão por causa das claríssimas agressões ao Cardozo à entrada do túnel.

É que assim já havia desculpa para utilizar uma imagem que a OliveiraTv repetiu até à exaustão: um lance em que Saviola parece dar uma cotovelada na cara de Paulo César.
Era engraçado tirarem-nos os nossos dois avançados titulares do jogo contra o zbordin, não era?

Não gosto de ser bruxo, mas palpita-me que é isso que está a tentar ser cozinhado. Espero que o Benfica não esteja a dormir em relação a este assunto.

O Enorme pariu uma ratazana

Desde que fez os primeiros jogos pela equipa principal do Benfica, havia qualquer coisa que me perturbava neste jogador. Aquilo não era só a irreverência típica dos jovens. Não, havia ali mais "qualquer coisa".
Hoje, apesar de mais velho e, logo, mais experiente, essa tal "qualquer coisa" continua ali. Mas muito mais visível.

Tenho uma profunda vergonha que tal indivíduo tenha jogado de águia ao peito e que tenha sido formado pelo Sport Lisboa e Benfica. Aliás, e porque não quero ser injusto com os profissionais dos escalões jovens, é melhor dizer apenas que aprendeu a dar uns chutos numa bola, porque tenho a certeza absoluta que não são estes os valores que se ensinam nas escolas do Benfica.
Não se ensina a ser maldoso. Não se ensina a ser cobarde. Não se ensina a ser porco. Não se ensina a não ter respeito algum pelos colegas de profissão. Não se ensina a recorrer a todo o tipo de artimanhas para fazer com que o adversário perca a cabeça.
Esses ensinamentos são prática corrente de um clube mais a norte. O Benfica, tal como a maior parte dos clubes, procura, mais do que jogadores, formar homens.

Infelizmente, neste caso não saiu um homem. Saiu um indivíduo sem qualquer educação e respeito pelo próximo. Podem chamar-lhe raçudo, brigão, combativo, competitivo ou outra coisa qualquer. O Maxi ou o David Luiz, por exemplo, são tudo isso mas com uma grande diferença: são leais e correctos a jogar. E não precisam de passar o jogo inteiro a provocar os adversários para lhe ganharem os lances.

Uma coisa é certa, este indivíduo, pelo inconfundível olhar esgazeado e sucessivos comportamentos próprios de um esquizofrénico, só pode sofrer de algum distúrbio mental.

E fico estupefacto e incrédulo quando ouço dizer que ele tinha lugar no Benfica. Porra, ele tem é lugar numa cama do Júlio de Matos!

o vídeo da verdade (ou da mentira que foi o jogo)

domingo, 1 de Novembro de 2009

Primeiro, olhem para a bola tocada pelo Di Maria. Os jogadores do Braga são as novas virgens do nosso campeonato depois disto. Ofenderem-se com isto... Só com as cotoveladas e pesadas da Besta é que não se chateiam. TRISTES!

Depois, reparem no Cardozo a separar os colegas de equipa e a levar um murro na cara. Ainda assim, não reage, mas acaba expulso...

Tenho pena que a nossa equipa tenha que jogar neste país...


Confiança na equipa!

A derrota de ontem em nada pode abalar a nossa confiança na equipa. Poderá eventualmente abalar as esperanças que temos de ser campeões, mas na nossa equipa só temos que confiar. E depois do que se viu ontem, só temos de apoiar ainda mais.

Confesso que depois de ver a nossa pré-época, logo percebi que íamos ser ainda mais roubados que no ano passado. E as goleadas que temos imposto não podem nem devem fazer-nos esquecer que continuamos a ser prejudicados.

Somos claramente o alvo a abater. Então com o futebol espectáculo que o foculporto pratica, não auguro nada de bom. E nem sempre dá para disfarçar os erros dos árbitros com uma catrefada de golos.

A trampa em que está mergulhado o futebol profissional em Portugal voltou ontem a mostrar que está bem de saúde. As artimanhas e o jogo sujo foram bem visíveis. A atitude do banco do Braga ao não dar a bola ao Dí Maria só tinha por intuito acicatar os ânimos. E veja-se como as coisas acabaram... O nosso melhor marcador expulso... Conveniente, não?

O auto-controlo dentro de campo é essencial para não cairmos nestas teias que nos montam. Nós não temos a margem de manobra que os jogadores dos outros clubes têm . Basta lembrar o jogo porco que o joão pereira fez (espero não voltar a ver tal criatura com a nossa camisola vestida) e a entrada dura que fez à entrada da área, seguida de contestação, e quando já tinha amarelo, para perceber que há coisas que não acontecem por acaso.

Para acabar, não gostei de ter visto Luis Filipe Vieira sentado ao lado de um "senhorzinho" que bem cedo começou a preparar este jogo e cujas afinidades com o principal destruidor do futebol português são bem conhecidas.

Calheiros forever

Sempre que o Benfica perde, é porque o adversário trabalhou melhor.


Parabéns, Jorge. Excelente exibição. A espera que os teus ex-companheiros de claque te fizeram na noite do jogo de Leiria fez com que hoje tu desses o teu melhor.

Related Posts with Thumbnails
 
Céu Encarnado - by Templates para novo blogger
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.