Dia de Reyes

domingo, 31 de Maio de 2009

"Reyes é um jogador que nos interessa muito. Estamos muito satisfeitos com ele e estamos a negociar com o Atlético de Madrid o valor da sua compra, para que possa permanecer connosco".

Julgo que neste caso Rui Costa deveria ter tido algum cuidado na escolha das palavras. Caso Reyes não permaneça na Luz, alguém vai ficar muito mal na fotografia.

O prazo termina hoje.

Senhores, tende piedade

sexta-feira, 29 de Maio de 2009


Decidi ir aos arquivos do blog recuperar esta bonita foto tirada este ano aquando do jogo entre Estrela da Amadora e foculporto, na Reboleira, para deixar uma sugestão ao presidente do Estrela:

Sr. António Oliveira, porque é que não vai pedir os tais 10 milhões de euros aos compinchas que estão ali sentados à sua volta? As constantes abertura de pernas do Estrela devem valer alguma coisa, não? Vá lá, homem, isso para eles não é nada. A menos que sejam mais amigos do Belém...

Coração e tripas

Já não há palavras para qualificar as exibições do João Ferreirinho na baliza.

Nem da dupla de arbitragem, que, com toda a certeza, vai fazer das tripas (até porque vai estar na terra delas) coração para impedir o Benfica de se sagrar bicampeão nacional no caixote dos dragays.

Espero que o enorme coração encarnado dos nossos jogadores se sobreponha às tripas azuladas da equipa de arbitragem.

Carreeeeeega Benfica!

Correctivo

quinta-feira, 28 de Maio de 2009

Não sou adepto de violência gratuita. Mas quando uma criança se porta mal, os pedopsiquiatras aconselham que deve levar uns tabefes para aprender que aquilo não se faz. Os tratadores de cães defendem a mesmíssima coisa para os pequenos cachorrinhos.

Assim, depois desta pequena introdução educativa, e que tal se as janelas do Reco-reco e do Correio da Manha se partissem misteriosamente numa bela madrugada? Será que a escumalha em forma de jornalistas que se passeia por aqueles corredores acalmaria um bocado?

É que isto já ultrapassou todos os limites do razoável e ninguém mexe um dedo para o parar. Noventa por cento do jornalismo que se faz neste país é miserável, é cobarde e está refém de interesses de terceiros. E a tendência é para piorar, pois quem não se adapta rapidamente ao modus operandi desta gigantesca máquina de fabricar notícias é cuspido sem dó nem piedade.

Liberdade de expressão? Sempre!

Impunidade na aldrabice? Nunca!

Firmeza

quarta-feira, 27 de Maio de 2009

Muito tenho lido e ouvido que a direcção do Benfica não deve despedir Quique Flores e contratar Jesus porque gastaria cerca de 4,5 milhões de euros nesse processo, e que esse dinheiro seria muito melhor aplicado na contratação de mais um craque para a equipa. Não posso discordar mais.

Na minha opinião, se os dirigentes do Benfica têm a absoluta convicção de que Quique Flores não é a melhor opção para comandar a equipa na próxima época, então ele deve ser afastado a qualquer preço. Mesmo que isso signifique um bom jogador a menos no plantel.

Já estou completamente farto desta novela mexicana em que se transformou o assunto do "fica, não fica". A actual direcção do Benfica foi eleita democraticamente pelos sócios, como é habitual neste clube, e tem plenos poderes de decisão.
Portanto, enquanto sócio, a única coisa que peço, aliás, exijo, a quem dirige os destinos do Benfica é que não ceda a pressões, sejam elas da imprensa, da blogosfera encarnada, da oposição, de empresários, de jogadores ou até do Xanana Gusmão.
Peço apenas que sigam os seus ideais até ao fim e que ajam em conformidade. Foi para isso que foram eleitos.

O problema é que a maioria dos benfiquistas lida com este assunto tal como a maioria dos portugueses lidam com quase tudo na vida: gostam de mandar uns bitaites e ficam bastante indignados quando vêem que alguém decidiu contrariamente à sua maneira de pensar. "Se o Jesus vier rasgo o cartão", "Se o Quique ficar deixo de pagar quotas", "Se venderem o Cardozo não vou ao estádio", "Se venderem o Luisão vou ao estádio mas com uma camisa roxa com flores amarelas e uns calções verdes, para verem como estou indignado". Infelizmente, muitos benfiquistas pensam e dizem este tipo de alarvidades, porque não conseguem entender que não têm qualquer tipo de competência para decidir o que quer que seja relacionado com o Benfica.

Por exemplo: a minha opinião é que o Quique deve sair, mas isso é apenas a opinião de um mero sócio e adepto. Não vou deixar de pagar quotas ou de ir ao estádio só porque a direcção não foi de encontro às minhas pretensões.
Se contam com o Quique para a próxima época, por mim tudo bem. Se o querem despedir e contratar o Jesus ou outro qualquer, força, têm o meu apoio.

Prefiro que o Benfica tenha um treinador com o total apoio da direcção e alguns bons jogadores, do que tenha um treinador em quem a direcção não acredita mas com uma equipa recheada de estrelas.

Falou e disse

"O Di María tem as suas qualidades e eu as minhas. Não vou dizer que ele é melhor do que eu, porque acho que sou melhor. Mereço nova oportunidade no Benfica."
Foram palavras de Fábio Coentrão.

Se ele é melhor ou não do que o Di Maria, não sei, mas de certeza que se o Fábio fosse argentino ou brasileiro talvez tivesse tido mais oportunidades no Benfica.

Especulação e confusão

terça-feira, 26 de Maio de 2009

O comunicado emitido ontem pelo Benfica veio confundir tudo e todos. Será que afinal Quique fica para a próxima época?

Ainda para mais, na semana passada, foram emitidos dois comunicados sucessivos e contraditórios, acerca da contratação de Ramires.

A mim parece-me que a imprensa continua a construir realidades paralelas. Ao invés de contar o que se passou e escrever notícias, insiste em contar o que se vai passar. O jornalismo desportivo é futurologia pura no que toca a contratações, em que os três pasquins se acotovelam para lançar para o ar "notícias" bombásticas. Técnicas de marketing e não mais que isso.

Neste momento, os jornais estão a passar a ideia de que o Benfica não sabe o que fazer. Antes de mais, creio que quem originou o filme "Jesus no Benfica" foi a imprensa. Não se esqueçam que há umas semanas até o Scolari estava metido ao barulho.

Passa também a ideia de que o Quique está a dificultar a vida ao Benfica com a exigência da indemnização. Primeiro, o Quique não deve ser criticado por isto. Qual de nós abdicaria de uma indemnização caso fosse despedido de uma empresa com mais um ano de contrato por cumprir...?
Segundo, não me parece que a estratégia do Benfica mude porque é preciso pagar à equipa técnica para sair. Não acredito que este cenário não estivesse já equacionado. Acredito sim que tudo aquilo a que assistimos nas últimas semanas foi pura especulação. Preparem-se para o que está ainda para vir.

Sai um comunicado para a mesa do canto

segunda-feira, 25 de Maio de 2009

"1) A SL Benfica SAD e o Sr. Enrique Sanchez Flores celebraram e mantêm em vigor um contrato de trabalho válido até ao final da época desportiva2009/2010;

2) A SL Benfica SAD e o Sr. Enrique Sanchez Flores têm estado a debater as condições relativas à preparação da nova época desportiva;

3) A SL Benfica SAD não tem intenção de avançar com qualquer rescisão unilateral do actual contrato;

4) Não existem negociações em curso relacionadas com o contrato em vigor."


Muito sinceramente, este comunicado à CMVM não dissipa as minhas dúvidas sobre a continuação ou não de Quique Flores no Benfica, antes pelo contrário, pois ainda tenho bem presente os dois comunicados consecutivos sobre as negociações com o Ramires.

Se nos próximos dias surgir um novo comunicado a anunciar a rescisão do contrato com Quique, será a total descredibilização da palavra dos dirigentes do Benfica.

Santos milagreiros

A capa d'A Bola de hoje faz alusão ao "milagre leiriense". Deveria mencionar também quem foram os dois santinhos que proporcionaram tamanha alegria aos 24 adeptos (vinte homens, três cães rafeiros e um pardal) da União.

São Jorge Sousa fez uma breve, mas eficaz, aparição no Estádio Municipal de Aveiro, para apitar o Beira-Mar vs União de Leiria.
O seu companheiro São Paulo Costa, também da Associação de Futebol do Porto, deu um ar da sua graça no Estádio Marcolino de Castro, em Santa Maria da Feira, onde dirigiu sem mácula o Feirense vs Santa Clara.

Com estes dois santos nunca falha.

Amén!

Previsível

domingo, 24 de Maio de 2009

Continuando o tema das subidas e descidas de divisão, que dizer da derrota do Santa Clara na última jornada, que impediu os açorianos de subirem à primeira divisão? Estava-se mesmo a ver, não estava?
E o grande beneficiado é nada mais nada menos do que a União de Leiria que, como todos nós sabemos, é um grande aliado dos poderes dominantes.

Se calhar, a direcção do Santa Clara devia pensar em mudar de símbolo. O deles é muito parecido com o do Benfica e há quem tenha pavor a isso...

Ingratidão

Não consigo apagar da memória a ingratidão dos adeptos do Boavista no jogo que o Benfica foi disputar ao Bessa para ajudar aquele clube.

Por várias vezes durante o jogo, os adeptos boavisteiros entoaram cânticos insultuosos, como que esquecendo que o Benfica foi realizar aquele jogo para ajudar e não mais.

Perante tal ingratidão, resta-me dizer: sejam felizes na 2.ª B.

Coisas da vida

Deve ser frustrante ter a consciência que se fez tudo, mas mesmo tudo, para agradar a uma pessoa e no final ser-se posto de lado, como um triste cão vadio.
Mas a vida é assim mesmo, ingrata.

Que passes muitos anos na segunda, Belém. Vêmo-nos por aí.

E adeus Luisão

Obrigado por tudo e que tenhas muito sucesso no futuro. Bem o mereces!

Julgo que quem foi ao estádio percebeu.

Adeus Quique!

sábado, 23 de Maio de 2009

Sem que me restem dúvidas acerca do adeus a Quique Flores, deixo aqui algumas considerações.

Desde logo, Quique está a mais no nosso futebol. Em todos os jogos soube manter uma superioridade moral que em mais nenhum treinador se viu.

Pouco ou nada disse sobre os árbitros, que nos roubaram jogo a jogo.

E, por fim, no jogo de despedida, abraçou todos os jogadores do Belenenses, numa atitude de um grande homem, um grande senhor, em solidariedade com o sofrimento daqueles.

Num país em que o futebol é dominado por vigaristas, corruptos, árbitros, comissões de arbitragem, fruta e chocolate, submissos e conformados, Quique é um desperdício.

Não tenho dúvidas de que, num futebol minimamente honesto, teríamos sido campeões, independentemente de termos jogado mal em vários jogos. Mas o que é facto é que a equipa que foi campeã também só começou a jogar algo que se visse depois de alguns adversários terem aberto as perninhas ou de certos árbitros terem dado o empurrãozinho do costume.

Obrigado Quique!

Noite de adeus

Há dois anos atrás, três jogadores importantíssimos para o Benfica faziam o seu último jogo oficial pelo clube. O pequeno Fabrizio abandonava o relvado em boxers, com o estádio a entoar o seu nome em uníssono. Karagounis também se despediu, embora de modo mais discreto e quase imperceptível, porque as atenções estavam centradas no italiano. Quanto a Simão, não havia certezas de nada.

O ano passado (como esquecer aqueles momentos?) foi a vez de Rui Costa se despedir, de forma emocionada, dos seus adeptos de sempre. Não houve olhos para mais ninguém.

Hoje, daqui a algumas horas, novas despedidas terão lugar. Desta vez, as únicas saídas que parecem ser 100% garantidas são as de Katsouranis e de Moretto. Quanto a outros nomes, nomeadamente Luisão, Di Maria, Reyes e Cardozo, muito se especula mas nada de concreto se sabe, o que, do ponto de vista negocial, é de louvar.
Numa perspectiva completamente egocêntrica da situação, não deixa de me causar alguma angústia não saber quais os jogadores que vou ver pela última vez, lá em baixo, de águia ao peito. Por outro lado, julgo que após o apito para o final da partida, alguns jogadores, que por esta altura já estarão a par do seu futuro, vão levantar um pouco do véu sobre a sua possível saída do Benfica. É só uma questão de estarmos atentos.

Gostava que Quique Flores desse alguns minutos a Moretto neste jogo. Sei que a larga maioria dos benfiquistas não suporta a simples menção do seu nome, quanto mais vê-lo em campo, mas julgo que ele merecia uma despedida condigna. Quanto mais não seja pelas quatro exibições contra o Liverpool e o Barcelona, que nos fizeram sonhar em ir longe na Champions.

A Besta ataca de novo

sexta-feira, 22 de Maio de 2009

Queria começar por agradecer à malta do Antitripa por me chamar a atenção para isto.

Afirmo, sem vergonhas, que mal esse Centro abra portas me irei inscrever imediatamente. Já tinha pensado em frequentar um curso de Krav Maga, mas os israelitas ao pé da Besta Alves são uns meninos.

Vou poder finalmente concretizar alguns projectos de vida, como partir o maxilar a quem coma pipocas de boca aberta no cinema ao pé de mim; dilacerar a tíbia ao meu chefe quando ele me der trabalho extra; ou sair do carro e deslocar a omoplata a quem não avance imediatamente mal o sinal fique verde.

Obrigado, minha grande Besta!


P.S. É a primeira vez que ouço falar de uma escola/centro deste género que aceita pessoas dos 7 aos 35 anos. Isto é claramente um piscar de olho ao forte mercado dos seguranças de discoteca na zona do grande Porto. A Besta tem faro para o negócio.

Diz-me com quem andas...

Confesso que não fiquei minimamente surpreendido quando soube que o treinador escolhido por Bruno Carvalho para o seu projecto de Benfica era Carlos Azenha.

A única coisa em que concordo em absoluto com o senhor Carvalho é quando ele diz que "Carlos Azenha conhece muito bem o futebol português". Obviamente que ter sido adjunto no clube corrupto é a melhor escola sobre o futebol português que alguém pode ter. Fica-se a saber, de muito perto, como funcionam as coisas na íntegra.

Depois dessa experiência enriquecedora, Carlos Azenha tem passado as noites de Domingo a desempenhar com brio as suas funções de lacaio do foculporto na televisão pública: por um lado, desanca na equipa do Benfica, e por outro, fabula sobre as virtudes do foculporto e a sagacidade de Jesualdo Ferreira. Não são raras as vezes em que o Azenha, já muito próximo de um aparente orgasmo que não passa de uma mera diarreia mental, vê a sua verborreia ser parada pelo Carlos Daniel.

A última bonita recordação que tenho desses momentos remonta a Domingo passado e é bastante curiosa.
Estava o Azenha, com a sua indumentária habitual de porteiro de casa de alterne de beira de estrada, a discorrer sobre algo, quando o Carlos Daniel pede para escolherem o golo da jornada. O Tadeia responde que o do Lisandro era tecnicamente muito bom mas como era um nítido fora-de-jogo teria que escolher outro.
O Carlos Azenha olha de esguelha para o Tadeia, como se este tivesse acabado de proferir um infame sacrilégio, e replica secamente e com maus modos: "escolho o do Lisandro".
Julgo que está tudo dito sobre esta personagem.


Para finalizar, estou cada vez mais curioso em saber o resto da equipa do Bruno Carvalho para o seu projecto de Benfica. Aqui ficam alguns palpites/sugestões:

Director Desportivo - Prof. Hernâni Gonçalves
Director Financeiro - Rui Moreira
Director de Comunicação - Manuel Serrão
Responsável pelo Departamento Jurídico - Gil Moreira dos Santos
Director da Benfica Tv - Joaquim Oliveira
Fisioterapeuta - Paulinho Santos
Guarda Abel - o próprio

O estranho caso do atum

quinta-feira, 21 de Maio de 2009

O comunicado do Benfica à CMVM, aliado ao facto de o Cruzeiro dar o negócio por concluído no seu site oficial, não deixa de levantar algum sururu.

Mas vejamos:

"A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD, em cumprimento do disposto no artigo
248.º do Código dos Valores Mobiliários e da alínea i) do artigo 3.º do
Regulamento da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários nº 4/2004,
informa não serem verdadeiras as noticias veiculadas pela comunicação social
sobre a existência de negociações para a aquisição, por esta Sociedade, do
passe do jogador Ramires. "

Parece-me que o Benfica desmentiu a notícia porque esta Sociedade não vai adquirir o Ramires. O passe do jogador deve ter sido comprado por um fundo de investidores que depois o colocarão no Benfica. O Cruzeiro é que abriu a boca cedo de mais.

Ou então as coisas correram mal... Mas prefiro não acreditar nisso.

Vamos aguardar pacientemente pelo desfecho deste negócio.

Jornalismo

Depois de todos os pasquins terem garantido que Ramirés é do Benfica, eis que surge um comunicado oficial do S.L.B., em que se desmente tal notícia.

Não se entende este tipo de jornalismo. Numa altura estamos na penúria, em falência; noutra, estamos a comprar jogadores em catadupa; na primeira página de um dia diz-se que Jesus é o próximo treinador do Benfica; na página 10 do mesmo jornal, afirma-se que Jesualdo é possibilidade.

Estes "senhores" não têm Código Deontológico? Claro que têm... Aqui está o n.º 1 do mesmo:

"1. O jornalista deve relatar os factos com rigor e exactidão e interpretá-los com honestidade. Os factos devem ser comprovados, ouvindo as partes com interesses atendíveis no caso."

Como sempre disse, gente desta só tem um Código, o da desonestidade e da mentira.

Fantasia

Tive o desprazer de assistir na BenficaTV à conferência de imprensa do treinador de andebol do foculporto, Carlos Resende. Para além do tom arrogante que é timbre daquelas bandas, revelou-se verdadeiramente inacreditável ouvir aquele senhor pelas afirmações.

O senhor teve o desplante de dizer que ninguém duvida de que a sua equipa é a melhor a jogar em Portugal.

Se são os melhores, não entendo que no Dragay Caixa tenha havido 7 exclusões encarnadas,o que proporcionou 14 ataques em vantagem numérica do foculporto. Não fosse essa artimanha e o foculporto não teria obtido a vantagem que acabou por alcançar...

Que mania de ver as coisas de maneira fantasiosa...

Luisão

O Luisão é como aquele brinquedo especial que nós temos guardado desde pequenos. Por mais dinheiro que nos ofereçam por ele, nós não vendemos. E esse dinheiro nunca será muito, porque os outros conseguem encontrar um brinquedo semelhante com relativa facilidade, já que, para eles, esse brinquedo nada tem de peculiar enquanto que para nós vale o céu e a terra. É um brinquedo que nos consegue transportar para tempos mais felizes, carregados de boas memórias, e só o facto de sabermos que está ali guardado, na segurança do nosso quarto, nos deixa mais descansados.

Acredito que, para o Manchester City e tantos outros clubes, o Anderson Luis da Silva valha mesmo 12 ou 15 milhões de euros.
Mas a verdade é que, para o Benfica, o Luisão não devia ter preço.

Que tipo de gestão de plantel é esta, que deixa sair consecutivamente do clube referências do balneário e capitães de equipa?
Contando com a mais que provável pouca titularidade do Nuno Gomes, quem será a voz de comando da equipa dentro do relvado na próxima época?

Espero que a saída do Luisão não se concretize e que no próximo Sábado não seja o último jogo em que o vou ver no estádio de águia ao peito.

Corruptos e estúpidos

quarta-feira, 20 de Maio de 2009

As recentes afirmações de Emmanuel Adebayor estão a causar grande excitação entre os adeptos do clube corrupto.

Mas será que eles ainda não conseguiram entender que o Adebayor falou do foculporto como um clube pequeno e insignificante? Que, na sua cabeça, uma eventual transferência para esse clube é uma hipótese absolutamente patética e digna de piada? Porque o que o Adebayor fez não passou disso, de uma piada. Às custas do foculporto.

Haja paciência!

Mal pago

Moncho López, treinador da selecção nacional de basquetebol vai ser o novo treinador do foculporto, acumulando assim os dois cargos. Ou seja, Moncho vai receber a dobrar, por serviços prestados à selecção e ao foculporto.

Eu imagino o que estará Carlos Queiroz (ou Queirós, nunca sei) a pensar. O homem também presta serviços à selecção e ao foculporto mas só recebe um salário. É injusto.

O clube semelhante

terça-feira, 19 de Maio de 2009

Dias Ferreira foi hoje agredido. Não nutro especial simpatia pela personagem e considero-o mesmo um dos maiores anti-benfiquistas primários que conheço. Mas, justiça lhe seja feita, reconheço que também não tem papas na língua para falar do foculporto e de toda a podridão que rodeia esse clube.

É triste constatar que qualquer possível candidato à presidência do zbordin que não seja um claro apoiante da sagrada aliança com os corruptos vai receber o mesmo tipo de tratamento.

Julgo que já era tempo de se acabar com a idiótica expressão com que os zbordinguistas se referem ao seu clube, "um clube diferente", e mudarem para "um clube semelhante ao foculporto".

Podes ir andando

segunda-feira, 18 de Maio de 2009

Desde que chegou à Luz que sempre fui um fã incondicional de Katsouranis, quer pela sua postura dentro como fora do campo.
Mas ao afirmar no final do jogo de ontem, no qual foi capitão de equipa, que quer abandonar o clube, perdeu grande parte da consideração que tinha por ele.

Há alturas e locais próprios para se falar desses assuntos. O que ele fez é de uma ingratidão brutal para o Benfica e é também uma grande falta de respeito.

De luva branca

"Eu confirmo que sou uma pessoa muito respeitosa e que quando trabalho para uma equipa sou incapaz de ter uma conversa com qualquer dirigente de outra equipa. Sou assim, muito sério".

Esta deve ter doído...

Filho de peixe...

domingo, 17 de Maio de 2009

Considerado desde cedo pela generalidade da imprensa como uma das maiores promessas da arbitragem, Soares Dias é como o algodão: não engana.

Em dois jogos que apitou o Benfica esta época, em campos tradicionalmente complicados mas nos quais o Enorme dominou as operações por completo e teve um tempo de posse bola absolutamente esmagador, este verdadeiro animal conseguiu mostrar 7 cartões amarelos a jogadores do Benfica em cada um desses jogos.
É isso mesmo, foram catorze, vou repetir, catorze cartões amarelos em dois jogos e hoje ainda tivemos o bónus de ver o Yebda levar dois amarelos seguidos de vermelho em apenas cinco minutos.

Peço desculpa mas vou repetir outra vez, desta vez numericamente: 14!!!

Vê-se bem que aprendeu com o paizinho.

De regresso?

Os adeptos do zbordin têm razão para sorrir, já que Luís Figo afirmou ontem que não vai jogar mais a alto nível.

Ou seja, a probabilidade de ir para o zbordin é grande.

Jogada azul

"Teria enorme prazer em treinar o Benfica..."

Quem disse isto? Terá sido o Valdo? O Mozer? O Paulo Bento? O Jesualdo? Não... Foi precisamente Domingos Paciência, actual treinador da Académica.

Para quem não se lembra, este senhor, ha 2 ou 3 anos, não escondeu a profunda tristeza em ter ganho com a sua União de Leiria ao foculporto. E também é daqueles que se queixa muito da arbitragem contra o Benfica, mesmo sendo beneficiado como o foi este ano, e não abre a boca quando o mesmo acontece em jogos contra o foculporto.

É preciso dizer mais? É só mais um subserviente. E para o ano temos outro, o Jorge Costa. Num futuro próximo, muito próximo, para além dos dirigentes das instituições desportivas, de 60 e tal jogadores emprestados e uns quantos árbitros que pedem aconselhamento familiar, vamos ter um leque de treinadores no nosso campeonato com forte afinidade ao foculporto.

É o futebol da vergonha.

Quem brinca com o fogo...

sábado, 16 de Maio de 2009

Dos resultados dos jogos da 29ª jornada há uma conclusão importante a retirar: a possibilidade de o Setúbal e o Belém descerem ambos de divisão, sendo que a descida de pelo menos um deles é quase uma certeza.

É esta a paga que esses dois tristes clubes vão receber por mais um campeonato a abrir as pernas descaradamente ao clube corrupto que os patrocina e os vai mantendo financeiramente vivos. Seria bom que os outros clubes pusessem os olhos nisto. De que vale ser-se submisso quando nem sequer há garantias de ficar na primeira divisão?

Eu ainda compreendo que os clubes do norte sejam subservientes ao foculporto, dada a proximidade geográfica e a lembrança que paira constantemente por aqueles lados do que aconteceu ao Salgueiros, clube que sempre bateu o pé aos corruptos.
Mas custa-me muito a aceitar e a compreender que três clubes (Estrela, Setúbal e Belém) da zona de Lisboa e com pergaminhos no futebol português sigam a cartilha papal sem pensar duas vezes.

É esta a paga que vão receber pelos bons serviços prestados: um bilhete de ida, com regresso incerto, para a segunda divisão.

Parabéns!


Errata: onde se lê "três clubes (Estrela, Setúbal e Belém) da zona de Lisboa" deve ler-se "três clubes (Estrela, Setúbal e Belém) e uma agremiação (zbordin) da zona de Lisboa ". As minhas desculpas à lagartagem.

Andam a brincar connosco

É urgente fazer algo. Detemos uma das maiores massas associativas do mundo e não estamos a saber tirar partido disso. Detemos uma estrutura organizacional invejável e os resultados continuam a escapar. Somos tantos e tantos e não conseguimos levar o nosso clube ao sucesso.

Pior... Estamos a permitir que brinquem com o Benfica, vulgarizando-o e humilhando-o. Acabei de assistir na TVI a duas peças de reportagem que me deixaram boquiaberto. Primeiro, quiserem "dar uma ajuda ao Benfica mostrando o perfil do próximo treinador". Mas o que é isto?

De seguida, passaram um excerto de um programa do TVI24, em que o ex-central do Benfica, Mozer, em tom jucoso, e devidamente co-adjuvado pelo jornalista, defendeu ter o perfil ideal para ser o próximo treinador do Benfica...

É urgente mudar, sob pena de se perder o Benfica para sempre. E gostava muito de ver no futebol do Benfica a atitude e a alma dos grandes jogadores do basket, do andebol e do hóquei. Nestas três modalidades que tenho acompanhado, os jogadores têm mostrado uma raça impressionante. Só mesmo no hóquei é que a raça não chegou para ultrapassar uma equipa que joga sempre com o auxílio dos senhores do apito. De resto, em basket, nem mesmo esses senhores conseguiram mandar-nos abaixo.

Força Benfica!

O Camelo

Essa sumidade em economia chamada Camilo Lourenço decidiu atacar novamente as finanças do Benfica. Parece que estamos à beira de um colapso, afirma ele. Se calhar o Benfica vai acabar, deseja ele. Porventura vão contratá-lo para endireitar as contas do clube, sonha ele.

Como diz um amigo meu, quem percebe realmente de economia e de gestão está em grandes empresas. Não trabalha na comunicação social.

Queria só dizer isto

O Miguel Minhava é enorme!

Pasquinices

sexta-feira, 15 de Maio de 2009

A táctica já tem barbas: usar o nome do foculporto para levar o Benfica a comprar determinado jogador. Desta vez trata-se de um jogador que até está a jogar no Benfica, o Reyes.
Mas tenho a certeza que o Rui Costa já conhece de cor este género de artimanhas ridículas para exercer pressão e vai tomar a melhor decisão para o clube.

Também espero que essa decisão seja tomada em consonância com o treinador da próxima época, seja ele Quique, Jesus ou outro qualquer, e não com o desejo dos adeptos. Não faria sentido algum contratar o Reyes e depois ele ficar sentado no banco por não se enquadrar no esquema de jogo do treinador. E toda a gente sabe que o Jesus é apreciador do losango...


Mudando de assunto, que dizer da insistência da imprensa no interesse do Benfica por Jorge Andrade?
Só acredito nisso se estiverem a falar de um interesse da Fundação Benfica, uma instituição que presta apoio a todo o tipo de pessoas carenciadas, incluindo as incapacitadas, como é claramente o caso do Jorge.

Na final

Parabéns aos bravos do andebol e aos adeptos que transformaram o pavilhão no verdadeiro Inferno da Luz.

Agora temos uma deslocação a casa dos corruptos, onde as arbitragens têm a habilidade do costume. Esperemos igual desfecho ao do basket.

Glamour

quinta-feira, 14 de Maio de 2009

Tenho lido e ouvido muitos comentários em relação à possível contratação de Jorge Jesus; pelos mais diversos motivos, uns contra e outros a favor.
Mas há alguns comentários que me causam alguma... confusão, para não dizer pior. Há uma série de pessoas que julga que Jesus não é bom para o Benfica porque: "é um labrego", "não sabe falar", "não se sabe vestir", "tem um corte de cabelo ridículo", "masca pastilha de boca aberta" e outros deste género.
Curiosamente, nenhuma dessas avaliações implica que Jorge Jesus não perceba de futebol, o que me leva a pensar que quem profere e escreve tais coisas não está minimamente preocupado com o futebol do Benfica, mas sim com a aparência do treinador.

Quem ouvir esta gente falar ainda pensa que o Benfica é uma agência de modelos! Eu sempre achei que o Camacho era um labrego e que suava imenso debaixo dos braços, o que dava muito mau aspecto e até algum nojo, e no entanto ele criou as bases para Trapattoni ser campeão. Também sou livre de pensar que o Mário Wilson não sabia combinar a camisa com as calças e que a escolha do calçado deixava muito a desejar e no entanto reconheço que o Benfica lhe deve muita coisa. E se falamos de cortes de cabelo, acho que ninguém me dá um tiro se eu disser que o Paulo Bento tem feito um grande trabalho no zbordin, mesmo sem ganhar nada.

Se fossemos actualmente um clube vencedor, que coleccionasse títulos atrás de títulos e esmagasse sem piedade a concorrência, eu até daria alguma importância à figura estética e à verbosidade do treinador. Mas da maneira como estamos, e não tenhamos pejo em afirmá-lo, de rastos, julgo que não podemos falhar mais na escolha de quem deve orientar a equipa. A margem de manobra é zero e nunca poderá ter como base a elegância.

Eu não sei se Jorge Jesus é ou não o homem certo para o Benfica, mas avaliar a sua competência para o cargo de treinador tendo como base o seu aspecto, digamos, pouco polido, é profundamente ingrato e injusto. Tanto para ele como, e principalmente, para o Benfica.
É por este tipo de coisas que estamos como estamos.

Resultado da Sondagem nº 4

As respostas à pergunta "O Benfica deve comprar Reyes?" foram as seguintes:

- Sim 63%

- Não 37%

Será que o Jorge Jesus também votou?

Temos enredo

quarta-feira, 13 de Maio de 2009

Num país em que os jornais desportivos conseguem manter ao longo dos anos um público mais ou menos assíduo, saiu-lhes a sorte grande. Os 3 grandes intentam mudar de treinador.

Estamos a três jornadas do fim, com os treinadores dos três grandes ainda com contratos por cumprir, e os jornais parecem baratas tontas.

Se nos outros anos viveram à custa dos maus resultados e classificações do Benfica, visto que a mudança necessária sempre deu muito que escrever, este ano temos os outros dois clubes grandes metidos ao barulho. A disputa deixou de ser só pelos jogadores, para passar a ser também de treinadores.

Fazendo a analogia com o que se tem vindo a passar nos anos transactos com as hipotéticas transferências falhadas de jogadores para o Benfica, cheira-me que o jornal Reco-Reco anda a preparar a seguinte notícia: "Porto rouba treinador ao Benfica".

Se virmos bem, ontem já se dizia que "Benfica falou com Jesus", numa reunião em casa do técnico. Hmmm... O guião está escrito... E o final vai ser o de sempre.

Mas atenção. O enredo desta vez é mais complexo. Hoje já li (não comprei o jornal...) que Jesualdo é também hipótese para o Benfica. Prevejo que amanhã será a vez de Paulo Bento ser também hipótese.

Ou seja, se o Porto contratar Jesus, o "Porto roubou Jesus ao Benfica". Já se contratar Paulo Bento, a notícia vai ser "Porto roubou Bento ao Benfica". Se optar por manter Jesualdo, a capa será "Benfica tramado pelo Porto".

Portanto, o Benfica será o desgraçado do filme e o Bufas um grande gestor de futebol.

Mais anedótico que isto só mesmo um pseudo-candidato à presidência do Benfica afirmar que quer ser ouvido na escolha do próximo treinador (link).

Benfica tenta Messi

A imprensa desportiva portuguesa, na sua ânsia de vender jornais à custa do Benfica, por vezes entra em patéticas contradições. Ontem o Benfica estava desesperado para vender o Luisão e o Cardozo, para equilibrar as contas, mas hoje já há dinheiro para ir buscar o Quaresma. Sim senhor, faz sentido. E, se calhar, amanhã ainda vamos buscar o Simão.

Quando é que eles perdem definitivamente o pudor e avançam títulos como:

"Benfica tenta Messi", "Rooney com um pé na Luz" ou "Rui Costa quer Lampard"?

Aldrabavam as pessoas na mesma mas sempre vendiam mais qualquer coisita...

Religiosidades

Não deixa de ser curioso que no dia de Fátima apareça a notícia que o Papa nos quer roubar o Jesus.

Funeral indiano

terça-feira, 12 de Maio de 2009

Imaginem que alguém chega à Índia e não tem qualquer conhecimento dos hábitos e costumes do seu povo. Passado poucos dias tem que ir a um funeral e, naturalmente, vai de preto. Chegado ao local da cerimónia constata, estupefacto, que toda a gente enverga trajes brancos. Felizmente que as pessoas são simpáticas e inteligentes o suficiente para perceber o erro e o informam que na Índia se deve ir de branco a um funeral.
Agora imaginem que, na posse desta informação, esse estrangeiro insiste em ir a funerais vestido de preto.

Infelizmente para nós, este estrangeiro é Quique Flores.

Foi contratado por uma direcção que, para o bem e para o mal, faz do combate à corrupção na arbitragem o seu cavalo de batalha. E o que faz Quique Flores? Não fala quando o Benfica é sistematicamente prejudicado e ainda tem saídas dignas de registo quando, por exemplo, lembra que também ele simulou grandes penalidades.
Ou seja, está em completa dessintonia com a direcção do clube.

Foi contratado por um director desportivo que traçou como objectivo mínimo o acesso à Liga dos Campeões. E o que faz Quique Flores? Vai relembrando orgulhosamente que o 3º lugar que ocupa é melhor que o 4º da época passada.

Tem à sua disposição Diamantino e Chalana, profundos conhecedores do futebol português, que lhe podem transmitir informações muito úteis sobre os adversários. E o que faz Quique Flores? Escorraça-os e nem sequer os deixa estar presentes nos treinos.

Tem à sua disposição um jogador como Cardozo, o melhor marcador da equipa da época passada (e também da presente). E o que faz Quique Flores? Senta-o bem sossegado no banco e só faz uso dele quando perde Suazo por lesão.

Há jogos em que as coisas correm pior e nos quais o treinador erra claramente nas substituições e na estratégia. E o que faz Quique Flores? Remete a culpa para os jogadores.

Vê lenços brancos e ouve assobios. E o que faz Quique Flores? "Eram para o Cardozo".

As equipas da liga portuguesa jogam todas fechadas lá atrás e pensam apenas no 0-0 contra o Benfica. E o que faz Quique Flores? Medos e mais medos.

Sejamos claros, este senhor está em Portugal há quase um ano e ainda não percebeu o que é o Benfica, nem o que é e como é o futebol português. E não me parece que alguma vez vá perceber. Seja porque não quer ou porque não sabe, é-me indiferente. O lugar dele não é aqui.

Mas será que a culpa é só dele? Quero acreditar que sim. Prefiro acreditar que sim...
Prefiro acreditar que alguém dentro da estrutura do clube já lhe tentou explicar o que é a instituição Benfica e como se deve comportar o seu treinador. Caso isto seja falso, algo vai muito mal dentro do clube. Mesmo muito mal.

Um abraço para o Porto

segunda-feira, 11 de Maio de 2009

Confesso que sempre admirei os muitos milhares (mais do que nos querem fazer crer) de benfiquistas que vivem na cidade do Porto. Não deve ser fácil aturar aquela malta corrupta 365 dias por ano. Tal como não deve ser fácil aturar festejos como os de ontem que, infelizmente, se vêm tornando num hábito abjecto anos após ano.

Já eu sou um felizardo. Ontem ouvi apenas uma ridícula buzina durante toda a noite que, ainda por cima, foi rapidamente silenciada pela forte carga de água que caiu lá de cima, como se o próprio céu quisesse acabar com aquele corrupto e patético festejo. Nesse momento, o meu pensamento regressou aos benfiquistas do Porto e desejei que também lá estivesse a chover facas e canivetes.
Mas facas e canivetes a sério...

Um abraço para todos os benfiquistas da cidade do Porto!

Ecletismo na roubalheira

domingo, 10 de Maio de 2009

Depois de ontem a equipa de basket do Benfica ter sido, uma vez mais, prejudicada frente à equipa azul, hoje foi a vez da nossa equipa de hóquei em patins.

Contei 3 penalties claros, sendo que o último resultou na jogada de contra-ataque que permitiu à equipa do Porto marcar o 4.º golo a escassos segundos do fim do jogo.

Aliás, neste paly-off, o Benfica pode queixar-se da arbitragem nos dois jogos. Num panorama desportivo em que não houvesse batoteiros, que têm de ganhar de qualquer maneira, estariamos neste momento na final de hóquei em patins.

Esta merda não acaba... E o Polvo é maior do que possamos imaginar.

Nem assim

Não falha: mais um jogo dos playoff contra os corruptos, mais uma arbitragem absolutamente vergonhosa. O que vale é que já estamos habituados.
A distribuição de porrada debaixo das tabelas foi grande, mas os jogadores do Benfica não se intimidaram e mostraram aquilo que valem. Houve um lance espectacular em que um indivíduo vestido de azul e branco enfia as manápulas nas costas do Doliboa e quase o arremessa para fora de campo e nem falta foi assinalada, quanto mais uma anti-desportiva.
Gostei também dos comentários da SportTv. O requinte do costume. Mas assim até dá mais gozo.

Apesar de tudo isto, e por mais que os árbitros tentem, a equipa de basquetebol do Benfica vai eliminar os corruptos. Não tenho a menor dúvida.

Desesperante

sábado, 9 de Maio de 2009

Desesperante... É assim que caracterizo o jogo de hoje. Sofridos... praticamente todos os jogos do Benfica nesta época.

Se é que ainda tinha dúvidas, hoje dissipei-as. Quique para o ano?? Não, obrigado. Passaram quase 30 jornadas e a equipa não sabe jogar futebol. Troca uns quantos passes seguidos, vai rematando e uma vez por outra sai uma jogada com "pés e cabeça". Mas não é uma equipa forte. Vulgarizou-se... Chegámos ao ponto de o treinador do Trofense dizer que vinha à Luz tentar ganhar... Por favor... Não matem o Benfica...

Hoje estivemos empatados a 2 golos cerca de 30 minutos. As substituições foram Yebda por Carlos Martins (ou seja, um trinco para o lugar de um médio) e Balboa por Urreta (este, para mim, foi dos melhores em campo, quando Di Maria passeou uma vez mais a sua falta de qualidade - sim, falta de qualidade).A 10 minutos do fim, Quique percebeu finalmente que devia "meter a carne toda no assador" e fez entrar Mantorras, para o lugar de Di Maria. Não entendo estas opções, não percebo a passividade nos lances de bola parada, não percebo a falta de alegria.

Já começo a estar farto da conversa dos árbitros. Não é que não haja erros contra nós. Mas depois de 2 anos a tentar caçar as bruxas e o bufento, não vejo que isso nos tenha ajudado. Também não digo para fazermos o papel ridículo a que o Sporting se sujeitou... Mas o caminho que adoptámos só nos prejudicou. E sofrer golos de bola parada de Trofenses e Académicas não é culpa dos árbitros.

Por tudo isto, espero que se mude o treinador, para melhor (sempre) e que a direcção se preocupe em encetar esforços para blindar o clube. A nossa fortaleza é o nosso território, o nosso Estádio da Luz. Deixemos os outros. Só temos que ser mais fortes, dentro de campo. Vivamos menos a História; vamos construir novas páginas na mesma.

Disparidades

Eis que sucede mais uma disparidade gritante entre o tratamento dado ao Benfica e o que é dispensado aos outros.

Desde que Léo saiu do Benfica, Quique tem andado a ouvir e ler críticas daquele. Há nitidamente uma exploração do assunto por parte da corja do costume, porque sabem que isto cria instabilidade no clube.

Nos dois últimos dias, a discussão entre entre Quique e Léo azedou, com acusações de falta de capacidade de parte a parte.

Mas a ideia principal é: o assunto pode melindrar o ambiente no Benfica? Então toca a esmiuçá-lo.

Já por outras bandas, a coisa é diferente. Paulo Assunção é ameaçado de levar um tiro e pouco ou nada se diz ou investiga; a loja da irmã do Ronaldo é assaltada por portistas por ele ter marcado um golo ao Porto; Postiga, questionado sobre o domínio do Porto ao longo dos anos, escusa-se a responder, dizendo "é melhor nem falarmos nisso"...

Eu não sei se há protecção deliberada ao clube lá do Norte ou se quem abafa estas coisas simplesmente está a proteger o seu próprio coiro (não vá tornar-se em outro Bexiga)... Mas a verdade é que isto é vergonhoso. É absurdo como se criou um clima de medo no futebol, em que nem juízes ousam "mexer". No fundo, quem tem cú tem medo.

Uma questão de respeito

sexta-feira, 8 de Maio de 2009

A minha paciência com Quique Flores esgotou-se há alguns jogos. Mas o meu respeito para com o senhor, não. Tento colocar-me na pele do homem e imaginar o que sentirá alguém que neste momento se encontra completamente sozinho dentro da estrutura de futebol do Benfica. Depois do desaire na Choupana, que acabou de vez com a esperança da Champions, Quique ficou ainda mais isolado.

Eu comprendo que os dirigentes do Benfica tenham que tratar do futuro do clube da maneira que entendem ser a melhor, mas o facto de o presidente e de o director desportivo se deslocarem em simultâneo a Londres, onde permaneceram alguns dias, poucos dias depois dessa derrota faz-me alguma confusão. Claro que também há a hipótese de Quique Flores estar a par dos motivos desta viagem e de, inclusivamente, Luís Filipe Vieira e Rui Costa terem ido negociar jogadores em sintonia com os desejos do actual treinador. Contudo, os exemplos recentes da maneira como Fernando Santos foi despachado e da maneira como Camacho, que foi inteligente e bateu ele próprio com a porta, se preparava para ser também despachado, levam-me a pensar o contrário.

Muito sinceramente, tenho pouco interesse em saber os motivos dessa viagem a Londres. É-me indiferente que tenham ido contratar o Scolari ou o Quaresma, vender o Di Maria e o Cardozo, tentar enganar alguém com o Makukula, ver ao vivo as meias-finais da Champions, fazer umas compras no Harrods ou dar um passeiozinho em Piccadilly Circus.
Antes de se pensar em quem virá, devia-se pensar em como se deve tratar quem ainda cá está.

Que mensagem passará toda esta historieta aos jogadores? Ok, são na sua grande maioria indivíduos com poucos estudos, mas não são burros. Eles sabem muito bem o que se passa. Ainda terão eles respeito pela autoridade de Quique? Ou já olham para o espanhol apenas como "um gajo que está aqui a dar uns treinos mais um mês" (como sucedeu claramente com Camacho)?

Julgo que já é altura de vermos um treinador a sair do Benfica e não a ser escorraçado pelo Benfica.

A minha shortlist

quinta-feira, 7 de Maio de 2009

Hoje surgiu-me uma dúvida: como é que os jornais desportivos, principalmente, e parafraseando o meu colega de blog, o Reco-Reco, têm sempre tantos nomes de jogadores para avançar diariamente como possíveis contratações do Benfica.

É admirável a imaginação. Mas é curioso que já adoptaram outra táctica. Se há uns anos inventavam nomes como Robinho, agora apostam em nomes mais ou menos desconhecidos. Desta forma, apanham até os mais cépticos. Quem não é apanhado nestas manobras de marketing sei eu quem é... Eu...e espero que façam o mesmo.

Não vá faltar-lhes a imaginação, estou a pensar em fornecer-lhes a minha shortlist do Football Manager 2009. Pagava para ver numa primeira página do Reco-Reco nomes como Mascio, Aquino ou, há uns tempos idos, Tó Madeira.

Novo reforço do foculporto

O foculporto continua a preparar a próxima época com afinco. O novo reforço é Tom Henning, que deu nas vistas no jogo entre o Chelsea e o Barcelona. Bimbo da Bosta deslocou-se propositadamente a Stamford Bridge para ver in loco este árbitro que já era seguido há algum tempo e, maravilhado com a sua exibição, não hesitou em contratá-lo para reforçar o seu quadro de árbitros.

Timing

O pasquim Reco-reco continua a sua cruzada pela destabilização do Benfica. Desta vez o alvo é o hóquei em patins.
Numa altura decisiva da época, com o segundo jogo contra os corruptos aí à porta, o Reco-reco avança com uma longa lista de jogadores que o Benfica supostamente irá dispensar.

É incrível como o foculporto domina de tal modo as arbitragens no hóquei e mesmo assim ainda precisa deste tipo de esquemas para obter vantagem. A escassa vitória por 1-0 no último jogo deve ter causado receio para aqueles lados...

Espero que o pavilhão encha no próximo Domingo. Os nossos jogadores bem o merecem.

Calha a todos

José Bosingwa acabou o jogo da Champions desolado. Falou num "árbitro encomendado" e ainda chamou o homem de ladrão.

Não é que não tenha razão, porque a tem. A arbitragem foi um verdadeiro nojo e cheira de facto a uma bonita encomenda da Uefa para termos uma final Ronaldo-Messi que representará largos milhões de euros em publicidade e direitos televisivos.

Tive realmente pena do José, coitadito, porque ele estava mesmo destroçado; quase incrédulo. Nota-se claramente que lhe falta traquejo neste tipo de situações. A culpa é obviamente do foculporto, que não prepara os seus jogadores para este tipo de cenário.

Sondagem nº 4

quarta-feira, 6 de Maio de 2009

Já deu para perceber que os jornais não vão parar até findar o prazo de compra do Reyes. Nos dias pares vão dizer que o processo está bem encaminhado, nos dias ímpares vão dizer que o Benfica não tem dinheiro para ele. Nada a que não estejamos habituados...

Portanto, gostava de saber a opinião dos benfiquistas em relação a este assunto. Ponderando as exibições, o peso na equipa, as possíveis alternativas, o valor da cláusula de compra e o salário auferido, deve o Benfica comprar o Reyes?

Valdo

terça-feira, 5 de Maio de 2009

O Valdo, de todos os que vi jogar, é o meu preferido de sempre do Benfica. Só hoje pude ver a repetição da fantástica entrevista que ele deu à BenficaTv. Bem, a classe do homem é enorme. Sempre foi um grande senhor dentro do campo e fiquei muito contente por ver que continua a ser um grande senhor fora dele.
Quem quiser aprender umas coisas sobre como se constrói o espírito de grupo de uma equipa, como se deve ser humilde e como se deve respeitar a camisola do Benfica é so ver a entrevista. Está lá tudo.

Desejo-lhe um grande sucesso para a sua carreira de treinador e gostava muito de o ver um dia a pôr essas ideias em prática no Benfica.

Carvalhices

segunda-feira, 4 de Maio de 2009

Por esta é que eu não esperava: Petit mandatário de Bruno Carvalho.

Um ex-jogador do Benfica que joga actualmente na Alemanha é o mandatário de um candidato à presidência do Benfica? Mas este Bruno Carvalho tirou o MBA onde? Na Cova da Moura?

Levanto algumas questões pertinentes: quem será o director desportivo, o Léo? Para gestor financeiro talvez o Paulo Jorge? Será Bergessio o novo director de comunicação? E o treinador, o Manu?

Mas mais importante que estas questões... A que propósito é que o Petit se meteu nisto?

Resultado da Sondagem nº 3

À questão "Que prenda dará o foculporto ao zbordin na próxima época?" os leitores do Céu Encarnado responderam:

- Pelé 33%

- Leandro Lima 33%

- Bolatti 13 %

- Benítez 10%

- Lino 10%

Cúmulo dos cúmulos seria o foculporto emprestar o recém-contratado Varela ao seu clube de origem, o zbordin.
A ver vamos qual será a prenda que os submissos irão receber por bom comportamento.

Venha a próxima

Decidi esperar 24 horas sobre o jogo de ontem para evitar vir para aqui falar com o coração muito perto da boca.

Quanto à exibição de ontem, uma palavra: medíocre. Não há ideias, não há criatividade., não há soluções O Benfica, às vezes, faz-me lembrar aqueles casais que já estão juntos há muitos anos. "Ai, decide tu." "Não. Hoje é a tua vez". É o que os jogadores do Benfica fazem com a bola nos pés. E nota-se que quando a estratégia delineada falha, tudo desmorona. Não se entende...

Como se a exibição e o resultado não chegassem para desmotivar qualquer um, Quique ainda diz, no "flash interview", que "hoje fizemos o que pudemos". O quê??!! Uma equipa que gasta milhões a preparar uma época faz "aquilo" e não pode fazer mais. É só aquilo que eles podem fazer??!! Não consigo descortinar o que apareceu primeiro: a desmotivação dos jogadores e a consequente falta de ambição do Quique? ou terá sido a falta de motivação do treinador a desmotivar os jogadores?

Bem sei que temos dado pouco tempo aos treinadores que pelo Benfica têm passado. Mas... este augura algo de bom? É este discurso que queremos? É esta (falta de) ambição que queremos? É este 3.º lugar que queremos? Eu respondo por mim: NÃO!!!

Venha a próxima...época (jornada não, porque até me arrepio só de pensar no que virá por aí...)

Ignomínia

domingo, 3 de Maio de 2009

O que aconteceu hoje no jogo de basquetebol entre o Benfica e os corruptos não deve deixar ninguém indiferente. É absolutamente revoltante que a arbitragem consiga que uma equipa muito, muito, muito superior saia derrotada de campo. Nem no futebol se vêem coisas destas.
Quando a classificação final da época regular ditou este primeiro confronto nos playoffs eu pensei que isto podia acontecer. Infelizmente tinha razão.

É imperioso que algum responsável do Benfica se insurja publicamente contra este nojo que presenciámos hoje. O cenário de podridão asquerosa que se verifica no hóquei corre sérios riscos de regressar ao basquetebol.

Adios

A única coisa que ainda espero do Flores é que quando chegar ao seu novo clube peça o mesmo que pediu quando chegou ao Benfica.

O Balboa...

Não sei que diga

quando uma equipa vive de momentos de inspiração de um central adaptado a lateral esquerdo.

Mas foram dois belos remates, sem dúvida.

Related Posts with Thumbnails
 
Céu Encarnado - by Templates para novo blogger
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.